Arifureta – Capítulo 137 – Caverna de Gelo e Neve



O último dos sete grandes calabouços, a Caverna de Gelo e Neve… era como uma casa de espelhos.

A passagem dentro deste grande calabouço era uma área considerável, enorme o bastante para dez pessoas passarem lado a lado. As paredes eram feitas de gelo e possuíam a transparência do cristal. Graças as reflexões, você poderia facilmente ficar confuso sobre o número de pessoas presentes. O resultado final… uma estrutura interna misteriosa.

Apesar de outra coisa poder ser dita para contribuir para esta sensação misteriosa. Dentro da caverna… neve sempre estava caindo. De modo natural, como essa era uma caverna, a neve não caía do céu. Ela era soprada através da caverna, se movendo com o vento. Contudo, ela não era soprada da entrada, mas sim de dentro dos recessos do labirinto.

Além disso, isso não poderia ser chamado de neve normal.

— I-a… eu fiz de novo.

— Ryutaro… nós te dissemos para não sair do alcance da barreira mágica!

Um pedaço de neve estava preso na bochecha de Ryutaro, a fazendo inchar e ficar vermelha. Sim, esta neve possuía uma temperatura tão baixa quanto a do gelo seco, causando geladuras1 imediatas se você as tocasse.

Com o vento soprando contra eles, mesmo com Suzu dispersando a neve com sua barreira, as distrações causadas pelas reflexões das paredes de gelo resultavam em pessoas precisando de tratamento várias vezes.

— Uma caverna feita de gelo, com neve que causa queimaduras de frio, em um labirinto chamado de Caverna de Gelo e Neve… tremo só de pensar o que teria acontecido sem este artefato.

— Você com certeza não estaria bebendo água.

Shizuku murmurou enquanto pegava o artefato em forma de pequena pedra que os protegia do frio e estava em seu bolso enquanto Kaori concordava, jogando um pouco de água para fora da barreira. O líquido congelou assim que tocou o ar, gerando um som enquanto se chocava com a parede. O frasco já teria sido congelado se eles estivessem entrando da forma normal.

— Com certeza, embora você possa derreter o gelo para criar água, magia do fogo parece ser obstruída neste espaço, e seria preciso considerável consumo de magia para ativa-la.

— … mas, isso não se aplica a nós.

Quando Tio respondeu o comentário de Kaori com um sorriso irônico, Yue sacudiu o pingente e anel em seu peito enquanto encolhia os ombros.

Como a ryujin observou, esta Caverna de Gelo e Neve enfraquecia de forma notável o efeito da magia do fogo. Seria um considerável sofrimento usar fogo como um método para garantir uma fonte de água ao derreter o gelo.

Isto não se aplicava ao grupo de Hajime graças a Caixa do Tesouro onde eles armazenavam todos os seus suprimentos sem serem afetados pela temperatura, assim como o artefato de proteção contra o frio que mantinha a área ao redor em uma temperatura confortável.

— Isso é extremamente útil, já que cozinhar seria problemático.

Enquanto concordava com o comentário de Yue, Hajime voltou seu olhar para a frente.

A vampira acompanhou seu olhar, vendo um homem enterrado entre a parede de gelo com os olhos fechados como se estivesse dormindo. Ele parecia ter se sentado após ficar cansado, colocando suas costas na parede e então sendo congelado pela temperatura. Nenhum ferimento era visível, talvez fosse por causa da exaustão causada pelo frio?

— Hajime, de certo modo, aquele corpo… ele não parece estranho?

— Nn? Ah… agora que você mencionou isso, ele não está enterrado com perfeição na parede?

— Sim, mas a parede de gelo se formou sobre ele enquanto ele estava sentado ali, ou ele foi absorvido por ela?

O pescoço de Shia se inclinou enquanto ela observava o cadáver enterrado na parede de gelo com um olhar suspeito. A garota-coelho fez uma boa observação. A parede se expandiu para cobrir o corpo, ou ela o puxou para dentro?

— … não há reação mágica do gelo ou do corpo, mas só para ter certeza, devemos destruir isso?

Eles poderiam deixar tudo como estava, porque não havia razões para fazer o contrário. Hajime puxou Donner, mirando no corpo e puxando o gatilho.

Bang! Bang!

Um clarão brilhante vermelho seguiu do Sinergista para a testa e outro para o coração do homem. Ele foi ainda mais brilhante do que o normal como resultado da magia de sublimação.

Com a profanação do morto, Kouki abriu sua boca para reclamar, mas então a fechou, aprendendo que era improdutivo tentar se queixar.

Após alguns segundos observando o cadáver e a parede de gelo, não houve reação. Hajime guardou Donner e incitou o grupo a seguir em frente. … o grupo desapareceu dentro dos recessos da caverna após um momento.

Estaloestalo

Goo, gao, gigi.

O som que parecia um gemido surgiu das rachaduras formadas no gelo.

Sem notar o que estava acontecendo atrás deles, Hajime e seu grupo continuaram a atravessar o calabouço em silêncio.

Apesar da Caverna de Gelo e Neve ter muitas ramificações, eles não hesitaram em nenhuma interseção graças a bússola. Pelo caminho, as paredes estavam com muito mais corpos presos no gelo, mas após uma distância de um terço do labirinto, eles ainda não sofreram nem um único ataque de monstros.

— Nn? De novo?

Outro cadáver foi descoberto enterrado na parede de gelo na passagem à frente. Com orelhas pontiagudas e pele escura… era uma pessoa da nação dos demônios.

— … 50 pessoas até agora, a maioria de demônios.

— Talvez o número de pessoas tentando completar o calabouço com Freed foi enorme? — Hajime respondeu a Yue, que estava de pé sozinha murmurando para si mesma.

Eles não poderiam dizer pelas roupas quanto tempo os corpos estavam lá, mas pelo menos dez dos que foram encontrados vestiam uniformes oficiais que combinavam com o que eles viram durante o ataque na capital.

— Fumu… embora eles tenham superado este labirinto, parece que eles não o fizeram com facilidade. Pensando sobre as outras rotas, quantas pessoas desafiaram este lugar?

— Contudo, considerando quantas pessoas no país podem ter feito essa tentativa, deve existir mais alguém além de Freed que conseguiu completá-lo. Pode ser apenas uma questão de tempo antes dos demônios se reorganizarem e atacarem mais uma vez.

Kaori respondeu enquanto mostrava um olhar de preocupação, possivelmente se preocupando com Liliana e os outros colegas de classe deixados na capital.

— Está tudo bem Kaori, eles não farão isso tão cedo. Os invasores foram esmagados, suas armas destruídas e a barreira mágica restaurada. Sem mencionar que ele não sabem que a arma de laser de Hajime foi destruída. Eles não acharão que será fácil atacar, mesmo que eles preparem um novo exército.

— Shizuku… un, tem razão. — A Curandeira mostrou um sorriso após pensar na predição da Espadachim.

No entanto, quando eles retornassem para a Terra com Hajime, Liliana e sua nação seriam abandonadas. Era natural que doesse pensar naqueles que seriam deixados para trás.

A partir daí, Kouki entrou na conversa.

— Fique tranquila Kaori, mesmo que eu tenha que derrotar os Deuses Loucos, humanos ou demônios, vou permanecer e proteger Liliana. Após obter todas as Magias da Era dos Deuses, pode ser possível voltar por conta própria, então não irei abandonar ninguém.

— Kouki…

De fato, esse foi o discurso de um herói, contudo, o olhar de Kouki não estava apontado para Kaori, mas para Hajime, como se estivesse tentando insultar o Sinergista. Dessa forma, a Curandeira não ficou aliviada com suas palavras, ao invés disso, ela apenas ficou mais apreensiva.

Antes, poderia haver completa convicção em suas palavras, sempre desejando o bem. Entretanto, agora elas pareciam estar tomadas com emoções negativas, incluindo inveja… dúvida… impaciência… irritação, etc… esses sentimentos estavam misturados em suas palavras, mesmo que o garoto tentasse com desespero suprimi-los, fazendo com sua fala ressoasse com instabilidade.

Hajime notou este olhar de Kouki? O Sinergista apenas ignorou isso e encolheu seus ombros. O Herói franziu o cenho sobre seus ideais disparando em pistas paralelas.

O olhar de Shizuku vagou entre os dois que estavam criando esse clima desconfortável, sendo mais específico, em Kouki, porém, Hajime falou em seu lugar.

— Ah, bem… não é como se fôssemos estranhos… se a princesa pedir, eu poderia fornecer a ela alguns mísseis balísticos intercontinentais, tanques de alta velocidade orbital e lutadores que ignoram a inércia e a gravidade…

— Nagumo? Não seria perigoso dar tudo isso para aquela mulher? O balanço de poder deste mundo entraria em colapso.

— É mesmo? Bom, eu poderia colocar algumas restrições de uso, então eles só funcionariam e poderiam ser operados pela família real. Nesse nível, quase qualquer coisa poderia ser repelida, mesmo se mais Nointos aparecessem.

O olhar de Shizuku hesitou assim que Hajime fez um discurso um pouco perigoso e Kouki o observava com olhos sombrios. Enquanto isso, Kaori estava com uma expressão contente.

Embora o Sinergista estivesse tentando evitar viver uma “forma de vida solitária”, não havia razões para ele se envolver nos problemas deste mundo, a menos que fosse por Yue e as outras. Talvez com a exceção de Myuu e Remia, ninguém neste mundo poderia se igualar a importância delas no coração do garoto.

Como Liliana era alguém que ele conhecia, ele estavam disposto a emprestar seu poder se ela o pedisse. Depois disso, porém, o rapaz não tinha nenhum plano que não envolvesse passar o resto de sua vida com Yue e as outras em sua casa.

Quando considerando a possibilidade de que ele perderia as pessoas importantes para ele, o rapaz não sentia culpa e não via uma razão importante para arriscar sua própria vida.

Com seus esforços, ele decidiu trazer sorrisos para Yue e as garotas como sua prioridade, e ele descartaria qualquer coisa que não contribuísse para isso.

Como elas entendia isto, Yue e as outras se aninharam com o Sinergista. Os caminhos de Shia e Kaori as afastaram de sua família e importantes amigos de infância.

Além disso, este presente extremamente perigoso para Liliana poderia ser considerado o próprio limite da consideração que ele poderia oferecer a princesa.

— Yaegashi, você e os outros também devem decidir o que vão fazer assim que voltarem da nação dos demônios. Vocês vão permanecer neste mundo? Vão voltar conosco? Porque eu não esperarei que vocês decidam.

— … sim. Entendido.

— Sim. Vai depender de minha conversa com Eri… — Suzu disse.

— Vou ficar com Kouki. — Ryutaro adicionou.

Todos responderam as palavras de Hajime, cada um dos três a sua própria maneira.

Com um clima sensível se espalhando no ar, Hajime avançou pela passagem até que todos chegaram em um interseção de quatro caminhos com dez metros de largura e altura.

Assim que parou, Hajime confirmou a direção que a bússola apontava. De repente, as orelhas de coelho de Shia começaram a se contorcer.

— Hajime… algo está vindo.

— Um monstro, eles decidiram aparecer? Onde?

— Dos quatro lados…

— Até por trás?

Embora todos se preparassem para um ataque, eles congelaram quando ouviram que esses monstros estavam se aproximando pelo caminho que eles tomaram, porque isso significava que eles eram capazes de se esconderem do Olho Mágico do Sinergista.

No meio do cruzamento, Hajime e seu grupo estavam costas-com-costas. Após um intervalo, uma voz que parecia um gemendo pôde ser ouvida na escuridão da passagem.

Vaaa

Uma voz apavorante nada parecida com o gemido de uma fera transmitiu sentimentos desagradáveis. Assim que a escuridão na passagem pareceu se aprofundar, o som de alguém engolindo em seco sua saliva foi ouvido pelo silêncio.

E assim, ela apareceu.

Era a figura de uma pessoa vestindo um uniforme militar, com a maior parte de sua pele perdendo sua cor e uma camada grossa de gelo sobre seu corpo inteiro.

— Esses caras… eles são os corpos que vimos nas paredes de gelo? — Hajime murmurou enquanto membros da nação dos demônios surgiam das passagem um após o outro.

— … aquele é o cara que vimos mais cedo.

— Eles estão vivos… não, não estão. Eles são como zumbis?

Enquanto observava as pessoas congeladas que apareciam da passagem, Yue e as outras encararam os demônios e aventureiros que gemiam e esticavam seus braços com dificuldade. Como Kaori disse, eles pareciam zumbis congelados.

Os zumbis começaram a surgir de cada uma das quatro estradas da interseção, cercando Hajime, Kouki e os outros.

— De qualquer modo, mesmo que eles tenha sido pessoas, aqueles que entrarem em nosso caminho serão massacrados.

As palavras de Hajime agiram como um sinal, e os movimentos lentos dos zumbis de gelo de repente ficaram intensos.

VaAAAAA!!!

Um som extremamente desagradável ecoou pelas muitas passagens da caverna. Eles estavam dizendo que o grupo seria devorado no local? Era como se eles tivessem saído do jogo Resident Evil, embora eles não fossem tão nojentos graças a camada de gelo que os impedia de apodrecer, mas algo feio ainda era feio.

— Por favor, fiquem longe! Barreira Explosiva!

Para os zumbis de verdade, uma Suzu um pouco apavorada usou a Barreira Explosiva. Ela cobriu a passagem e qualquer zumbi congelado que era atingido por ela se encolhia, mas, no momento seguinte… eles explodiam de forma magnífica em pedaços com um rugido.

Eles se espalhavam pelo local, como pedaços de carne dispersados por uma bomba. Era como a cena em que o Exterminador congelado por nitrogênio líquido era esmagado.

Quase ao mesmo tempo, todos os integrantes do grupo começaram a disparar seus ataques. A Schlag de Hajime foi usada, Yue e Tio usaram magia do vento, as penas de prata de Kaori voaram, as espadas de Shizuku e Kouki desenhavam linhas mortais pelo ar, e fortes impactos eram lançados pelos punhos de Ryutaro.

Para esses ataques repletos de poder destrutivo colidindo com as fileiras frontais dos zumbis congelados, aqueles que não conseguiram desviar foram estraçalhados com o som de cristal quebrando.

— Eles são bem frágeis… — apesar de Hajime murmurar com suspeita, após um segundo, seus olhos se apertaram.

— Você está de sacanagem, eles estão se regenerando?

Kaori parecia ter dito isto inconscientemente, mas era isso mesmo. Os fragmentos começaram a se juntar, reformando seus corpos em pouco tempo. Os que foram decompostos pelas penas de prata de Kaori se recompuseram de forma um pouco diferente, compensando as partes faltantes das paredes de gelo próximas.

— … Hajime, uma pedra mágica?

— … não é isso. Embora a magia seja similar, eles não parecem ter uma pedra mágica.

— Eeh? Eles não se parecem com aqueles golems do calabouço no cânion?

O Sinergista ficou com uma expressão revoltada enquanto Shia olhava para os monstros com desgosto por se lembrar dos inimigos poderosos e que apareciam de forma infinita por se repararem, não importava o quanto eles fossem destruídos. Eles também não tinham uma pedra mágica como núcleo e foram destruídos apenas com o raciocínio rápido de Hajime.

— Mas quantos deles há? Tem que existir algum truque.

Enquanto continuava a atirar, o garoto pegou a bússola com uma mão para procurar pela fonte de energia mágica, que devia estar camuflada de alguma forma que impedia que seu olho mágico a detectasse.

— Óó? Está por perto?

A bússola indicava uma localização que não estava dentro dos corpos dos demônios congelados. A localização era a passagem da esquerda, cerca de 500 metros de distância.

Yue deu um olhar a Hajime. — … Hajime?

— … ao que tudo indica, a pedra mágica, ou o que quer que seja essa magia peculiar que move esses caras, parece estar posicionada a esquerda daqui. Eles devem estar sendo controlados remotamente.

Fumu… de qualquer forma, se eles não chegassem até a fonte, esta luta nunca chegaria ao fim.

— Então vamos lá!

Todos transmitiam um ar determinado enquanto derrubavam os zumbis congelados que avançavam. Todas as quatro passagens estavam lotadas de zumbis que continuavam a surgir, talvez se estendendo até onde os olhos podiam ver?

— Vou destruir o grupo à frente, todos, não fiquem para trás!

Hajime ordenou enquanto pegava Orkan da Caixa do Tesouro. Após ouvir a resposta dos outros, ele apontou o lança-foguetes contra um canto e disparou um poder devastador.

Bashuuuuu!

Rastros laranjas voaram atrás da ogiva.

Boom!

Com um rugido ensurdecedor que ressoou pela passagem, eles correram pela abertura criada pelo Sinergista.

Com Yue e o resto atrás dele, Hajime agradeceu Orkan por se livrar dos zumbis de gelo como se não fossem nada. Mesmo sem poder usar magia da água ou do fogo, eles continuaram sendo pulverizados várias vezes, não importava quantas vezes os monstros se regeneravam.

Graças ao fogo contínuo de Hajime pulverizando os zumbis congelados, o grupo não teve problemas para seguir em frente. Assim que eles passaram, aqueles que foram destruídos se reformaram mais uma vez. Em geral, as expressões de todos os integrantes do grupo (exceto por Yue e Tio) estavam contraídas.

— Fueee… chega desse Resident Evil da vida real!

— Suzu, se controle, se você não olhar com tanta atenção, as coisas não parecerão tão ruins.

— Não, isso é péssimo! Uuu… não se aproximem de mim! Barreira Explosiva!

— Suzu, por favor, não se entregue! Não desperdice seu poder mágico… kyaaa! Isso é um braço!?

Hiiii… Kaori, preste atenção no que você está mirando. Aquele braço que estava voando acabou de me tocar!

Embora se dissesse que as coisas ficavam barulhentas quando mulheres se reuniam, as quatro estavam em pânico total com os zumbis, o que deixou tudo ainda mais barulhento. Isso lembrava o desafio de uma certa casa dos horrores famosa no Japão, enquanto elas corriam fazendo barulho através da passagem.

Uumu… é bom ser jovem. Ser capaz de fazer uma algazarra como essa enquanto enfrenta monstros…

Enquanto olhava por seu ombro para Kaori e as outras, Tio respondeu com bastante calma. Esta cena fez Yue lançar um olhar impressionado para a mulher.

— … Tio, cheira como uma mulher velha.

— Isso é algo terrível para se dizer. Bom, esta é mais velha… mas Yue também não é?

— … não sou. Terei eternamente 17.

— O quê? Tenho certeza que você tinha 20 quando foi aprisionada…

Enquanto ouvia algo inesperado, um tremor percorreu a espinha de Hajime em resposta a uma crise, o fazendo dizer algo para quebrar a tensão.

— … isso mesmo! Yue terá sempre 17!

— … nn. A mesma idade que Hajime.

— Para ser completamente dominado por Yue…

Tio ficou com uma expressão impressionada, com o grupo barulhento de garotas na retaguarda e Hajime sendo coagido pela vampira. Kouki e Ryutaro olharam um para o outro… apesar de estarem sendo perseguidos por zumbis de gelo, suas mentes pareciam estar demonstrando uma cena impossível.

Após correrem por cinco minutos, o som do grupo correndo foi acompanhado por trás pelos zumbis congelados continuando a perseguição com gritos e rugidos que fizeram o túnel tremer.

Hajime e seu grupo enfim chegaram em um enorme espaço que parecia ter quase o tamanho do Tokyo Dome2.

Hajime checou mais uma vez a bússola em sua mão. A área onde a pedra mágica que controlava a horda de zumbi residia era de fato esta sala. Para ser mais preciso, ela estava presa dentro de uma certa parede de gelo de frente para a entrada pela qual eles passaram.

— Eu a encontrei. Aqui, estou vendo.

Hajime podia ver a profundeza dentro da parede de gelo com seu Olho Mágico. Mesmo a Donner melhorada não poderia penetrar tão fundo para alcança-la, assim, o garoto pegou Schlagen de sua Caixa do Tesouro.

Obviamente, o rifle também foi aprimorada graças a magia de sublimação, o que aumentou de forma imensa suas especificações. Agora ele poderia com certeza perfurar a armadura que protegia o Golem Miledi.

Bachibachi! Bachibachi!

Eletricidade descarregou de forma intensa assim que o rifle anti-material, que se especializava em penetração, espalhou uma luz vermelha brilhante. Hajime segurou Schlagen com uma mão enquanto a apoiava na lateral de seu corpo. Assim que ele se preparou para puxar o gatilho…

— … Hajime!

Ao mesmo tempo que Yue o avisou, uma águia enorme, que desdobrou suas asas do alto, começou a atacar o grupo.

Não era uma simples águia gigante, mas ela era transparente e parecia ser feita do mesmo material que a parede de gelo, mais monstros estavam caindo como uma torrente de gelo.

Hajime momentaneamente atirou para cima, e um clarão seguiu para o céu. No momento do impacto, ele penetrou a Águia de Gelo e a onda de choque a quebrou com uma ondulação vermelha em outras duas águias.

A bala aprimorada com conversão de impacto foi fortalecida com a magia de sublimação, aumentando o poder em mais do que três vezes em relação a Donner.

Enquanto uma chuva brilhante de gelo caía do alto, logo após puxar o gatilho, Hajime voltou o cano da arma contra a pedra mágica.

Contudo…

— Ela se moveu…

A pedra mágica na parede começou a se mover de repente, saindo da linha de fogo de Schlagen.

— Ao que parece, ela é similar com a criatura que enfrentamos no oásis, então devemos pensar que todo o gelo da área é seu território. Tomem nota disso.

Uma orientação pontual veio de Tio, que estava lidando com um zumbi de gelo e outra águia de gelo.

Esse conselho se provou estar correto na mesma hora.

Guriaaa!

Perto da parede de gelo adjacente, uma enorme quantidade de lobos de duas pernas foram criados, assim como as águias de gelo. Eles tinham enormes olhos vermelho-escuros, dois metros de altura, presas e garras afiadas e gemiam com uma voz bestial. Lobisomens de Gelo.

O enorme espaço foi subitamente tomado com enormes desses três tipos de feras mágicas, e como as de antes, assim que elas eram esmagadas, elas se reparavam.

Um zumbi de gelo da retaguarda soltou um enorme gemido contra o grupo, transbordando com alguma coisa.

Das paredes adjacentes, quantidades ridículas de lobisomens de gelo apareceram para cercar a todos.

Junto a isto…

Bikibiki. Baki!

Com efeitos de sons de algo sendo aspirado, a pedra de gelo na parede de gelo soltou uma quantidade incrível de poder, aumentando a cada segundo.

E…

Kuwaaa!

Um rugido, acompanhado de uma enorme onda de choque.

— Domínio Absoluto.

Em um instante, Yue criou uma barreira ao distorcer o espaço, o que repeliu os efeitos do terremoto.

Ao contrário dessa barreira, a criatura que segurava a pedra mágica por fim se mostrou. Era como o monstro em forma de tartaruga que atacou a capital no passado, mas seu corpo era em grande parte composto de gelo e o casco tinha pingentes de gelo como se fosse uma almofada de alfinetes com vinte metros de comprimento.

— Ao que tudo indica, o desafio é destruir a pedra mágica naquele cara enquanto lidamos com todos esses monstros.

Hajime compartilhou seu palpite enquanto sorria com desdém… um grupo normal em tal lugar frio após vagar por tanto tempo provavelmente entraria em desespero por ter que encarar esta luta. Infelizmente para esses monstros, esse não era um grupo normal, e graças aos artefatos do Sinergista, a temperatura também não era um problema.

O frio e a pressão que a tartaruga de gelo liberava fez com que Kouki e seus colegas ficassem pálidos, mas Hajime e seu grupo apenas encararam com olhos desdenhosos.

Ao mesmo tempo, o Sinergista transmitiu sua imensa intenção assassina e pressão. Uma onda de magia vermelha atingiu os monstros do local e os quebrou em pedaços na mesma hora. De alguma forma, até a tartaruga de gelo recuou com isso.

Hajime deu um passo para a frente.

A tartaruga de gelo soltou um rugido como se negasse seu medo por um mero humano e todas as feras mágicas ao redor começaram a se mover juntas.

Na Caverna de Gelo e Neve… o primeiro desafio começava aqui.


Tradutor:



Notas

[1] Geladura, ou úlcera de frio, é uma condição caracterizada pelo congelamento da pele ou de outros tecidos causada pela exposição a baixas temperaturas. O sintoma inicial é geralmente perda de sensibilidade na área afetada, que pode ser seguido de entorpecimento e pele de tom azul ou branco. Durante o tratamento pode ocorrer tumefação (aumento de volume de uma célula tecido, órgão ou parte do corpo) ou aparecimento de bolhas. As áreas afetadas com maior frequência são as mãos, pés e rosto. Entre as possíveis complicações estão a hipotermia e síndrome compartimental (aumento de pressão em um espaço anatômico restrito com queda da perfusão sanguínea dos músculos e órgãos nele contidos).

[2] Tokyo Dome (“Domo de Tóquio” em português) é um estádio com 55 mil assentos localizado em Bunkyo, Tóquio, Japão. É a casa do time de beisebol Yomiuri Giants, e já sediou dentre outros partidas de futebol americano, kickboxing e eventos musicais (o mais famoso deles sendo o Live Earth em 2007). Também é sede do Hall da Fama de Baseball Japonês. Começou a funcionar em 17 de março de 1988 e foi construído próximo ao também famoso Kōrakuen Stadium. Em suas proximidades se encontra a Cidade Tokyo Dome, que abriga um parque de diversões e foi construída no local do antigo Kōrakuen Stadium.



Fontes
Cores