Interlúdio III – Para cada um, os seus juramentos. (Parte 4/6)

parte-4

A atmosfera no salão congelou. Mas a mente de Subaru estava queimando.

Ouvindo essas palavras, ponderou por um momento, calmamente lambendo os lábios.

[Subaru: Dissolver a aliança? O que quer dizer?]

 

[Ferris: Exatamente o que parece nyan. Como as coisas estão agora, nossa aliança não será mutuamente benéfica nyan.]

 

Talvez porque Subaru manteve a sua compostura, a expressão de Ferris revelou um toque de admiração.

Um tanto aborrecido pela expressão de Ferris, Subaru se questionou se Ferris falou sobre dissolver a Aliança para tentar ganhar uma vantagem na negociação. Quanto mais ele pensava, mais ele ordenava a si mesmo para manter a calma. Mas mesmo assim, a sua cabeça estava quase fervendo.

[Subaru: Deixando os direitos de mineração de lado, nós coordenamos nossos esforços para derrotar a Baleia Branca, e depois que tudo acabou, agora quer dar meia volta depois de colher os benefícios? Isso é um pouco escandaloso não importa como você veja.]

 

[Ferris: Mais prejuízo do que benefícios, Subaru-kyun.]

 

[Subaru: Hã?]

 

Em comparação com a atitude agressiva de Subaru, Ferris continuou casualmente, sacudindo um dedo.

[Ferris: Nyan? A “Gula” e “Ganância” apareceram juntos, para começar. Depois de matar a “Preguiça”, uma aliança com Emilia-sama só nos fará alvos pelo Culto da Bruxa… Considerando o que aconteceu a Crusch-sama… você ainda acredita que é do nosso interesse em formar uma aliança neste momento?]

 

[Subaru: Isso é….]

 

Lançando os olhos em direção a Crusch completamente diferente, Subaru hesitou contrariar o argumento de Ferris. Porque no fundo do seu coração, ele estava carregando as mesmas feridas.

Desta vez, não foi Subaru quem refutado as palavras de Ferris.

[Wilhelm: Eu discordo, Ferris.]

 

Inclinando-se para a frente em sua cadeira, o olhar severo de Wilhelm encarou nos olhos de Ferris. Ferris, com as pálpebras estreitadas, soltou um [Eh?] com um sorriso fino.

[Ferris: O que você quer dizer nyan? Depois do que a Gula fez a Crusch-sama, o que você acha que é benefício em uma aliança que atrairá o Culto da Bruxa para nós?]

 

[Wilhelm: Matar a “Gula”… Uma oportunidade para vingar o nosso mestre.]

 

[Ferris: Vingança? Isso é mais importante para você do que a vida da Crusch-sama?!]

 

Em oposição a Wilhelm, Ferris se recusou a ceder.

Em ambas as suas mentes, o seu mestre era pensado pesadamente.

[Ferris: Se continuarmos a lidar com o Culto da Bruxa este desastre só se repetirá novamente! Crusch-sama agora não pode nem se proteger! Quando esse dia chegar… Se for ferimento físico ou emocional, Ferris poderá curá-la… Mas se ela morrer está tudo acabado, não é?!]

 

[Wilhelm: Mas não podemos permanecer ociosos enquanto o agressor vaga livremente. As memórias de Crusch-sama, quando derrotarmos o Arcebispo do Pecado, há uma chance delas voltarem. Desistir dessa forma antecipada, é demasiado precipitado.]

 

[Ferris: Derrotar aquele bastardo devolverá as memórias? Digo, Wilhelm, para acreditar que memórias perdidas podem ser trazidas de volta por matar a coisa que as comeu… você está sonhando, ou acha que isso é algum tipo de conto de fadas—]

 

[Wilhelm: Felix!!!]

 

Com um grito ensurdecedor, a aura do espadachim ressoou na sala. Como se uma rajada de vento os tivesse varrido – a sensação foi sentida por todos os presentes.

Todos estremeceram de choque, mas o olhar afiado de Wilhelm permaneceu intacto.

[Wilhelm: Felix… O que você disse agora. Nunca o profira novamente na frente do Subaru-dono.]

 

[Ferris: …Me desculpe.]

 

…Chamado pelo seu nome verdadeiro, duas vezes, Ferris fechou os olhos com desgosto e remorso.

Os outros viraram os seus olhos para Subaru, que já estava se sentando mais uma vez. Em suas mãos firmemente cerradas e tremendo fracamente, sangue vazava através das lacunas entre os dedos, como se para envolve-la toda.

[Subaru: …Emilia-tan.]

 

[Emilia: Não se preocupe… Não direi nada como “eu entendo” ou “está tudo bem”… Mesmo que eu queira entender como se sente… aquela criança esquecida… porque eu não entendo nada, não importa o que eu digo, não será justo com você…]

 

Subaru levantou os olhos, para as pupilas violetas de Emilia que cintilavam com tristeza.

Nos olhos dela, ele viu o reflexo de si mesmo, em toda a sua fraqueza… é esse o Natsuki Subaru que ela vê?

…Como se salvo por aquela consideração sensível, Subaru abanou a cabeça.

[Subaru: Dizer algo como “está tudo bem”… mesmo se eu rasgar a minha boca agora não poderei dizê-lo. Mas estou bem. Ferris, não se preocupe. Eu… não vou desistir, enquanto haver o menor fragmento de esperança sobrando.]

 

[Ferris: Realmente nyan… Subaru-kyun certamente não gosta de desistir….]

 

Vendo Subaru tentando agir como se ele estivesse bem, o semblante de Ferris se rompeu em um sorriso. Mas a sua posição manteve-se inalterado.

[Ferris: Quanto a mim nyan, não concordo que devemos continuar a aliança. Voltarei com Crusch-sama e apenas assistirei. Então, algo como vingança contra a “Gula” só devemos deixar isso de lado nyan.]

 

[Wilhelm: O que devemos fazer e como… Crusch-sama, você deve decidir. Não é nós que devemos decidi-lo.]

 

No final, tudo isso caiu sobre ela.

Ambos os olhos focaram-se em cima dela, e Crusch, como se compreendendo, acenou com a cabeça.

[Crusch: Ainda há muito que não sei. E o que eu era antes, eu não me lembro. Quero lhes dizer agora, que vai ser desorientador estar comigo… Mas mesmo assim, agradeço por colocar em mim a sua estima e confiança. E se eu puder, quero fazer jus a esta expectativa. Por isso, vou tentar meu melhor.]

 

Apesar de ter perdido a memória dela, parecia que a sua força do caráter permaneceu.

O que é a essência principal de uma pessoa? Ver Crusch assim mais uma vez, mesmo depois de esquecer tudo o que ela sabia, Subaru não poderia evitar, mas fazer essa pergunta a si mesmo.

Mas quanto a aliança, não há melhor escolha do que pôr as negociações em espera por agora.

[Ferris: Em qualquer caso, se quem detém todas as informações chaves sobre a facção de Emilia-sama… Marquês Roswaal, não estiver presente, então não há nada que possamos fazer nyan. Então, para a nossa próxima negociação, vamos esperar para que o Marquês esteja presente.]

 

[Crusch: Sim, é o melhor. Então esta reunião…]

 

[Ferris: Será um segredo — Então finja que era sobre algo que não seja uma aliança nyan]

 

Ferris atirou um olhar afiado sobre Subaru, dizendo isso em uma voz excepcionalmente baixa.

Subaru engoliu em seco, mas não vendo nenhuma razão para Puckrdar, acenou. De sua perspectiva, esta decisão fazia sentido. Se a condição atual de Crusch é conhecida pelo público, o seu status como a candidata mais competente irá desaparecer.

Na verdade, as repercussões da amnésia de Crusch tornando-se público é da mesma magnitude como o prestígio de terem matado a baleia branca. É precisamente por esta razão que Anastasia não foi convidada para esta reunião.

[Ferris: Independentemente de Julius, Anastasia certamente usará essas informações para a sua vantagem. È uma boa coisa a condição de Crusch-sama não ter sido vista por aquelas crianças dela.]

 

[Crusch: …Ela vai estar presente nas negociações do vencedor, o que faremos sobre isso?]

 

[Ferris: Nós podemos dar uma desculpa dizendo que está doente. Ferris pensará em algo. Quanto a Subaru-kyun, o seu lado só precisa manter este segredo, entendido?]

 

Solicitando apenas o silêncio, Ferris não permitiria qualquer embaraço adicional entre as duas facções. Subaru, percebendo isso, apenas acenou.

No final, a reunião concluiu-se sem qualquer qualquer tipo de progresso.

Reconhecendo o desespero das suas situações, mais do que tudo, as duas facções estão alinhadas na incerteza de seu futuro.

Contribua com a Novel Mania!