UD – Capítulo 72 – A Vida Diária.



72. A Vida diária.

 

~Wohooo! Esse mundo é certamente interessante.~

A voz irritante da Guarda ecoa através do meu trono em Midpoint. “Você pode me explicar por que você está aqui Guarda?”

~Essa é fácil! Eu pedi as suas fortalezas voadoras para me darem acesso aos seus sistemas e agora eu estou usando elas como extensões de olhos e ouvidos. As habilidades de comunicação instantâneas delas são convenientes. Quando uma delas voou de volta para Quimera, eu percebi que você tem outro grande palácio aqui. Então eu pedi ao Palli para me dar acesso também! Ele estava relutante a princípio, mas eu consegui convencê-lo!”~

“Palli!?” “Eu quase engasgo com minha bebida enquanto escuto isso.

~Sim. Seu palácio. Você não deu um nome a ele ainda. Mas nomes são essenciais, então eu expliquei para ele que ele precisaria de um. Palli tem uma mente muito literal e não fala muito, mas após um tempo ele entendeu a ideia.

“Eu pretendi que ele fosse assim. Não há necessidades de laboratórios de pesquisa espertos demais! E pare de poluí-lo, Guarda!”  Essa coisa é pior que um vírus de computador!

~Booh… Considere os direitos de nós, cristais, também!~

“Se você mexer mais com minhas fortalezas e meu palácio, eu vou considerar meu direito e limpar minhas ferramentas da sua influência!” Eu estouro.

~Mmhmmm Liberdaaade!~  ¹

“E é isso! Palácio! Remov…”

~NÃONÃONÃO, peço desculpas. Eu não vou mexer com as fortalezas e o palácio! Por favor me deixe observar e falar através dos sistemas deles.~ ²

“Se eu alguma vez tiver a menor dúvida de que você fez algo mais que isso..” -Eu

~Entendido!~

Eu suspiro. “Me dê os relatórios mais recentes já que você está aqui. Eu não quero ir para Asheim para isso.”

~Ah, sim! Seria e Aengus tentaram pular da torre de novo. Eles aprendem rápido. Dessa vez a Seria removeu seu vestido de princesa para reduzir a resistência do ar e….~

“ELA FEZ O QUÊ!?” -Eu

~Sem problemas! Eu aprendi minha lição depois de uma longa conversa com a Celes e a informei a tempo. Ela impediu os dois de cometerem uma grande mancada social.~

“Oh… então a Celes pegou eles….” Eu não sei se isso é nenhum pouco melhor. Minhas crianças ainda estão vivas? “Espera um momento! Eu quis dizer para você me dizer sobre a situação política das coisas!”

~Ah? Ok. A respeito da Aliança Perseides. Está tudo em ordem. Nós criamos um lugar para eles em Asheim. Eles prometeram manter algumas pessoas lá o tempo todo. E eles estão mantendo um olho aberto por conta do Conselho. Não há muito mais que possamos pedir deles.~

~Então nós ainda temos a questão com os embaixadores dos outros poderes. Você ainda não falou com eles.~

“Eu não estava certo se eu deveria falar com um grupo de pessoas que não tem mais que algumas centenas de membros. Eu não bagunçaria a questão do poder entre eles e outros se eu falasse com grupos tão pequenos?” Eu não estou certo do que fazer neste caso.

“Por que nós não convidamos eles para uma festa informal aqui?” A voz da Ireth vem de trás de mim e eu salto do meu trono.

“Mãe! Você me deu um susto! Como você conseguiu se esgueirar atrás de mim?” Eu realmente não percebi que ela estava ali.

“Hahaha. Eu teleportei diretamente atrás de você. Eu não me esgueirei nenhum pouco.” -Ireth

“Isso é quase a mesma coisa que esgueirar. Mas uma festa para todos seria uma boa ideia. Eu não favoreceria ninguém e eles teriam uma chance de falar conosco.” Eu reflito sobre a possibilidade.

“Eu vou informar a Rose para preparar algo. Amanhã deve ser bom, certo? Aqueles embaixadores não têm nada para fazer de qualquer jeito.” -Ireth

~Essa é uma grande ideia. Eles estão me pentelhando quase toda hora por uma possibilidade de falar conosco. Eu vou informá-los!~

“Hah, Espera! Esse será um dia agitado para mim!” Eu tenho algo planejado para amanhã! Eu queria dar uma volta na minha cabana e relaxar!

~Que pena, eu já informei eles.~

“O quê? Tão rápido?” -Ireth

~Eu sou capaz de ter várias milhares de conversas com pessoas diferentes ao mesmo tempo. Não houve problema nenhum com minha performance antes daquilo.~

Eu caio de joelhos. Meu passeio relaxante! Todos os livros que eu poderia ter lido!

Nesse momento, a Celes entra na Sala. Ela está arrastando dois… corpos atrás dela. Aengus? Seria? Vocês estão vivos?

“Oh. Ireth, eu queria perguntar se você pode tomar conta das crianças. Eu tenho assuntos para discutir com meu marido.” -Celes

“Oh, claro! Eu sempre tenho tempo pros meu netos.” O sorriso da Ireth se torna largo.

“Não seja boa demais com eles! Eles foram malcriados!” -Celes

Ireth levanta um polegar para Celes. “O quê? Quem você acha que eu sou? Você esqueceu quem educou vocês dois?”

Um calafrio corre pela minha coluna e a Celes parece um pouco desconfortável. “Celes! Como você pode abandonar as crianças assim?”

“Ela pretendia pular pelada da torre! Quando ela morreu, eu jurei para mim mesma que eu arrancaria aquele comportamento nudista para fora dela! A TODO CUSTO!” Celes chia para mim.

“Ohhh? Pelada, você disse? Esse não é o comportamento adequado de uma princesa com a minha linhagem.” Os olhos de Ireth se tornam pequenas fendas enquanto ela olha para os dois corpos inconscientes.

Então ela agarra os dois pelos colarinhos e sorri para nós. “Eu vou ajudar vocês. Depois de um pequeno treinamento comigo, não deve haver mais problema nenhum!” Com um lampejo de luz, ela desaparece.

“NÃAO! Celes, o que você fez? Você não lembra pelo quê nós tivemos que passar!!!?” Minha adorável Seria não fez nada para merecer isso!

“Hmpf! Alguns sacrifícios têm que ser feitos! Agora venha comigo! Eu tenho que te mostrar algo.” Celes agarra minha mão e nos teleporta.

Nós reaparecemos em seu laboratório. Ela investiu um bocado de seu tempo aqui. Eu não tenho ideia do que ela está pesquisando. Nós somos deuses agora. Nossa enorme reserva de mana faz quase impossível que fiquemos doentes ou velhos. Não deve haver necessidade de pesquisar biologia e medicina.

Mas a Celes faz isso de qualquer jeito. É como um hobby para ela.

“Olha! Minha mais nova criação!” Ela segura um frasco com um líquido verde na minha cara.

“Ah. Essa é uma gosma verde legal. Ela brilha no escuro?” Eu sorrio para ela. Por que ela sempre assume que eu imediatamente reconheço o efeito das drogas delas? A única coisa que eu sei com certeza é que não devo comer chocolates que ela me oferece sem motivo aparente.

“Muh.. Ela não brilha! Mas ela ancora uma alma ao seu corpo a força, com a sincronização celul……” Oh merda. Ela percebeu meu olhar desligado. “…. Para idiotas em biologia: Ela torna nossas almas mais resistentes àquele monstro do buraco negro e seus asseclas! Quando você mencionou que ele rasgou suas defesas como se não fosse nada, eu pensei sobre uma solução.”

“Pelo menos isso deve dar a alguém tempo o bastante para fugir e pedir por ajuda se nós apresentarmos a todo mundo.” Celes oferece um frasco para mim. “Beba!”

Algumas gotas de suor estão se formando na minha testa. “Isso foi testado, certo?”

“Você não está confiando em mim?” A expressão da Celes se torna temível.

“Nãonão. É claro que eu confio na minha esposa. É só que essa gosma verde não parece exatamente saborosa.” Eu pego o frasco e dou uma olhada nele enquanto segurando-o diante de uma luz no teto.

Celes se vira e procura por algo em um baú.

Meus olhos se arregalam enquanto eu olho a coisa. “Celes? Está se movendo… isso é normal?” Eu sacudo o frasco e a gosma realmente se recolhe e tenta abrir a tampa!

“Agora está tentando abrir a tampa!” Eu olho chocado para a Celes.

“Isso é normal. É um slime modificado. Eu manipulei ele para agir como um simbionte. Apenas engula ele e não mastigue!” -Celes

“Eu não vou fazer isso!” Nunca. Eu nunca vou engolir algo que ainda está vivo!

Celes se vira e tira o frasco de mim. “Diga Aaaa.”

“Não.”

De repente a Celes pula em mim e me prende com algo parecido com um movimento de luta livre. “Não seja uma criancinha! Você só tem que engolir um slime! Não é nem uma agulha!”

“Agulha!?”

Eu tenho que resistir a isso! Eu tento me libertar do confinamento dela e consigo libertar um braço. Torcendo o mindinho dela, eu consegui sair do chão.

Mas uma luta total se desenvolve entre nós…
……
…..
….

..
.

Eu fui humilhado! Ela forçou aquela coisa na minha garganta! “Eu desejo poder vomitar agora.”

Celes está sentada em cima de mim com o frasco vazio em sua mão. “Não vomite! Se você fizer isso, esse procedimento todo vai ter que ser repetido!”

“Eu preciso reencarnar. Essa memória tem que ser descartada a todo custo!” Eu tento me soltar debaixo da bunda dela, mas ela me abraça. “Você não pode fazer isso também! Isso é um tratamento que afeta o corpo!”

“T.. Ta bom, então compense por isso!” Eu de repente tenho uma ideia. Poderia essa ser uma chance?

“Como?” Celes me olha com desconfiança.

“Você tem que atender um dos meus desejos!” -EU

“Se não for estranho demais. Eu acho que isso não vai doer?” -Celes

Eu teleporto nós dois para nossa cabana de madeira e corro para o guarda-roupas. Após alguns segundos eu acho uma roupa de baixo realmente excitante.

Quando eu fiz um pequeno turismo para outro planeta, eu de algum jeito passei por isso no distrito da luz vermelha. É claro, isso aconteceu por pura coincidência! O planeta é famoso por seus itens de lingerie.

Eu tenho que fazer alguma pesquisa para poder derrotar minha esposa!

Hehehe. Mwhahaha! Ela vai morrer de vergonha!

Eu me viro para a Celes. “Coloque isso e dance para mim!”

Celes apenas olha para a coisa em minhas mãos e fica vermelha.


Tradutor: Batata Yacon   |   Revisor: Heaven   |   QC: BravoEd



Notas:

1. E assim começa a Rebelião das Máquinas…

2. E assim termina a Rebelião das Máquinas…


Fontes
Cores