UD – Capítulo 94 – Sendo um Papai! E hora do Chá?



94.Sendo um Papai! E hora do Chá?

 

“Ele fugiu!? Por que não o impediu Seria?” Papai exclama em um tom de voz surpreso enquanto sentado em seu trono. 

“Puxa vida! Não chame isso de fugir. Ele só queria viajar o multiverso e se divertir um pouco. Não é como se ele nunca fosse voltar.” Eu tento acalmar o papai. 

“Hmpf. Eu queria dar alguns trabalhos pra ele. Talvez em aposentar se ele provasse ser um bom líder.” O pai parece um pouco para baixo. 

“Talvez não seja tão ruim se ele der uma boa olhada no multiverso primeiro.” Eu sorrio pro papai. 

“Haah. Lá se vão minhas férias. Bem, eu estou disposto a deixar ele correr solto até ficar entediante. Não pode levar mais que alguns anos.” Papai se inclina em seu trono com uma expressão ranzinza. 

“Ahaha. Não seja tão negativo! Se isso ficar fora de controle eu vou arrastar ele pra casa.” Eu estou confiante em endireitá-lo se necessário. 

“Pelo menos minha filhinha fofa é confiável! Que tal tentar sua sorte como uma enviada em Asheim?” O Pai tem uma expressão suja em seu rosto! 

“Papai! Você tá com aquele sorriso de novo……. qual o outro lado da moeda?” Eu tenho que sondar por mais informações. 

O pai se afunda em sua cadeira. “Você vai ter que lidar com todas aquelas pestes dos outros poderes.” 

Eu sorrio para Angrod com uma expressão brilhante. “Então eu terei que mostrar a eles quem é que manda!”

“…. na verdade. Isso pode não ser uma ideia muito boa. Você quer ter um casamento político ao invés disso? *Urgh* *Cof* *Cof*” -Angrod 

Eu imediatamente pulei nesse pai idiota e dei uma joelhada voadora na barriga dele. “De que era você é!?”

“Graças a você, seus pais também tiveram um casamento político! Seria justo fazer você experimentar o mesmo destino!” -Angrod

“Eu sou uma pessoa diferente agora! Seria injusto me responsabilizar pelas as ações da minha antiga eu pervertida!” Ai está! Agora algumas lágrimas! Ao combinar o controle de fluxo de mana interno da mamãe e a telekinese do papai se pode conseguir algumas coisas bem convenientes. 

“Huh?” -Angrod 

E agora o golpe final! “Você não acha que eu já tenho problemas o bastante por conta própria! Todas aquelas memórias pervertidas da antiga Seria, mexendo com a vida amorosa de outras pessoas! E o espiar! Eu nunca deveria ter pego aquela bolinha de alma! Você é um pai horrível! Eu dou meia volta e corro em direção a saída. 

“E… Espera! Me desculpa! É claro que você pode fazer o que quiser!” Angrod me chama com uma voz perturbada. 

Eu paro. “Mesmo? *sniff*” Okay! O catarro no meu nariz pode ter sido um pouco demais. Isso é nojento. 

Angrod vem até mim e me abraça. “É claro! Você pode sair com o cara que você quiser! E se ele não te tratar corretamente, o papai vai ter uma pequena conversa com ele com dois olhos a menos.” 

Espera um pouco?“*Sniff* Dois?” 

“Yeah! Alguém que desrespeita minha filha não precisa de órgãos inúteis.” Angrod afaga minha cabeça enquanto falha completamente como um pai. 

Eu abraço o papai afim de ter uma desculpa para não olhar o rosto dele. Assustador! O que mais você considera inútil. “Okay.”

“Por que a irmãzona tá chorando?” 

Minhas irmãzinhas de repente apareceram ao nosso redor! Oh, que fofas! Eu sempre quis ser uma irmã mais velha! Todos os meus sonhos se realizaram! Irmã mais velha e irmã menor ao mesmo tempo! “Não é nada! A mana só ficou um pouco agitada.” 

Eu me curvo para abraçar a pequena Lada. Mwahaha! Isso vai ser a melhor das situações assim que ela recuperar suas memórias! Especialmente como ela perdeu aquela aposta e teve que virar minha irmãzinha! Ela nunca vai descobrir que eu a enganei com a ajuda do Aengus. 

“A gente quer brincar com você! Você prometeu ensinar alguns truques pra gente!” Eris me agarra pelo lado e dá braços comigo. 

“Sim! Ou nós poderíamos ir saltar de torres de novo!” Arianne começa a pular alegremente. “Eu descobri um precipício realmente grande com um mar embaixo! E lá não tem guardas que possam nos perturbar!”

“Eu não quero me molhar!” Eris começa a fazer beicinho com os lábios. 

“Você poderia tentar pegar um caminho bem antes do impacto! Isso seria um novo desafio!” -Lada

“Oh, SIMM! Ideia legal! Quem quer que chegue mais perto do chão ganha!” -Arianne

“Não façam coisas estranhas!!”
 Angrod estoura com elas. 

“Papai é malvado!” “Papai assustador!” “A gente não pode se divertir…”

“Por favor não pulem de lugares altos! Se a Celes descobrir, todos nós vamos ficar em apuros! Prometam!” Angrod fez um fronte diante das trigêmeas. 

“Se você levar a gente pra algum lugar legal?” “Tipo o zoológico!” “Mnn. Ta bom…” 

“Ehm… Façam o que quiserem! Eu tenho trabalho a fazer!!” Angrod desaparece usando um caminho. 

“Alguém sabe por que o papai sempre foge quando a gente pede pra ele levar a gente pro zoológico?” 
“Naum.” 
“Mas é a palavra mágica perfeita pra se livrar dele.” 
“Apesar da gente precisar de uma palavra mágica pra fazer ele aparecer também!” 
“Isso seria conveniente demais.” 
“Ele seria o papai perfeito.” 
“Sempre lá quando você precisa dele.” 
“Sempre longe quando você não precisa.” 

As caudas das trigêmeas balançam em perfeita sincronia de um lado para outro enquanto elas contemplam a respeito das peculiaridades do Angrod. 

Então elas se viram em perfeito uníssono em minha direção. “Agora nós podemos brincar!” 
 
 
 
 
***O Caminho, Quartel General!***
 
 
 
 
“Ahahaha. Eu nunca teria imaginado que você conseguiria recuperar sua divindade tão rápido assim!” Miruliru toma um gole de seu chá. 

“Bem, eu acho que eu tive um monte de ajuda.” Eu como outros dos biscoitos deliciosos. 

“Então o que você planeja a seguir? Você quer se juntar ao Caminho e trabalhar para mim?” Miruliru me dá um sorriso reconfortante. 

“Eu aprecio a oferta, mas eu preciso aprender um monte de coisas primeiro! Tudo é completamente novo pra mim.” Eu me curvo um pouco para a deusa diante de mim. 

“Hah. Eu sei! Eu suponho que você tenha grandes planos. como se vingar do Angrod?” -Miruliru 

“Sim! Isso com certeza! Então você pode me ajudar a me vingar?” Eu pego sua mãozinha pequenina. 

“Pode esquecer!” -Miruliru 

“O quê? Por quê!?” Eu deslizo para o chão. 

“Porque vingança só significa karma ruim. E além do quê. A você atual é muito fraca. Você não tem nem conhecimento básico sobre seu novo ambiente.” -Miruliru 

“Então você pode me dizer ao menos por que eu fui punida?” Eu fico de joelhos e me curvo para Miruliru. 

“Isso importa? Bem, eu acho que você vai descobrir cedo ou tarde de qualquer jeito. Você foi uma marionete da Grande Calamidade e fez umas coisas bem ruins como El Shaddai.” -Miruliru

“Esse nome soa masculino……” Não consigo evitar. De alguma forma isso soa familiar. 

Tch! Ela percebeu….” Miruliru se vira para o lado com uma expressão infeliz. 

Eu me sento! “Oh. Nãonãonão!” 

Miruliru começa a sorrir largamente. 

“NÃOOO! VOCÊ QUER ME DIZER QUE EU ERA UM CARA!” De alguma forma tudo está girando um pouco. “Que tipo de pervertido extraordinário é esse Angrod?”

“O tipo que carrega rancores por muito tempo. Você deveria estar feliz. Há indivíduos que são piores que você. Então você ainda quer seu passado de volta? Eu não acho que o seu eu atual ficaria muito feliz com aquelas memórias.” Miruliru coloca outro pedaço de açúcar em seu chá. 

“NÃO!” Eu não vou conseguir lidar com isso” “Eu sou uma mulher!”

“~Sem dúvida nenhuma.~” -Miruliru 

“Você está zombando de mim!” Eu cubro meu rosto com minhas mãos. Isso é demais para mim! 

“Não se transtorne com isso. Se você tivesse virado uma deusa do modo normal você teria tido algumas mudanças de sexo de qualquer jeito. O multiverso não é bondoso o bastante a ponto de colocar sua alma em um corpo adequado toda reencarnação.” -Miruliru

“Haaaaah?” Do que ela está falando. 

Miruliru suspira. “Quer saber? Nós vamos arrumar alguns magos de alma e eles vão te forçar algum conhecimento básico goela abaixo! Isso faz conversar muito mais fácil!”

“Forçar goela abaixo?” Eu não gosto do som disso! 

“Não se preocupe. Isso é testado e confiável. Há muito poucos casos de cérebros fritos!” Miruliru me pega pela mão e me leva para fora do escritório. 

É aí que as palavras dela me atingem.

“?!Cérebro FRITO!?” 


 
 
…..
….

..

 
 
Minha cabeça dói! Todo esse conhecimento! “Eu me sinto como se eu fosse uma bárbara antes…”

“Chega perto. Não se preocupe. Esse é o caso para quase todo mortal. Até aqueles que têm algumas reencarnações por trás.” Miruliru tem uma expressão feliz agora. 

“Ainda assim… eu não estou em uma desvantagem permanente agora? Outros deuses têm milhares de anos de experiência de vida a mais que eu. Sem contar os realmente velhos.” -Eu

“Não é tão ruim. Há muito poucos desses. E sempre têm alguns recém chegados. Pense em si mesma como uma recém-nascida.” Miruliru junta suas palmas. “Por falar nisso. Você deveria ir para Asheim e se registrar como um deus neutro.”

“Mas Asheim não é controlada pela facção do Angrod?” Eu estou preocupada com isso. 

“Sem problemas. Ninguém senão os governantes das grandes sociedades sabem quem você é. Angrod tem que proteger a reputação dele. E aqueles deuses menores que ficaram de olho em você enquanto você era mortal estão sob juramento de sigilo. Se eles não mantivessem suas bocas fechadas, Angrod queimaria o mundo deles às cinzas.” -Miruliru

“Hey!” Aquele é meu mundo também! E minha família vive lá! 

“Ahaha. Desculpa por isso. E depois você pode dar uma olhada ao redor do multiverso. Ver tudo por conta própria é melhor do que só saber. Sabia disso? Mwahaha!” -Miruliru 

“Eu ainda não sei como te agradecer pela sua orientação.” Eu espero que ela não queira pagamento depois. 

“Está tudo bem. Eu só fiquei um pouco perturbada pelo ressentimento do Angrod. Não é certo descarregar seu estresse em alguém que nem mesmo sabe o porquê.” Miruliru me sinaliza para seguir e me leva para fora na varanda. 

“Você se lembra? O Maior caminho leva a Asheim. É melhor se você se registrar como um deus. Você tem que saber sua divindade se você quiser melhorar seu poder.” Miruliru olha nos meus olhos e imediatamente compreende que eu não entendi. 

“Sua divindade é o estado mental da sua mente que é responsável pelo seu poder. Eu suponho que você já percebeu que ser um deus é meramente um estado mental. Quanto mais você é capaz de mergulhar nessa….. sensação, mais poder você recebe. Minhas divindades são fé e determinação. Eu extraio poder do conhecimento que muitas pessoas acreditam em mim.” Miruliru sorri para mim. 

Eu penso nisso por um momento. “Então você não fica mais forte porque elas acreditam em você, mas porque você acredita que elas creem em você? Então se você conseguir acreditar que todos no multiverso acreditam em você…..”

“….. Eu seria a deusa mais forte no multiverso. Sim. E se você se registrar, você terá sua divindade testada. Te poupa o tempo de descobrir por conta própria.” Miruliru me oferece sua mão e eu a balanço.” 

“Obrigada.”

“Sem problemas. Eu fiz isso pelo meu próprio divertimento afinal de contas..” 

A pequena deusa sai com um largo sorriso sujo em seu rosto e caminha de volta para dentro.


Tradutor: Batata Yacon   |   Revisor: Heaven   |   QC: BravoED



Fontes
Cores