UD – Capítulo 31 – Uma Luz no Fim?


 

“Aqueles monstros mataram todos aqueles civis apenas para invocar um deus? Como eles ao menos tiveram essa ideia?” Katrine está chocada.

Angrod ainda está encarando a tela com uma expressão taciturna, seu drone está voando em círculos ao redor da cidade para ter uma vista de todos os ângulos.

Agora que eu esse círculo, ele parece familiar. “Em algum lugar… Eu já vi esse círculo antes. Se eu pudesse lembrar onde?”

Angrod se inclina na sua cadeira. “É o mesmo círculo que o conselho usou para nos invocar, quando nós viramos deuses.”

“É um círculo de invocação? Eu pensei que eles nos deram nossas divindades por ele!?” Eu não entendi.

Angrod sorri. “Eles nunca nos deram nossas divindades. Nós viramos deuses por conta própria. Todo mundo vira um deus, na condição de que a alma alcance certa força. Eles estavam mentindo para manter controle sobre nós.”

“Como você sabe disso?” Eu pergunto.

Angrod bufa e começa do início. “Quando eles nos invocaram e me -fizeram- um deus, eu já tinha feito um bocado de pesquisas em almas e deuses. Aquele círculo não é nada mais que uma formação de invocação. Eu admito, é um dispositivo poderoso, mas exceto por uma mudança de locais e um belo show de luzes, combinado a uma sensação de tontura, você não ganha nada dele.

O Conselho apenas faz isso para convencer os deuses recém nascidos, de que eles têm algum tipo de poder sobre eles. Eu acho que mantém os problemas afastados se tal crença existir.

Mas eles não me enganaram com isso. A maioria das runas nesse círculos são apenas para aparecer e fazer parecer algo complicado.”

“Por que você não disse a ninguém!?” Eu entendo menos ainda agora. O conselho não tem nenhum poder sobre nossa divindade? Eles apenas deixam as pessoas assumirem que eles deram a eles? Só para terem controle sobre eles?

“Mwahaha! Eu tive sorte de pensar três passos a frente, antes de expor meu conhecimento ao mundo. Você não acha que esse secreto é uma ferramenta de controle bem poderosa? O que eles fariam se alguém saísse por ai e dissesse contasse a todo mundo sobre a maior mentira em todo o multiverso.

Não haveria um bocado de deuses que decidiriam que não é necessário seguir as palavras do Conselhos como cães?Não iria alguém, que soubesse esse segredo, ser silenciado a todo custo?

Então eu mantive minha boca calada. Eu banquei o idiota científico, que está muito mais interessado na sua cidade do quê no circulo sob seus pés. Então eu disse “sim e amém” pra tudo que eles me pediram.”

Eu penso a respeito disso por alguns segundos. “Eu acho que você está certo. Há alguns que estão muito infelizes com o Conselho. Isso ainda não explica onde os Meltheim conseguiram o conhecimento daquele círculo?”

“Não sei.” Angrod dá de ombros.

“Vocês dois poderiam falar nossa língua e tentar explicar o que o Conselho é?” Katrine pergunta.

“Nada a se preocupar, apenas os deuses de todos os deuses, os governantes do universo. Nada de mais, nenhum pouco.” Angrod proclama em uma voz feliz.

“E Seria? Ela pode nos ajudar?” Arthur pergunta.

“Não, desculpe informar, mas Seria também é apenas um dos empregados.” Angrod sorri para eles.

“Então os Meltheims botaram as mãos em um feitiço realmente poderoso, que está conectado aos governantes do universo? Por que razão eu estou tentando salvar meu mundo, se os governantes do universo maldito estão do lado deles?” -Arthur

“Por que se você não continuar tentando do começo. Você nunca vai alcançar nada. Nós não sabemos muito ainda, mas nós sabemos que devemos interromper aquela invocação!” Eu tento encorajar meu pai de novo.

“Pelo menos o tempo parece estar em nosso favor. Para prover energia a uma magia assim, você precisa de uma enorme quantidade de mana. Aqueles maníacos precisariam sacrificar um mundo inteiro para ela funcionar a velocidade total. Nesse ritmo vai levar anos até que o feitiço esteja completo.” Angrod explica.

“Então nós temos tempo para tomar o norte e lidar com a Cidade de Seria depois?” -Arthur

“Talvez.” Angrod não soa muito certo.

Eu ainda estou um pouco chocada. Se a observação do Angrod estiver certa. Então há muito mais em jogo aqui. Que motivo o conselho teria para entrar nesse mundo de uma maneira tão indireta? Um deus deveria ser capaz de ir até onde quiser.

“A menos que Seria tenha conseguido excluí-los. E agora eles querem dar uma olhada nesse mundo?” Eu falo comigo mesma.

“Você não pode impedir um deus de ir aonde quiser. Desde que haja um caminho, você pode alcançar cada mundo. Mas isso não importa, nós pararemos essa loucura e então encerraremos o assunto.” -Angrod

“De qualquer maneira, estou saindo para coordenar nossas ações com meus generais. me informe se você achar algo com esses seus bons dispositivos espiões.” Arthur se vira e sai.

“Leve a tela com você. Seus generais e você vão precisar dela e eu posso apenas pegar outra do meu laboratório.” Angrod indica a grande tela que tem cerca de um metro de comprimento e meio metro de altura.

Arthur anui e a carrega. Então sai com Katrine. Eu fico para trás com Ireth, mas ela ainda está fora de si e chorando silenciosamente. Angrod está segurando a mão dela.

“Eu não gosto disso. Nós não sabemos o que está acontecendo. Você tem alguma ideia?” Eu pergunto ao eremita estúpido.

“Nós podemos apenas esperar até que o exército tenha tomado controle do norte. Não deve haver problemas mesmo que eu tenha falhada na Cidade de Seria, o resto da estrutura de comando deve estar em completo caos.

Arthur só tem que passar por cima deles e tomá-los. Então nós poderemos lidar com a Cidade de Seria e seu escudo estúpido. Apesar de eu não estar certo se podermos lidar com ele.” Angrod explica lentamente enquanto pensa em algo.

“Qual o problema? Se eles tiverem apenas uma cidade e nós tivermos tempo o suficiente, nós podemos quebrar o escudo e lidar com eles.” Eu pergunto a ele.

“Eu não sei quantas pessoas foram sacrificadas para aquele escudo. E se eles usaram uma quantidade significativa? Nós teríamos problemas no caminho.” Ele encara seu pequeno computador e mantém silêncio.

Eu o abraço. Ele pode parece um idiota insensível com um coração frio. Mas pelo menos ele fica nervoso por aqueles próximos a ele. “Hahaha, nós vamos superar isso, não se lembra!? Seria disse que nós vamos liderar o mundo em direção a um futuro melhor! Se estivermos juntos, nada pode nos parar!” Eu proclamo orgulhosamente e ele sorri fracamente.

Nós apenas nos sentamos ali pelo resto da noite, enquanto Ireth cai no sono no sofá. Angrod continua trabalhando no seu computador, então eu me levanto e pego um cobertor para Ireth e algo para beber.

Após pegar o cobertor do meu quarto, eu faço meu caminho em direção a cozinha. Mas quando eu me viro em um canto eu bato em uma pessoa, que se corria pelo corredor.

“Celes, cadê o Arthur?” Nicosar se ergue diante de mim, apesar de um pouco empoeirado, eles está vivo!

“N.. Nicosar! Pensamos que você estivesse morto!” Eu corro até ele e o abraço. Eu ainda posso conseguir minha vingança! Oh, obrigada! Eu ainda posso fazê-lo pagar por todos aqueles meses de tortura.” Cadê o Nicol.?”

Nicosar sacode a cabeça. ” Eu fui explodido por alguns quilômetros pelo ar. Depois de regenerar, eu tive que caminhar todo o percurso a pé para o próximo lugar com alguém que pudesse me teleportar de volta. Eu temo que Nicosar não tenha conseguido. Foi uma… uma explosão enorme…”

“D… De qualquer maneira. Você tem que cuidar da Ireth. Ela está muito abalada desde que recebeu as noticias do ataque. Arthur já está coordenando tudo.” Eu pego a mão dele e o levo de volta para a sala de estar.

Quando chegamos lá, Angrod dá um sorriso maligno. “Estou feliz que tenha conseguido. Apesar de eu temer que aquela coisa tivesse te pego depois de você não aparecer por tanto tempo.”

Com o barulho Ireth acorda e vê Nicosar. Ela salta e o abraça. “Pai! Estou tão feliz. O que….”

“Sinto muito.” Nicosar sussurra e a abraça. “Mas você tem que ser forte, você é a rainha de um país. Nós não podemos apenas abandonar nossas responsabilidades por termos perdido alguém querido a nós. Nós temos que nos erguer e trabalhar para um futuro no qual essas coisas não aconteçam.”

Ireth anui e Nicosar a leva pela mão. “Então nós devemos ir ajudar Arhut e Katrine.”

Juntos eles saem para se juntar a Arthur e Katrine.

“E o que você vai fazer agora?” Eu pergunto ao Angrod. “Eu vou dormir, estou cansado. Eu tenho o corpo de uma criança afinal de contas.” Ele responde.

Uma chance! Hoje a noite eu vou riscar outro ponto da minha lista!


Contribua com a Novel Mania!