SSN – Capítulo 32 – Do-Jiwon (2)


“…….”

Sunggoo estava tendo dificuldade em mover os lábios. Woojin ficou calado. Porém não era como se ele tivesse parado de se mover.

Ele pegou um pedaço de entranhas com os seus palitinhos, e a afundou no molho, depois ele colocou a carne em cima de uma folha de perilla. Ele também colocou um pedaço de alho que ele tinha mergulhado na pasta de soja. Então Woojin esvaziou a garrafa de Soju.

Crunch, crunch.

Woojin sorria enquanto comia a carne enrolada.

“Ah. A comida fica muito boa como um aperitivo para o Soju.”

“…….”

Woojin levantou o copo vazio em direção à Sunggoo que encheu o copo silenciosamente.

“Ei. É melhor não fazermos mais jogos como esse da próxima vez. Que tal nós comermos e bebermos calmamente?”

“…….”

Woojin levou o copo de Soju para a boca quando Sunggoo permaneceu calado. Quando os olhares deles se encontraram Sunggoo falou.

“Hyung-nim.”

“Uh, o quê?”

“Por que você não está dizendo nada sobre isso?”

“Sobre o quê?”

Sunggoo olhou para Do-Jiwon, que estava desmaiada e deu uma encarada significativa na direção dela.

“O quê? A careca dela?”

“…….”

Wa. Como ele podia dizer aquilo tão facilmente?

“E daí cara?”

“Quê?”

“Qual o problema com isso?”

“… hyung-nim não liga?”

“Por que eu iria?”

Woojin esvaziou o Soju em sua boca.

“Ela só tem uma pequena cicatriz. Não é como se ela fosse morrer por causa disso.”

“…….”

Não foi aquilo que ele queria dizer.

“O quê? Você tem pena dela?”

“Claro, quem não sentiria?”

Woojin sorriu.

Ele tinha vivido em Alphen, onde as guerras não tinham fim. Ele cresceu em um mundo onde era comum uma pessoa pegar em armas se quisesse sobreviver.

Aparência deformada? Deficiente?

Se a pessoa conseguisse correr com suas próprias pernas, e conseguisse segurar uma lança com suas próprias mãos, então a pessoa era considerada uma pessoa normal.

Da perspectiva de Woojin, Jiwon era somente uma mulher com uma cicatriz na cabeça. Ela era a noonah de Jaemin e ela era uma ex-companheira de colégio de cinco anos atrás.

Nada tinha mudado.

“Coloca mais bebida. Estou de bom humor.”

Sunggoo não reagiu ao escutar Woojin. Woojin estava começando a ficar irritado e parecia que ele tinha bebido muito, pois seu rosto estava ficando vermelho.

Sunggoo reuniu sua coragem.

“De vez em quando, eu tenho medo de hyung-nim. Você é muito frio.”

“Ha.”

Quando Woojin ficou boquiaberto, Sunggoo se levantou de sua cadeira.

“Se uma mulher machuca o rosto na Coréia, isso é um destino pior que a morte!”

“O quê?”

Sunggoo recuou e caminhou rigidamente para o lado. Então ele saiu do restaurante. Woojin ainda estava com o copo no ar. Ele estava perplexo enquanto olhava para a porta do restaurante onde Sunggoo tinha saído.

“Ha-ah.”

Woojin abaixou o copo, pegou a garrafa de Soju e derramou no copo vazio.

Ggol, ggol.

“Eu posso enchê-lo sozinho.”

Woojin esvaziou outro copo de Soju, então ele pegou algumas entranhas. Enquanto ele mastigava ele olhou para Jiwon.

“E dai?”

Era porque ele estava acostumado a lidar com as mulheres selvagens de Alphen? Se fosse em Alphen nenhuma mulher iria cobrir uma cicatriz daquele tamanho por vergonha. Na verdade, elas iriam deixa-las a mostra. Aquilo praticamente dizia para todo mundo que ela tinha sobrevivido de feridas recebidas por monstros.

Basicamente era uma medalha de honra.

“Não entendo o porquê que é um problema tão grande. Ela ainda é bonita.”

Ela tinha um corpão e um rosto bonito. Uma cicatriz era somente isso, uma cicatriz.

“Uau. Terra…”

Será que ele estava muito acostumado a morar em Alphen? Existia tamanha diferença no modo de pensar dos dois mundos?

Se ele fosse para um hospital fazer um teste psicológico naquele momento, será que eles iriam querer que ele se internasse?

“Eu mudei. Tudo mudou…”

Muitas coisas mudaram. Ele se tornou um monstro por vontade própria. Mesmo que ele tivesse ansiado por sua terra natal todos os dias dos últimos 20 anos, era inevitável se tornar distante.

Woojin esvaziou outro copo de Soju.

Quando ele estava enchendo o copo, ele olhou de relance para Jiwon.

“Aquele filho da puta. Agora não consigo tirar isso da cabeça.”

As palavras de Sunggoo estavam incomodando Woojin sem motivo algum. Depois de esvaziar o copo, ele pegou o boné caído e colocou novamente na cabeça de Jiwon.

Ggol, ggol.

“Ah, este é meu ultimo copo.” Ele falou alto enquanto enchia o copo de Soju.

Woojin olhou para o interior do restaurante. A vovó que era a dona do local já tinha ido dormir. Basicamente significava que eles tinham que sair por conta própria depois que terminassem de beber.

“Ughh.”

Woojin esvaziou o precioso último copo de Soju. Então ele deu uma palmadinha no ombro de Jiwon.

“Vamos para casa.”

“…….”

“Aff..”

Woojin carregava Jiwon que esta completamente desmaiada.

*

“Uh-muh. Olha aquela moça.”

“Ela esta morta? Será que aquela pessoa fez aquilo com ela?”

“Oh. Nojento.”

“Eu acho que eu vou vomitar o que comi antes. Ooh-ook.”

Woojin estava carregando Jiwon como uma princesa. Toda vez que o boné caia eles viravam o centro das atenções, ele estava ficando irritado com isso.

Por que ele tinha que passar por isso depois de ter um tempo tão bom bebendo?

Woojin estava novamente botando o boné nela quando ele teve uma grande ideia. Ele se aproximou de uma loja de conveniência, então colocou Jiwon em uma cadeira e entrou na loja.

*

“Provavelmente vai ficar tudo bem.”

Enquanto Jaemin voltava para casa, ele suspirou preocupado. No passado sua noonah era elogiada como sendo uma rainha.

Tudo mudou depois do acidente.

Ela costumava ser bastante arrogante e correta. Ela tinha uma personalidade alegre e sua aparência… Ainda mais, as pessoas ao seu redor mudaram.

Ela trabalhava duro na fabrica para conseguir ajudar seu único familiar vivo, Jaemin. Jaemin sabia como sua irmã se sentia, então ele estudava muito sem se distrair.

Ddi ddi dii, ddi-ro-ri.

Quando ele abriu a porta, ele viu a gatinha deitada em cima de sua cama assistindo TV.

Uh? Tinha algo estranho ali?

Jaemin estava surpreso. Ele tirou os sapatos e ele olhou para a tv dentro de seu quarto. Estava passando um programa infantil chamado Pororo.

“Huh. Você ligou a Tv?”

“Nyahh.”

A gata vocalizou de forma fofa. Jaemin sorriu ao olhar para ela. Que tipo de talento essa gata tinha que podia assistir Tv? Ela provavelmente pisou no controle remoto por acidente.

“Ah. Hyung pegou o gato, mas não comprou nenhum item necessário para ela.”

Jaemin mudou seu uniforme e sentou na frente do computador. Ele acessou um portal e procurou os itens necessários para cuidar de um gato, tipo uma caixa de areia, areia e comida de gato. Então ele se lembrou de que ela tinha ficado o dia sozinha dentro de casa.

“Há-ah. Vem cá.”

“Nyahhh.”

Como se ela entende-se as palavras humanas, a gata não fugiu mesmo quando ele esticou os braços em direção a ela. Jaemin olhou nos olhos da gata.

“Hehe. Ela é tão fofa. Esta com fome Bibi?”

Jaemin colocou a gata em cima da mesa de jantar, então ele abriu a geladeira. Ele ia dar para ela as salsichas que ele normalmente comprava…

Alguém comeu ela?

“Uh?”

Ele não se lembrava de ter comido as salsichas, mas elas tinham desaparecido. Ele olhou na lixeira e viu o plástico que cobria as salsichas.

“Há. Aquele hyung, realmente…”

Não tinha como o gato abrir a geladeira e comer a salsicha. Woojin era o culpado. Já que era assim Jaemin foi rapidamente à loja de conveniência para comprar vários itens para gatos.

Woojin tinha dado bastante dinheiro para ele gastar, então Jaemin não estava duro. Mesmo que ele investisse o dinheiro no gato, não teria tanto problema.

“Hehe. É gostoso?”

“Nyahhh.”

Jaemin abriu a lata e encarou a gata. A filhotinha, Bibi, cheirou a lata varias vezes. No entanto, parecia que ela não pensava em comer.

“Uh? Por que você não está comendo? Experimente um pouco.”

O seu olhar cheio de antecipação caiu na gatinha e a gata deu um suspiro… Uh? Os gatos são tão expressivos assim? Enfim, ela deu um pequeno suspiro e começou a lamber o conteúdo da lata.

“Nyahhhhhng!”

Quando a ponta da língua dela tocou a comida, os olhos da gata cresceram e ela começou a comer rapidamente o conteúdo da lata.

“he he. Coma bem.”

Ela não tinha comido o dia todo, então ela devia estar com muita fome. Jaemin olhava para a gata satisfeito, então ele sentou de frente para o computador. Como sempre ele gostava de navegar pela net por um tempo então ele olhou de relance para a porta da frente.

“Recentemente, eu…”

Jaemin geralmente morava sozinho, mas depois que Woojin apareceu, ele não teve nenhum tempo para si.

“Ah. A hora é agora.”

Jaemin calculou na sua cabeça. Os adultos estavam bebendo, então pelo menos eles estarão fora por 2 horas. Jaemin iria ficar sozinho por pelo menos essa quantidade de tempo.

Ele usou o mouse para encontrar os arquivos ocultos dentro do computador.

*

“Ah. Por que aquele bastardo não está atendendo ao telefone.”

Jaemin não estava atendendo ao telefone, então Woojin teve que abrir a porta enquanto segurava Jiwon.

“Nyahhh.”

Bibi correu em sua direção e começou a se esfregar na sua perna. Ela realmente queria ver o seu mestre.

“Mestre. Parece que você ficou mais forte do que a última vez que nos vimos-ahong.”

“Eu evolui um pouco. De qualquer forma, por que ele esta dormindo?”

Woojin apontou para Jaemin, que estava desmaiado em cima da cama. Ele tinha desmaiado com uma expressão feliz.

“Nyahng. Ele estava assistindo humanos copularem e ele estava tomando conta de si. Então eu o deixei ter um sonho bom-ahong.”

Demônio de rank baixo. Pesadelo. Súcubo Bibi.

Não era somente pesadelos. A especialidade de Bibi era causar sonhos eróticos.

“Droga. Você vai dar um sono molhado para o garoto desnecessariamente.”

“Nyahng. Ele provavelmente está saboreando o céu agora-ahong.”

“Tudo bem. Só abra o cobertor.”

“Nyahng.”

Bibi abriu o guarda roupa, então ela tirou o cobertor. Era difícil pensar nela como uma gata quando se via a sua força.

Woojin colocou Do-Jiwon em cima do cobertor e se virou.

“Uau. Estou saindo.”

“Nyahng.”

Bibi pulou em cima do ombro de Woojin. Woojin pensou em procurar um hotel, mas não tinha nenhum nas proximidades. Ele pensou em ir para a casa de sua mão e de Sooah, mas ele desistiu da ideia.

Ele estava preocupado em mostrar ele sofrendo o pesadelo. Felizmente, Woojin tinha a chave que abria todas as portas nos tempos modernos. Ele tinha dinheiro.

Ele se dirigiu a um hotel perto da Guilda do Martelo.

O funcionário falou que ele não podia trazer animais para o hotel. Woojin falou ao funcionário que iria colocar o bichano em outro lugar. Ele foi para o lado de fora por um momento e cancelou a conjuração de Bibi. Então ele conseguiu pegar um quarto.

“Saia Bibi.”

Depois que ele trancou a porta, Woojin chamou por Bibi. Uma fumaça escura se formou e se uniu no formato do filhote de gato.

“Nyahhng. Aqui é um hotel-ahong?”

“Isso ai. Este quarto custa $300.”

“Nyahhng. A Terra é um lugar legal de viver. A sim, a coisa chamada comida de gato é bem gostosa Nnyahng. Os gatos na terra crescem comendo uma comida tão gostosa. É um planeta feliz-ahong. Da próxima vez me traga mais como um favor nyahng.”

Woojin sorriu.

“A propósito, Bibi.”

“Nyahng?”

“Você se lembra como era Alphen antes da invasão de Trahnet.”

“Nyahng? Mestre foi o meu primeiro contrato, então eu não faço ideia-ahong. Eu vivi no mundo dos Demônios antes disso.”

“Eu acho que vou ter que evoluir rapidamente.”

No mínimo ele tinha que alcançar o nível 80, então ele poderia conjurar o Lich.

“já faz bastante tempo. Vamos dormir confortavelmente.”

“Nyahng.”

Woojin se deitou em cima da cama e Bibi se posicionou perto do travesseiro. Depois de um momento de silencio ela começou a escutar a respiração de Woojin se ritmar e os olhos de Bibi se tornaram completamente pretos.

“Kyahhk. Seus demônios inferiores.”

Os espíritos malignos suprimidos pelo controle de Woojin começaram a girar ao redor dele. Eles tomavam vantagem quando a consciência de Woojin ficava nebulosa. Aqueles espíritos malignos existiam para atormentar Woojin.

A demônio de rank baixo Bibi era a única que podia ajudar Woojin. Ela ajudava a prevenir os espíritos malignos de atormentarem Woojin.

Ela controlava o sonho de Woojin transformando em um pesadelo.

*

A consciência de Woojin ficou confusa.

Parecia que ele estava sendo sugado para um abismo. Ele estava nos locais mais profundos de sua consciência.

Parecia que ele estava afundando indefinitivamente e ele sentiu seus membros tremerem quando um líquido pegajoso os prendeu.

Era vermelho e pegajoso.

Sangue. Sangue. Sangue. E então mais sangue…

Woojin estava em pé em cima de um lago de sangue. O sangue escureceu e reverberou enquanto formava uma onda. Então a onda se transformou em mãos e elas agarraram os seus tornozelos.

[Não nos abandone.]

As mãos negras balançavam na direção dele e as mãos se esticavam para Woojin. As faces contorcidas era o próprio desespero.

[Por favor, nos salve.]

Eles tinham sido descartados. Ele tinha descartado esses seres.

[Nós. Nosso monarca. Por favor, nos liberte da dor…]

Alguns só tinham mãos enquanto outros só tinham a parte superior do corpo. Tinha corpos de vários tamanhos e formatos. Os corpos se penduraram no corpo de Woojin.

Woojin não conseguia se desvencilhar. Ele não conseguia dar nenhum passo.

Ele aguentava tudo silenciosamente.

[Oh Monarca de Alandal…]

Os olhos de Woojin, que estavam ativos, começaram a verter lagrimas. Estavam cheios de remorso e apego.

“Desculpem-me…”

Esses foram os seres que ele matou? Não.

Estes eram aqueles que ele não conseguiu proteger. As almas das pessoas que ele não conseguiu proteger se tornaram em espíritos malignos e eles estavam circulando ao seu redor. Estas almas não tinham para onde ir, e eles não podiam deixar a sua vingança.

“… Desculpem-me eu não pude proteger… Desculpem-me.”

Era assim que Woojin conseguia resistir a tudo.

Antes que Woojin fosse engolido pelo pântano de espíritos malignos no campo de corpos, uma explosão pôde ser ouvida a distância.

Um pinguim gigante, um dinossauro andando em duas pernas, um castor e até uma raposa apareceram.

Os grandes amigos de Pororo montaram um ataque.

‘Eu vou ser perseguido por eles no pesadelo de hoje?’

Antes que ele percebesse os espíritos malignos desapareceram. Se ele fosse pisoteado por um dos amigos de Poporo, ele provavelmente seria esmagado até a morte. Enquanto ele estava sendo perseguido por eles, Woojin sorriu.


Tradutor: Dougits  |   Editor: Bczeulli


Contribua com a Novel Mania!