CC – Capítulo 267 – Espírito Superior contra Espírito Superior


Isso foi perigoso.

Me pergunto o que teria acontecido se tivesse permanecido lá.

— Meu Mundo!

Eu recitei o encantamento e voltei para o Meu Mundo antes de fechar a porta.

— Mestre, você derrotou… não parece que você conseguiu. Você fugiu?

Neete, que estava esperando, perguntou.

— Pois é, foi impossível derrota-lo por meios convencionais.

— Imaginei. Fugir foi a melhor escolha. As Elfas-Negras se organizaram em esquadrões, mas acho que é melhor que elas não sejam acionada.

— Bem, devemos tomar nosso tempo e esperar até que o espírito parta para algum lugar e possamos apenas retomar nossa jornada. Ou podemos nos encontrar com Haru e as outras ao nos transferirmos para Florence?

— Não, tem algo que quero tentar, então podemos fazer isso depois.

Eu disse enquanto tirava minha camisa e calças para ficar apenas com minha roupa íntima.

Ao fazer isso, o rosto de Neete ficou vermelho e ela falou timidamente:

— … tudo bem, estou pronta quando você quiser.

— Não! Não entenda errado.

Eu disse antes de pular dentro do mar.

Mergulhei o mais fundo que podia.

Aqui… isto será profundo o bastante?

De repente, cheguei ao limite de meu fôlego.

— BeBorBar Bara BaBa (Retornar para Casa)!

Eu invoquei a magia quando estava a ponto de me afogar e consegui voltar para a terra.

Isso foi um pouco perigoso.

— Eh? Mestre, o que você está fazendo?

Mesmo que só parecesse que eu mergulhei na água e voltei, Neete deve ter sentido que eu tinha feito alguma coisa estranha.

O que eu fiz?

— Fiz algo que pode deixar Pionia zangada.

— Isso pode irritar Pionia-oneesan?

É, o caso do estaleiro foi meio que negligência de minha parte, mas, desta vez, isso seria 100% minha responsabilidade.

— Hmm? Mestre, o nível da água está diminuindo?

— É claro que está, já que abri um enorme buraco no fundo do mar.

Enxuguei meu corpo com uma toalha e a usei para cobrir os olhos de Neete antes de mudar minha roupa íntima.

— Entendi, você abriu um buraco… eh?

— Como eu não poderia fazer a Salamandra entrar no mar, imaginei que poderia tentar jogar a água do mar na Salamandra. O que você acha? Sobre este plano genial.

— Uuah, Pionia-oneesan com certeza ficará furiosa. Ela mencionou que finalmente aumentou o número de algas marinhas em boas condição no fundo do mar, assim ela estava se preparando para aumentar o número de peixes.

— Vou me desculpar com Pionia. Na verdade, Sheena Nº3 também plantou as algas.

O nível da água foi reduzido pela metade, então imaginei que estava na hora e fechei a porta para o Meu Mundo antes de abri-la diante de mim.

— Espere, mestre. Vou sair primeiro.

— Hã? Por quê?

— Só por precaução. Não saia se eu não voltar Mestre.

Senti que estaria tudo bem.

Em face dos sentimentos de Neete, escolhi manter minha palavra.

Neete cruzou a porta após ela se abrir.

Então ela voltou na mesma hora.

— Mestre, tudo está bem por enquanto.

Por enquanto?

Saí sem saber o significado por trás dessas palavras.

— Isto é incrível… o mar se tornou água morna.

Vapor estava aparecendo em alguns pontos.

Mas não pude sentir a presença do Espírito do Fogo.

Então, a Salamandra estava…

— Nadando.

— Parece que eu não a derrotei.

Contudo, isso ainda teria o efeito de enfraquecê-la.

E mais uma coisa.

Ichinojo subiu de Level.

— Muito bem, aumentei meu nível.

— Você derrotou a Salamandra?

— Não, eu não a derrotei. A Salamandra caiu no que parece ser um ninho de Wyrms de Areia. Ao que tudo indica, essa ruína tinha Wyrms de Areia nela e eles devem ter sufocado e morrido.

Habilidade de Mago do Gelo: “Magia de Gelo III” evoluiu para “Magia de Gelo IV”.

Habilidade de Mago do Trovão: “Magia do Trovão III” evoluiu para “Magia do Trovão IV”.

Isso aí, Magia de Gelo passou de level.

Nesse caso, acho que posso me esforçar para acabar com isso.

Vou deixar o resto com você Setolance-sama!

Verifiquei a magia que aprendi na lista de magias.

— Aumentar Pó de Diamante!

A Magia de Gelo de força máxima que invoquei se tornou uma tempestade de neve que envolveu a Salamandra.

Então… antes que percebesse, um enorme iceberg se formou.

Apesar disso, a Salamandra ainda estava movendo suas pernas dentro do gelo.

— Hahaha, a Salamandra não é ruim, não posso derrotá-la mesmo com tudo isto. Não posso mais me mover.

Rachaduras aos poucos se formaram no gelo.

— Devemos correr?

— Não, ela está ensopada pela água e presa em um iceberg… Setolance-sama irá fazer algo quanto a isso.

Assim que estava pensando nisso, um estranho pássaro de fogo voou para o iceberg e engoliu a Salamandra.

De certa forma, eu poderia dizer.

Aquele era o Espírito Superior familiar de Setolance-sama.

Um Espírito Superior do Fogo consumiu um Espírito Superior do Fogo… tal milagre aconteceu.

“Obrigada Ichinosuke-kun.”

Ouvi a voz de Setolance-sama.

— Não, não, deixe isso para lá. Vou receber alguma recompensa? Apesar do Marquês Yutings me dizer que poderia ter qualquer coisa que quisesse.

“Deixe-me pensar, que tal isto? Em reconhecimento por seu trabalho duro, não vou questionar sua decisão de levar as Elfas-Negras para dentro do Meu Mundo e posteriormente desfazer o selo na Salamandra.”

— … hahaha, muitíssimo obrigado.

Talvez as Deusas-samas ficariam incrivelmente nervosas se eu não fizesse nada sobre a Salamandra.

Estou feliz por ter lutado com seriedade.

— O que você está fazendo Neete?

— Não, bem, meu Mestre é muito legal. Eu me apaixonei por você mais uma vez.

— É, se apaixonar mais uma vez é bom, mas o que você está fazendo de verdade?

Neete roubou meus lábios enquanto eu estava caído no chão.

Me atacando enquanto estou caído… eh…

— … eh?

Estranho, a sensação de fadiga que senti há pouco desapareceu.

— Eu devolvi um pouco do poder mágico do Mestre. Com isto, você poderá se mover um pouco, não é?

— Ah… sim, obrigado. Você pode fazer algo como isto?

— Só esse tanto. Da próxima vez, por favor, devolva o dobro disso.

Neete ergueu dois dedos e fez essa proposta.

— Ah, tudo bem. Agora, vamos voltar.

Assim, minha grande aventura no Principado de Nicplan chegou ao fim.


Tradutor:




Fontes
Cores