UD – Capítulo 98 – Discussão?



98. Discussão?

 

….

Aengus está observando o oceano com uma expressão melancólica. Ele não falou desde aquele momento! O que eu fiz!? Eu deveria ter pensado sobre minhas ações antes!

Mas de alguma forma, eu fiquei presa no momento e na atmosfera! A culpa é totalmente minha! Não pensando por um único segundo!

Eu sei com certeza que eu sou uma mulher! Mas o Aengus me conhece como um personagem masculino! E eu acabei de dizer a ele que eu era o El Shaddai na minha vida passada, isso não é praticamente dizer a ele que ele fodeu um cara!?

Não é de se espantar que ele tenha ficado mole instantaneamente quando eu soltei essa nele! Eu sou uma mulher tão horrível! Ele vai conseguir colocar ele de pé novamente?

Para a maioria dos homens isso deveria ter sido cem por cento um golpe mental fatal! Por que eu fiz algo estúpido assim?

Eu aceno minha mão diante do rosto dele. Nenhuma reação!

~Ruim~!

Eu sou tão idiota! A maneira correta teria sido construir uma relação para poder garantir a ele de que eu sou uma mulher. Ao invés de simplesmente dar a verdade completa pra ele como uma marreta!

E nós nem nos conhecemos por mais de um dia…..

É claro que a identidade dele foi um choque pra mim também! Eu não pensei por causa disso. Minha mente deu branco por um momento. Mas teve menos impacto. Na verdade, eu já tinha um pressentimento que o resultado seria assim. Mas eu não queria que isso fosse verdade!

Eu não menti quando eu disse que me apaixonei por ele! Eu sou uma mulher tão inútil! Dando ao meu primeiro interesse amoroso um trauma grave logo após a primeira vez juntos.

“Aengus fale comigo! Você não tem que ficar tão pra baixo!” Eu pego a mão dele, mas ele não mostra resistência nenhuma.

“Me desculpe! Você tem que entender que eu sou cem por cento uma completa garota! Eu vou ficar assim! Eu não tenho interesse no meu eu anterior!” Eu ponho a mão dele na minha bochecha.

Ah! Ele está esfregando a têmpora com sua outra mão! Eu não dei o golpe final nele! ~Sorte!~

“Me desculpa, Sharid. Não é sobre isso. Bem. Isso foi um choque. Mas não é sobre isso.” Aengus balbucia em sua voz gentil habitual.

“Você pode fazer tudo que quiser comigo. Me desculpa. Está tudo bem mesmo se você for violento como antes. Na verdade eu gosto violento! A dor não é um problema! Isso até me excitou! ~Gehehe~, tem uma maneira de restaurar minha virgindade?” Aaahhn! Só de lembrar, eu nunca me senti assim antes!

“A dor quando você me ~perfurou~ se transformou em puro prazer e eu não pude ter o ~bastante~ disso. Haaa. Haa. Talvez você esteja disposto a uma brincadeira um pouco mais violenta? É claro, só se isso não tirar sua vontade.” Eu traço um círculo em seu peito enquanto olho para baixo. Eu não consigo olhar nos olhos dele no momento. E se ele me odiar por esse meu novo lado?

Angus me dá um sorriso torto e limpa algo do meu rosto. Eh!? Eu não babei, babei? Então me puxa em direção a ele e me põe entre suas pernas enquanto me abraça por detrás. “Sharid? Quais são suas divindades?”

“Ehm. É vergonhoso. Eu sou uma completa pervertida. Eu tirei luxúria, masoquismo e sadismo. Eu sinto muito por você ter se apaixonado por alguém sem valor como eu!” Eu espero que ele não me odeie agora.

Mas ao invés disso Aengus começa a dar risinhos. “Isso combina com meus heroico, tormento e zelo. Você alguma vez já tentou usar alguns ~instrumentos~?”

“Nãoo! Você foi minha primeira vez! Como eu poderia ter tido a chance! Mas você parece estar bem agora. Por que você estava tão pra baixo se não era sobre meu eu passado? Eu te garanto que você fodeu uma mulher! Vê?” Eu pego a mão dele e a coloco no meu peito.

Aengus suspira, mas não retira sua mão. “Eu só estava pensando como contar a minha família sobre minha noiva.”

“N… ~Noiva~?” Eu agarro a mão dele com mais força.

“É claro! Você não quer me dizer que não gosta da ideia?” -Aengus

“Haah? Não é isso. É só… você não acha que isso está evoluindo um pouco rápido demais!?” Eu começo a brincar com os dedos dele. Isso realmente está saindo do controle.

“Eu sou o príncipe de Quimera. E enquanto nossa sociedade pode ser meia frouxa no que diz respeito a realeza, eu não posso ter um relacionamento com alguém sem compromisso. Eu sou o Primeiro Príncipe afinal de contas.” Aengus me abraça forte.

“Eu.. Eu entendo. Ugh. Seu pai vai ~me~ mataaaar.. Primeiro eu tive que aguentar todas aquelas maldições por toda minha vida como punição. E agora eu acabo como nora dele! Ele vai me executar na hora!” Eu começo a tremer quando eu penso sobre o que aquele cara vai fazer comigo.

“O Pai não é o problema.” -Aengus

“Huh?” Por que o rei dos deuses não é problema?

“Eu posso lidar com o pai. Eu não acho que ele tenha tanto rancor contra você de qualquer jeito! Ele só te deu algumas maldições estranhas e mexer com a sua reencarnação. Ele é um excêntrico e um mal vencedor. Você quer saber o que ele fez com o cara que foi responsável pela morte do pai dele?” Aengus ri um pouco.

“Ehm. Okay…. mas eu pensei que nós deuses fossemos imortais?” Eu estou certa de que vou me arrepender disso.

“Bem. O pai dele ela um mortal na época. Então a alma dele perdeu todas as suas memórias e isso é equivalente a morrer pra valer. De qualquer maneira. Ele enjaulou a alma do pobre coitado em uma bola de cristal e torturou ele por anos enquanto sempre carregando ele por aí no bolso. Isso é o que eu chamaria de rancor pelo lado dele. Ele ainda estaria carregando o cara por aí se a vó não tivesse dado um fim nisso ao tomar a bola de cristal dele.” Angus termina sua longa explicação.

Okay…. Se o rei dos deuses é capaz de algo assim…. Eu escapei com um pequeno arranhão. “Um momento. O que aconteceu com a bola de cristal depois da sua avó pegar? Ela não é a esposa do… ela não tem um rancor igualmente grande contra o cara dentro da bola de cristal?”

Aengus não responde. “Na verdade eu nunca mais vi a boa de cristal desde então….”

~Waaaa!~ Então você me diz que seu pai não é o problema?” Eu vou atingir um beco sem saída!

“Eu estou mais preocupado com a reação da minha mãe e minhas avós! Elas são um pouco estranhas e eu não posso dizer nada contra a opinião delas. Eu posso ter que obter a ajuda das minhas irmãzinhas.” Aengus coça sua bochecha

“Na verdade a Seria te deve um favor de qualquer jeito! Ela me deu o trabalho da guilda naquele planeta! Então se ela sabia que você estava lá também….” Mas Aengus termina a sentença por mim.

“…. Ela armou pra gente! Bem, eu já esperava isso. Normalmente eu pensaria que ela estava guiando o outro lado. Nós pegamos aquele contrato juntos para ter uma pequena partida um contra o outro. Então eu fiquei um pouco surpreso com você.” -Aengus

“Vocês têm uma maneira estranha de terem uma partida contra o outro. Você sabe disso, não?” -Eu

Aengus se levanta e pega minha mão. “Nós podemos dar uma olhada no local dela!”

De repente nossos arredores mudam e nós estamos em uma pequena sala com uma mesa e um conjunto de cadeiras ao redor dela. Três pessoas estão jogando cartas na mesa. “Seria! Miruliru? Nazareth!” Eu não posso deixar de gritar seus nomes.

“Hehehe. Tudo foi como planejado.” Seria dá um sorriso afetado para Aengus, que está segurando minha mão.
“Aqui está o seu pagamento Nazareth. Você fez um bom trabalho.” Miruliru joga um cristal em direção ao mestre.
“Ho! Sempre um prazer! Foi um trabalho longo afinal de contas.” Nazareth pega o cristal e o guarda.

~NYAAA!~ Vocês todos estavam em conluio juntos!?” Eu não posso acreditar! Essa armação épica! “Por quanto tempo vocês planejaram isso!?”

Miruliru faz uma pose de pensamento. “Bem…. Eu estive acompanhando seu crescimento desde o nascimento por minha parte. E eu sempre paguei o Nazareth para manter um olhar mais atento em você. Eu pensei sobre usar você de um jeito ou de outro contra o Angrod. Eu não gosto da atitude dele.”

“Mas o plano de juntar vocês dois veio de mim quando eu te conheci. Eu tenho sentido pena do meu irmão idiota por um longo tempo. Ele não tem quase chance nenhuma com mulheres da sociedade Quimerana, afinal de contas. E então você apareceu…. jovem, bela, sem qualquer conhecimento sobre o multiverso! ~Perfeita!~” Seria começa a rir em silêncio.

“É claro, isso ficou ainda mais hilário quando a Miruliru começou a procurar por você e eu descobri sobre sua história. Me desculpa Mano! Ela é simplesmente um par perfeito pra você, então eu não pude me conter.” Seria sorri despreocupadamente para nós

“Irmãzinha. Eu espero que você saiba que eu terei que usar você pra levar a culpa. É claro essa situação é perfeita pra atrair a ira da mãe para longe de mim e da minha ~noiva~.” Angus põe um braço em volta do meu ombro e me puxa pra perto.

Seria congela.

“Minha cruel irmãzinha pregou o pior truque de todos os tempos em mim. Ela me juntou com nosso antigo arqui-inimigo sem meu conhecimento e agora nós estamos presos no mesmo barco!” O tom do Aengus de repente se torna cruel e perigoso.

Huh? Enviou calafrios espinha abaixo em mim. Cadê a voz gentil e educada?

Seria salta pra cima e cai de joelhos diante de Aengus. “Irmaozão! Deixa essa irmãzinha estúpida te auxiliar em explicar a situação para nossos pais! Eu até tenho ~documentação em vídeo~ detalhada do seu comprometimento a sua ~noiva~!” De repente, um dispositivo plano aparece nas mãos da Seria.

Ele mostra uma cena na praia com Aengus e e..e.. EU! “~GYAAA!~” Eu tomo o dispositivo das mãos da Seria e o esmago no chão.

*PISA* *PISA* *PISA*

“Isso não vai funcionar. Eu tenho os dados armazenados em vários ~locais seguros~. Então deixe sua irmãzinha tentar te ajudar sem receber toda a culpa! Aquele vídeo só destruiria sua última chance com mulheres Mano. Só no caso de não dar certo com a Sharid no final. Eu nunca teria imaginado que meu bem comportado irmão mais velho iria realmente empurrar uma garota à força no chão e roubar a inocência dela!”
Seria põe ambas as mãos em suas bochechas e começa a se contorcer enquanto de joelhos.

“Se…. Se eu não ficar satisfeito, eu vou te derrubar junto comigo ~irmãzinha~.” Algumas veias se tornam visíveis da testa de Aengus. “Então cadê a mamãe e o papai no momento?”


Tradutor: Batata Yacon   |   Revisor: Heaven   |   QC: BravoED



Fontes
Cores