UD – Capítulo 32 – Interlúdio – Nem preto nem branco?


Sete deuses estão sentados ao redor de uma oval, mesa branca. Abaixo deles, visível através de um disco transparente, está uma cidade feita de cristais. Parece que que eles estão apenas pairando no céu sem nenhum suporte. Ao redor deles se expande um maravilhoso céu , tingindo e tons de azul e vermelho.

Acima deles, um sol azul dança ao redor de um buraco negro.

“Eu não acredito nela! Ela está pregando peças em nós! Vocês devem estar vendo isso também. Ela está gastando tempo demais fora da nossa vigilância! O que ela está fazendo naquelas zonas vazias?” -Tjenemit

“Eu concordo, mas nós nunca tivemos muita escolha no assunto. Ela é a única que pode vagar naqueles lugares. Isso faz dela nossa arma mais rápida. Enquanto outros tem que fazer desvios, ela só precisa seguir em linha reta.” Amaru concorda com as palavras de Tjenemit, mas há dúvida em sua voz.

“Ela é em muito útil para caças. E ela nos trouxe incontáveis fugitivos que não aprovaram nossa orientação. Algumas vezes um deus que ela está caçando escapa. Mas qual o problema nisso? Outros deuses jovens em fuga conseguem escapar algumas vezes também. Apesar dela estar certamente agindo de forma estranha, Talvez nós devêssemos investigá-la um pouco.” -Eris

“Mas quantos fugitivos nunca aparecem de novo? Olhe!” Tjenemit joga alguns papeis na mesa. “Há incontáveis casos! Tantos quantos nossos registros sobre ela podem chegar! Eu quero saber o que aconteceu com eles!”

“Eu não me importo mesmo que ela os tranque em algum lugar para brincar. Nós demos a ela a liberdade para aqueles dois também. Se alguém com a utilidade dele pede um favor, você deve garantir de vez em quando. E quem se importa se ela pega alguns daqueles que ela caçou pra si mesma?” -Elohim

Enyo se espreguiça em sua cadeira e fala em um tom entediado.

“Eu também acho. A eternidade é longa, você precisa de um hobby. Eu não sei que lado doentio dela ela está escondendo de nós. E eu não me importo, desde que ela faça o trabalho dela e aqueles que desaparecerem nunca mais apareçam de novo.”

“Eu ainda acho que vocês estão cometendo um grande erro ao fechar os olhos para ela! Foi um grande erro dar aqueles dois quando ela pediu! Nós deveríamos tê-los trancado dentro do buraco negro também! Ela está planejando alguma coisa. Eu sinto! E logo, eu serei capaz de provar!” -Tjenemit

“Como?” -El Shaddai

“Eu investi um bom tempo para pesquisar a zona vazia favorita dela. E eu acho que há algo lá!” -Tjenemit

“Eu tenho certeza que, se nós simplesmente falássemos com ela nós conseguiríamos chegar a um consenso.” -Lada

Tjenemit dá um olhar de desaprovação em direção a Lada.
“Eu já enviei uma mensagem em direção a Zona Vazia. Ela contém um círculo de invocação para mim. Se tivermos sorte, alguém lá dentro vai achar e me invocar para lá. Com o círculo eu terei um ponto de conjuração perfeito. Eu também serei capaz de usar de novo para retornar.” -Tjenemit

“Seria sabe disso?” -El Shaddai

“Não. Seria estúpido tentar isso com ela sabendo. Ela tentaria me parar. Eu posso até ser pego dentro da zona vazia!” Tjenemit

“Eu ainda acho que deveríamos conversar. Seria é uma ajudante confiável. Se nós planejarmos algo assim por trás das costas dela isso poderia destruir nosso relacionamento.” Lada joga um olhar de apelo aos outros.

“Eu sei que você é uma deusa da harmonia Lada, mas você confia demais.” Amaru sacode a cabeça.

“Um deus da sabedoria deveria saber melhor. Esse não é o caminho correto!” -Lada

“Então nós votaremos para decidir. Digam! Quem é contra o Tjenemit nisso.” -El Shaddai

“Eu sou!” -Lada
“Eu não acredito que seja o passo correto também.” -Elohim

“A favor!” -Amaru
“Deixe-o tentar.” -Eris
“Eu não sou contra também.” -El Shaddai

Todos olham para Enyo, mas ele dá de ombros. “Eu não me importo. Me informem se eu puder esmagar algo, então eu decidirei.”

“Então nós temos três vozes a favor do plano, duas contra e um sem opinião. Então você prosseguirá com seu plano Tjenemit.” El Shaddai resume. “Estou saindo então. Há muito a fazer.” El Shaddai some.

Ótimo! As conversas chatas acabaram! Hora de esmagar alguma coisa!” Enyo desaparece da existência.

“Então eu vou me retirar também. Eu tenho que meditar, para achar o círculo de invocação.” Tjenemit desaparece também.

“Desculpe Lada, mas criar discórdia é o meu forte! Então eu tenho que ajudar o Tjenemit nessa.” Eris dissolve em partículas de luz com um sorriso na cara.

“Isso é errado. Elohim, você sabe disso também.

“Eu sinto muito Lada, mas eu não concordo com você. Eu posso ter votado com você, mas por razões diferentes. Na minha opinião Seria deveria ser deixada quieta porque ela nunca traiu nossa confiança. Mas se ela estiver planejando algo como Tjenemit acha que está ……. bem. Mas Tjenemit não tem prova. Ele tem apenas uma de suas sensações estúpidas. Então eu sou contra chutar a colmeia só para testar se há algumas abelhas assassinas ou abelhas normais dentro, se é que me entende? Mesmo abelhas normais podem se enfurecer se sua colmeia for chutada. Seria não fez nada para merecer isso.”

Elohim acena e desaparece também, deixando uma Lada de aparência doente para trás.

Lada pega os papeis que Tjenemit deixou para trás na mesa e começa a lê-los.


Contribua com a Novel Mania!