UD – Capítulo 23 – Reunião ou Recomeço?



 

O eremita estúpido é meu querido? minha torta de mel? Meu ursinho? Meu um e único ursinho aconchegante? Meu um e único maior amor de todos os tempos! Meu -pequenino-, oh não, ele tem isso como título! Era assim que eu sempre o chamava, quando nós brincávamos com as crianças! Agora eu me lembro!

“O QUEEEEEE!! NÃO PODE SER!

Mas não há dúvida. Eu estou olhando meu eu passado! E não apenas estou eu ali, mas pequena Sofie também está lá, puxando minha saia como ela sempre fez. E o pequeno Siegfried! Eu reconheceria essas pessoas até mesmo em outros cem mil anos, eles são minhas mais queridas memórias.

E Johann, meu querido, eu o reconheceria esse rosto sorridente estúpido em qualquer lugar! Sempre sendo feliz com o mundo e estando junto com sua família.

Como esse rabugente, sadista, eremita idiota conhece essa cena. Ele é o pequeno Siegfriede? Ou o bebê Friederich?

Wawawawa! O pior resultado possível seria se eu fosse a mãe dele em uma vida passada! Mas ele não pode ser o Johann! Meu Johann era um cara legal! Não um idiota, que ri da desgraça alheia. Ele sempre tentava resolver os problemas dos outros.

O eremita estúpido nunca sorriu assim!

E todo mundo vinha até nós por ajuda. Johann nunca mandou ninguém embora! Ele era um santo! Mas ele era realmente bom com ciência….. e ele sempre tinha alguma máquina estranha para brincar. O eremita estúpido é realmente bom com essas coisas também.
Não havia mágica naquele mundo, contão eu não posso verificar esse ponto….

Mas ele tem um caráter completamente diferente! Ele não pode ser o Johann. Uwahh! Eu tenho que saber!

“Angrod? Quem são esses?” Eu pergunto.

“Ninguém.”
“Só um maravilhoso sonho perdido.” O eremita responde.

Ele está triste? O eremita está triste? Essa é a primeira vez que eu ouvi ele dizer algo assim; Ugh! Ele não pode ser Johann! como pode alguém com o caráter de Johann mudar para algo tão distorcido como o eremita!

Eu me viro, mas o eremita já caminhou na direção do carro! Ele me deixou pra trás! Cruel!
Eu corro atrás dele e alcanço o carro, onde Rose está esperando. Angrod já está lá dentro. Eu entro no carro e Rose fecha a porta.

Enquanto somos levados pra casa, eu permaneço em silêncio e Angrod apenas olha pra fora da janela.
Eu tenho que verificar a identidade dele de algum jeito. Mas como? Ele lembra nossos nomes naquela época? Eu podia pedir pra ele dizer os nomes. Essa seria a única maneira segura.
M… Mas nós lutamos um com o outro por mais de oitocentos anos. Isso não seria a maior briga doméstica que já existiu? Meu cérebro de algum jeito parece gelatina.

Eu preciso falar com o eremita sozinha e eu preciso que … argh não há uma boa maneira de fazer isso. Apenas acalme-se e espere e pense. Nada foge de mim.

***

Ok. Eu tenho algo parecido com um plano. Ele está dentro da biblioteca com certeza e está lendo um livro de novo. Então ele está distraído.
Eu vou abrir a porta, entrar, fechar a porta, e perguntar. Sim. Então eu abro a porta. Eu entro. Eu fecho a porta.

“Angrod, me diga o nome daquela família.”
“Huh?”
“Me diga os nomes das esculturas de gelo! O homem de neve!”
“….. por que eu deveria?”
MERDA!
“Me CONTA!”
“Não grite! … que seja, eu era o cara barbado Johann, a mulher era minha esposa Sandra, as crianças eram Sefie, Siegfried e Friedrich. É uma cena de uma vida passada? Feliz agora? Pra que você precisa disso de qualquer jeito?”

Meu entra em curto!

“VOCÊ NÃO PODE SER ELE!”
“O quê?”
“DEVOLVE ELE!”
*ESMAGA* *SOCO* *BANG*
“Sem violência!
“NÃO CORRE!”
“O Quê!?”
“O QUÊ VOCÊ FEZ COM ELE!?”
*Tapa*
“VOCÊ ROUBOU AS MEMÓRIAS DELE?”
“Ow! O que há de errado com você? Não me sacode assim. Você teve sua primeira menstruação ou algo assim?”

Minha visão está embaçada. Eu quero chorar aqui. “Eu sou Sandra! O que você fez com Johann!”
“Você não pode ser Sandra! Ela era uma mulher boa e legal. Ela sempre me ajudava com meu trabalho. Ela não era violenta ou controladora. Ela não sabia artes marciais!” Ele responde.

“Huh? Nosso país era pacífico por toda nossa vida! Não havia necessidade de lutar. Desde que eu estivesse com Johhan, eu sempre teria dinheiro bastante! Ele era uma perfeita máquina de imprimir dinheiro com sua mente de gênio.” Eu respondo. Então o abraço forte. ” O que aconteceu com você para ficar assim?”

“Eu posso jogar essa mesma pergunta de volta pra você. E você que implicar, que a Sandra ficou comigo pelo dinheiro?”[1] Angrod não se move.

“Parece que as pessoas mudam com o tempo…. e não se pode tê-las de volta.” Ele diz desiludido.

Eu acho que você nunca deve dizer para um cara que você está pensando sobre dinheiro…

“Isso é pior do que saber que você só está lá fora em algum lugar do multiverso e eu apenas não posso te achar.” -Angrod

Eu realmente não sei se esse é o pior ou melhor dia de todos.

“Eu acho que é melhor continuámos como estamos. Nós não somos as mesmas pessoas, que éramos naquela época. Tentar voltar é impossível.” -Angrod

“Você acha? Mas… Não, você está certo. Você não é Johann. E eu não sou mais a Sandra. Waa, eu odeio essa situação! M… Mas você veio pra mim, ao invés de se esconder no abrigo! Então talvez ainda haja um cara legal dentro de você.” Eu estou nervosa comigo mesma, eu deveria esquecer disso.

“Eu disse que você não deveria entender aquilo de maneira errada!” Ele fica vermelho, oh tão fofo! Ele não consegue ser sincero.

De repente a porta abre e Ireth olha dentro do comodo. “Eu ouvi alguns barulhos… O QUÊ ACONTECEU AQUI!? Alguma bomba explodiu!?”

Então seus olhos caem em nós. “VOCÊS dois BRIGARAM! …… DE NOVO!”

Angrod me abraça. “Hahaha! Nós apenas tivemos uma pequena briga de casal! Não é isso minha gatinha?”
Meu estômago vira de cabeça pra baixo quando escuto meu antigo apelido.

“Claro, mas nós já fizemos as pazes de novo. Eu não consigo ficar nervosa com meu -pequenino- pra sempre! Foi apenas um pequeno mal entendido.” Eu me junto a ele por reflexo e ele enrijece.

Mas uma corda aparece nas mãos de Ireth e ela caminha em nossa direção. Agora eu estou chorando pra valer enquanto abraço o Angrod. Ele está chorando também e me abraça em retorno.

Aaaah….. Isso de alguma maneira parece com aqueles tempos esquecidos. É só que os motivos pra chorar são completamente diferentes.



[1]  Aquele momento em que as todas as ilusões de amor são destruídas

Contribua com a Novel Mania!