UD – Capítulo 11: Interlúdio – Outro Julgamento


Eu acordo em um lugar branco. Eu me sento e olho ao redor, é apenas  infindáveis planícies brancas! Nada está aqui. É o pior resultado possível….

Eu estou morta!

Esse é o rio das almas, ou o que uma mente que não quer ficar insana percebe dele pelo menos. Como isso aconteceu! Minhas memórias  são apenas uma pilha massada de fragmentos. Eu… Eu estava lutando. Sim, eu estava lutando contra aquele bastardo!
E eu estava vencendo! Seu quebrado, corpo ensanguentado estava caído diante de mim! Finalmente, após todo esse tempo eu o tinha aos meus pés e a minha vontade! Então ele levantou sua mão e atirou uma pequena bola de fogo em mim!

Não há necessidade de desviar de um feitiço tão fraco! Eu apenas fiquei lá rindo! Oh, que idiota eu fui. A dor era inacreditável, enquanto tudo ficou vermelho e eu podia sentir minha alma sendo partida em pedaços! Eu podia ter desviado tão facilmente.
Dói tanto, mas… porque eu estou aqui agora?

“Você é você de novo Myrm?”

Eu me viro, “S…Seria? O que aconteceu? Por que você está aqui?”
Seria está lá. A deusa da vida e morte deste domínio.

“Você lutou com Ascathon. E ele te matou.”- Seria
“Sim, Eu……”, Eu não sei o que dizer…..

“Sua alma foi partida em pedaços, me custou um bocado de tempo para juntar você de novo.”-Seria
Eu tento ficar de pé, mas eu estou fraca e caio de quatro, “Então aquele bastardo me derrotou! Onde ele está agora? Certamente ele está observando e rindo, não está!?”

Seria fica de joelhos e joga uma bolinha de gude diante de mim.
“Não, ele está morto também. Ele morreu logo depois de você, das feridas que você infligiu nele. Eu coloquei a alma dele nessa bola para resguardo.” ela diz tristemente.
“Por que você faria isso?”, Eu não entendo.
“Para ter vocês dois julgados pelo conselho. E já que você foi um bom pedaço de trabalho Myrm, eu tive que evitar que ele ressuscitasse.”-Seria

O conselho? Mas por que eles se importariam? Eles não movem um dedo ao destino dos mundos! Tais questões não lhes dizem respeito.
“Eu entendi, nós destruímos um mundo! E o que tem isso? Se nós não tivéssemos tomado ação nós mesmos isso teria acabado mal de um jeito ou de outro.” Eu estou nervosa.

“Hahaha…. o conselho não se importa com o que vocês fizeram com aquele mundo. Ou seus habitantes. Eles não se importariam se vocês destruíssem um universo. Isso acontece em todo canto, o tempo todo. E da mesma maneira tudo é renascido de novo. O conselho está nervoso com vocês por outro motivo. Vocês dois serão punidos por algo, que o conselho considera muito pior que esses pequenos motivos que você falou. E eu fui escolhida para supervisionar suas punições.”
Seria sorri fracamente.

Lágrimas se acumulam em meus olhos, “Então o que pode ser pior que destruir um mundo!”

Seria suspira,
“Eu acho que você é jovem demais para entender a tempo, então eu vou lhe dizer. Vocês mataram um ao outro! Vocês dois mataram aquilo, que não pode ser matado.. Vocês quebraram a divindade. Vocês acabaram o inacabável. Isso não aconteceu em toda a existência. E o conselho teme o que isso possa significar.”

Seria balança sua mão diante de meus olhos e tudo escurece.


Contribua com a Novel Mania!