LMS – Volume 6 – Capítulo 7 – Laços Passados

Versão em .pdf1: [NovelMania] Volume 6 – Capítulo 7 – Laços Passados (nota integrada)

Versão em .pd2: [NovelMania] Volume 6 – Capítulo 7 – Laços Passados (nota rodapé)




Rei Zet, o terceiro rei da dinastia Belsos La Deus, desapareceu de todos os livros do Continente de Versalhes. Mas então, por um golpe de sorte, os membros da Guilda Crimson Wings acharam uma pequena referência a ele em uma das bibliotecas privadas.

“Parece que pode haver algum segredo associado a ele”.

“Talvez. Vamos descobrir mais”.

E desde então os membros da guilda começaram a investigar isso. Eles estavam perguntando aos NPCs informados sobre a história e procurando por quaisquer menções daquele rei ou da época em que ele viveu.

Apesar deles não terem expectativas altas, tudo estava apontando para alguma missão de nível elevado.

Durante as suas pesquisas, um dos membros da guilda chegou ao distante Reino Mersel, onde ele conseguiu uma audiência com o Conde Kresse, um conspirador mesquinho e muito inteligente, que confiou ao seu convidado uma missão.

“O Rei Belsos tinha muitos tesouros e o mais valioso entre eles era a Flauta Negra, criada a partir de um chifre. Se você a encontrar e trazê-la para mim, eu irei recompensá-lo imensamente. Mas tenha certeza de que apenas pessoas confiáveis saibam sobre este acordo”.

Ding!

 

Sombra do Rei Retornado:

Nova Missão!

O grande rei, cujo reinado outrora estendeu-se sobre muitas terras, está agora dormindo nas trevas abaixo de nós. Houve um tempo onde seu poder era absoluto e agora a sua tumba está repleta de ouro, prata e raros itens mágicos. Contudo, mesmo assim, não houve ninguém corajoso o suficiente que se atreveria a se aproximar dela. Se você encontrar a flauta criada a partir de um chifre em sua tumba e trazê-la para o Conde Kresse, você receberá uma recompensa generosa.

Nível de Dificuldade:

A

Recompensa da Missão:

Tesouros da tumba do Rei.

Restrição da Missão:

Nenhuma magia pode ser usada dentro das ruínas.

 

Normalmente os jogadores adquiriam as missões ao achar algo incomum durante a caça ou falando com certos NPCs. A maioria eram pedidos para achar algum ingrediente, proteger algo ou desobstruir uma área infestada de monstros.

Contudo, graças à sorte e a uma longa investigação, a Guilda Crimson Wings conseguiu encontrar uma missão secreta de grau de dificuldade ‘A’.

“Sim! Estas são as ruínas da Tumba Real”.

Eles acharam a localização das ruínas e até mesmo um mapa de seu interior. A guilda estava celebrando seu triunfo, não esquecendo de cuidadosamente guardar o segredo deles.

“E daí que a Guilda Hermes tem o Bardray? Se completarmos esta missão, nós seremos capazes de mudar tudo!”

Teros, o líder da Guilda Crimson Wings, estava fazendo um discurso para os seus colegas de guilda.

No começo do jogo, as guildas apareciam em todo lugar como cogumelos depois de uma chuva, mas agora a situação estava estabilizada e a competição principal era entre algumas dezenas das maiores e mais fortes guildas.

Todavia, logo tudo isso mudaria. Guildas se tornaram grandes o suficiente para reivindicar o controle de reinos inteiros, o que significava que os tempos de rivalidades silenciosas estavam para acabar.

É por isso que era importante ganhar tanto poder quanto possível antes do novo confronto começar. O poder era baseado em itens raros, níveis elevados e aliados influentes, e tudo isso era fornecido por missões difíceis.

A Guilda Crimson Wings reuniu todos os seus jogadores de nível elevado, 200 jogadores acima do nível 330 e contratou 50 jogadores acima do nível 350 da União dos Dark Gamers.

O resultado foi um esquadrão extremamente poderoso de 250 pessoas e, se eles falhassem, a Guilda Crimson Wings perderia 60% de sua força por 4 dias inteiros no tempo de Royal Road. Neste caso, outras guildas poderiam usar desta fraqueza para tentar capturar seus castelos.

É por isso que os membros da Crimson Wings estavam tomando todas as precauções possíveis para impedir o vazamento de quaisquer informações. Eles contrataram jogadores fora da guilda, mas nenhum deles sabia onde e, mais importante, quando eles iriam.

No dia marcado eles se reuniram nas ruínas abandonadas, escondidas na Região Central do Continente de Versalhes.

“Nós desenterraremos a entrada das ruínas. Como todos vocês sabem, essa é uma missão de grau de dificuldade ‘A’. Tenham cuidado para não morrer, cada morte será uma grande perda para a nossa guilda. Gale”.

“Sim, líder”.

“Você liderará a equipe de busca”.

“Sim! Deixe comigo”.

Gale estava muito orgulhoso de ser designado para uma tarefa tão importante quanto a exploração.

A equipe de busca consistia em algumas poucas dezenas de ladrões, cuja tarefa era detectar as armadilhas e os monstros pelo caminho das forças principais, lideradas pelo próprio líder da guilda.

Eles começaram a lentamente explorar a área. Passo após passo, os jogadores estavam analisando uma parte das ruínas depois da outra. Os ladrões estavam indo na frente, seguidos pelos guerreiros, com os sacerdotes na linha de trás. Mesmo que os últimos não pudessem usar feitiços de cura por causa da restrição da missão, eles ainda podiam fornecer ajuda nas situações críticas ou arrastar os soldados feridos para longe do perigo.

“Tenham cuidado!”

“Não deixem nada escapar!”

As ruínas eram habitadas por monstros perigosos com garras afiadas e cheia de inúmeras armadilhas inteligentemente escondidas. Essas armadilhas foram colocadas só a alguns metros umas das outras e estavam conectadas de tal maneira que até mesmo um jogador de nível 300, que acidentalmente ativasse uma delas, estaria morto alguns momentos depois.

Se tais armadilhas fossem instaladas em masmorras comuns haveria pouquíssimos jogadores dispostos a entrar nelas. Além do mais, os monstros nas ruínas tinham um nível bem elevado e não eram fáceis de se lidar.

Uma grande parte dos Dark Gamers contratados, que tinham de ir na linha de frente e explorar o caminho, morreram nas armadilhas. Até agora a guilda tinha perdido apenas 30 pessoas.

“Nós não podemos desistir! Nossas perdas são de fato grandes, mas se recuarmos agora, tudo que fizemos hoje será perdido e a morte dos nossos companheiros terá sido em vão”.

Teros estava encorajando os jogadores restantes e eles continuaram avançando firmemente dentro das ruínas apesar das baixas. Alguns dos Dark Gamers prefeririam deixar este lugar, mas eles estavam vinculados pelo contrato. Além disso, lhes foi prometido um pagamento adicional no caso de morte.

Quando os jogadores alcançaram a parte interna das ruínas, eles não puderam segurar a surpresa. A entrada para as Ruínas Reais estava bloqueada por portas aparentemente novas e, portanto, obviamente encantadas com uma imagem de um escorpião vermelho, contendo algumas inscrições em uma língua desconhecida sobre elas.

Na frente das portas estava um pequeno altar de pedras.

“Alguém consegue ler as inscrições sobre as portas?”

Para responder à pergunta de Teros, magos e sacerdotes se aproximaram da porta. Os primeiros conheciam várias línguas antigas, os últimos os símbolos sagrados. Entretanto, os símbolos sobre as portas não pareciam pertencer a nenhuma daquelas hipóteses.

Felizmente, um dos melhores magos da Guilda Crimson Wings, Shavron, reconheceu os símbolos.

“Aquelas são as letras de Varon”.

“E por que elas são diferentes da língua dos magos?”

“Elas vêm a partir de um alfabeto rúnico, mas eram usadas mais pelos xamãs mais do que pelos magos”.

“Isso mesmo. Então para fornecer alguma criptografia, alguns dos caracteres estão um pouco deformados. Eu aprendi isso só por via das dúvidas e não pensei que algum dia seria útil”.

“Venha aqui, leia-os”.

Shavron cuidadosamente começou a interpretar os símbolos sobre as portas.

“A entrada para a Tumba Real se abrirá para aquele que mostrar verdadeiro respeito. Por toda a sua vida o rei amou e reverenciou os escorpiões e somente aquele que trouxer sete estatuetas de escorpião será capaz de abrir as portas e entrar na tumba”.

Deve ser por isso que o altar na frente da tumba tinha sete pequenos pedestais com sete gemas vermelhas.

“Estatuetas?”

Todos os membros do esquadrão ficaram confusos.

Como todos os demais, Teros ficou atordoado por um tempo, mas ele rapidamente se recuperou e mandou uma mensagem geral para a guilda, destinada não só para aqueles que participavam da missão, mas também para o resto dos membros espalhados através do continente e dos reinos.

“Escultor! Encontrem um escultor que possa criar estatuetas de escorpião!”

 

***

 

Em uma calorosa e ensolarada manhã, um grupo de jogadores deixou Seraburg pelos portões leste.

“Wow! Legal!”

“Olhem, eles têm Pluto[1] e até mesmo Haisyns…”

“E líder deles é Oberon!”

“Ótimo! Eles devem estar indo para as Planícies do Desespero novamente”.

Os jogadores caçando ao redor de Seraburg não puderam conter sua admiração. Participar de tal aventura perigosa era o limite de seus sonhos no momento.

“Eu estou com inveja! Quando nós seremos capazes de ir em uma jornada como aquela?”

“Nem tão cedo. Vamos, nós temos muitas caças para fazer se quisermos aumentar nossos níveis para sermos capaz de nos juntar a eles. Eles só aceitam jogadores do nível 250”.

“Eh, sério? Talvez haja muitas pessoas assim nos reinos centrais, mas no nosso eles são menos do que 100”.

“É por isso que eles são da elite”.

O grupo, que causou tanta agitação, foi em direção à estrada. Eles marcharam em uníssono, balançando a cabeça com orgulho para os jogadores que lhes olhavam com admiração e veneração. Logo o grupo alcançou a fronteira leste do reino e seu líder deu uma ordem para pararem:

“Vocês já fizeram isso na cidade, mas eu pedirei para vocês verificarem suas armas e equipamentos novamente”.

Seguindo suas próprias ordens, Oberon sentou-se no chão e começou a verificar seu equipamento.

Normalmente a posição de líder do grupo era ocupada por um guerreiro com um elevado atributo de Liderança. Ao lutar sob o comando de tal jogador, todos recebiam um pouco mais de experiência e um ligeiro aumento nos atributos.

Como a caça nas Planícies do Desespero era muito difícil, o mais experiente e renomado guerreiro foi selecionado para liderá-la: Oberon.

“Tudo certo”.

“Eu terminei as preparações”.

Depois de esperar por cada membro do grupo reportar, Oberon assentiu com aprovação e os comandou a se moverem.

Na fronteira leste do Reino de Rosenheim uma alta muralha foi construída, a qual estava bloqueando o caminho dos monstros vivendo do outro lado. Para passar para as Planícies do Desespero a pessoa tinha que escalar as escadas até o topo da muralha e cuidadosamente descer a pequena escada escondida no outro lado.

“Wow! Existe um lugar assim…”

“Sim, que vista espetacular”.

Os jogadores, que se juntaram a esse grupo de caça pela primeira vez, ruborizaram de alegria.

No entanto, Oberon, Pluto e Haisyns somente sorriram de leve.

“Vamos lá. Esperem um pouco e vocês verão algo de tirar ainda mais o fôlego…”

Esses três eram os mais experientes no grupo, eles deixaram o reino antes por mais de 5 vezes e já sabiam o que estava esperando à frente.

O grupo desceu e se moveu para um pouco longe da muralha, quando foram atacados por uma matilha de lobos. Lobos Sem Alma, com níveis um pouco abaixo de 200 e com um número um pouco acima de 100, estavam rapidamente se aproximando dos jogadores.

Calmamente olhando para os lobos, Oberon estava dando ordens:

“Pelo que vocês estão esperando? Este é só o começo. Magos, ataquem!”

“Bola de Fogo!”

“Lâminas de Vento!”

“Abençoar!”

Alguns dos 30 membros do grupo imediatamente começaram a lançar um feitiço após o outro. Múltiplos feitiços elementais foram direcionados para os lobos, queimando, cortando e explodindo muitos monstros de uma vez.

“Guaaaaaaah!”

O comandante gritou com toda a força de seus pulmões. Este grito era similar ao Rugido de Leão, mas ao invés de aumentar o Espírito de Luta estava aumentando a Vitalidade e a Estamina dos jogadores próximos.

“Magos, mirem naqueles localizados nos flancos e à distância! Guerreiros, ataquem!”

Todos os guerreiros e paladinos apertaram com força suas espadas e clavas e correram para a luta, com Oberon na liderança.

“Eles são venenosos. Tenham cuidado e não os deixem morde-los! Cada um de vocês deve prestar atenção aos seus pontos de vidas e mana e recuar para os magos e sacerdotes quando necessário. Se você morrer, será sua própria culpa”.

Oberon continuou dando ordens.

A luta perigosa começou. Os monstros estavam vindo de todos os lados enquanto os guerreiros estavam tentando não deixar nenhum deles se aproximarem dos magos e, ao mesmo tempo, não morrer a partir de um ataque repentino. Clavas e espadas estavam atacando os corpos dos lobos com uma força mortal, os sacerdotes estavam gritando orações de cura e os magos lançando feitiços repetidamente.

Pelos próximos minutos o grupo estava repelindo um ataque após o outro.

Finalmente, quando o número de lobos caiu para menos metade, os monstros, como se seguindo as ordens de alguém, recuaram e desapareceram tão de repente quanto apareceram anteriormente.

“Viva! Vitória!” Estavam celebrando alguns dos novatos.

“O que virá a seguir se nós mal entramos nas Planícies do Desespero e já encontramos tais monstros?” Estavam perguntando outros.

Contudo, não houve resposta. Oberon apenas olhou calmamente para eles e disse:

“Obrigado pelo bom trabalho. Nós faremos um breve descanso para os magos restaurarem suas manas”.

Depois de uma batalha ardente, o grupo sentou para descansar perto do recente campo de batalha. Alguns jogadores foram recolher a pilhagem, deixada depois da morte dos lobos.

“O que nós fazemos com o couro?”

“Sim e a carne e os dentes?”

Os jogadores, que vieram aqui pela primeira vez, estavam olhando para os companheiros mais experientes, que estavam sentados no chão conversando sem pressa.

“Se você pegarem estes itens, eles podem se tornar um fardo posteriormente”, disse Pluto.

“Verdade. Couro, dentes e o resto não valem muito. Peguem tudo se vocês quiserem”, confirmou Oberon.

Todavia, não havia nenhum jogador disposto a coletar a pilhagem depois de suas palavras e, aqueles que já tinham pegado alguns itens, os jogaram fora sob a aprovação dos olhares dos jogadores mais experientes.

“Deve ter algo valioso esperando à nossa frente e esse lixo só vai ocupar espaço”.

Depois de um curto descanso o grupo levantou e foi ainda mais distante nas Planícies do Desespero.

“Fiquem alertas, vocês já devem entender o que está nos esperando pela frente. Deem cobertura uns aos outros e assim ninguém morrerá”.

O grupo só andou mais 100 metros além do seu local de descanso, quando um ponto preto apareceu à distância. Ele estava gradualmente crescendo e se aproximando do grupo em alta velocidade!

Ele primeiro foi descoberto pelos arqueiros, que tinham a melhor visão.

“Monstros!”

“Fiquem em posições. Monstros se aproximando!”

Igual da última vez, os jogadores rapidamente entraram em formação de batalha, escondendo os magos e sacerdotes atrás dos guerreiros. Os magos prepararam seus feitiços, os sacerdotes renovaram as bênçãos, os ladrões desembainharam suas adagas e se esconderam nas laterais do grupo. Todos estavam prontos para uma emboscada.

Finalmente o ponto crescendo se aproximou o suficiente para ser identificado.

“O que?… Aquilo é um Orc!”

“Um Orc muito magro…”

Um pequeno, todo pele e ossos, Orc, vestido com alguns trapos rasgados e sujos estava se aproximando rapidamente do grupo.

“Chwiik!”

Tap-tap-tap…

“Chwiik!”

A cada três passos ele fazia um som alto e súbito, cobrindo o constante tinido das três enormes mochilas em suas costas.

“Não havia nenhum Orc nesta área antes…”

“Mas então de onde esse veio?”

“E o que ele está carregando?”

Parecia que esse pequeno Orc subitamente decidiu ir em uma jornada ou se mudar para um novo lugar com todos os seus pertences.

Ninguém no grupo já tinha ouvido falar sobre algo assim. Enquanto eles estavam parados lá em um estado confusão, adivinhando o que estava acontecendo, o Orc chegou perto o suficiente para que seu rosto fosse visto. Ele parecia muito cansado, mas ao mesmo tempo ele tinha um olhar extremamente determinado.

“Chwiiik!”

Ele gritou duas vezes mais alto do que antes e então passou pelo grupo em um movimento amplo em forma de arco, não diminuindo a velocidade nem por um segundo. Além disso, embora nenhum deles soubessem o porquê dele estar fazendo aquilo, todos simpatizaram com ele, vendo quão difícil era para ele dar cada passo, como se tivesse uma montanha em seus ombros.

E então os olhos do Orc subitamente brilharam e ele se apressou para o lugar onde o grupo tinha deixado a sua pilhagem agora pouco! Ele foi para o local e começou a correr em volta.

“O que ele está fazendo?”

“Não sei. Ele é estranho”.

“Parece que ele ficou maluco”.

Os membros do grupo ainda estavam parados encarando o estranho Orc. Ele ainda estava remexendo através do campo de batalha anterior e, por onde ele passava, todos os itens desapareciam. Com a sua mão direita ele estava segurando os dentes e os couros e com a esquerda, a carne dos lobos.

Subitamente seus olhos brilharam ainda mais forte, como aqueles de um chacal que achou comida pela primeira vez em 10 dias.

Ele achou 3 moedas de prata!

“Chwi-i-ik!”

Depois de agarrar o dinheiro inesperado, o Orc continuou a correr em direção ao Reino de Rosenheim, rindo com satisfação[2].

 

***

 

“Quase lá”, calmamente murmurou Weed.

É claro que aquele Orc era ele.

Depois de se transformar em um pequeno Karichwi ele correu através das Planícies do Desespero. Contudo, primeiro ele visitou as Aldeias dos Exilados mais próximas da montanha.

Depois de um pouco de persuasão, absolutamente todos eles concordaram em se juntar a batalha contra o exército de mortos-vivos.

“Nós não gostamos dos Orcs, mas se os mortos-vivos vencerem, ninguém sobreviverá. Nós nos juntaremos à batalha para defender a nossa nova casa”, disse o ferreiro na primeira aldeia antes de reunir tantos guerreiros quanto possível e partir para as Cordilheiras Yuroki.

Isso então se repetiu nas outras aldeias de uma maneira similar.

Geralmente não era difícil persuadi-los a lutar contra os mortos-vivos, mas o problema principal era a viagem. As aldeias estavam espalhadas por toda as Planícies do Desespero e ele teve que visitar cada uma delas.

‘Cansado como um cachorro…’

Weed, que estava correndo a toda velocidade todo esse tempo, ficou sob um imenso estresse. Mesmo para um humano treinado pelo trabalho manual pesado, isto seria um desafio difícil, e Weed tinha se transformado em um pequeno Orc. Além disso, ele tinha um imenso peso em suas costas, consistindo em mochilas com seus itens e uma pequena, mas pesada, estátua de Orc.

Por causa de tudo isso, ele não conseguia sentir mais as suas pernas.

Ainda que os primeiros dias tenham passado relativamente bem, ele ainda estava com força total e correr era na verdade bem divertido. Ele tinha que evitar os monstros perigosos a todo custo! Tal corrida com a morte foi muito excitante para Weed.

As Planícies do Desespero estavam entre as dez regiões mais perigosas no jogo e mal tinha qualquer informação sobre elas. Ninguém sabia quais monstros viviam nelas, quantos ou onde seus covis eram. No entanto, Weed tinha um mapa desta terra.

O mapa tinha marcado precisamente as aldeias e as áreas perigosas, as quais deveriam ser evitadas. Além disso, o mapa tinha as informações sobre cada uma delas!

Weed estava apenas passando pelas bordas das áreas perigosas e continuava a correr pelo seu caminho. Portanto, apesar da sua jornada ter levado um longo tempo, ela foi absolutamente segura.

Por outro lado, aqueles que não tinham tal conhecimento, iriam cedo ou tarde entrar no lugar errado e morrer em batalha. Era por isso que essas terras eram conhecidas por serem muito perigosas.

No entanto, mesmo que soubesse o caminho, ele tinha um tempo limitado. A batalha contra os mortos-vivos começaria em 20 dias e, durante esse tempo, ele tinha que completar todas as preparações e retornar.

Quando ainda estava com força total ele estava correndo de quarto. O magro Orc Karichwi, correndo com o vento através das perigosas Planícies do Desespero.

Por 24 horas completas em um dia, Weed estava sob constante pressão, já que tinha que prestar atenção aos monstros vagando ocasionalmente. Ele estava até mesmo comendo enquanto corria. Como resultado ele ficou sem energia e doente.

 

Você está exausto.

A sua força acabou porque você não descansou por um longo período de tempo.

Os seus atributos de Vitalidade, Força e Agilidade foram reduzidos.

É sugerido que você descanse. Se você não fizer isso, você pode perder a sua consciência devido à exaustão.

 

Para ter um colapso pela exaustão e esperar pela morte a partir das garras de algum monstro. O que poderia ser mais ridículo? Ele provavelmente seria o primeiro jogador em Royal Road a morrer por causa da exaustão[3].

Depois de ler essa mensagem Weed ficou furioso.

“Então eu não estava trabalhando duro o suficiente até agora?!”

Todo esse tempo ele pensou que estava trabalhando no limite de suas habilidades e agora ele recebeu tal mensagem! Neste momento ele lembrou de todo o seu tempo em Royal Road, se arrependeu por todas as possibilidades que perdeu e gritou:

“A-a-a-a-a-ah!”

E então a chuva veio.

A chuva era tão forte que parecia como se um Deus tivesse feito um buraco no céu e toda a água do mundo estivesse fluindo através dele agora. Estava chovendo pesadamente por toda a Planície do Desespero. O solo seco estava gananciosamente absorvendo a água e a grama seca começou a se encher de vida.

E Weed continuou correndo.

No início não foi problemático para ele de qualquer modo, ao contrário, a água fria estava resfriando o seu corpo superaquecido!

Todavia, não importava por quanto tempo ele corresse, a chuva não parava. E foi quando ele teve um segundo colapso nervoso.

“A-a-ah! A-a-a-ah! A-a-a-a-argh!”

A chuva continuou por 3 dias e 3 noites. O solo estava coberto de poças de lama e córregos de água, que bloqueavam o caminho como pequenos rios.

Weed teve que fazer um grande esforço para evitá-los. Infelizmente, ele estava sozinho em sua jornada e não haveria ninguém para ajudá-lo se ele cometesse algum erro crítico.

As Planícies se tornaram um grande pântano enlameado, o que as fez bem difíceis de serem atravessadas pelo Orc de pernas pequenas e a pior parte era que ele não podia parar para descansar por causa da constante chuva forte.

O clima em Royal Road era conhecido por ter rápidas e drásticas mudanças. Muitos sites de Royal Road até tinham discussões em grupo, que estavam tentando descobrir os padrões do clima e fazer uma previsão. No entanto, Weed estava passando por uma região que mal tinha sido explorada e é claro que o mapa não foi de nenhuma ajuda aqui.

“Inverno… Eu odeio o inverno! Chwiik! Verão também… Odeio o verão. Primavera e outono, aquelas são as melhores”, ele estava murmurando no caminho.

Weed já tinha caído muitas vezes, mas toda vez ele voltava a se levantar e continuava andando.

A chuva continuava e continuava e ele estava gradualmente perdendo a sua força. Ele ficou com febre também.

“Só exaustão. Nada de errado com isso”, ele estava tentando se convencer.

O tempo estava acabando e ele tinha que correr, mas tal negligência com seu corpo não passou sem consequências. A velocidade dele diminuiu ainda mais, o peso das mochilas pareceu aumentar ainda mais. Ele ficou com círculos negros embaixo dos olhos e seu rosto ficou com uma pálida sombra azul em vez de verde.

 

Você está severamente exausto.

A recuperação de Estamina parou.

A sua vida está gradualmente sendo reduzida.

Para prevenir o colapso a partir da exaustão é enormemente aconselhável que você descanse.

 

Weed não podia se permitir colapsar no meio das planícies inundadas. Ele procurou um pouco em sua mochila e começou a mastigar uma erva medicinal atrás da outra. Ele estava fazendo tudo o que podia para manter seu corpo cansado em condições de trabalho.

De tal maneira, constantemente se impulsionando, ele chegou ao Reino de Rosenheim em 6 dias. Ou, mais precisamente, no 7º dia ele viu as muralhas de Seraburg.

“Desativar Metamorfose Escultural!”

Depois de gritar isso ele caiu em seus joelhos, mas já em seu corpo humano.

Foi um milagre que ele conseguiu alcançar Seraburg sem morrer. Cruzar as Planícies do Desespero foi a coisa mais perigosa que ele fez desde que começou a jogar Royal Road. Não porque elas estavam cheias de monstros perigosos, mas porque ele quase morreu de exaustão.

Depois de se transformar novamente em um humano, Weed sentou no chão por um tempo encarando o nada. Seu corpo finalmente conseguiu relaxar e ele não foi capaz de se mover de novo.

Enquanto isso, os jogadores passavam por ele em seus caminhos para dentro e fora da cidade. A maioria deles, especialmente as garotas, não conseguiu ignorá-lo!

“Se anime…”

“Viva, tio. Não desista da esperança!”

“…..”

Pequenas moedas, uma após a outra, estavam caindo no chão na frente de Weed. Ao ouvir tal tinido do dinheiro, ele nunca admitiria que não era um mendigo[4]. Então ele estava silenciosamente colocando-as em pequenas pilhas.

‘3 moedas de prata e 14 moedas de cobre’.

Houve tempos quando ele estava na escola, em que ele não tinha nada para comer. Quase todo o pequeno subsídio mensal, pago pelo governo, ele gastava com sua irmã mais nova. Então ele frequentemente teve que comer comida vencida. Para alguém que experimentou tais coisas, cada moeda era uma fortuna.

“Uh-oh…”

Weed finalmente se forçou a levantar. Seu corpo ainda estava cansado e suas pernas tremendo.

Esse foi um dos momentos em que ele sentiu que Royal Road era feito até bem demais. Ele estava cansado não só fisicamente, mas também mentalmente. Correr por sete dias direto não era algo que qualquer um poderia fazer. E se ele não estivesse usando a sua habilidade de corrida de quatro pernas, levaria ainda mais tempo.

Weed balançou a sua cabeça e lentamente foi em direção às muralhas da cidade. Ele concordou em encontrar com Mapan na fonte da praça central.

Recentemente o Reino de Rosenheim tinha muito mais jogadores do que antes. Agora a sua população não era tão menor do que aquelas dos reinos centrais.

Outros reinos da fronteira também notaram que a população de Rosenheim estava crescendo. E é claro que a causa era aquela gigante estátua de uma Esfinge. Ela não apenas tinha efeitos restauradores, mas também estava aumentando vários atributos. Além disso, os monstros próximos ficaram muito mais fáceis de se caçar.

É claro, esta situação não duraria muito tempo.

‘Quando outros reinos conseguirem seus próprios escultores, pintores e outros artistas, os jogadores vão se dispersar novamente’.

Por causa da escultura da Esfinge, muitos jogadores estavam escolhendo a profissão de escultor e, com o tempo, mais e mais belas peças e obras-primas aparecerão nos outros reinos, e então Rosenheim perderá a sua vantagem.

“Weed! Eu estou aqui”.

Perdido em pensamentos, Weed não notou que chegou à praça central, onde ele foi encontrado por Mapan. Ele estava balançando a sua mão, tentando conseguir a atenção do seu amigo.

“Wow! Faz muito tempo. Aqui, eu consegui o que você pediu”.

Como um verdadeiro comerciante, Mapan já havia preparado tudo.

“2 milhões de flechas de prata, algumas armas e prata o suficiente para fundir no restante das 50.000 armas pedidas”.

Aquilo dava 10 vagões cheios de mercadorias.

“Eu tentei comprar o mais barato possível. No final eu consegui tudo por 65.000 moedas de ouro. Eu sei que concordamos com 70.000 moedas de ouro, mas você pode pagar o preço verdadeiro. Quer que eu coloque na sua conta?” Mapan terminou de falar cuidadosamente.

Para ser honesto, ele estaca grato à Weed, porque ele o introduziu ao grupo de Pale e aos Geomchis, que realmente o ajudaram a ganhar algum dinheiro extra. Além do mais, esse acordo o ajudou a aumentar um pouco de suas habilidades comerciais.

Então ele estava esperando que teria que fazer um desconto por um acordo tão grande, ou ao menos adiar o pagamento.

No entanto, Weed balançou a sua cabeça.

“70 mil. Eu pagarei em dinheiro”.

“Woah! Sério?”

Mapan sabia que Weed era secretamente uma bolsa de dinheiro, mas não esperava que ele fosse TÃO rico! Mas então isso o atingiu e ele começou a ficar preocupado. Este era o seu velho amigo Weed, que não moveria um dedo sem uma boa razão.

E, como ele esperava, Weed continuou:

“Mas só depois de você entregar em um lugar. No seu destino eu pagarei o valor total”.

“…..”

Mapan suspirou aliviado.

Ele ainda se considerava sortudo. Ele ainda seria o responsável pela entrega, já que não teria nenhum jeito de Weed ser capaz de mover as mercadorias, que estavam ocupando 10 carroças.

“Então, onde eu devo entregá-las?”

“Para as Planícies do Desespero”.

“…..”

“Cordilheiras Yuroki para ser preciso”.

“…..”

“E deve ser feito em 10 dias”.

“Maldição!”

Dizer que Mapan estava com raiva seria um eufemismo! Ele estava prestes a explodir na cara de Weed, quando este passou a Mapan o seu trunfo: o mapa das Planícies do Desespero! Com isso qualquer um será capaz de evitar as áreas perigosas e chegar ao seu destino seguindo uma rota segura.

E Mapan não teve escolha a não ser concordar. Além do mais…

‘Aldeias dos Exilados… Esta é a minha chance de impulsionar as minhas habilidades comerciais!’

Ao fazer bons negócios em assentamentos que ainda não haviam sido visitados por outros comerciantes, Mapan será capaz de receber um monte de experiência e fazer muito dinheiro.

Fama e riqueza capturaram a sua imaginação.

“Com licença. Então eu preciso correr”.

Depois de dizer adeus para Weed, Mapan apressadamente checou as carroças e imediatamente saiu em direção às Planícies do Desespero.

Weed decidiu seguir outra rota. Viajar através do portal tinha certa restrição a respeito da carga máxima que poderia ser levada, então não servia as suas necessidades. Além disso, ele ainda tinha que visitar o restante das Aldeias dos Exilados. Portanto, depois de rapidamente visitar algumas lojas e concluir as suas preparações, ele foi ao estábulo onde comprou um cavalo com o qual se dirigiu aos portões da cidade.

 

***

 

A praça central de Seraburg de repente se iluminou por um clarão brilhante de um portal, através do qual dois jogadores pisaram dentro.

Uma beldade, vestida em vermelho e um monge careca.

“Então você diz que tem um escultor aqui?” Perguntou o monge para a sua companheira em uma voz calma.

“Sim. Você não lê nenhum fórum? Houve um alvoroço enorme sobre a construção daquela escultura…”

“Hmpf! Como se eu não tivesse nada melhor para fazer. O fato de que nós tivemos que vir a esse buraco de reino é o suficiente! Se não fosse por esta maldita missão…”

“Ha-ha. Se acalme. Logo nós terminaremos isso, entre e você conseguirá o que você quer”.

Psyche e Mako estavam andando ao redor da cidade, falando um com o outro. Psyche era uma garota em um lindo robe de veludo vermelho e Mako era um monge, envolto em uma roupa cerimonial amarela.

“Hmmm… Aquelas pessoas…”

“Uma bruxa e um santo”.

“O que eles estão fazendo em Rosenheim?”

Aqui e ali as pessoas começaram a discutir em voz alta sobre eles. Esses dois jogadores do Hall da Fama de Royal Road eram bem conhecidos no jogo.

Psyche e Mako, que estavam acostumados com tal reação, não prestaram nenhuma atenção. Embora eles não estivessem mostrando seus poderes, todo jogador que estava olhando para eles ficou com a impressão de que não havia nada que eles não pudessem fazer.

“Psyche, você se lembra do jogo que costumávamos jogar?”

“Huh?”

“Eu me pergunto o que aquele cara está fazendo agora”.

“Mako, você está falando sobre aquele cara, Weed, novamente?”

“Sim, sobre aquele bastardo. Ele foi o único a ficar na minha frente e a me humilhar”.

Muitos dos melhores jogadores de Continent of Magic estavam jogando Royal Road agora e a maioria deles estava procurando por Weed.

Não tanto tempo atrás, os velhos e empoeirados segredos de Continent of Magic estavam sendo descobertos por causa de Weed. Ele estava sempre caçando sozinho nos locais mais perigosos do jogo e a sua fama era absoluta.

Mako e Psyche, como muitos outros, estavam zelosamente seguindo os passos dele. Muitas vezes eles assistiam suas caçadas à distância e viam que, por mais ridículo que parecesse, ele estava lutando como se a sua vida estivesse em risco.

Quando ele entrava em uma masmorra, ele matava todos os monstros dentro dela. Ele era extremamente violento e eficiente enquanto lutava contra os monstros mais perigosos no jogo. Os jogadores que o seguiam tremiam de animação ao assistir como cada ataque tirava uma vida.

Naquela época, Weed era considerado o mais perigoso e bem-sucedido jogador, que nunca desistia, mas sempre seguia em frente, lutando e vencendo. É por isso que todos o chamavam de Cavaleiro Negro.

Psyche e Mako chegaram aos portões leste.

“De acordo com as nossas informações, o escultor foi visto pela última vez por aqui”.

“É ele!”

Psyche apontou para Weed, que estava montando em um cavalo.

Depois de passar por tantos problemas nos últimos 7 dias, Weed decidiu que ele percorreria o caminho de volta com conforto.

As Planícies do Desespero tinham pequenos rebanhos de cavalo, mas apenas jogadores de certas profissões, como Cavaleiros e Mercenários, eram capazes de domá-los. Eles podiam até mesmo fazerem os cavalos correrem mais rápido.

Contudo, os escultores não tinham nenhuma habilidade relacionada a cavalos. Embora até mesmo os druidas pudessem usar a habilidade ‘Espírito do Lobo’ e os bardos as suas canções, mas os escultores…

‘Profissão, isso floresce apenas através do trabalho duro’.

Somente depois de cruzar as Planícies do Desespero, Weed pareceu verdadeiramente entender a profissão de escultor.

‘Hya! Vamos ver o quão rápido você pode correr’.

Ele estava prestes a mandar seu cavalo prosseguir em um galope, quando dois jogadores bloquearam seu caminho. Uma mulher em um robe vermelho e um monge careca. Não dando a ele nenhum tempo de expressar sua raiva, a mulher perguntou:

“Você é o escultor?”

“Sim… Essa é a minha profissão e o que é que você quer de mim?” Cautelosamente perguntou Weed.

Ele não gostava de complicações desnecessárias e não tinha tempo para elas.

Psyche sorriu levemente e continuou:

“Isso significa que eu estava certa. Foi você que construiu a pirâmide. Você poderia, por acaso, fazer para nós algumas estatuetas de escorpião, tio?”

“Eu receio que não. Parece que você comprou algumas estatuetas de mim anteriormente, mas infelizmente eu não faço mais lembrancinhas”.

Weed não tinha tempo o suficiente para gastar por algumas moedas de prata, então ele decidiu mentir. Um lucro extra era sempre bem-vindo, mas agora ele tinha uma missão importante esperando por ele com, esperançosamente, uma grande recompensa.

“Mas nós temos uma emergência. Nós precisamos dessas estatuetas agora mesmo. Você poderia, por favor, nos ajudar?”

“Eu sinto muito, mas isso é impossível. Peça a outro escultor”.

Weed recusou abruptamente, mostrando que ele não continuaria esta conversa.

Mas Psyche, vendo que a situação estava indo pelo caminho errado, entregou a ele uma pequena pedra preciosa.

“Nós já falamos com outros escultores. Eles disseram que nós precisamos de um escultor com habilidade no nível intermediário. Somente tal escultor será capaz de esculpir para nós as estatuetas necessárias”.

Infelizmente para Weed, a situação estava ficando mais e mais complicada, era óbvio que eles não o deixariam ir facilmente.

“Minha habilidade não é tão boa, além disso, eu estou com pressa”.

“Nós sabemos que é um pedido difícil. Então se você concordar em nos ajudar, você ganhará esta pedra preciosa como recompensa”.

Um brilhante rubi vermelho capturou completamente a atenção de Weed. Ele já tinha experiência em trabalhar com pedras preciosas e facilmente estimou seu valor.

‘Eu poderia vendê-lo por 400 moedas de ouro ou até mesmo 500 se eu colocar esforço suficiente’.

O arrependimento de gastar 70.000 moedas de ouro estava apenas fortalecendo a sua ganância habitual.

Weed rapidamente desceu do cavalo, deu um sorriu brilhante e disse:

“Se você me der um pouco de tempo, eu vou fazê-las agora mesmo. Você pode contar comigo!”

Psyche e Mako estavam olhando um para o outro confusos.

No momento em que mencionaram uma pedra preciosa, a atitude do escultor mudou completamente! Ele até mesmo parecia mais jovem! Eles nunca tinham visto tal comportamento no jogo anteriormente.

“Nós precisamos de sete estatuetas. Você pode começar agora mesmo?”

“Hmm… Sete?”

“É muito?”

Psyche olhou para ele um pouco preocupada. Weed a respondeu com um olhar triste.

“Como vocês sabem, eu sou um artista. Eu admiro arte, é por isso que me tornei um escultor. Mesmo quando estou trabalhando em esculturas similares, eu tenho que fazer muito esforço para manter a originalidade, então eu tenho que usar técnicas especiais”.

Weed estava dizendo isso com olhos cristalinos do homem mais honesto do mundo. Externamente parecia que ele era o jogador mais virtuoso, que devotava a sua vida à arte. Weed, que tinha muita experiência em tais assuntos, se tornou um ator incrível.

“Oh! Eu não pensei sobre isso. Neste caso, se você nos fizer as estatuetas, nós vamos adicionar outra pedra preciosa à sua recompensa. Você pode fazê-las a partir desse material?”

Psyche pegou sete pedras vermelhas. Naquele momento ela estava cuidadosamente examinando os arredores.

O monge colocou sua mão no punho da espada. Se eles notassem qualquer movimento suspeito, eles iriam imediatamente se livrar do escultor.

Contudo, Weed estava apenas olhando para as pedras.

‘Para cortá-las precisa de fato de uma habilidade no nível intermediário. Com a faca de Zahab eu serei capaz de trabalhar com elas facilmente’.

Não admira que os outros escultores recusaram o trabalho, mexer com as pedras preciosas desses dois apenas com as habilidades de iniciante era muito perigoso.

“Claro, eu posso. Esperem um pouco. Eu farei os melhores escorpiões do mundo para vocês”.

Weed relaxou, mas manteve uma aparência extremamente focada e começou a trabalhar. Normalmente havia muitos jogadores curiosos que se reuniriam para assisti-lo, mas dessa vez Psyche e Mako estavam repelindo qualquer atenção desnecessária.

“Ei, Mako…”

“O que, Psyche?”

“Você acha que ele pode estar jogando este jogo também? Weed, eu digo”.

Os movimentos habilidosos das mãos do escultor congelaram por um momento antes de continuar trabalhando, como se nada tivesse acontecido. Era improvável que nesse mundo imenso alguém estivesse falando sobre ele! Eles devem estar falando sobre alguém com um nome parecido.

“Hmmm. Muito provavelmente. Eu ouvi dizer que ele vendeu a sua conta no Continent of Magic e se mudou para cá. Existem rumores que ele não está só jogando este jogo, mas se tornou um paladino da Ordem da Freya. É claro que você não deveria confiar muito nisso, mas…”

“O que? Ele percebeu seus erros e decidiu seguir o caminho da luz? Aquele Cavaleiro Negro, que destruía tudo em seu caminho como uma máquina mortífera?!”

As mãos de Weed começaram a tremer levemente. Ele olhou furtivamente para os rostos deles.

Mako acrescentou em voz baixa:

“Eu quero muito encontrá-lo…”

“Eu sei, Mako. Quando você começou a jogar este jogo 2 anos atrás, seu único arrependimento foi não ter matado o Weed no Continent of Magic”.

“Sim… Eu queria vencer aquele que era considerado o mais forte por todos os outros”.

“Eu te entendo. Todo mundo que atingiu algo significante em Continent of Magic deve ter tido esse sentimento”.

“Pode apostar! Vencer aquele que está no topo, pegar sua posição e fazê-lo sofrer. Se ele estiver aqui, eu desejo poder encontrá-lo. Não, eu definitivamente irei encontrá-lo! O continente é tão grande, mas nossos caminhos definitivamente se cruzarão algum dia”.

“E o que você vai fazer quando encontrá-lo?”

“Oh, eu vou alegremente cumprimenta-lo. Será uma alegria. Ho-ho-ho!”

Psyche deu a ele um sorriso irônico.

“Esses são exatamente os meus pensamentos. Quando eu o encontrar eu alegremente dar-lhe-ei as boas-vindas”.

“Certo. Nós devemos matá-lo no mínimo mil vezes”.

As mãos de Weed estavam se movendo tão rápido, que elas mal eram visíveis. Apenas a faca de Zahab estava brilhando de tempos em tempos.

“Escultor, não precisa se apressar tanto…”

“Não…”

Weed terminou as estatuetas tão rápido quanto possível e as mostrou a Psyche.

“Você fez um ótimo trabalho”.

Ela assentiu com satisfação, entregou a ele a recompensa prometida e se virou para seu companheiro.

“Nós finalmente podemos retornar”.

“Sim, vamos nos apressar”.

Mako e Psyche disseram adeus para o escultor, se viraram e andaram para longe.

Quando eles estavam longe o suficiente, Weed suspirou aliviado.

‘Ufa! Eu realmente não deveria dizer a ninguém que eu joguei Continent of Magic’.

Quanto maior a sua fama, mais forte era o ódio que os outros sentiam dele. Depois de tudo, ele estava lidando com todos aqueles que já o atacaram sem misericórdia.

Ele já tinha ouvido sobre Psyche e Mako anteriormente, mas graças à realidade virtual, ele foi capaz de ver os rostos das pessoas que podem se tornar seus piores inimigos no futuro.


[1] NT = Nota barafael: Pluto apareceu pela primeira e única vez no capítulo 2 do volume 1; ele foi o cavaleiro de nível elevado que estava testando suas habilidades no Centro de Treinamentos enquanto Weed batia no espantalho e foi ele que respondeu para os espectadores dizendo que aquele ato fazia os atributos se elevarem.

[2] NT = Nota barafael: kkkkkk imagina que cena bizarra: vem um monstro do nada enquanto você está upando ou descansando, te ignora completamente como se você não fosse nada, rouba todos itens derrubados no chão e vai embora rindo.

[3] NT = Nota barafael: muito melhor do que morrer de fome como os Geomchis, kkkkkk.

[4] NT = Nota barafael: kkkkkk esse cara não tem orgulho.


Tradutora: Dani

Revisão: barafael

Formatação: barafael

Edição: barafael

Fonte da tradução: http://royalroadweed.blogspot.com.br/2014/11/volume-6-chapter-7.html


Contribua com a Novel Mania!