Re:Zero – Arc 4 – Capítulo 1 – Um lugar para retornar (2/5)



De qualquer forma,
Subaru: “Quer dizer que eu recebi créditos por matar a Baleia Branca, e ainda salvei a Emilia matando o “Preguiça”. E agora recebo meu dragão da terra amado ….. Esta recompensa está excelente, não é?”

Wilhelm: “Subaru-dono mesmo matando a Baleia Branca, um incrível feito de fato, e ainda não percebendo o mesmo é algo realmente admirável. Talvez um um dia o mundo agradeça adequadamente por esta grande conquista. Estarei aguardando ansiosamente por este dia.”

Subaru: “Bem não era como se eu pensasse que era realmente algo ridículo. Correndo e acenando como se fosse um pedaço de comida no rosto da baleia sabe.”

Com esta declaração nada humilde de Subaru, os olhos de Wilhelm demonstravam como se estivessem vendo algo bastante agradável. Essa intensidade do olhar a Subaru deixam-o bem desconfortavel e o mesmo balança a cabeça para afastar esse sentimento.

Subaru: “Bem, deixando o Patrasche de lado … Parece que não verei você por um tempo, Wilhelm-san. Por favor cuide bem da sua lesão.”

Wilhelm: “Sua preocupação é apreciada. – Parece que há alguma distância entre nós agora. Atualmente, esta distância somente encurtará apenas um novo derramamento de sangue. Algum dia, certamente ficarei ao seu lado mais uma vez. Até então.”

A ferida de Wilhelm – o corte hemofílico infligido pelo espadachim santo anterior, Theresia. Essa atual realidade com sua lesão reabrindo confrontava Wilhelm, porém ele ainda possuía aquele brilho acentuado no olhar. Seu foco havia sido mudado para os dois arcebispos do pecado que assaltaram Crusch, “Gula” e “Inveja”.

Assim como Wilhelm, Subaru mantém um rancor intenso contra “Gula”.
Ele provavelmente acabaria por ter que enfrentar os arcebispos, eventualmente, Subaru gostaria de evitar lutar com os arcebispos já que eles eram os líderes do culto das bruxas, mas “GULA” era diferente. Ele jurou que venceria este arcebispo do qual apenas conhecia o título, havia diversas coisas de que ele precisava ter que pegar de volta. As lembranças de Crusch eram apenas uma daquelas e, o mais importante…….

????: “Subaru-kyun. Rem está totalmente segura, por favor venha verificar.”

Uma pessoa com aparência de gato se aproximou da carruagem de Patrasche para falar – era Felis. Subaru correu para a carruagem apontada por Felis para verificar. Com o interior da carruagem mais espaçoso devido a retirada da mesma, foi instalada uma cama simples onde repousava uma única garota. Ao invés de estar vestida com sua habitual roupa, ela vestia um fino vestido azul que contrastava com seu lindo cabelo azul. Ela dormia tranquilamente em um sonho sem fim, completamente esquecida das memórias das pessoas que a amavam, exceto uma. Garota amava Subaru e Subaru queria amar aquela garota.

Subaru: “Ela está bem segura? Não vai sair ser lançada dai, certo?”

Felis: “Nyow não se preocupe com isso, eu tomei todas as devidas providências, sei que não sou perfeito mas eu ainda sou um praticante das artes de cura, OK? Se não as feridas da Rem-chan teriam acabado com elas tempos atrás, ela não está doente e tão pouco é uma paciente nesse momento, mhm!”

Ela parecia tão relaxada e calma enquanto Subaru a observava, a fala de Felis embora mantivesse o tom casual de sempre, aparentava estar bem diferente como se refletisse um senso de incompetência em não poder fazer mais. Talvez não fosse a incompetência para com Rem, mas sim com a sua mestra.

Felis: “Você realmente vai levar ela de volta com você?

Subaru: “Sim, eu levarei ela de volta, mesmo que eu deixasse ela aqui, não é como se ela fosse se curar ou algo assim…. Ahn, eu digo.. Desculpe, não queria ser sarcástico ou algo do tipo”

Felis: “Eu sei. Subaru-kyun, não é uma pessoa tão ruim assim”.

Felis deu um pequeno sorriso, quando seus olhos estreitaram e ele apontou o dedo para a face de Subaru.

Felis: “Mais importante, digo tão importante quanto a Rem, mais você também precisa tomar cuidado Subaru!”

Subaru: “Eu?”

Felis: “Você sabe exatamente do que eu estou falando. O seu portão passou em muito do limite, não foi? Se continuar forçando tanta mana por ele, enquanto você se recupera você pode não ter apenas um pequeno problema. Você está com o corpo ou mentalmente cansado?”

Subaru analisou os seus ombros, pescoço e resto do corpo, mais não verificou nada de estranho, mesmo nos lugares onde fora ferido e suas lesões curadas não haviam problemas. Ele tentou como último teste pular, mas definitivamente não notou nenhum tipo de problema os quais Felis estava preocupado”.

Subaru:” Não, estou ótimo, e mesmo assim eu nunca usei mágica regularmente. Então não importa o portão ou algo do tipo, não é como se eu usa-se magia todo o dia.

Felis: “Isso é algo que apenas uma pessoa que não usa magia poderia dizer. Se fosse comigo eu não usaria magias para quase nada exceto em emergências, mas… bem, talvez tudo esteja certo.

Subaru falava com indiferença e sem um senso de crise para Felis, que resolve deixar de pressionar Subaru, antes de terminar ele cerrou os olhos e balançou a cabeça negativamente.

Felis: ”No entanto, você ainda não está autorizado a pressionar o seu portão, OK? Eu estava tentando tirar as toxinas do seu corpo, tornou muito difícil de retirar por conta do dano no seu portão. Ele ainda não está curado, você deve deixar um tempo para que possa se recuperar totalmente, eu estimo uns… 2 meses pelo menos.”

Subaru: “2 meses? Sabe, para um cara que nunca usou mágica por 17 anos isso parece quase nada.”

Mesmo brincando sobre o diagnóstico de Felis, Subaru se deu conta que não tinham nem mesmo 2 meses que ele havia chegado nesse mundo. Apenas 2 meses…. mas ele sentia como se tivesse sido bem mais tempo. Analisando bem esses 2 meses, ele realmente não conseguia mais notar o que um tempo de paz e tranquilidade era.

Subaru: “Bem, não é como se eu constantemente procura-se problemas como está….. Droga, será que eu sou tão azarado assim? Pior que eu tenho a impressão que alguém está dizendo em algum lugar que eu sou sim.”

Felis: “….. Devo dizer que tratar danos cerebrais está fora da minha área Subaru.”

Subaru estupefato pelas próprias palavras e as pelo frio comentário de Felis, julgou que a conversa dos dois devia terminar por ali mesmo. Depois de um momento de pensamento Subaru gentilmente estendeu a mão para Felis.

Felis: “O que nyan?”

Subaru: “É que apenas eu não pude agradecer a você propriamente por toda a ajuda que você me deu. Não somente por me curar ou por me corrigir, se não fosse por você durante o ataque a Baleia Branca e no confronto com o “Preguiça” nada teria saído do jeito que saiu, …. e acima de tudo eu sou muito grato por você ter cuidado da Rem.”

Felis:” Bem eu não acho que você está sendo sarcástico nyan, mais somente isso.”

Subaru: “Esse sou eu ativando minha grande habilidade, por favor aceite meu agradecimento.”

Mesmo dizendo palavras realmente honestas e verdadeiras de agradecimento, não deixaram Felis realmente agradecido. Mas pelo menos acho que ele pode notar que elas eram verdadeiras, Felis segurou a mão de subaru completando o aperto de mão.

Subaru: “Pequenos dedos e pequenas mãos. Eu estava esperando mãos de um grande homem viril, mas não isso”

Felis: “Este perfeitamente vestido e adorável Felis não poderia mostrar a ninguém um desenvolvimento corporal desapontante. Não existe nem mesmo um único fio de cabelo ou pele rugosa em mim, tudo é 100% natural.”

O orgulho de Felis em suas mãos lisas e de sua pele pálida por debaixo da blusa era evidente na fala. Expondo corajosamente a beleza convidativa, das pernas esbeltas e bem femininas, fazendo com que que desse de ombros em decepção.

Subaru: “Mais…. você é homem.”

Felis: “Sim, Felis é um homem tanto na mente quanto no corpo.’

Subaru: “Se você está orgulhoso sobre isso, qual é a dessa roupa? Isso é ser um cara?

Roupas delicadas em homens eram inadmissíveis – não era que o pensamento de Subaru fosse antiquado, mas ele poderia pelo menos dizer que o comportamento de Felis era muito longe do aspecto masculino. Felis levantou o dedo aos lábios ao ser questionado por Subaru, enquanto remexia sedutoramente seus quadris.

Felis: “Eu me visto dessa forma porque Crusch-sama me disse que eu fico muito bem desse jeito. Para cada pessoa, o que mais ilumina em sua alma é aquilo que ela deve vestir. Tudo que estou fazendo e corresponder às palavras de minha mestra com devoção total”.

Subaru: “Mais isso é algo….”

A Crusch presente não saberia disso, Subaru ao lembrar disso não disse mais nada. Felis já sabia disso, prolongar a conversa somente faria ele se machucar mais, seria um completo absurdo falar de coisas óbvias que apenas machucassem as pessoas. O próprio Subaru sentia isso, se as pessoas falassem de Rem e como Subaru se importava com ela, mesmo ela estando naquele estado irritava Subaru mais do que tudo, Felis devia se sentir da mesma forma.


Tradutor: ChronoZ | Revisor: Heaven



Fontes
Cores