UD – Capítulo 75 – Festa, Embaixadores, Crianças e Vinho?



75. Festa, Embaixadores, Crianças e Vinho?

 

“Não! Eu estou dizendo a vocês dois, eu sou uma adulta!” Miruliru tenta explicar sua idade para as crianças pela terceira vez. “E eu sou a embaixadora do Caminho!”

“Você não parece com uma adulta.” -Irmã
“Isso é um jogo? Nós podemos fingir ser muito adultos também!” -Irmão

“Eu não finjo ser uma adulta!” Miruliru fica vermelha e acena com suas mãos.

“Hah? Eu não entendi.” -Irmão
“Eu acho que ela quer dizer que está fingindo ser uma criança.” -Irmã

“Por que que qualquer pessoa fingiria ser uma criança?” -Irmão
“Por que se é um adulto?” -Irmã

“Por que um adulto fingiria ser uma criança?” O garoto olha perturbado para Miruliru

“Urgh. Isso é…. Vocês vão entender quando forem velhos o bastante!” Miruliru sorri e assente diante de sua maravilhosa solução para a situação.

“Ela pegou o caminho fácil…”
“É verdade… só um adulto falaria isso. E lá se vão meus sonhos de fazer uma adorável amiga de infância para minhas primeiras experiências com o outro sexo.”
A garota dá um tapinha no ombro de seu irmão.
“Está tudo bem. A maninha vai encontrar alguém pra você. Talvez os quíntuplos estejam dispostos a ajudar.”

“Pelo Caminho! Se eu soubesse disso eu teria recusado o trabalho.” Miruliru olha para o teto com olhos mortos.

“O que é o Caminho?” A garotinha na frente dela pergunta com olhos grandes. Seu irmão, que tentou dar em cima de Miruliru assente também com uma expressão questionadora.

“Nós estamos tentando trazer a ordem de direito entre deuses e mortais de volta ao multiverso. Nós acreditamos firmemente que os deuses devem ser medidos pelo número de seus crentes. Afinal de contas, é assim que religião deve funcionar.” Miruliru dá uma explicação orgulhosa.

“Mas e se um deus com muitos crentes for destruído em uma luta contra alguém com apenas uns poucos?” O garoto levanta sua voz.

“O qu-? É claro que isso não aconteceria. Se um deus com muito poder investisse isso em reunir seguidores, ele deve sempre ter mais seguidores que um deus com menos poder.” -Miruliru

“Mas o papai destruiu os suseranos malignos e ninguém acreditava nele. Todo mundo acreditava nos caras malvados e agora todo mundo está feliz que eles se foram.” -Irmã

“As pessoas têm medo do papai. Isso conta também?” -Irmã

“É claro que não conta se as pessoas tiverem medo de alguém!” -Miruliru

“Yeah. Isso é complicado mano! Isso significa que a mamãe é mais forte que o papai? Todo mundo diz que ela é uma bela e gentil flor. Todo mundo ama ela.” -Irmã

“A mamãe é certamente mais forte que o papai! Mas eu não entendo porque ela é chamada de gentil pelas pessoas.” -Irmão

“Sim. As chicotadas dela não são nada gentis…..” A garotinha olha para o chão e massageia sua bunda.

“Chico….” Miruliru quase engasga com sua bebida.

“Mas isso não é nada em comparação a vovó!” -Irmã

“Sim. A Vovó é a mais forte. Até a mamãe e o papai se curvam a ela. Ela me pregou de cabeça para baixo pelada em uma parede e jogou pó-de-mico em mim. Isso continuou e continuou e continuou…. e então….” A garotinha adorável começa a tremer. “Mano. Eu nunca mais vou correr por aí pelada. Nem mesmo pra te derrotar em salto da torre.”

O garoto esfrega uma lágrima de seu olho esquerdo. “Na próxima vez eu vou te dar dois segundos de vantagem. Se o papai não me afundar no chão primeiro. Minha bochecha ainda dói daquela vez que eu brinquei com os mortais.” O garoto esfrega sua bochecha.

“Quem são seus pais?” Miruliru arqueia uma sobrancelha para as duas crianças irritantes.

“Papai é o rei de todos os deuses! Ele está bem ali com o Sr. Mawu. Ele me disse pra te entreter porque você parecia solitária.” A irmã aponta para o rei de Quimera e o cara acena de volta para eles com um largo sorriso.

Bastardo! Miruliru o estrangula em sua mente.

“E a mamãe é a rainha de chifres sadomaso…” *MUFU*

A garotinha pula em seu irmão e o silencia. “Xiu! O que você vai fazer se ela te escutar?”

Miruliru apenas olha para a mulher com chifres atrás das crianças. Ela se apresentou como Rainha de Quimera previamente. Isso significa que esses dois são o príncipe e a princesa?

A rainha se esgueirou até eles um tempo atrás e começou a escutar de trás a conversa estranha deles.

“Aengus e Seria?” A mulher sorri para as crianças.

Ambos se viram como engrenagens. “Sim?” “Sim?”

“Eu acho que vocês dois deveriam ir para cama. Nós teremos que conversar amanhã.” -Rainha

“Hiiiii. Foi o mano! ELE tentou dar em cima dela!” -Princesa

“Mana! Isso é tudo que seu irmão vale pra você?” -Príncipe

Cama. Agora.” -Rainha

Miruliru sente uma aura perigosa emanar da mulher e as duas crianças desaparecem com lágrimas em seus olhos. Miruliru pode imaginar perfeitamente essa mulher com um chicote em sua mão enquanto atormenta algumas vítimas inocentes.

“Me desculpe. Crianças e suas fantasias estranhas. Algumas vezes a imaginação delas corre solta.” A Rainha sorri para Miruliru e a mesma força um sorriso em sua face.

“Ahahaha… . Crianças com certeza gostam de criar histórias e coisas assim. Tudo acaba fora de proporção.” Miruliru não quer causar um conflito por ofender a Rainha.

“Você não quer se juntar ao nosso grupo de discussão? Nós estamos falando sobre as possíveis estratégias para tentar duplicar Quimera.” -Rainha

Miruliru assente com um sorriso forçado e segue a Rainha S&M até o grupo de embaixadores.


Tradutor: Batata Yacon   |   Revisor: Heaven   |   QC: BravoEd



Fontes
Cores