UD – Capítulo 14: Interlúdio – Um mundo destruído?


Eu estou de pé nos restos ardentes de um mundo destruído. Há alguns sobreviventes, mas ainda vai levar um longo tempo para esse mundo se curar, se alguma vez acontecer…..
Enquanto eu dou meus passos através da pedra derretida, eu deixo pegadas brilhantes para trás. Talvez alguém vá se perguntar sobre elas em um milhão de anos? Será que eu deveria voltar na época para checar? Eu ria para mim mesma.

Simplesmente desejando a mim mesma para outro lugar acima dessa rocha morta eu reapareço alto no ar e dou um profundo respirar. O ar sulfúrico e temperaturas estão de onde a lutar assolou mais fortemente, teria matado qualquer outro ser vivo, mas não eu.
É, não eu. Que tédio. Eu nem mesmo me lembro de um tempo em que não fosse assim? Mas tenho certeza que deve ter havido um tempo como esse.

Uma época, durante a qual eu estava viva…… um tempo de alegria, um tempo de maravilhas, um tempo em que um pouco de amor era razão o suficiente para viver.
Mas eu não me lembro de um tempo tão maravilhoso, é por isso que seres como eu começam a brincar com as vidas daqueles que não podem se opor a nós? É apenas porque nós estamos tão entediados de tudo.
Então nós começamos a rolar o dado da vida, apenas para ver o que acontece? É uma razão bem patética eu acho.

Essa montanha está bloqueando a vista….. *estalo*

*ESTRRRRROOOOOOOOOONNNNNNNDDDDOOO*

Sim, em alguns milhares de anos, isso pode ser um agradável vale. Talvez eu faça uma visita se eu ainda estiver por aí.
“O que você está fazendo aqui Seria? Brincando!”

Eu me viro, “Tjenemit! Que bom de você me prestar uma visita! Como está no Conselho?” Eu sorrio um esplêndido sorriso a Tjenemit.
“O Conselho está indo bem! Eu vim aqui para checar o seu trabalho! Você lidou com eles como ordenado?”, Tjenemit pergunta.

“Oh, o que você pensa de mim!? Não como eu desobedecer o Conselho! Eles estão sofrendo em um dos meus infernos. Não maneira deles lhe incomodarem jamais.” Eu ligo os braços com Tjenemit e pressiono meu peito contra ele.
“Hmmmm. Assim espero. Então eu posso vê-los”, Tjenemit agarra minha bunda! Bastardo! Qualquer hora eu vou arrancar seu coração por isso.

“Oh, eu sinto muito! Se eu soubesse. Eu os joguei em um lugar, que apenas eu tenho acesso. Eu não queria outros vendo meu lado feio. Eu acho que poderia guiá-lo pelo rio das almas. Mas você sabe, é perigoso se perder lá! Se… se você realmente quiser ir eu acho?”, sim. Me siga lá e eu terei a desculpa perfeita!

“Não há necessidade disse. Eu espero que você volte em breve!”, ele desaparece. Medroso!!

“Sim, meu escravo-mestre! Oh, como eu curto cumprir os comandos do Conselho! Nós todos podemos ter toda a eternidade juntos na cama observando um ao outro com olhos suspeitos!”, Eu explodo assim que ele se vai.

Em um momento muito muito distante eu vou quebrar esse estado congelado da realidade. Todo mundo será permito a sua própria escolha de novo. Não importando se ele escolhe viver, ou morrer, ser um deus, uma pessoa ou renascer. Todo mundo terá uma escolha.

Mas ainda não…….


Contribua com a Novel Mania!