UD – Capítulo 103 – Missão de Resgate!



103. Missão de Resgate!

 
….

***Asheim, Embaixada***

Enyo começa a se esgueirar para frente enquanto eu visto minha armadura. A armadura foi trazida por um pequeno grupo de guerreiros que irão me acompanhar nessa missão de resgate. Há dez deles. Contando comigo, nós temos onze pessoas.

Quando eu estou pronto, eu me viro em direção a eles. “Vocês todos sabem o que fazer? Enyo tem um emissor que é capaz de romper um caminho. Ela vai se colocar bem ao lado do Aengus e da Sharid. Assim que ela o ativar nós entramos, pegamos eles e tomamos o caminho para sair de lá. Sem feitos heroicos.”

“Eu vou com você.” Miruliru salta de sua cadeira.

“Você não está armada!” Eu não vou assumir responsabilidade se algo acontecer com ela.

“Eu não preciso estar! Eu só vou esmagar a Esfera. É uma oportunidade de ouro.” Miruliru puxa duas adagas de cristal.

“Então eu vou me juntar também! Eu não posso deixar uma jovem donzela como você sem proteção.” -Carne

“Tch! Nojento!” -Miruliru

“Se for assim eu terei que me juntar a vocês também.” Chiffre nos dá um sorriso confiante.

Suspeito…. Se todos eles querem ir pro covil dos leões então….

Mas meus pensamentos são interrompidos pela Enyo. “Messstre! Eu essstou sob o altar. Devo mandar o sssssinal?”

Eu me viro em direção ao grupo. “Pessoal. Se alinhem e me toquem. Eu reconhecerei o sinal da Enyo com mais facilidade. Apenas me sigam no caminho.” Após alguns segundos, todos estão prontos e eu me viro em direção a tela. “Mande o sinal Enyo.”

Então eu me concentro. Alguns segundos depois eu reconheço o padrão correto em um caminho na direção do mundo natal da Sharid. É como se o caminho estivesse vibrando em uma certa frequência.
Eu entro no caminho e de um momento para o outro, eu estou ao lado de Aengus e Sharid dentro da caverna.

Os outros também aparecem ao meu redor.

Eu não perco tempo nenhum e agarro uma bolsa do meu cinto. Ela contém pequenos cristais de mana. Eles são feitos especialmente para absorver mana tão rápido quanto possível. Cada um deles tem o tamanho de um dedo e há cerca de cinquenta deles.

Ao balançar a bolsa, eu coloco o conteúdo no ar, onde os cristais começam a flutuar. Eles são mantidos por telecinese e são minha nova munição contra essas coisas.

O primeiro demônio que começa a se mover após nossa aparição recebe um cristal diretamente entre os olhos. Ele cai como se tivesse os fios cortados. Mwahaha! Nada mais de cura instantânea!

“Nós não podemos usar o caminho!” Um guarda com Aengus sobre os ombros me dá uma informação alarmante.

“É uma armadilha!” Carne chuta uma rocha na mandíbula de um demônio que estava se aproximando, o qual começa a ter uma crise de tosse.

“A Esfera tem que ser a fonte do campo de amortecimento! Não há outras fontes possíveis aqui!” Chiffre aponta para a Esfera e começa a avançar em sua direção.

Eu mando dois dos meus cristais para a Esfera, mas eles são bloqueados pelo demônio maior enquanto uma enxurrada dos menores começa a derramar na caverna.

O monstro grande deve ser algum tipo de versão atualizada. Ele bateu os cristais pra fora do ar como se não fosse nada.

Dois dos meus guardas começam a atacar os acessos para a caverna com magia de ataque. Eles sabem que os demônios não serão impedidos por muito tempo por isso. Mas matar os demônios não era a intenção deles. Com um estrondo, as entradas cedem e param a inundação de demônios.

Chiffre alcança o demônio grande que está guardando a esfera e dá um golpe estrondoso nele com seu braço mecânico.

Mas de novo, o monstro está inabalado e manda o Chifre voando com um balançar de sua garra.

Todos estão ocupados com pelo menos cinco demônios. Eu nunca quis estar em uma luta corporal dessas de novo, mas não há outra escolha.

Eu lido com os fracotes ao mandar meus cristais via telecinese neles e avanço em direção ao grande monstro.

Nós temos que lidar com a Esfera e escapar rápido. Selar as saídas pode apenas ser uma solução temporária.  Se os demônios as livrarem dos entulhos, nós seremos superados.

E ainda há a possibilidade de um desmoronamento. Não é como se……. éééééé… Por que… não? Eu olho para cima em direção as estalactites no teto. Anteriormente elas não haviam entrado na minha mente.

O demônio grande agora tem sua concentração total em mim. Mas eu não preciso alarmá-lo ao usar meus cristais.

Um pequeno empurrão e *Crack!*

*CRUSH* 

Eu soltei um estalactite acima do demônio e ele foi comprimido em um mingau de aparência feia. Eu posso ter adicionado um pouco de poder demais enquanto o grande pedaço de rocha estava caindo pra baixo. Sem mais incômodos, eu esmago a Esfera com meus cristais.

Jogando um estalactite na esfera não teria tido efeito nenhum. Os cristais são mais duros que qualquer metal. Teria sido como jogar penas em uma rocha.

“Se foi! Saiam daqui.” Eu grito através da caverna.

Meu grupo começa a desaparecer um por um. Os guardas com Aengus e Sharid fazem sua escapada primeiro enquanto os outros guardas agarram cada mortal que ainda parece vivo e os levam com eles.

“Vvvocê não será tão sortudo para sempre! Nós vamos te comer!!!”

O demônio esmagado aos meus pés me dá algumas palavras de despedida agradáveis? Eeww… já está começando a se curar. “Desculpa. Talvez alguma outra hora.” Eu mando os cristais entre seus olhos para matá-lo.

Após eu confirmar que todos se foram e ninguém foi deixado dentro da caverna, eu tomo um caminho de volta para Asheim.

***

“É meu!” 

“Não! Nós temos que libertá-la!” 

“Isso é uma maravilha tecnológica! Uma alma dentro de matéria sem vida! Isso tem que ser pesquisado!” 

“É uma pessoa! E não um objeto de pesquisa!” 

“Você não entende! Essa é a maior descoberta desde a alvorada da criação!” 

“Pergunte ao criador pervertido!” 

“É contra o orgulho de todo cientista ser ensinado por outra pessoa!” 

“Solta!” 

“Nunca!” 

“Messstre! Me Ssssalve! Eu vou rasssgar!” 

Eu assisto com uma expressão entediada enquanto Miruliru e Chiffre estão usando Enyo para brincar de cabo-de-guerra. Sério… eles são como criancinhas pequenas. “Vocês dois alguma vez pensaram em perguntar a Enyo o que ela quer?”

“Messstre! Me dê permisssssão pra usar asss armasss sssecretass!”  -Enyo

Que seja. É apenas autodefesa. “Tá bom….”

*Splurt*

*Slip* “Waaah!” “Eewww!” 

Enyo de repente espirrou Miruliru e Chiffre com uma substância oleosa e escorregou para fora de seus alcances. Chiffre caiu de bunda enquanto Miruliru muito mal conseguiu se manter de pé. Agora ela está deslizando apressadamente em minha direção e se enrola ao redor da minha perna.

“Messstre. Eu não acreditei. Mas o lubrificante é uma arma sssecreta muito útil!” -Enyo

“Volta aqui Enyo! Nós temos que arranjar um corpo adequado pra você. Eu vou procurar por uma boa reencarnação.” Miruliru estende uma mão em direção a Enyo.

“Eu essstou bem. Não preciso de outro corrpo. Messstre fffez um trabalho muito bom.” Enyo recusa a oferta de Miruliru sem rodeios.

“Por quê? “Como é possível!?” Miruliru escorrega para o chão ao lado de Chiffre.

“Como eu disse. A alma da Enyo foi devastada e distorcida como nada que eu já tenha visto antes. Se eu não tivesse ajudado, teria levado alguns milhões de anos até ela começar a funcionar adequadamente de novo. Mas mesmo pra mim, foi difícil reparar algo com tantas partes faltando. Eu emendei a alma de uma cobra nela para estabilização até ela se curar sozinha. É por isso que ela prefere esse corpo no momento. E antes que você pergunte. Eu usei uma cobra porque eu precisava de uma alma fraca que não pudesse dominar a Enyo. E porque foi divertido.” Eu dou a explicação curta para eles enquanto sorrio.

“Você conseguiu isso com duas almas…” Chiffre começa a babar no chão. Esse cara está ficando mais assustador com cada invenção minha que ele vê.

“O quê? Como os dem….” -Miruliru

Mas eu interrompo Miruliru. “Nãao. De modo nenhum. Eu não sou um idiota! Eu conheço minha arte. As almas não estão fundidas como uma. Elas apenas complementam uma a outra quando a alma da Enyo estiver curada propriamente, elas vão se dividir por conta própria.”

“Eu gosssto do meu corrpo. E de ssserrvir a messsstra.” Enyo confirma minha explicação.

Miruliru cai ao chão como se ela tivesse desistido enquanto Chiffre começa a escrever algumas notas.

Eu me viro de volta em direção a situação tática na tela. Pelo menos eu pude salvar Aengus e Sharid. Pela aparência das coisas, eles não receberam nenhum dano permanente.

Mas se eu olhar para nossa situação…. “Eu me pergunto se o multiverso vai receber dano permanente….”


Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Heaven   |   QC: BravoED



Fontes
Cores