PVLO – Capítulo 27 – Senhorio (1)


Nós seguimos Yi Jihye e entramos em Chungmuro. Yoo Sangah viu a porta de vidro quebrada da plataforma e disse: — Está um caos aqui.

Quando subimos pelos trilhos da linha 3, vimos algumas pessoas sentadas.

Você entrou em Chungmuro.

O terceiro cenário está em andamento.

O Canal #GIR-8761 está ativo.』

O Canal #BIR-3642 está ativo.

De Chungmuro em diante, o tamanho do cenário só seria maior e os canais dos Dokkaebis aumentariam. Esse Bihyung ingênuo teria dificuldade de agora em diante. Alguns adultos nas casas dos 30 nos viram e acenaram para a gente: — Ah, samuraizinha. Você trouxe caras novas?

— Sim. — Ela foi chamada de ‘Samurai’, bem até que faz sentido, já que o patrocinador dela não é conhecido por eles. Mais cedo ou mais tarde, eles seriam punidos. Yi Jihye franziu a testa para esses adultos: — Vocês estão bêbados de novo?

— Hahahat! Tem mais algo para fazer além de beber num mundo assim?

O pessoal na casa dos 30 parecia relaxado, ao contrário das pessoas que passaram por um desastre. Era natural, já que estavam usando uniforme de soldados. Esta era sem sombra de dúvida a Estação de Gumho. Estava começando de verdade agora.

— Mas seus amigos vieram pelo túnel? Que ótimo… Isso não significa que eles têm muitas moedas?

Então, um dos homens, foi até Yoo Sangah: — Jovem senhorita, qual é o seu nome? Quer alugar um quarto barato?

— Quarto? —

— Haha, você não conhece o sistema daqui ainda? Este lugar…

Yi Jihye o interrompeu: — Velhote, não tente enganar os recém-chegados.

— Hehe, eles vão saber de qualquer jeito. É o que todos estão fazendo para sobreviver…

— Se você não quer se machucar, então se manda.

O cara ficou pálido com as palavras de Jihye. — Essa garotinha está muito abusadinha.

— Ei, senhor Kang. Chega. —

O pessoal na casa dos 30 se afastou. Eles desapareceram na linha de trânsito 4, e Yi Jihye guardou sua espada.

— Eu trouxe vocês aqui, então tomem cuidado a partir de agora. Não sou uma babá. — Essa garota falou de forma tão indiferente.

Eu olhei ao redor.

Chungmuro, aqui era o estágio do terceiro cenário, onde regras completamente diferentes estavam em jogo.

— M-merda! Vou matar quem chegar perto… — Um homem estava no meio da linha 3 da plataforma, enquanto brandia uma faca ao redor e ameaçava os outros. Debaixo dos seus pés, tinha um azulejo do tamanho de 3 metros e meio. Esse azulejo emitia uma luz verde que se entendia para o ar.

Yoo Sangah perguntou: — Por que ele está fazendo isso?

— Eu não sei. — Eu já tinha ideia do porquê, mas não tinha motivo para assustá-los agora. Haviam muitas pessoas sentadas com uma faca na linha 3 do metrô. Ao contrário do pessoal de antes, os rostos das pessoas aqui estavam preenchidos de desespero. Olhei para eles e perguntei para Yi Jihye: — Yoo Jonghyuk está aqui?

Yi Jihye, que estava prestes a sair, virou a cabeça ao ouvir ‘Yoo Jonghyuk’. Seus olhos ficaram cheios de suspeita: — Quem é você?

Yoo Jonghyuk já tinha conseguido obter essa garota. Bem, era compreensível, pois era difícil encontrar uma constelação no nível do Deus da Guerra Naval, mesmo que procurasse em toda a Coréia do Sul. Se eu estivesse no lugar de Yoo Jonghyuk, não a encontraria tão cedo depois de chegar em Chungmuro.

— Eu sou um companheiro de Yoo Jonghyuk que voltou vivo.

— Companheiro? Como isso é possível? — Yi Jihye olhou para mim com olhos desconfiados.

Eu dei ombros de forma descarada: — Só diz isso que ele vai entender. Onde está Yoo Jonghyuk agora? —

— O Mestre não está aqui agora.

— Sério? É complicado. Tenho algo que preciso dizer.

A expressão de Yi Jihye se contraiu enquanto olhava para mim desconfiada. Ah, eu sabia muito bem o que ela pensava de Yoo Jonghyuk. Além disso, ela já estava se referindo a ele como ‘Mestre’… Vai ser difícil trazer ela pro meu time assim. Yi Jihye chamou um garoto agachado num canto: — Ei, vem cá! —

— Hã? Sim, sim!

— Cuide dessas pessoas bem aqui. Vou atrás do Mestre.

O garoto olhou para nós com olhos confusos: — Quem são eles?

— Sei lá. Talvez amigos do mestre?

Ao ouvir as palavras de Yi Jihye, os olhos das pessoas na plataforma se arregalaram. Eles olharam para gente com espanto e admiração.

— Amigos do senhor Yoo Jonghyuk?! — O menino correu até nós e exclamou. Era um garoto que parecia ter a mesma idade dela. — Vocês são mesmos amigos do senhor Yoo Jonghyuk?

Não dava para mentir depois de ver os olhos brilhantes do garoto. Pelo menos, esse seria o caso se eu fosse uma pessoa comum.

— Ele é um bom amigo meu.

Recentemente, eu não parecia ser uma pessoa ‘comum’. Pelo menos, esse era o caso aqui.

***

Enquanto cuidava da inconsciente Jung Heewon, o garoto me contou sobre Chungmuro. Junto com Yi Jihye, esse garoto era um dos seguidores de Yoo Jonghyuk.

— E foi assim que seguimos o senhor Yoo Jonghyuk. Você ouviu tudo? —

— Sim. —

Claro que eu não estava ouvindo tudo. A história de heroísmo do psicopata Yoo Jonghyuk não era interessante. Um resumo breve ficava mais ou menos assim.

— Três dias atrás, Yoo Jonghyuk apareceu e salvou alguns de vocês, incluindo Yi Jihye, dos monstros. Não é essa a história?

O menino franziu a testa com sua história sendo resumida de maneira tão simples: — Hã, a história não é tão simples assim…

Ele certamente ficou encantado por Yoo Jonghyuk. Uma presença com força esmagadora os salvou do nada. Seria estranho se eles não o seguissem. No entanto, o menino não sabia que tinha sobrevivido, não porque Yoo Jonghyuk era bonzinho, mas sim porque teve a sorte de estar com Yi Jihye.

— Ah, é! To curioso sobre algumas coisas, você pode me responder? — Lee Hyunsung começou a perguntar com educação, enquanto eu estava preso nos meus pensamentos.

— Sim. Manda bala. —

— Como funciona o suprimento de comida daqui? —

— Isso… é um pouco vergonhoso falar… Algumas pessoas, incluindo eu, dependem de Jihye. Ela caça e pede para o senhor Yoo Jonghyuk cozinhar… —

Ninguém sabe quando ele fez uma lista de anotações, mas Lee Hyunsung pegou suas anotações e começou a escrever algo. Ele era mesmo um soldado.

— E sobre a água potável? —

— Nós damos comida ou Moedas para a Aliança dos Senhorios nos andares de cima em troca de água. —

— Aliança dos Senhorios? — Eu comecei a prestar atenção. A história estava ficando interessante agora.

O garoto falou com relutância. — Eles são os senhorios que lideram a área de Chungmuro.  Eles ocupam os andares superiores e chamamos de Aliança dos Senhorios.

Aliança dos Senhorios de Chungmuro, esse era um nome que apareceu em Maneiras de Sobreviver.

— Que tipo de pessoas eles são?

— Bem, como posso explicar… — Na verdade, eu não precisava perguntar. Talvez, de acordo com minhas expectativas, um dos ’10 Males’ estejam em Chungmuro agora. — Eles são apenas senhorios.

Essa resposta era a resposta correta de certa forma. Eles eram proprietários de terras, proprietários de imóveis que recebiam impostos fixos. Foi então que o calmo Lee Gilyoung falou algo: — Com licença, Dokka.

— Oi?

— Preciso usar o banheiro.

— É urgente?

— Sim.

Ele ter pedido agora sendo que já foi antes era um pouco inesperado. Foi ainda mais intrigante porque Lee Gilyoung não era de falar algo assim. Então eu percebi que Lee Gilyoung estava ao lado de Yoo Sangah, que estava vermelha.

— Com licença, posso ir com vocês também?

Foi então que lembrei de Yoo Sangah e Jung Heewon escondendo suas necessidades na Estação Yaksu. Eu acho que sei o que estava acontecendo, mas esse garoto, Lee Gilyoung, percebeu rapidamente primeiro. O garoto ouviu a conversa e disse: — Vocês precisam ir até o segundo andar subterrâneo para chegar no banheiro, mas não será fácil entrar.

— Aconteceu algo?

— Sim. Vocês só vão entender vendo… Acho que vou com vocês, tudo bem?

— Então vamos. — Fui eu quem disse isso. Claro que não era pra ir ao banheiro. Eu precisava subir para checar algumas coisas. Recentemente, os movimentos de Yoo Jonghyuk eram diferentes da ‘terceira regressão’ que eu conhecia. Então eu precisava ter uma noção do que mudou. Fui até o terceiro nível subterrâneo com meus amigos enquanto carregava Jung Heewon, que ainda estava inconsciente.

— Ah, eu ouvi que tinham alguns novatos. Vocês vieram ver os quartos? — Um homem na casa dos 30, que estava parado perto da escada rolante para a linha 4, assobiou.

— O garoto negou com a cabeça e respondeu: — Ah, foi mal. Vamos subir…

— Ah, que pena. Se cuidem. — Ele acenou com as mãos sem hesitação.

Yoo Sangah observou o homem se afastar e perguntou: — Falando nisso… o que exatamente é esse quarto? Não acho que seja o mesmo quarto que conheço.

— É simples. — O garoto apontou para um azulejo quadrado.  Os azulejos também estavam na plataforma da linha 3. Eles eram azulejos verdes de 3 metros e meio. Depois de olhar para os detalhes, vi algo escrito no ar acima do azulejo.

Zona Verde 0/1

— O nome do cenário é ‘Zona Verde’ e esses azulejos são chamados de quartos.

Perto do azulejo, dois homens lutavam entre si pelo azulejo. Foi Lee Hyunsung quem perguntou desta vez: — O que é isso? Por que as pessoas estão brigando por ele?

O garoto parecia um pouco relutante em responder, como se conversar com a gente ameaçasse a sobrevivência dele. — Você saberá quando chegar ao segundo andar subterrâneo.

Enquanto subíamos para os andares mais altos, havia ainda mais brigas por quartos. Os números dos quartos eram diferentes. Tinham alguns quartos pequenos rotulados como (0/1) e outros grandes como (0/7). O número depois da barra era a capacidade do quarto. Olhei ao redor com cuidado e perguntei: — Do terceiro andar subterrâneo até o primeiro, toda a área pertence à Aliança dos Senhorios?

— Sim. Eles são uma minoria, mas obtiveram a maior parte.

Toda a infraestrutura de Chungmuro ficava localizada no segundo e primeiro andar subterrâneo, mas uma única aliança ocupou tudo.

— Yoo Jonghyuk não tomou nenhuma ação? Ele não salvou vocês?

— Isso… — O rosto do garoto ficou visivelmente mais sombrio com a minha pergunta. Ele parecia um pouco mal-humorado por um tempo antes de conseguir falar: — Ele nos disse para ficarmos por conta própria…

Eu sabia. Claro que Yoo Jonghyuk diria algo assim. Talvez Yoo Jonghyuk nunca tenha dito a eles para o seguirem. Eles ficaram fascinado pela força que ele demonstrou, então tiveram sonhos esperançosos. Que lamentável.

Não muito tempo depois, chegamos no segundo andar subterrâneo. O rosto do garoto estava tenso: — Temos que ter cuidado daqui em diante.

Haviam muitos mais quartos no segundo andar subterrâneo do que nos níveis mais baixos, e não tinham grupos de pessoas lutando. Em vez disso, haviam pessoas protegendo a Zona Verde com olhos assustados.

Zona Verde 7/7

Passamos pelas pessoas e nos dirigimos para os banheiros.

— Hã… Por que paramos aqui?

Nós paramos quando nos aproximamos da última passagem para o banheiro. Como um ponto de congestão, várias pessoas estavam reunidas na passagem.

— Vamos em frente. — Eu disse enquanto empurrava as pessoas para fora do caminho.

— Senhor Pildu! Por favor, aceite! Eu não farei isso de novo! Por favor, por favor! Por favor, me deixe ficar mais um dia. Eu vou ficar em dívida, depois pago as Moedas! — O líder na frente da fila estava enfrentando o pessoal agitado.

— Vazem logo. Se mandem, se mandem. — De frente, as pessoas que pareciam pertencer à Aliança dos Senhorios estavam reunidas ali. Eu podia sentir isso instintivamente. Um dos 10 “Males” estava aqui. Eu tentei encontrar o membro dos 10 “Males” pela descrição da novel, mas não era fácil, já que todos pareciam se encaixar. Eles ficaram parecidos depois de se tornarem senhorios?

Eu balancei a cabeça quando alguém agarrou minha perna. Foi Lee Gilyoung. Senti o perigo e estava prestes a agarrar o ombro dele quando alguém empurrou Lee Gilyoung.

— Ah. — Lee Gilyoung perdeu o equilíbrio e caiu.

O personagem Lee Gilyoung invadiu a propriedade privada!

De repente, a atmosfera ficou fria, e alguns dos membros da Aliança dos Senhorios na frente olharam para Lee Gilyoung.

— Esse garoto perdeu a cabeça?

Quase ao mesmo tempo, a multidão de pessoas gritou e recuou.

— Fudeu! —

— Re-recuem! Rápido! —

Como se nunca estivesse estado lá, a multidão de pessoas recuou como uma maré. As pessoas desapareceram, e linhas vermelhas brilhavam onde estavam antes de pé. Um homem olhou entre o limite e Lee Gilyoung em sequência. — Hmm. Você parece perdido. Sabe onde está?

— No caminho para o banheiro?

— O banheiro? Haha, já foi uma vez. A propósito, garoto… onde estão seus pais?

— Hã?

— Você não aprendeu que não deveria invadir a propriedade dos outros?

Propriedade dos outros…

Ah, deve ser verdade. O homem acariciou a cabeça de Lee Gilyoung com um olhar desconhecido.

— Como não te ensinaram, vou te ensinar agora.

O Personagem Gong Pildu ativou Zona Armada Nvl. 3!

Um zumbido foi ouvido e mini torretas semelhantes às armas de fogo se ergueram do chão.

O Personagem ‘Gong Pildu’ exige 500 Moedas por ter sua terra privada invadida.』

Se você não seguir as recomendações, todas as torretas próximas vão disparar imediatamente.

O homem disse: — Me dê o dinheiro.

As torretas carregadas estavam todas mirando no mesmo ponto. O confuso Lee Gilyoung se levantou e se moveu para o meu lado. O homem me viu e riu: — Ah, então você é o responsável dele. Então o responsável não deveria pagar 500 moedas?

Eu sorri para a mão que o homem esticou descaradamente.

Que engraçado, Yoo Jonghyuk. Você deixou mesmo esses idiotas livres?


Tradutor: Pump | Revisor: Barão| Editor: Empyrean



Fontes
Cores