UD – Capítulo 24 – Interlúdio – Capacho?



 

Eu o segui por um bom tempo já. Ele recusou a oferta do conselho então a caça começou. Ninguém pode recusá-los e se você o fizer, você se torna um herético. Eles vão caçar até o fim da existência.

E se eles te pegarem eles te selam dentro de um buraco negro acima da cidade deles e então eles te esquecem. Eu não sei quantos de nós estão apodrecendo dentro daquele escuro lugar sem tempo.
É pior que ficar preso dentro de uma zona vazia, alguns me disseram. Mas eles não puderam explicar o porque… Eu espero que eu nunca descubra.

Eu dei o caminho e fico diante dele. Ele está fraco e cansado. Quão longe algum de nós precisa correr para ficar cansado? Eu não sei.

Ao nosso redor está uma infértil terra desolada com quatro sóis no céu. Não a muito que possa viver aqui.

“Eu acho que vocês vão me seguir onde quer que eu vá? Há ao menos um lugar onde vocês não possam me encontrar? Posso pelo menos perguntar o nome daquela que me pegou?” Ele pergunta.

Eu sorrio. ” Eu sou Seria. E eles sempre vão te achar. Não há lugar que um deus possa se esconder do conselho. Há apenas uma maneira de escapar.” -Eu

“Como?” -Ele

“Você vai ter que morrer e abandonar sua divindade.” -Eu

“Isso é tudo? Mas eu não tenho divindade! Eu me recusei a me tornar um deus! Eles me ofereceram o trabalho e eu me virei e corri!” -Ele

“Então como você está caminhando pelo multivrso, se você não é um deus? Algo que apenas deuses podem fazer?” -Eu

“…”

“O conselho não te faz um deus, eles apenas querem que todos acreditem que eles fazem. E seria muito ruim para a reputação deles se houverem deuses que não sejam selecionados por eles…..” -Eu

“…”

“Você quer que eu te ajude? Eu posso salvar sua alma, mas você vai ter que decidir rápido e o preço é alto.” -Eu

“Qual é o preço?” -Ele

“Você não será mais um deus. Você vai perder todas as suas memórias e começar de novo. Talvez você as tenha de volta em um futuro distante, mas elas nunca parecerão serem como suas de novo. Em troca de te salvar, você tem que me ajuda quando eu pedir no futuro. E você vai ter que confiar em mim e baixar sua guarda” -Eu

“…”

“Você tem que decidir agora.” -Eu

“Hahaha. Foda-se isso, eu nunca quis ser um deus mesmo. Faça o que você tiver que fazer.” -le

“Isso vai doer por um tempo, mas você tem que ficar parado.” -Eu

Ele concorda e eu enfio minha mão no peito dele. Eu vejo a dor em seu rosto, mas então ele começa a sorrir e seu corpo se dissolve em luz. Ele nem mesmo pisca, ele deve ter uma alma valente.

Eu olho para as duas pedrinhas brilhantes, que estão agora em minha mão. Uma para sua alma e uma para sua divindade.

Alguém chega e eu me viro para ele, enquanto formo um punho para esconder as duas pedrinhas.

“Onde ele está?” -Tjenemit

“Eu consegui interceptá-lo aqui, como você disso. Mas ele não era tão fraco, como você previu. Ele resistiu e pisou em um caminho. Ele escapou.” -Eu

“O quê! Merda! Porque você não o parou!” -Tjenemit

“Eu tentei.” Seria

Você se chama um deuss de vida e morte, mas você não consegue pegar um mero semi-deus, que apenas descobriu quão grande o multiverso é! Eu perdi muito tempo com você. Agora eu tenho que começar a busca de novo!” -Tjenemit

“Eu vou tentar melhor da próxima vez. Parece que eu simplesmente não sirvo como uma caçadora. Mas o conselho continua me alistando, porque eu sou mais rápida que os outros.” Eu sorrio a Tjenemit.

“Eu manterei um olho em você de agora em diante. Você está agindo estranho recentemente! Deuses simplesmente desaparecem ao seu redor frequentemente demais.” Tjenemit

Ele se vira e desaparece.


Contribua com a Novel Mania!