UD – Capítulo 38 – Planejar ou não Planejar?


 

Eu estou sentado dentro da sala de estar enquanto leio um livro. É bom para distrair minha mente. Celes está sentada diante de mim.

” Você tem tem um plano , não tem? Você não quer treinar? Eu te ajudo! A coroação é semana que vem sabe? Não há muito tempo sobrando e aquele bastardo vai tentar te matar.” Ela está me importunando a dias já.

Treino isso, treino aquilo, arrume um plano. Eu suspiro e largo o livro. “Eu tenho mais conhecimento e poder do que a maioria das pessoas nesse mundo. O que uma semana de treino mudaria?”

“Eu não sei. Eu to com medo. Eu não consegui derrotar aquele bastardo! Mesmo se eu lutasse perfeitamente, eu ficaria sem mana antes dele. É injusto!” Celes cobre seu rosto com as mãos.

“Isso é por causa do seu estilo de luta. Sua única estratégia consiste em quebrar a defesa do inimigo com força bruta. E eu tenho que admitir, isso é o bastante pra você, porque você é uma gênio em manipulação interna de mana. Você não desperdiça nada do seu poder enquanto luta. Mas nosso oponente está trapaceando nesse caso, então não é realmente uma luta justa entre os poderes de duas pessoas.” Eu tento anima-la.

“Trapaça!? Como? Podemos expor o truque dele?” -Celes

“Não. Eu acho que ele recebeu mana do ritual dos Meltheim. Eles devem ter descoberto como armazenar o mana roubado dentro de uma pessoa.” Eu só estou adivinhando aqui. Eu não tenho provas.

“M… Ugh. Mas eu achei que houvesse um limite máximo de mana que uma pessoa consegue armazenar, não?” -Celes

Eu sacudo os ombros. “Então ele é muito talentoso e encheu seu depósito de mana possível ao limite. Algumas pessoas conseguem armazenar mais mana do que eles jamais conseguiriam gerar por conta própria. Ele pode ser tal talento. Eu apenas tenho que lutar com meu cérebro e não com meus músculos.”

“Como você imagina que vai conseguir derrotar aquele monstro!?” -Celes

“Eu já lutei oponentes mais poderosos e venci. Você é um exemplo perfeito. Apesar de você possuir muito mais poder ao seu dispor, eu te matei na nossa luta.” Eu sorrio para Celes

“Você morreu também…….” Ela me olha com uma expressão severa.

Eu dou de ombros e relaxo minha cabeça. “Então eu tenho que me esforçar mais dessa vez. Se a luta demorar o bastante, eu posso conseguir superar a defesa passiva dele e estourar algo importante dentro dele.” Eu contemplo internamente.

“Você sabe o quão improvável isso é. É quase impossível encantar uma pessoa contra a vontade dela. A mana dentro do seu corpo lhe protege passivamente contra qualquer influencia externa. Alguém que queira manipular mana dentro da esfera de controle de outro precisaria harmonizar seu próprio mana perfeitamente com o da pessoa. Cura só é possível porque o controle da pessoa já se foi. E ele apenas restaura algo para o estado que deveria estar originalmente. Então a defesa natural não a impede. Mas se um feitiço de cura impedisse a ordem natural dentro do seu corpo, ele seria apenas cancelado.” Celes explica.

Eu rio. “Explicação perfeita, mas não totalmente correta. Muitas pessoas pensam como você. E eles estão certos….. em um modo muito rudimentar. Mas a resistência mágica natural é um pouco mais que isso. É a recusa inconsciente de todo organismo vivo de ser influenciado pela vontade de outrem. Mas essa proteção natural não é algo sem falhas. Se você for perturbado por uma grande dor ou estiver focado em algo, essa defesa tende a cair. Durante meus dias como mago-de-almas, eu não fiz nada além de sentir a mente dos outros. E se você for adepto em pequenas manipulações, você pode simplesmente se esgueirar por entre as defesas. Me diga, como eu consigo de erguer com telekinese? Não estou manipulando o mana dentro do de você?” Eu ergo a Celes no ar, até ela estar pairando acima de seu assento.

“Huh? Mas você não está manipulando o mana dentro do meu corpo. A proteção apenas o impede de fazer algo dentro do meu corpo!” Celes tenta explicar.

Eu continuo. “Eu poderia fazer tudo o que eu quisesse, desde que eu não rearranje o fluxo do seu mana. Eu posso teleportar o ar para fora dos seus pulmões, ou aquecer a comida dentro da sua barriga para te cozinhar por dentro. Se você estive mais distraída ainda, eu poderia ir mais longe e manipular algo pequeno que realmente pertence ao seu corpo. Mas isso é o bastante, eu poderia estourar uma veia na sua cabeça, ou cortar os nervos dentro do seu cordão espinha.”

“Então por quê você não faz isso o tempo todo então?” -Celes

“Porque todo mundo é doutrinados a montar um escudo mágico como primeira coisa a se fazer em combate. Lutadores fazem isso e encobrindo dentro de mana ou uma aura, magos invocam um escudo real. Magos inferiores e lutadores apenas pensam nisso como a primeira linha de defesa. Mas para um mago-de-almas experiente é a última linha de defesa. É tudo que me impede de executar Markorn na hora.” -Eu

“Então você tem um grande problema, ele ativa aquela coisa em toda luta. É a primeira coisa que ele faz. E é a melhor arma dele. Não problemas em manter também.” -Celes

“Eu apenas tenho que faze-lo baixar aquela estúpida aura de mana por um mero segundo. Um segundo é tudo o que eu preciso e eu poderia dissecá-lo em mil maneiras diferentes.” Eu encaro o fogo.

“E se você o levantar como na sua primeira luta com ele e o girar até ele perder a consciência.” -Celes

“Seria bom se funcionasse. Mas eu temo que ele tenha pelo menos algumas possibilidades para atacar de longe. Minha mãe disse que o pai dele é um cara experto e todo mundo sabe como eu luto. Seria estúpido enviar alguém contra mim que não pudesse escapar de algo assim.” -Eu

“Então nós realmente precisamos de uma distração.” -Celes

“Você poderia se despir e dançar no trono, eu tenho certeza que isso iria ..” *SLAP* “..Okay. Sem princesa nua no trono durante minha coroação.” Eu suspiro

“Coisas pervertidas são proibidas até o casamento! Pense em um plano melhor.” -Celes

“Sim minha rainha.” *Slap* “Sem comentários sarcásticos também!”

“Mas você é minha rainha!” Não foi justo. Celes para com uma mão já levantada. “Oh você está certo. Pois bem então, você está perdoado.” Ela se inclina me dá um beijo na testa, me oferecendo uma boa visão dos… ohohoho… se ela evoluir ainda mais talvez eu esqueça a personalidade dela!

*Thwack!*

Ai! Cauda maldita!

“Você o porque desse!” Ela se inclina de volta ao assento dela.

“Você tem certeza que não quer distraí-lo com uma dancinha?” Eu a pergunto, mas ela nem considera dar uma resposta.

“Eu acho que eu terei sofrer uma morte horrível e você será estuprada por aquele cara toda noite a partir dali.” Eu sacudo a cabeça.

“Se você treinou sua magia-de-almas tanto assim, então apenas vá até ele e faça alguma coisa com a alma dele, isso não funcionaria?” -Celes

“Hoh, boa ideia! Quando o duelo começar, eu vou matar todos os expectadores estúpidos e criar uma horda de zumbis para cobri-lo em uma montanha de cadáveres. Mas eu devo desaponta-la magia-das-mas é apenas sobre se harmonizar com a alma dos outros, elevando sua sensibilidade a eles. Ela permite truques como minha invocação instantânea e usar pontos fracos dentro das defesas de alguém.” -Eu

Eu sinto que você não está sendo totalmente honesto, mas eu te perdoo.” Celes brinca com os dedos. “Sabe, nós podemos apenas tentar assassina-lo juntos. Foda-se as leis estúpidas desse mundo. Nós lidares com tudo depois.”

“Estou chocado! Uma deusa da ordem propondo quebrar a lei!” Eu sacudo minha cabeça.

“As leis desse mundo são bárbaras! Eles te desafiam para duelos por tudo! É como algum filme ruim!” Celes bate na mesa.

“Bem, é a maneira mais fácil de se livrar de mim ganhando todo o poder ao mesmo tempo. Felizmente, simplesmente me assassinar não garantiria o trono ao mesmo tempo. Se o rei morrer por assassinato, o novo rei seria escolhido por eleição. Eu estou certo que a coroa iria apenas voltar ao Nicosar. Estranhamente ele é amado pelo público.” -Eu

“Eu ouvi que ele foi um bom rei enquanto possuía o título. Durante a guerra ele virou um herói. Velhote maldito, se as pessoas apenas soubesse a verdadeira personalidade dele!” Celes balança os punhos a essas palavras.

Eu assinto também. “Já é tarde, eu quero dormir.” Me levantando, eu me viro até a porta, mas Celes pula nas minhas costas. “EI!”

“Eu tenho que marcar outro item na minha lista! Ser carregada nas costas até meu quarto e ser colocada na cama!” Ela me abraça mais forte e quase me estrangula.

“Eu não acho que já estamos nessa fase ainda.” Eu não sou um cavalo!

“Há uma recompensa!” Ela sussurra no meu ouvido e suspende um pedaço de chocolate diante de mim.

*chocolate* ou *humilhação* ou *chocolate* ou *humilhação* ou *chocolate* ou *humilhação*

Eu pego o chocolate. “Eu não vou ler historinhas de dormir!”

[NT: Eu também escolheria o chocolate]


Contribua com a Novel Mania!