Arifureta – Capítulo 76 – A Derrota do ⌈Herói⌋


(Suzu): “Uh…”

(Kaori): “Suzu-chan!”

(Eri): “Suzu!”

Como Suzu soltou um gemido e lentamente abriu seus olhos, Kaori e Eri, que sempre estavam ao lado dela, chamaram o nome de Suzu com vozes misturadas com preocupação e alívio. Suzu se distraiu por um tempo com apenas seu olhar se movendo, e finalmente abriu sua boca.

(Suzu): “Eu-eu não conheço este tetoooo”

(Shizuku): “Suzu, eu sei que você gosta de atuar, mas não seria melhor se você não dissesse algo assim em um momento destes?”

Ela devia estar com sede. Contudo, Suzu desesperadamente disse isso com uma voz rouca, o que fez Shizuku retorquir com um tom meio impressionado e meio elogioso quando a escutou. Posteriormente, Suzu molhou sua garganta usando a água do frasco de couro a seu lado.

Com adoráveis sons de goladas, Suzu, que saciou sua sede, disse, “Estou revivida! Literalmente!”, palavras que não poderiam ser consideradas uma piada, e ela tentou o seu melhor para se levantar com a ajuda de Kaori e Eri. A animadora da classe, que recobrou sua consciência de uma condição crítica, irradiou uma atmosfera alegre que fez os colegas de classe, que estavam depressivos até agora, mostrarem sorrisos.

Contudo, a brilhante atmosfera era muito contrária a aparência de Suzu. Ela estava exausta e sofreu perda de sangue. Com um rosto pálido e finas linhas abaixo de seus olhos exatamente como as de um urso, seu sorriso parecia infeliz. Algumas partes de seu corpo foram perfuradas, mas essa era claramente sua “força”, ser capaz de sorrir logo que ela se levantou. Shizuku e Kaori a observaram com respeito.

(Kaori): “Suzu-chan. Está tudo bem para você descansar mais. Afinal, seu sangue não deve ter sido reposto ainda, mesmo que suas feridas tenham se recuperado…”

(Suzu): “Uuuun, então é por isso que eu me sinto tontaaaa. Aquele malditoooo, para perfurar a linda Suzu… mesmo que, ‘Eu posso te penetrar agora?’, seja melhor de se dizer na cama!”

(Eri): “Suzu! Isso é vulgar! Seja mais prudente!”

Suzu disse enquanto encarava com raiva o espaço vazio, e Eri a repreendeu com bochechas coradas. Alguns dos alunos involuntariamente soltaram um, “Bff!?”, mas desviaram seus olhares devido a encarada de Shizuku.

(Kouki): “Suzu, graças a Deus você acordou. Nós estávamos preocupados, sabia?”

(Ryutaro): “Yo, você está mesmo bem? Seu rosto não está completamente pálido?”

Como Suzu subitamente causou uma comoção depois que acordou, Kouki e Ryutaro se aproximaram dela. Apesar de estar enfraquecido por um período de tempo como um efeito de usar o ‖Superar Limite, Kouki ficou deprimido porque eles foram intensamente espancados. No entanto, ele parecia ter se recuperado um pouco, já que uma razoável quantidade de tempo se passou depois que eles recuaram e se esconderam no local em que eles estavam atualmente.

(Suzu): “Diaaaa, Kouki-kun, Ryutaro-kun! Parece que nós conseguimos fugir, huh? Umm, estão todos segu… espere, está faltando alguém…”

(Kouki): “Yeah, é o Endo. Ele recuou sozinho na frente. Nós pensamos que ele deveria ser capaz de atravessar os andares sozinho ao se esconder…”

Depois de cumprimentar Kouki e Ryutaro com um sorriso, Suzu notou que uma pessoa estava ausente entre os colegas que a cercavam. Suzu perdeu sua consciência no meio da batalha, então Kouki e os outros responderam a dúvida dela enquanto explicavam a atual situação.

A propósito, Kondo e Saito foram “despetrificados”, acordaram antes de Suzu e já tinham sido informados sobre a situação.

(Suzu): “Entendo, parece que muito tempo se passou desde que Suzu desmaiou… ah, é verdade. Kaorin, obrigada! Kaorin se tornou a benfeitora de Suzu!”

(Kaori): “Suzu-chan, é meu dever curar a todos. Então não exagere ao me chamar de sua benfeitora porque isso foi algo natural para mim”

(Suzu): “Hehhhh, até a Kaorin estoica é maravilhosa! Nós devemos nos casar?”

(Eri): “Suzu… é assustador ouvir você falar isso com um rosto pálido. Por ora, você não deveria descansar mais um pouco?”

Suzu foi repreendida por Eri enquanto ela se agarrava em Kaori. Se ela exagerasse nisso, Shizuku iria detê-la fisicamente. Essa era a forma como as coisas aconteciam. Até os colegas de classe, que se perguntavam se eles seriam capazes de sobreviver e voltar para a superfície de novo, gradualmente recuperaram sua compostura graças a Suzu e a conversa das garotas que não se incomodavam com sua derrota.

Porém, a atmosfera que estava começando a ficar brilhante foi apagada com água fria pela pessoa que sempre arruinava o ambiente.

(Kondo): “… do que você está rindo? Nós quase morremos, não é? Além disso, nossa situação não mudou até agora! Pense em como poderemos sair daqui se você tem tempo para ficar brincando!”

Aquele que gritou enquanto encarava Suzu era Kondo Reiichi. E embora ele não expressasse isso, Saito Yoshiki a seu lado também a observava com um olhar reprovador.

(Kouki): “Oi, Kondo. Você precisa falar uma coisa dessas? Suzu só fez isso para mudar o cli…”

(Kondo): “Cale a boca! Não é como se você pudesse dizer qualquer coisa para mim! Afinal, você perdeu! Eu quase morri! Merda! Que belo ⌈Herói você é!”

Apesar de Kouki tentar censurar Kondo devido a sua declaração, Kondo repentinamente explodiu como fogo sendo banhado por óleo e começou a criticar Kouki.

(Ryutaro): “Desgraçado… graças a quem você acha que conseguimos escapar, huh? Nós conseguimos fazer isso porque Kouki abriu um caminho para nós!”

(Kondo): “Em primeiro lugar, não haveria necessidade para recuarmos se ele vencesse! Mais importante, nós obviamente tivemos nossa chance. Estaria tudo bem para nós aceitarmos o convite da raça dos Demônios e derrotá-los depois! Porém, você egoistamente começou a lutar! Tudo isso é sua culpa! É sua responsabilidade!”

Desta vez, Ryutaro começou a advertir Kondo. Kondo se levantou e confrontou Ryutaro. Simpatizando com Kondo, Saito e Nakano também se levantaram e encararam Ryutaro.

(Kouki): “Ryutaro, eu estou bem… eu vou aceitar minha responsabilidade Kondo. Não perderemos desta vez! Nós já entendemos as características das Feras Mágicas, e nós não seremos atacados de surpresa mais uma vez. Assim, nós iremos absolutamente vencer na próxima!”

Apesar de Kouki fazer um gesto onde ele apertou seu punho fechado, Saito murmurou com olhos sombrios.

(Kondo): “… mas você não venceu nem com o ‖Superar Limite

(Kouki): “É-é que… vai-vai ficar tudo bem agora!”

(Kondo): “Por quê?”

(Kouki): “Eu vou usar ‖Poder Divino e atacar a mulher da raça dos Demônios desde o início. Portanto, se todos puderem me cobrir…”

(Kondo): “Mas ela não vai saber que um ataque perigoso está chegando com um encantamento tão longo? Até nossos inimigos têm seus próprios planos, não é? Além disso, nós não sabemos se aquelas são todas as Feras Mágicas que ela tem”

Mesmo que Kouki dissesse que estava tudo bem, Kondo e a gangue reclamariam enquanto começavam a duvidar da capacidade de Kouki e o olhavam com olhos de incerteza. Com isto, Kouki não poderia fazer nada além de assumir a responsabilidade de se certificar da vitória deles. Eles não se acalmariam pelo fato de que eles quase morreram como resultado da inacreditável força e número dos inimigos.

A principal causa para eles reclamarem era porque Ryutaro se irritava facilmente enquanto Kondo e a gangue eram contundentes em se oporem constantemente. Gradualmente, Ayako, Yoshino e Nomura tentaram parar a briga deles, mas um clima perigoso começou a se espalhar.

Assim sendo, Ryutaro começou a preparar seus punhos enquanto Kondo preparava sua Lança. Tensão imediatamente preencheu o local. Kouki gritou, “Ryutaro!”, e agarrou o ombro dele para detê-lo. Contudo, Ryutaro não poderia ser detido e veias pulsavam em sua testa enquanto ele encarava Kondo. Até Kondo e a gangue estavam parcialmente obstinados sobre isso.

(Shizuku): “Todos, por favor, se acalmem! Não importa o que vocês digam, nós só podemos apostar em Kouki para sobrevivermos! Nós devemos derrotar a mulher da raça dos Demônios mesmo que Kouki esteja no limite de tempo de seu ‖Superar Limite. Nós só podemos fazer isso já que ela não permitirá que escapemos. Vocês entendem isso, certo?”

Shizuku entrou no meio deles e desesperadamente tentou persuadi-los para acalma-los, mas isso também não funcionou. Balançando enquanto se levantava, Suzu parecia não querer escutar o que Kondo dizia mesmo se ele se desculpasse. Finalmente, Kaori pensou que ela precisava conter a todos e começou a preparar sua magia de restrição… quando eles escutaram algo.

(Fera Mágica A): “Grrrrr…”

(Estudantes): “!?!?!?”

Um rosnado. Um rosnado tão familiar, tão baixo que vinha do fundo do abdômen. As aparências das 〈Quimeras e dos 〈Lobos de Quatro Olhos cruzaram as mentes deles. O clima perigoso imediatamente se dissipou e todos congelaram. Até a menor das respirações parecia ressoar, e a respiração deles ficou menor. Seus olhares se viraram em direção da passagem camuflada como parede diante deles.

] Whoosh! Fwiiish, Whooosh! Fwuuush! [

Sons de arranhões e respirações irregulares podiam ser escutadas da parede. Alguém estava respirando profundamente. Até os traços de seus cheiros deveriam ter sido apagados por Endo, então as Feras Mágicas não deveriam ser capazes de perceber que o grupo de Kouki estava lá dentro não importava o quão fortes elas fossem. Mesmo que eles pensassem assim, eles estavam tensos e suor escorria em seus corpos.

Algum tempo ainda era necessário antes que eles se recuperassem por completo. Suzu não estava em condições de lutar, Kaori e Ayako tinham usado magia demais para curar os outros e mal se recuperaram. O grupo da vanguarda estava quase completamente recuperado, mas os ⌈Magos no grupo da retaguarda só tinham recuperado metade de seu |Poder Mágico. As [Poções de Cura] que eles tinham também se esgotaram, então eles ainda precisavam de mais algumas para se recuperarem o mais rapidamente possível.

Eles não poderiam ignorar os buracos em termos de papéis criados por Kaori e Ayako como as ⌈Curandeiras e a ⌈Mestra de Barreiras, Suzu. Era por isso que o grupo de Kouki estava torcendo para que eles não fossem encontrados agora enquanto eles observavam a parede separando o lado de fora e a sala secreta.

As Feras Mágicas vagaram do lado de fora por um tempo, mas suas presenças gradualmente começaram a desaparecer pouco depois. Assim, o silêncio retornou mais uma vez. Mesmo assim, todos ficaram parados por um tempo e suspiraram profundamente aliviados quando eles souberam que as Feras Mágicas desapareceram completamente; alguns deles desmoronaram no chão. A extrema tensão fez suor transbordar dos alunos como uma enchente.

(Shizuku): “… nós seremos descobertos se continuarmos fazendo um tumulto. Dessa forma, por favor, só se acalmem e se recuperem por enquanto”

(Ryutaro): “Y-yeah…”

(Kondo): “Vo-você tem razão…”

Shizuku esfregou o suor de sua bochecha que caía e criava um som de gotejamento esquisito. Kondo e os outros responderam enquanto gaguejavam e abaixavam seus braços. Era como se eles tivessem sido mergulhados em água fria.

Pensando que a crise tinha passado, todos relaxaram… e nesse momento…

(Fera Mágica B): “ROOOOOOARRRRR!!!”

] BOOOM!!! [

A parede separando a sala secreta e o exterior foi esmagada em pedaços junto de um imenso rugido.

(Kondo): “Uwah!?”

(Yoshino): “Kyaaaa!!”

Os fragmentos da parede foram lançados como balas devido ao impacto dentro da sala secreta e atingiram Kondo e Yoshino que estava em sua trajetória. Os dois espontaneamente caíram de bunda no chão enquanto soltavam gritos.

No momento seguinte, diante do aturdido grupo de Kouki, havia os espaços desfocados que eles ainda não queriam encontrar.

(Kouki): “Preparar para lutar!”

(Ryutaro): “Droga! Como eles nos encontraram!?”

Enquanto ordenava isso, Kouki imediatamente sacou e atacou as 〈Quimeras com a [Espada Sagrada]. Eles não se moveram porque eles iriam perder a visão dos inimigos se eles se distanciassem deles. Assim que ele praguejou, Ryutaro se posicionou diante da passagem que conectava com o exterior e tentou impedir que as Feras Mágicas invadissem mais do que isto.

No entanto…

(Fera Mágica C): “RooOOoAR!!”

(Fera Mágica D): “GROoowwwWL!!”

Um monstro parecido com 〈Brutal imediatamente atirou seu corpo parecido com aço como uma bola de canhão dentro da sala. Assim, ele agarrou Ryutaro com tremenda velocidade e o empurrou para baixo.

Usando essa oportunidade, dez 〈Gatos Negros dispararam dentro da sala e imediatamente atacaram com seus tentáculos. Atirados como uma barragem, eles impiedosamente atacaram Kondo e os outros que permaneciam em seus lugares. E embora Kondo e os outros imediatamente preparassem suas armas, os tentáculos eram muito maiores em número e iriam espetá-los.

(Suzu): “… ‖Interrupção do Céu!”

(Kaori): “… ‖Interrupção do Céu!”

15 escudos de luz inclinados apareceram no espaço diante de Kondo e os outros e conseguiu desviar as trajetórias dos ataques. Ser capaz de ativar os escudos mesmo com encantamentos tão curtos deixaria qualquer um maravilhado. Dez dos escudos eram de Suzu, enquanto os outros cinco eram de Kaori.

Contudo, mesmo que elas imediatamente os invocassem, a condição física de Suzu ainda era ruim, enquanto o |Poder Mágico de Kaori ainda estava baixo. Esses fatores afetaram a força dos escudos.

] Whiiiish! Fwooosh! Whiiiish! Fwooosh! Whiiiish! Fwooosh! [

Eles deveriam ser capazes de mudar as trajetórias e resistir ao impacto, mas ataques vigorosos dos tentáculos quebraram os escudos um após o outro. Assim, várias das trajetórias dos tentáculos não poderiam ser mudadas pelos escudos esmagados e atacaram Nakano e Saito. Os dois imediatamente dobraram seus corpos. Já que ambos estavam no grupo da retaguarda, suas resistências físicas não eram tão altas. Graças a isso, mesmo que eles evitassem ferimentos mortais, o ombro de Nakano e a coxa de Saito foram atingidas, e eles soltaram gritos enquanto eram atirados contra o chão.

(Kondo): “Shinji! Yoshiki! Merda! Daisuke, ajude eles!”

(Hiyama): “… ah, é claro”

Sempre remoendo sobre algo desde que eles escaparam para a sala secreta, Hiyama não prestou muita atenção para o que Kondo disse. No entanto, a situação não o permitia dizer nada em resposta, então ele arrastou os feridos Nakano e Saito para o lado de Suzu. Embora sua condição física não estivesse boa, a área ao redor de Suzu, que ainda tinha muito |Poder Mágico restando, era a mais segura. Além disso, eles seriam facilmente curados por Kaori ao lado de Suzu.

(Shizuku): “Kuh, Kouki! Use o ‖Superar Limite e saia daqui! Nós vamos fazer algo sobre esses caras dentro da sala!”

(Kouki): “Mas Suzu e os outros que não podem se mover…”

(Shizuku): “Nós vamos enfrentá-los mesmo assim! Por favor! Passe por eles e mate a mulher da raça dos Demônios!”

(Ryutaro): “Kouki! Deixe este lugar para nós! Eu absolutamente não deixarei eles morrerem!”

(Kouki): “… okay! Eu vou deixar este lugar com vocês! ‖Superar Limite!”

Depois de pensar nas palavras de Shizuku e Ryutaro por um momento, ele pensou que esse era certamente o único jeito de superar esta situação. Com uma expressão decidida, Kouki ativou o ‖Superar Limite pela segunda vez no dia. A razão para o ‖Superar Limite não dever ser usado por mais do que uma vez ao dia era porque ela colocava um considerável fardo no corpo.

Era por isso que o ‖Superar Limite, que normalmente tinha um limite de oito minutos, teria um limite de tempo menor ainda agora. Esperando isso, Kouki ignoraria os outros e só se concentraria em derrotar a mulher da raça dos Demônios, assim ele saiu da sala secreta.

Saindo da sala e chegando na enorme sala octogonal, diante dos olhos de Kouki havia uma enorme quantidade de Feras Mágicas. E no meio das Feras Mágicas paradas estava a mulher da raça dos Demônios o olhando com olhos frios e um 〈Corvo Branco em seu ombro. O interior da mente de Kouki estava fervendo com a missão de salvar seus companheiros e raiva por eles terem sido colocados em tal situação difícil. Assim, ele encarou a mulher da raça dos Demônios com seriedade.

(Mulher): “Hmph, você me fez perder tempo demais. Eu também tenho outras missões…”

(Kouki): “Cale a boca! Eu vou com certeza te derrotar! Se prepare!”

Declarando isso, Kouki usou um encantamento curto e |Poder Mágico foi imediatamente enviado para a [Espada Sagrada]. ‖Poder Divino normalmente iria alcançar a mulher da raça dos Demônios, mas mesmo assim, ele usou a versão com menos versos do ‖Poder Divino por acreditar que isso iria ser capaz de abrir um caminho para ele.

Contudo, a mulher da raça dos Demônios mostrou um sorriso diante da [Espada Sagrada], cujo brilho aumentava e ela ordenou ao sósia de 〈Brutal de pé perto dela que trouxesse algo atrás deles.

Kouki ficou com uma expressão de suspeita no início, o que se tornou uma expressão de horror quando ele viu esse “algo”. Ele instintivamente abaixou a [Espada Sagrada] com seus olhos arregalados e chamou o nome dele com uma voz trêmula.

(Kouki): “… M-Meld-san?”

Isso mesmo, lá estava Meld, cujos membros foram esmagados e o corpo inteiro estava ensopado de sangue sendo arrastado pelo monstro parecido com 〈Brutal pelo colarinho. Olhando de relance, seu corpo inteiro estava flácido e ele parecia estar morto, mas, algumas vezes, pequenos gemidos escapavam e demonstravam que ele estava vivo.

(Kouki): “Vo-você! Solte Meld-san!?”

Kouki estava enfurecido devido ao estado de Meld, e, em apenas um momento, ele tentou disparar contra a mulher da raça dos Demônios, perdendo seu controle. Subitamente, uma enorme sombra cobriu Kouki como se estivesse esperando exatamente por este momento. “Hah”, antes que Kouki notasse isso e virasse seu olhar, havia a cena onde um punho parecido com uma parede se aproximava dele com tremenda velocidade e fazia até o ar explodir.

] BaAAaaM!!! [

Embora Kouki espontaneamente tenha usado seu braço esquerdo para se proteger, o punho desferido com imensa força facilmente esmagou sua defesa e o braço esquerdo e corpo de Kouki receberam um poderoso impacto. Kouki voou em direção a parede e a esmagou com tremenda velocidade incomparável a ser atingido por um caminhão basculante. A parede atrás dele formou uma cratera profunda com o impacto.

(Kouki): “GaaAH!”

Devido ao impacto que ele recebeu, o ar escapou dos pulmões de Kouki e ele deslizou pela parede, caindo de quatro no chão. Kouki desesperadamente tentou apoiar seu corpo usando seu braço direito sadio, mas muito sangue escapou de sua boca. O ataque de antes provavelmente danificou seus órgãos. Ele teria morrido instantaneamente se não fosse pela habilidade derivada da ‖Resistência Física, ‖Mitigação de Impacto.

Além disso, por causa da concussão em sua cabeça, ele desesperadamente tentou entender a situação mesmo com seu olhar desfocado. Então, ele a viu. Uma 〈Fera Mágica enorme com três metros se encontrava no local em que Kouki antes estava com seu punho esticado.

Ela tinha uma cabeça de cavalo onde presas cresciam, quatro braços enormes e grossos em seu corpo musculoso e sua metade inferior era a de um monstruoso gorila. Encarando Kouki com olhos vermelhos, vapor saía de sua longa boca de cavalo sempre que ela respirava. Sua aura era obviamente diferente da que as Feras Mágicas que ele enfrentou até agora possuíam.

O 〈Cabeça de Cavalo recolheu seu punho e imediatamente disparou enquanto soltava uma densa e impiedosa sede de sangue contra Kouki, ainda incapaz de se levantar. Pulando apenas um pouco longe do lugar onde Kouki estava agachado, ele desferiu seu punho para baixo com imensa velocidade contra Kouki. Com o aviso de seus instintos, Kouki deitou no chão e rolou, desesperadamente fugindo de sua localização.

] KABOOOM!!! [

Logo a seguir, o punho do 〈Cabeça de Cavalo penetrou o chão e, ao mesmo tempo, uma ondulação preta avermelhada se estendeu no chão junto de um rugido. A destruição foi exatamente como uma explosão. Esta era a magia peculiar do 〈Cabeça de Cavalo, ‖Onda de Choque Mágica. Essa era uma habilidade que convertia |Poder Mágico em uma onda de choque. No entanto, tão simples quanto isto poderia ser, essa era uma magia peculiar imensamente poderosa.

Graças a habilidade derivada da ‖Resistência Física, ‖Aumento na Taxa de Recuperação, Kouki conseguiu se recuperar de sua concussão[1]. Ele desesperadamente se levantou e preparou a [Espada Sagrada]. Nesse momento, o 〈Cabeça de Cavalo já tinha se aproximado dele e atacava com seu punho mais uma vez.

Com o braço esquerdo quebrado, Kouki usou a [Espada Sagrada] como um Escudo e o impacto recebido em seu braço direito o jogou para longe mais uma vez. Depois disso, mesmo que Kouki conseguisse evitar um ferimento mortal, os quatro braços enviaram a ‖Onda de Choque Mágica com todo o seu poder, e ele, cujo movimento diminuiu devido ao dano do primeiro impacto, não poderia contra-atacar tudo.

(Kouki): “Kuuu! Qual o problema com a força desta coisa! Mesmo eu estando fortalecido pelo ‖Superar Limite!”

(Cabeça de Cavalo): “RUUUUAAAA!!”

Com uma expressão aflita, Kouki estava frustrado porque o 〈Cabeça de Cavalo poderia dominá-lo, mesmo quando ele usava o ‖Superar Limite, e ele partiu para um contra-ataque, preparado para o dano enquanto pensava que não poderia deixar isso continuar.

Contudo…

] BAQUE! [

(Kouki): “Kh!?”

Logo antes de ele começar, o limite do ‖Superar Limite de Kouki chegou, e o poder subitamente o abandonou. Como ele usou a habilidade duas vezes em tão pouco tempo, ele foi atacado por uma impotência incomparável com o que ele sentiu mais cedo, e ele caiu de joelhos sem poder em suas pernas.

O 〈Cabeça de Cavalo não perdeu essa chance. Com ele subitamente perdendo seu poder e equilíbrio, Kouki estava em uma situação desesperadora enquanto o punho do 〈Cabeça de Cavalo, ] bam! [, atingiu o abdômen dele com um som de impacto.

(Kouki): “GAaAH!”

Cuspindo sangue, o corpo de Kouki ficou no formato de um “<“, foi atirado para longe e se esmagou contra a parede mais uma vez. Sendo enfraquecido devido ao efeito colateral do ‖Superar Limite, a consciência de Kouki estava desaparecendo. Sendo mortalmente ferido, ele caiu sem nem mesmo se contorcer. Ou melhor, era estranho que ele não morresse instantaneamente em seu estado atual. Quem sabe o 〈Cabeça de Cavalo estivesse pegando leve para que isso não acontecesse.

O monstro se aproximou de Kouki e o levantou ao agarrar sua nuca. O inconscientemente e completamente impotente Kouki estava pendurado no braço do 〈Cabeça de Cavalo para mostrar seu estado para a mulher da raça dos Demônios. A mulher assentiu com a cabeça em satisfação e ordenou que as Feras Mágicas que dispararam para dentro da sala secreta se retirassem.

Depois de um tempo, Shizuku e os outros saíram com total cautela. Suas expressões foram tomadas pelo desespero quando eles viram o esgotado Kouki sendo erguido pela enorme 〈Fera Mágica com cabeça de cavalo que eles nunca tinham visto.

 

 

Estudantes citados neste capítulo

 

Nome Classe Descrição
Amanogawa Kouki Herói O ídolo da escola em que Hajime estuda, tem notas excelentes e era um super-humano bom em todos os tipos de esportes.
Endo Kousuke Assassino Aluno que faz parte do grupo de Nagayama Jugo. Seus colegas brincam dizendo que ele tem a menor sombra do mundo.
Hiyama Daisuke ??? Líder da gangue que atormentava Hajime na escola. Tem uma paixão doentia por Kaori. Responsável pela queda de Hajime no Abismo.
Kondo Reiichi ??? Amigo de Hiyama e membro da gangue que atormentava Hajime.
Nagayama Jugo Artista Marcial Superior Lutador de judô e segundo maior aluno na classe de Hajime.
Nakamura Eri Necromante Garota que usa óculos e é amiga próxima de Suzu.
Nakano Shinji ??? Amigo de Hiyama e membro da gangue que atormentava Hajime.
Nomura Kentaro Mago da Terra Aluno que faz parte do grupo de Nagayama Jugo.
Saito Yoshiki ??? Amigo de Hiyama e membro da gangue que atormentava Hajime.
Sakagami Ryutaro Lutador de Punhos Melhor amigo de Kouki e o maior aluno da classe de Hajime.
Shirasaki Kaori Curandeira Considerada a garota mais bonita da escola e apaixonada por Hajime.
Taniguchi Suzu Mestra de Barreiras Garota baixinha e animada que é considerada a mascote da classe.
Tsuji Ayako Curandeira Aluna que faz parte do grupo de Nagayama Jugo.
Yaegashi Shizuku Espadachim Melhor amiga de Kaori e amiga de infância de Kouki.
Yoshino Mao ??? Aluna que faz parte do grupo de Nagayama Jugo.

 


Tradutor: TraduzindoNovels



[1] Concussão é uma lesão cerebral causada por uma pancada na cabeça ou uma agitação violenta da cabeça e do corpo.


Fontes
Cores