UD – Capítulo 101 – Péssimo Despertar?



101. Péssimo Despertar?

 
….

***Mundo Natal de Sharid, um certo distrito da luz vermelha.*** 

Eu coço minha cabeça enquanto olho para Sharid que está brincando com suas irmãs mais novas. Elas estão sendo tratadas como brinquedo por ela. Ela ao menos percebe suas próprias ações?
A mãe da Sharid ainda está no sofá enquanto resmunga algumas coisas incompreensíveis.

Abruptamente, Sharid se vira em minha direção. “Isso mesmo Aengus! Faça sua coisa! Sabe? O presente!”

Aaah. Eu quase esqueci. “Sharid, eu ainda não acho que essa seja uma boa ideia. O Pai disse que o encantou. Quem sabe que habilidades o troço tem agora.”

Eu invoco a caixa com a fantasia lendária de qualquer jeito. Eu não me importo. O que quer que vá acontecer, acontecerá. Elas vão aprender em breve o quão perigosos os brinquedos do Angrod podem ser.
Infelizmente, eu sei por experiência que os brinquedos mágicos e tecnológicos do pai podem ser um problema enorme se ele pretendia que fossem para uso comum.

“Olha! Mãe!” Sharid pega a caixa das minhas mãos e a presenteia para sua mãe. “Nós conseguimos nossa herança de família de volta!”

Os olhos da mulher mais velha mostram surpresa e então pura felicidade. “Isso é maravilhoso! Eu não me importo em perder uma herdeira se eu conseguir a herança de volta!” Ela pega a caixa da Sharid. Que mãe cruel! Descartando uma de suas filhas por um pedaço de pano!

“O tesouro sagrado está de volta em nossas mãos! Olhem crianças! Vocês conseguem apreciar esse trabalho? Os finos pelos?”A Mãe mostra o arco em cima da caixa para Soel e Niel.
Soel se recuperou um tempo atrás de quase sufocar entre as enormes montanhas de Sharid.

“Eu quero ver!” Niel estende a mão para a caixa, mas Soel é mais rápida. “Não! Eu primeiro! Eu sofri o pior nas mãos da mana!”

Niel tem uma expressão infeliz, mas não objeta sua irmã. Parece haver um entendimento silencioso à respeito do assunto.

Soel abre a caixa e extrai algumas excitantes peças de roupas com listras de tigre e patas de gato. Uma cauda com um método de fixação duvidoso também está inclusa.

“O que é isso?” Soel olha para a cauda com uma expressão duvidosa.

“Minha nossa. Parece que o conjunto foi modificado pelo Ladrão….” A mãe da Sharid agora tem uma expressão perturbada.

Após olhar para a coisa com meus próprios olhos, eu tenho que admitir que estou começando a ter dúvidas sobre meu pai.

Mas de um momento para o outro, a cauda ganha vida nas mãos de Soel e começa a se contorcer como uma cobra. “Wah! Medonho! Isso deveria fazer isso?”

Então a cauda encontra uma entrada na manga de Soel e começa a rastejar para dentro. “Kyaaa! Tira isso! Tira isso!”

“E…Espera! Eu vou ajudar!! Wah! É forte! Fica parada!”Niel salta em auxílio à sua irmã.

Eu assisto em espanto enquanto a cauda desaparece dentro das roupas de Soel. A mãe delas se juntou a Sharid na briga em uma tentativa de remover o equipamento lendário.

“IIIIIIIIIIEEEEE! AJUDA!” 

“O QUÊ É ESSA COISA!?” 

“KYAAAA!” 

*PLUG* 

“NYAAAA!” “PUTA MERDA!” 

*RASGA* 

“Nyar! Tira isso! Nya!” “Eu tô tentando, mas está se contorcendo demais!” 

*WHIP*

“Ouch!” 

*WHIP*

“Para isso!” “Eu nyão consigo controlar isso. Nya!” 

*WHIP* *WHIP* *WHIP*

“NYAARR!!” “Ouch! Nãoo! Não chicoteia!” “Ela faz isso por conta própria! Nya! Ou você acha que eu me chicotearia intencionalmente!? NYAA!”

“ENTÃO ME SOLTA! ESTÁ ME SEGURANDO TAMBÉM!” “NYAA! NYÃO CONSIGO!” 

…..
….

..
.

Eu me virei e decidi olhar para o outro lado enquanto as roupas de Soel eram rasgadas pela cauda que a havia conquistado a sua…… bem… pai… o que eu posso dizer? Sua criação profanou essas jovens mulheres….

Eu estou com vergonha de você.

Você até colocou algum tipo de controle mental naquela coisa? Soel de repente começou a falar com sons estranhos quando aquilo tomou ela…
O que a mãe fez com ele pra merecer esse tipo de punição?

Os gritos e gemidos duraram por um pouco mais. Eu firmei minha mente e observei a parede durante esse tempo.

“Aengus, você pode se virar de novo! Eu tirei.” Sharid me informa da remoção com sucesso da cauda.

Niel e Soel estão chorando em um canto da sala. “Eu fui profanada por um brinquedo” “Mas a sensação foi boa, irmã. Eu estou com vergonha de mim mesma.” 

Alguém provavelmente deveria tentar acalmá-las. Sharid tem a cauda em meneio em sua mão e uma expressão estranha em sua face.
Sua mãe está me dando um olhar pesaroso. “Leva essa coisa de volta! Isso não tem lugar nesse mundo!”

~Gehehehe…~ Então eu vou pegar essa peça lendária! Vocês podem ficar com o resto da fantasia.” Sharid guarda a cauda dentro de sua bolsa mágica.

Eu espero que isso não se torne um problema depois, mas eu posso imaginar o porquê dela querer tê-la. “Sharid… você está babando de novo.” Eu ando até ela e limpo a baba de sua face.

~Você quer alugar um quarto?~” Sharid me dá um sorriso travesso e me puxa para ela..

*********

É manhã e a Sharid me deu a melhor noite da minha vida. Nós reservamos um quarto do bordel da mãe dela especialmente para nós e fomos a loucura.
Haaah… fazer isso em um lugar desses. Eu caí fundo. Mesmo que minha parceira tenha sido minha noiva.

Eu olho para fora da janela enquanto deitado em uma cama confortável. Sharid está bem do meu lado. Ela está dormindo e quando eu observo seu rosto adormecido é difícil imaginar sua personalidade verdadeira.

“KYAAA!” “NÃOO!” “MONSTROS!”

Alguns gritos de fora da janela atraem minha atenção e eu me levanto para dar uma olhada. O que está lá fora me congela por um segundo.

A rua é uma cena tirada do inferno. Pessoas estão fugindo por suas vidas enquanto são atacadas por demônios e devoradas feito gado.

“Sharid! Acorda! Demônios!” Eu grito para Sharid que se sobressalta com uma face sonolenta.

Eu me visto enquanto preparo minha determinação e agarro a espada de cristal que eu recebi do meu pai. Mas algo chega através da janela enquanto a quebra.

É um daqueles monstros! Por que há um surto de demônios aqui? Alguém achou e brincou com uma esfera? Por que agora!?

O monstro salta em uma estupefata Sharid. Mas eu pulo em direção a coisa e separo sua cabeça de seus ombros de forma limpa enquanto desembainho minha espada em um movimento suave. Minha espada zumbe com satisfação enquanto suga a mana da criatura.

“Sharid! Nós temos que sair daqui!” Eu aponto em direção as roupas delas e ela se veste apressadamente. Mas ao invés de usar um caminho para escapar, Sharid corre para fora do quarto.

“Nós temos que salvá-las!” Sharid está na curva da porta antes que eu possa impedi-la. Mas eu sigo de qualquer jeito.

Nós não podemos parar os demônios sem armas de cristal. E minha espada é a única que está disponível no momento.

Em uma curva, eu alcanço a Sharid que está horrorizada observando o corpo sem vida da recepcionista. Ela está caída no corredor em uma poça de seu próprio sangue.

Eu pego a mão da Sharid. “Fique comigo! Essas coisas são perigosas! Elas podem matar deuses.” Eu disparo em direção dos quartos da família dela enquanto a puxo comigo.

“Mas que chances as pessoas dessa cidade têm se eles podem ferir deuses!?” Sharid pergunta com uma voz abalada atrás de mim.

Eu não respondo a pergunta. Deve ser óbvio que mortais não tem qualquer chance de resistir.
Outro demônio bloqueia meu caminho e eu abato a criatura irracional. Está tudo bem desde que eles não apareçam em grandes grupos.

Quando eu alcanço a porta, eu a chuto e disparo para dentro. Dois dos monstros estão lá dentro e eles pulam em mim com garras sangrentas.

Mas Sharid dispara na minha frente enquanto chuta o primeiro inimigo com pura força física. Ele é explodido em pedaços em uma chuva de sangue quente e órgãos.

Eu fatio a outra criatura e dou uma olhada ao redor para avaliar a situação. O quarto está uma bagunça e não há mais inimigos.

Então eu vejo Sharid ajoelhada sobre os corpos de Niel e Soel. A mãe dela está caída ao lado da porta. Eu não a percebi quando corri apressado para dentro.

Esse é o pior resultado de todos. Mas logo quando eu estou prestes a agarrar os ombros da Sharid para sair daqui, as portas se abrem explosivamente e uma enxurrada de coisas horripilantes é derramada dentro do quarto.

Eu luto contra o reflexo de explodi-las em pedaços com magia de ataque, mas isso não seria de utilidade nenhuma. Então eu puxo a Sharid à força em um caminho comigo. Apenas para longe daqui!

Para Quimera! Para conseguir ajuda! Se eu pedir ao pai, eu tenho certeza que todo o exército seria despachado para lidar com esse problema! Talvez nós possamos salvar as almas das irmãs da Sharid e sua mãe;

Mas é inútil, já que elas são mortais. Elas não serão mais as mesmas pessoas! Sharid não oferece resistência nenhuma enquanto eu a puxo comigo.

Algo estala e eu sou puxado para fora do caminho! Isso não deveria ser possível! Desde quando esses monstros tem a habilidade de impedir alguém de usar um caminho!?

Meu estômago se sobressalta e eu sou forçado de volta à realidade. Ser forçado para fora de um caminho dessa maneira é desagradável de todas as maneiras!

Eu estou em um lugar sombrio agora. Isso não é mais a casa da Sharid! Enquanto meus olhos se ajustam a escuridão, eu fico ciente dos olhos. Nós estamos cercados por demônios!

Minha espada! Sharid está a minha esquerda, ela está inconsciente. À minha direita, a espada! Eu tento alcançá-la, mas um pé a chuta para longe.

“ENNNNNTÃAAAAAAO, quem temos aqui?”
“SSe nnnnnão é uma beeeeela prrrrresinha que meus lacaios me trrrrrrrouxeram?”


Tradução: Batata Yacon   |   Revisão: Heaven   |   QC: BravoED



Fontes
Cores