SSN – Capítulo 61 – Grito de Pyongyang


Café da Estação de Sahdahng Angel Angel.

“Uh?”

Do-jiwon ponderou se ela tinha escutado corretamente.

“Para onde você está indo?”

“Pyongyang.”

“… na Coréia do Norte?”

“Isso. Eu estarei de volta depois que eu destruir uma Dungeon. Mas isto não é a parte importante. Nós devemos fazer um encontro com nossas famílias?”

“Uh?”

Quando foi que ir para Pyongyang se tornou uma coisa sem importância? E mais, ele queria que as famílias deles se encontrassem…

Jiwon estava confusa em como lidar com esse pedido.

“Vamos comer por enquanto. Eu soube que você se demitiu.”

“Uh? Isso. Eu já tinha pagado a maior parte da minha dívida.”

“Você tem dividas?”

“Eram as taxas do hospital de quando eu tinha me machucado.”

O Choque das Dungeons tinha acontecido quando ela tinha dezenove anos.

Os pais dela faleceram e ela tinha se ferido gravemente… Ela não sabia como o mundo funcionava então ela gerou dívidas em vários lugares. Se o rosto dela não tivesse sido machucado, então ela provavelmente teria conseguido recuperar esse dinheiro mais facilmente. Mas ela tinha seguido um caminho ruim.

“Hum, sério? Então o que você vai fazer? Você quer vir trabalhar para mim na guilda? Estou pensando em abrir um café também. Está interessada?”

“Huh? Café?”

Woojin era o Desperto mais badalado da Coréia naquele momento, mas de repente ele queria entrar no ramo dos Cafés? Se ele só atacasse as Dungeons de rank baixo ele lucraria mais do que abrindo um café.

“Parece que minha mãe está entediada.”

“Ah. Tudo bem. Eu sempre quis fazer uma coisa em particular quando eu pagasse todas as minhas dívidas.”

“O quê?”

“Eu quero me tornar uma autora de novel romântica.”

“Huh?”

As palavras vieram do nada, então Woojin perdeu a habilidade de fala por um momento. Com o silêncio constrangedor, as bochechas de Jiwon ficaram vermelhas de vergonha.

“É… É só um hobby que quero tentar.”

“Massa.”

“Huh?”

“Isso é muito legal. Eu vou ler depois.”

As bochechas de Jiwon ficaram ainda mais vermelhas quando ele disse que leria as palavras que ela escreveria. Ela estava envergonhada, então ela mudou de assunto.

“Ah sim. A associação de alunos me ligou há algum tempo… Eles estavam perguntando pelo seu número, mas eu não dei para eles.”

Depois que Jiwon perdeu seu rosto no acidente, ela se alienou de seus amigos. Depois que ela tinha se recuperado começou a trabalhar, então ela não tinha tempo para se encontrar com nenhum deles.

Mas Woojin tinha ficado famoso depois de aparecer na televisão. Quando os dois apareceram na tela, os antigos colegas de classe devem ter visto.

O garoto desaparecido e a garota monstro tinham se transformado em um homem bonito e uma bela mulher. Alguns de seus colegas de classe viram as fotos deles quando elas estavam decorando o portal de notícias.

“Sério? Parece que eu vou ver meus amigos depois de um longo tempo. Aff. Eu não sei se eu vou me lembrar de seus nomes. Eu vou entrar em contato com eles quando retornar de Pyongyang.”

Ele provavelmente teria algum tempo antes de ir para os EUA.

Jiwon estava surpresa com as palavras de Woojin.

“Uh? Você que ir junto?”

“Nós os veremos juntos. Por quê?”

Ele lembrava-se vagamente de vários nomes e rostos. Mas ele não conseguia juntar os nomes com os rostos. Ele iria encontrar com seus amigos depois de vinte anos.

Era menos que Woojin, mas Jiwon iria encontrar seus amigos depois de cinco anos. Ela tinha uma razão diferente de estar preocupada.

“Nada. Vamos ao encontro deles juntos.”

Jiwon tinha vários amigos íntimos. Não, ela achava que tinha vários amigos íntimos. A beleza de Jiwon tinha a feito ser o centro das atenções antes, e normalmente ela estava rodeada de pessoas.

Quando ela machucou o rosto, seus amigos a abandonaram um por um. Várias pessoas olhavam para ela com pena no olhar, então Jiwon cortou a relação com eles por escolha própria.

Quando ela olhava para os seus dias de colegial, ela percebeu que não tinha sido realmente íntima com ninguém. Agora somente Woojin estava ao lado dela. Era por isso que ele era seu benfeitor, que tinha encontrado o que era precioso para ela.

“Eu tenho certeza que você está ocupado. Você devia ir agora.”

Woojin olhou para seu relógio, e já eram 11h00. Sua reunião era as 12h00, então ele devia começar a se mexer para sair.

“Você quer alguma coisa?”

“Huh?”

“Eu estou indo para Pyongyang. No mínimo, eu deveria comprar alguns suvenires.”

“Bobo.”

Jiwon não conseguiu segurar a risada ao escutar Woojin.

Se alguém só escutasse as palavras de Woojin, a pessoa iria pensar que a viagem era um assunto trivial. Não importava quão próximo fosse a Coréia do Norte, parecia ser muito distante para as pessoas da Coréia do Sul.

“O que Pyongyang era famosa em fazer…?”

Woojin tentou procurar em suas memórias, mas não conseguia se lembrar do nome de seus amigos nem das especiarias de Pyongyang.

“Por favor, volte sem se ferir.”

Jiwon alisou o rosto de Woojin. Sua ferida tinha sido completamente curada.

“Foi só um arranhão. Acho que eu vou comprar o que eu ver por lá.”

Talvez fosse por que ele estava acostumado a escapar da morte e de receber feridas. Ele era indiferente ante ao fato da possibilidade de se machucar.

*

A tenente Che-haesol da Brigada Especial de Defesa da Gestão de Despertos estava se encontrando novamente com Woojin em uma questão de poucos dias. Ela o cumprimentou agradavelmente.

“É uma honra ver você de novo. Eu serei sua guia por toda Pyongyang.”

“Bem, eu prefiro lidar com alguém conhecido.”

Haesol sorriu ao escutar as palavras de Woojin.

O nome daquele homem aparecia diariamente no rank das palavras mais procuradas. A personalidade realista de Kang-woojin era fascinante. Aquilo a fazia se perguntar se ele era a mesma pessoa que a figura das notícias.

“Eu vou lhe explicando a suas atividades no caminho. Depois de lanchar, nós vamos passar o Panmunjom¹ e se dirigir para Pyongyang. Nós devemos chegar à cidade no horário do jantar. Depois de descansar, você vai entrar na Dungeon pela manhã.”

“Só isso?”

Ele achava que iria ter que passar por vários procedimentos complicados para poder entrar na Coréia do Norte. Parecia que não seria desse jeito.

“Nós já recebemos permissão para entrar da delegação da Coréia do Norte. Nós chegaremos a Pyongyang amanhã. Se o Sr. Woojin for bem sucedido em finalizar a Dungeon, os lucros serão consideráveis para as duas Coréias.”

Dependendo se Woojin fosse bem sucedido em finalizar a Dungeon, o conteúdo das negociações seria mudado drasticamente.

“Você fica responsável pelas coisas complicadas. Você se importa se eu entrar na Dungeon assim que chegarmos lá?”

Ele não gostava da ideia de passar a noite na Coréia do Norte.

Para ser honesto, ele achava que seria mais seguro dormir dentro da Dungeon do que dormir na Coréia do Norte.

“O presidente da Comissão Nacional de Defesa, Kim-Jong-um quer se encontrar com você…”

“Se encontrar é o caralho.”

“Seria preferível se você aceitasse…”

Che-haesol tinha visto aquilo na TV. Ela tinha visto o chute forte de Woojin e a surra que ele administrou.

Ela tinha se preocupado diversas vezes se o comportamento inapropriado dele podia causar problemas para todos. Woojin não seria o único em perigo. Seus companheiros também estariam correndo perigo.

“Bom, vamos andando primeiro. Nós falaremos mais sobre isso no caminho.”

“….”

Woojin e Haesol entraram no veículo oficial que estava preparado para eles e se dirigiram para Panmunjom. A vista ao redor de Panmunjon era desconhecida, então quando o carro entrou no solo Norte Coreano, ele estava se sentindo um pouco agitado.

“Huh… Eu achava que esse local estaria cheio de construções militares e soldados. Não tem muita coisa aqui.”

Woojin murmurou quando ele viu os campos depois da colheita.

O carro deles estava cercado por escoltas na frente e atrás. A paisagem era basicamente só mato se os militares fossem ignorados.

Che-haesol, que estava sentada ao lado e Woojin, gargalhou enquanto respondia.

“Somente algumas localizações na Coréia do Norte são desenvolvidas. Fora isso, é como se estivéssemos olhando para o nosso país setenta anos atrás. É tão ruim que eles só têm estações de metrô em Pyongyang…”

“Se eles só têm poucas estações, então porque eles não cuidam dos próprios negócios? Porque pedir por ajuda? A Coréia do Norte não tem nenhum Desperto?”

Woojin não ligava realmente para aquilo. Ele teria a chance de finalizar uma Dungeon. Ele também poderia monopolizar a Exp e os Pontos de Conquista. Mas ele ficou curioso.

“Tem um número relativamente baixo de Despertos na Coréia do Norte. É difícil fazer um time formado por apenas Despertos Rank A. E mais, a população de Despertos da Coréia do Norte tem uma alta taxa de mortalidade…”

Ele não precisava de uma explicação do motivo da taxa de mortalidade ser alta. Woojin estava curioso, então ele perguntou outra coisa.

“Então o que eles faziam quando uma Dungeon de 6 estrelas explodia no passado?”

Se eles não tinham poder o suficiente, então ele se perguntava como eles conseguiram aguentar por tanto tempo. Já fazia cinco anos desde o Choque das Dungeons. Seria estranho se uma Dungeon de 6 estrelas não tivesse reinicializado nesse período.

“Que eu saiba, uma Dungeon de 6 estrelas já reinicializou seis vezes. Teve duas Rupturas da Dungeon, e todas elas foram lidadas pela China.”

“Então isso significa que a china não foi capaz de lidar com esse problema, e usaram o portal três vezes? Era por esse motivo que eles pediram a ajuda da Coréia do Sul?”

“Mmm. Não é bem assim. A Coréia do norte falhou depois de tentarem cuidar da situação sozinha. A China tentou fazer daquela situação um exemplo, então eles ficaram parados sem fazer nada. E isto fez com que a Coréia do Norte colocasse um anúncio pelas organizações mundiais de Despertos para juntar Despertos que iriam atacar a Dungeon.”

“Eu vejo o que está acontecendo.”

As pedras de sangue saindo das Dungeons era a energia necessária para um novo crescimento.

A distância entre os países de terceiro mundo que não tinham estações de metrô, e as nações que tinham estações de metrô estavam crescendo ainda mais, mesmo que só tivesse se passado cinco anos.

Mesmo que fossem somente algumas estações, a Coréia do Norte possuía estações de metrô. Quando eles recebiam ajuda da China, eles tinham que dar todos os direitos da Dungeon como o preço pela ajuda.

Toda vez que a China ajudava, a Coréia do Norte se irritava com o que eles consideravam um tratamento excessivo. Era por isso que a Coréia do Norte tinha tentado finalizar a Dungeon com as próprias forças, e eles falharam.

A china estava irritada com as ações independentes da Coréia do Norte, então eles decidiram não ajudar dessa vez. Aquilo tinha acendido uma fogueira debaixo dos pés da Coréia do Norte, e eles pediram ajuda dos Despertos do mundo desesperadamente.

Jung-minchan tinha visto aquilo no momento certo.

“Bem, vamos partir assim que terminarmos nossos negócios rapidamente. Por favor, mantenha sua promessa sobre me dar quinze dias.”

“Sim, nós com certeza vamos manter essa parte do acordo.”

Ele tinha que finalizar a Dungeon na Coréia do Norte.

Tinha o problema de finalizar uma Dungeon na Coréia do Norte com a ajuda da Coréia do Sul. E mais, quando a guilda de Woojin conseguisse finalizar a Dungeon, as duas nações teriam que negociar como a Dungeon seria dividida.

Woojin deu uma condição simples. Depois de finalizar a Dungeon pela primeira vez, ele teria acesso total e único da Dungeon por um período de 15 dias.

Ele não tinha outras exigências.

A primeira pessoa que finalizasse recebia a maioria do lucro. Já que Woojin podia pedir por uma concessão sem ter que dar uma, era uma ocasião feliz que ele só tinha pedido por essas condições. Mas as negociações entre a Coréia do Norte e do Sul iriam começar depois que eles chegassem.

Mas o sucesso do ataque à Dungeon de Woojin era o mais importante agora.

Se Woojin falhasse, ele morreria na Dungeon. Mas a tenente Che-haesol, que tinha vindo com ele iria estar em uma situação desconfortável.

Se uma ruptura acontecesse, uma parte de Pyongyang iria ser destruída, e a Coréia do Norte iria ter um prejuízo financeiro enorme.

“Tudo depende do Sr. Woojin.”

Woojin sorriu ao escutar as palavras solenes de Che-haesol.

*

Kumsusan Palácio do Sol.

Aquele lugar era normalmente conhecido como o Palácio Memorial, e Woojin estava impressionado quando ele entrou na construção.

Ele estava surpreso com a grande praça e estava mais surpreso com o local cheio de armas e soldados. Parecia que eles não eram as tropas de desfile que eles mostravam normalmente na TV.

Eles estavam armados com armas de verdade. Metralhadoras e tanques também foram despachados. Eles estavam posicionados nas formações tradicionais usadas para lidar com as Rupturas das Dungeons.

A tenente Che-haesol também estava surpresa. Ela tinha voltado depois de falar com um oficial do exército Norte Coreano. Ela falou de forma séria com Woojin.

“A Dungeon reinicializada está localizada na Estação de Gwangmyong. Eles têm que parar a Ruptura a qualquer custo, então eu entendo como eles estão se sentindo.”

Se a Estação Gwangmyong se romper, então o Palácio Memorial estaria em perigo. O palácio basicamente simbolizava a Coréia do Norte e para proteger o palácio, eles tinham que parar a Ruptura da Dungeon a qualquer custo.

“Camarada. Siga-nos.”

Woojim e Haesol foram levados por um oficial comissionado pelo exército da Coréia do Norte, eles checaram a sala de conferência. Tinha várias mesas preparadas para um jantar e vários oficiais Norte Coreanos estavam sentados ali.

Woojin sentou na cadeira que ele tinha sido guiado com uma expressão entediada no rosto. Haesol era a pessoa que estava sentada na cadeira com uma expressão tensa. Na sala de conferência, vários repórteres estavam filmando a cena.

“Você não está nervoso, Sr. Woojin?”

“Por que eu estaria nervoso?”

Ao escutar a pergunta tensa de Haesol, Woojin respondeu indiferente. Aquele era um método típico usado por um político. Depois de convidar os convidados, o anfitrião iria se atrasar para aumentar a pressão psicológica sentida pelo convidado.

Aquele era um método que ele gostava de utilizar como o imperador de seu império em Alphen.

Bem, aquilo não o fazia criar boas relações.

Aquilo aconteceu quando Woojin colocou suas mãos debaixo do queixo entediado.

“O presidente da Comissão Militar Central chegou.”

Os repórteres que estavam tendo um breve descanso começaram a tirar fotos apressadamente. Woojin estava se divertindo enquanto ele via o outro homem entrar.

O homem com um corte de cabelo sem igual. Aquele era seu primeiro encontro com o ditador de terceira geração.


Tradutor: Dougits   |   Editor: Bczeulli

Quality Check: BravoEd


1 Zona desmilitarizada que separa a Coréia do norte da do Sul, esse local basicamente é uma construção onde metade dela fica na coréa do norte e metade fica na coréia do sul. Um vídeo mostrando a zona: https://www.youtube.com/watch?v=p25AEnr2fJU.


Contribua com a Novel Mania!