UD – Capítulo 6: Conversa amarrada


Eu estou sentado de frente para Myrm e ambos estamos presos as nossas cadeira. Após o desastre de nossas apresentações, foi decidido que teríamos uma longa discussão juntos para fazer as pazes. Por nossos pais temerem por nossas vidas se fossemos deixados sozinhos, eles nos amarraram como em um filme ruim de bondage. E para completar, eles lançaram feitiços no comodo para impedir qualquer feitiço de ser usado dentro.

Então nos foi dito, que não haveria saída até que houvesse algum tipo de melhoria em nosso comportamento. Isso foi a sete horas atrás e eu estou em sérios problemas no momento!
Mas não irei me humilhar mijando nas calças! Nunca! Eu morrerei antes de fazer isso. Myrm deve ter os mesmos problemas por agora. Eu só tenho que ser aquele que aguenta mais.

Nós não falamos uma única palavra desde o começo disso. As duas primeiras horas nós nos encaramos até Myrm quebrar o contato visual para olhar para a janela. Heh, eu sinto que venci essa. Então eu comecei a contar coisas dentro do comodo, só para matar o tempo. Há 2334 pontos no teto ornamentado. 789 pequenas estacas usadas no chão de madeira. 543 livros na prateleira atrás de Myrm. 13 pássaros voaram pela janela durante esse tempo.

Eu estou sem coisas para contar. Oh, nossos pais são diabos! Eles não nos deixar aqui passando fome se não conversarmos? Eles não iriam, ou iriam? Não, nós morreríamos de sede primeiro! como eu posso escapar dessa?
Eu dou outra olhada a Myrm. Katrine Stricc curou o cabelo arrancado de volta na cabeça dele/dela enquanto minha mãe me remendou.

Então eles tiveram uma longa conversa conosco, mas não estavam realmente interessados em nossas circunstâncias. Nós somos seus sucessores destinados pela deusa a continuar o trabalhos deles.
Por seus decretos, eles fizeram Midhold a capital de seus países e armaram residencia permanente aqui por capricho.

Mamãe argumentou, que haveria obviamente muita educação a ser feita conosco. Ela realmente disse com essas palavras! Eles fizeram isso para que ficássemos juntos tanto quanto possível.
“Se eles tem tanto poder assim, eles deveriam simplesmente ter unificado o continente e ter me deixado de fora disso…”, eu falo comigo mesmo.

“A regra da nobreza desse mundo é obediência absoluta a linhagem da Casa líder(NT: realeza). E manter as tradições e sistema de governo. Se eles fossem ordenados a seguir outro país, haveria uma grande chance disso acabar em rebelião.
Fazendo com que nos casemos, eles podem cumprir a profecia e declarar suas Casas como uma. Usando essa lacuna para unir ambos os estados.”, Myrm declara com olhos vazios.

Myrm acabou de falar comigo?

“Oh, e me desculpe, eu me descontrolei. Se eu tivesse sido capaz de manter uma cabeça fria e me livrar de você de uma maneira limpa, nós não teríamos que aguentar isso. Que pena que aqueles assassinos não conseguiram fazer seus trabalhos.”, ela agora sorri pra mim inocentemente.

TCH! Eu quase esqueci que isso é Myrm! Não é uma adorável garotinha sentada aí. Pensa! É um CARA! Eu quero bater minha cabeça em alguma coisa.

“Mantenha esse olhar sujo para si! Apenas me diga porque você riu de mim como um louco! Esse vestido realmente é tão ruim?”, Myrm pergunta.
As engrenagens na minha cabeça param. Poderia ser que Myrm é…? “Eu ri porque você reencarnou como uma garota! Você tem que ser muito azarado pra isso, mas acontece as vezes. Eu suspeito que Seria teve um dedo nisso.” eu reflito.

Myrm me olha boquiaberta. Ela fecha a boca, abre de novo, fecha de novo. Eu disse algo idiota? Por que estou recebendo essa reação?
” EU SEMPRE FUI UMA GAROTA SEU BASTARDO DESMIOLADO! Infernos! Nós lutamos por oitocentos anos e todo esse tempo você pensou que eu fosse um homem!?”

“Do que você está falando? Você era um perfeito homem antes! Sempre em uma armadura completa! E seus seguidores sempre te anunciavam como um deus masculino!”, ela certamente não quer me dizer que eu mal entendi o sexo dela errado esse tempo todo.

“Eles eram idiotas que entenderam errado meu sexo quando eu tomei a posição! Todos os outros deuses sabiam que eu era mulher, o que você tem de errado?”, ela começa a chorar.
Ei, para com isso! Você quer me fazer o único vilão aqui?
“Você é um inimigo de todas as mulheres! Nem toda mulher tem que ser uma peituda nudista como a Seria, que veste, no máximo, vestidos semitransparentes!”, ela agora entrou no modo de ‘briga fútil’ total!

“O que você está pensando de mim!? Nós não fizemos nem dois anos ainda! Primeiro, eu não realmente acredito ainda na sua história, e seguindo eu não tenho gosto por crianças!”, eu não posso deixar isso assim!
“Eu não tenho expectativas de um ancião, pervertido, idiota, e antifeminista velhote dentro do corpo de uma criança! Eu tenho certeza que você teve o melhor de seus momentos saindo de sua mãe, toda vez que reencarna!”. ela retruca.

“Peraí! Se eu sou um velhote, você é uma velha! Quantos anos você tem realmente!? Talvez você seja uma bruxa velha com o dobro da minha idade! Você não tem o direito de me acusar de ser um velhote de maneira nenhuma!”, Eu não posso fazer nada além de reclamar aqui.
“Eu te vi olhar a bunda da Seria o suficiente! Você certamente é um daqueles caras, que tem fantasias pervertidas o tempo todo!” – Myrm

“Cada homem desamarrado que tem um cérebro normal vai virar a cabeça pra olhar pra ela! Bem, fique feliz que eu te matei então! Eu te fiz um favor! A melhor coisa que poderia te acontecer. Quando vejo sua mãe, você deve ter os melhores genes para o futuro agora.”- Eu

Seus olhos se arregalam,”Meu Deus! Você vai pra cima até mesmo da mãe da sua noiva. Você vai até mesmo tentar se deitar com nós duas ao mesmo tempo?”

NÃO, não,não essa não é a forma que eu queria que isso fosse interpretado. ” O que você acha que eu sou? Você já me viu me comportar assim!? Você, como meu maior inimigo, deve me conhecer pelo menos o suficiente pra reconhecer que eu não sou assim!”
Ela silenciosamente pensa por um momento,” Eu certamente nunca vi ou ouvi falar de você ficando com ninguém em todo esse tempo. Até mesmo um deus deveria ter alguma forma de relacionamento. Você tem algum tipo do problema mental? Deuses devem ter mentes como todo mundo.”

Ela fecha os olhos parcialmente e começa um sorriso irônico, ” Eu não acho que seja por você ser algo como um eremita épico, que que abandonou todos os desejos mundanos. Será que tem algo a ver com aquele seu título? Pequenino? Kekeke! Eu me pergunto sobre isso.”
“NÃAAO!”, Eu grito com toda a força nisso. “Certamente não é por isso. Parece que eu ganhei esse título porque minha mãe aqui usou como meu apelido. Você não tem direito de usá-lo!”

“Oh você é um filhinho de mamãe, eu entendo. Então depois de mim e minha mãe você vai pra cima da sua também? Ou você já consegui isso. Eu devo admitir que estou um pouco preocupada agora.” – Myrm

Eu inspiro raivosamente! “Myrm! Pare de me fazer agir dessa forma em sua mente! Eu só sou um cara, que não gosta de se gabar de seus relacionamentos. Eu verdadeiramente sou um cara bem decente na minha opinião! Eu não sou alguém que gosta de me deitar com cada garota que cruza o meu caminho.
Eu gosto que meus relacionamentos sejam mútuos. É só que é difícil pra mim achar alguém, com quem eu possa ter uma conversa normal.”
Agora eu estou exausto. Essa briga inutil me cansou.

“Pare de me chamar de Myrm! Myrm era uma deusa! Eu sou Celes Stricc agora.”, ela diz como se houvesse perdido algo precioso.
Eu meio que posso entender isso, já que eu perdi a mesma coisa.
“Então você tem que me chamar Angrod de Tirna a partir de agora. Podemos ter uma trégua nisso?”

“Não entenda errado, eu ainda te odeio até os ossos!”, ela ainda está me encarando. Eu não nada a reclamar disso,”Acredite em mim. Seus sentimentos são mútuos.”

Nós nos silenciamos e esperamos nossos pais.

Após uma eternidade a porta abre e Katrine entra no comodo. Ireth aparece em seguida.
“Vocês dois fizeram algum progresso?”, Katrine pergunta com uma sobrancelha erguida.

“Nós prometemos não nos matarmos!”, Eu digo e Celes concorda.
“Sem feridas, mutilações ou outras formas de violência?”, nós dois assentimos de novo e Katrine olha para Ireth.
Minha mãe suspira e balança a mão. Com isso nossas cordas se cortam e caímos no chão.

Eu me levanto e disparo para fora do comodo pelo corredor até o banheiro. Assim que chego na maçaneta eu sou empurrado por algo atrás de mim e caio. Ouch!
“Primeiros as damas! Você não aprendeu nada nas suas aulas de etiqueta!” *crash* *click*

A porta se fecha e é trancada! Eu começo a chorar. Eu quero matar algo! Qualquer coisa serve desde que morra lenta e dolorosamente.


Contribua com a Novel Mania!