LMS – Volume 5 – Capítulo 4 – Graduação

Versão em .pdf1: [NovelMania] Volume 5 – Capítulo 4 – Graduação (nota integrada)

Versão em .pd2: [NovelMania] Volume 5 – Capítulo 4 – Graduação (nota rodapé)




Lee Hayan saiu da escola e foi caminhando para casa.

Se pegasse um ônibus, ela estaria em casa há muito tempo, mas teria que pagar por isso. Sua economia era quase tão forte quanto a do seu irmão[1].

Ela só pegava o ônibus se estivesse realmente com pressa e, mesmo assim, fingia ser uma estudante do ensino fundamental. Para os estudantes do fundamental a passagem custava 200 won[2] a menos do que para os do ensino médio.

Às vezes, os motoristas perguntavam a ela:

“Estudante…”

“Sim?”

“Você está vestindo o uniforme da escola do Ensino Médio Dein, não está?”

“Eu estou usando o uniforme da minha irmã mais velha”.

“Uniforme da sua irmã? Por quê?”

“Para encontrar com o meu namorado do ensino médio. Tio, eu realmente não tenho tempo então vamos logo, Ok?”

Enquanto dizia isso, Lee Hayan normalmente dobrava seus joelhos um pouco para parecer mais baixa e fazia covinhas fofas nas suas bochechas. Ela até mesmo piscava seus olhos. Isso funcionava porque ela parecia mais nova do que era.

“Hmm, se é assim você pode se sentar”.

“Obrigada, senhor motorista”.

Depois disso os motoristas não faziam mais quaisquer perguntas e ela se sentava com um sorriso.

‘Ser uma garota tem muitas vantagens’.

Contudo, garotas também precisavam prestar atenção em muitas coisas que os garotos não prestavam, tais como a roupa íntima e cosméticos.

Lee Hayan tinha um talento natural nesses assuntos. Ela ganhava todas essas coisas como presentes dos garotos. Ela dava conselhos a eles de como se comportar com garotas ou apresentava as suas amigas fofas para eles e sempre estava ganhando presentes em retorno.

Graças a isso, Lee Hayan era capaz de poupar a sua mesada e colocá-la em uma conta pessoal do banco. Ela não era irmã de Lee Hyun por nada!

“Aquilo deve estar chegando hoje”.

Ela se apressou para casa e verificou a caixa de correio. O boletim do G.E.D que ela estava esperando há vários dias finalmente chegou. Nele estavam os resultados da prova de Lee Hyun.

“Finalmente está aqui”.

Ela provavelmente poderia ter verificado os resultados pela internet, mas ela queria olhar para o boletim mesmo assim.

 

Coreano: 75 pontos.

Ciências Sociais: 90 pontos.

Matemática: 65 pontos.

Ciência: 55 pontos.

Inglês: 65 pontos.

Ética: 40 pontos.

Total: 390 pontos.

Média: 65 pontos.

 

Um total acima de 360 pontos e nada abaixo de 40 pontos significava a aprovação.

“Agora o irmão se graduou no ensino médio”.

Lee Hayan estava limpando suas lágrimas e sorrindo. Os sentimentos difíceis que ela teve todo esse tempo desapareceram. Toda vez que ela estava indo para escola ela sentia pena de Lee Hyun. Ela sabia como ele estava ganhando dinheiro e muitas vezes ela quase chorou enquanto comia a comida, que havia sido comprada e cozinhada por seu irmão.

Ela dobrou a carta e entrou em casa.

A condição da sua avó melhorou, mas ela ainda não estava recuperada, de modo que ainda estava no hospital. Assim, Hayan e seu irmão viviam sozinhos.

Hyun ainda estava na cápsula. Isso se deu porque hoje ela voltou mais cedo do que o normal.

“Bem, eu acho que vou limpar a casa”.

Hayan varreu a casa, limpou a poeira e lavou a louça.

“Os pratos do café da manhã ainda estão aqui. Parando para pensar nisso, o irmão começou a ir ao dojo e voltar cansado novamente, como naquele tempo”.

O tempo em que Lee Hyun estava se preparando para Royal Road!

Por quase um ano o irmão dela viveu como se estivesse possuído. Ele encontrou e estudou todos os trabalhos sobre realidade virtual e juntou tantas informações sobre Royal Road quanto ele conseguia. Ao mesmo tempo, ele treinou seu corpo e aprendeu a lutar.

24 horas por dia não era literalmente o suficiente para ele. Seu irmão dormia de 3 a 4 horas ao dia e, ainda assim, encontrava tempo para preparar as refeições para a família.

No início, quando ele começou a ir ao dojo, ela ficou terrivelmente chateada. As mãos dele estavam cobertas de bolhas e hematomas. Ele estava voltando exausto e dormindo imediatamente como se estivesse morto.

Somente essas memórias estavam deixando Lee Hayan depressiva. Nesses momentos Hayan tentava se distrair com o trabalho.

‘Agora eu tenho que estudar’.

Para ser aceita na Universidade da Coréia. Esse era o seu objetivo mais importante agora.

No início, ela não queria ir para essa universidade. Depois de tudo, não era uma questão de estudar na universidade mais prestigiosa e sim de conseguir todo o conhecimento necessário. Ao menos esse era o caso para os designers de interiores, que era a profissão por ela desejada.

Todavia, Lee Hyun queria que ela estudasse na Universidade da Coréia e, por seu irmão que sacrificou tanto por ela, ela deveria no mínimo ser capaz de estudar bastante. Seu objetivo era conseguir uma bolsa de estudos completa de 4 anos!

Entretanto, esse não era o seu único objetivo. Depois de se graduar da escola e conseguir a bolsa de estudos, ela estava planejando começar a ganhar dinheiro como professora particular.

 

***

 

“Vovó, o boletim do irmão chegou!”

Aquele dia Hayan não conseguiu segurar a sua felicidade e correu para o hospital para dar as notícias à sua avó.

“Verdade? Então ele passou?”

O rosto da avó estava cansado, mas alegre.

“Sim! Ele conseguiu! Veja as notas dele. Exceto por Ética, todas as notas são altas”.

“Está tudo bem. O importante é que ele tem uma cabeça inteligente”.

Embora alguns pudessem interpretar como ‘A cabeça dele é inteligente, mas como humano ele é uma falha’, a família de Lee Hyun sabia o que ele teve que passar nos últimos 10 anos, então nunca duvidaram das qualidades humanas dele nem por momento algum.

A avó ainda estava olhando para as notas dele.

“Ele realmente conseguiu. Antes de eu morrer…”

“Huh? Sobre o que você está falando, vovó? Nossa vida feliz acabou de começar”.

Lee Hayan tranquilamente pegou na mão de sua avó.

 

***

 

Toda manhã Lee Hyun estava indo ao dojo.

Exercitar seu corpo e aprender esgrima com Ahn Hyundo eram suas principais atividades matinais.

“Entre”.

“Parabéns por passar na prova!”

Quando Lee Hyun entrou no dojo, Ahn Hyundo, os instrutores e quase todos os estudantes estavam esperando por ele.

Eles estavam prontos para celebrar a graduação de Lee Hyun no ensino médio.

“Então ele conseguiu um diploma do ensino médio agora, né?”

“Eu costumava estudar bastante no ensino médio também, mas…”

Ahn Hyundo ficou surpreso pela inveja dos instrutores.

“O que há com vocês? Vocês não foram para o ensino médio também?”

“Não, nós saímos da escola cedo para treinar mais o manejo da espada”.

Os instrutores viviam somente para treinar com a espada.

Ahn Hyundo concordou:

“Então é por isso que vocês são tão simples”.

“Isso é…”

Eles respeitavam muito o professor deles, mas suas últimas palavras os machucaram.

‘Pelo menos nós terminamos o fundamental’.

‘Você nem mesmo foi para o primário…’[3]

Contudo, Ahn Hyundo tinha um doutorado. As principais universidades do mundo deram um doutorado honorário a ele em reconhecimento por suas habilidades em kendo. Todavia, na verdade, ele só foi para o jardim de infância! Lá, a criança Ahn Hyundo bateu em muitas outras crianças, pelo que ele foi punido muitas vezes.

‘No dia em que ele foi aceito na escola primária ele espancou os valentões da vizinhança com uma espada de madeira…’

‘Eu acho que eles passaram 16 semanas no hospital. E a criança de 7 anos que bateu neles foi levada em custódia’.

‘Então ele nunca conseguiu entrar na escola primária…’

Os instrutores sabiam sobre isso, mas continuaram em silêncio.

Ahn Hyundo estava seguindo o caminho da espada desde a infância. Os dias passaram, mas nenhum oponente digno apareceu, então ele passou o tempo meditando ou jogando Go[4]. Contudo, mesmo sem nenhum oponente, o mestre estava constantemente melhorando sua mente e corpo em numerosos treinos diários.

Royal Road estava levando Ahn Hyundo de volta à sua infância. Ele era capaz de lutar contra oponentes fortes e monstros de nível elevado. O sentimento de estar vivo há muito esquecido, constantemente melhorando, voltou para ele.

Parecia que o seu sonho de infância tinha finalmente começado a se tornar realidade…

“Ahem… Mestre…”

Um pouco hesitante, Lee Hyun perguntou:

“Minha irmã veio para assistir o nosso treino hoje. Você se incomoda?”

“Então é assim? Claro, ela é bem-vinda…”

Ahn Hyundo deu a sua permissão sem pensar duas vezes. A maior parte dos aprendizes eram espadachins profissionais. É claro, trazer pessoas talentosas de vários lugares também era encorajador, mas o público geral ou jovens estudantes de kendo algumas vezes também treinavam no dojo.

“Tudo bem, agora vamos começar o treinamento. Alinhem-se!”

Depois de uma pequena celebração todos os instrutores e estudantes, incluindo Chung Il Hoon[5], tomaram seus lugares.

“Hoje nós começaremos com uma hora de treinamento básico e, em seguida, duelaremos”.

“Sim!”

A rotina matinal normal. Os estudantes brandiram suas espadas com movimentos rápidos e precisos.

“Então eu buscarei minha irmã, mestre”.

“Tudo bem”.

Lee Hyun deixou o dojo e foi em direção aos portões da escola. Eles não tinham celulares, então só marcavam encontros em horas certas.

“Irmão!”

Como era domingo e Hayan não tinha nenhuma aula, ela estava esperando nos portões da escola, vestida em roupas casuais. A saia dela mal estava cobrindo seus joelhos e seu cabelo curto estava balançando com o vento. Suas amigas vieram com ela.

“Olá para todo mundo”.

“Ei, você fez um bom trabalho no festival”.

Aquelas eram as amigas da Hayan!

Lee Hyun respondeu dando ombros:

“Eh… Sim”.

“Bem, então vamos. Vamos, irmão”.

Hyun acenou concordando e as levou para o dojo. No momento em que as portas fecharam atrás deles, todos os estudantes reagiram vigorosamente.

“Oh, garotas!”

“Estudantes!”

“Wow, garotas do ensino médio vieram a um lugar assim…”

“Elas são bonitas”.

O inesperado aconteceu, garotas vieram ao ninho dos homens. Todos os estudantes subitamente começaram a trabalhar mais duro e a força e velocidade de seus ataques aumentaram significativamente.

 

***

 

Hoje o treino foi realmente difícil.

Lee Hyun deixou o dojo e, como ele não queria gastar dinheiro no ônibus, decidiu correr todo o caminho para casa.

Correr era uma outra boa maneira de manter uma boa condição física.

‘Eu me graduei do ensino médio…’

Lee Hyun estava correndo com um sorriso em seu rosto. Talvez ele não tenha conseguido cursar até o final do ensino médio da forma tradicional, mas agora ele era capaz de dizer com orgulho que tinha se graduado.

‘A vovó ficará muito feliz. E Hayan…’

Desde que seus pais morreram, Lee Hyun ficou muito preocupado com a sua irmã. Quando ela era uma criança, ela era incomumente tímida e assustada. As circunstâncias familiares complicadas deles forçaram-na crescer mais forte.

“Eu não seria capaz de continuar a substituir seus pais para sempre. Provavelmente por mais alguns anos…”

O maior sonho do Lee Hyun era que sua irmã encontrasse um homem decente e casasse com ele.

Na cerimônia de casamento, ele tomaria o lugar do pai dela e seria aquele a entrega-la ao noivo.

Desde a infância ele estava familiarizado com o papel de um pai e acostumado a tomar conta da sua irmã mais nova. E quando o momento em que o noivo tomaria a mão da noiva chegasse, Lee Hyun ficaria livre.

Ele na verdade nunca pensou no que aconteceria depois disso. Todo dia ele tinha que passar por muitas dificuldades para tentar e ganhar mesmo que um pouco de dinheiro. Ele não tinha tempo para pensar em um futuro tão distante.

Então somente quando sua irmã terminasse a universidade e casasse que ele seria capaz de relaxar e começar a viver por si mesmo.

‘Contudo…’

Lee Hyun riu amargamente.

Lee Hayan tinha que encontrar um cara muito bom.

Com as notas atuais dela, ela facilmente seria capaz de entrar na Universidade da Coréia e conseguir um bom emprego depois de se graduar. Isso, junto com a sua boa aparência, tornaria possível para a sua irmã ficar com o melhor homem.

Todavia, se no dia do seu casamento ela fosse conduzida pelo seu irmão, que mal se graduou no ensino médio, isso poderia constrangê-la.

‘Eu estou tão envergonhado por não ter sido educado…’

Lee Hyun começou a se preocupar com o fato de que a sua pobre educação poderia se tornar uma desvantagem para a sua irmã e interferir na vida dela.

Então ele viu o Great Society Rehabilitation Center[6]!

Ele estava apenas passando por ele no caminho de casa. Além da sua aparência majestosa, ele estava repleto de equipamentos de ponta.

‘Eu fui diagnosticado aqui uma vez. Se eu conseguir me tornar um médico aqui, minha irmã ficaria orgulhosa’.

 

***

 

Os últimos dias não foram fáceis para a Dra. Cha Eunhee. Ela usou várias centenas de tratamentos, tentando devolver Jeong Seoyoon para a sua condição normal e Royal Road era o seu último recurso.

Os jogos de realidade virtual eram conhecidos por conceder estabilidade emocional. Eles aliviavam o estresse por permitir satisfazer os desejos não realizados na realidade. Viajar entre a realidade e a realidade virtual ajudava no desaparecimento dos sentimentos dolorosos.

Cha Eunhee esperava que isso ajudasse a salvar a Seoyoon da sua obsessão mental.

Todo dia desde que Seoyoon começou a jogar, Cha Eunhee olhava seus registros no jogo para ser capaz de examinar o seu estado psicológico, o qual mostrava mais do que qualquer outro teste poderia revelar, visto que no jogo Seoyoon tinha que constantemente tomar decisões por si própria e interagir com o ambiente.

Todas as ações de Seoyoon no jogo eram gravadas na cápsula. Isso era informação privada, mas, como médica da Seoyoon, a Dra. Cha Eunhee tinha acesso.

As primeiras gravações de Seoyoon caçando foram encorajadoras.

“Desse jeito ela se recuperará muito rápido!”

A tendência inicial era positiva.

Apesar dela nunca ter rido ou conversado com ninguém e ficado muito isolada no geral, ela começou a caçar e o desejo de caçar mostrava ganância.

Cha Eunhee pensou que o desejo dela de se tornar mais forte e adquirir itens melhores a tornaria mais animada. Esse comportamento ‘humano’ certamente teria um impacto positivo no tratamento. Contudo, com o tempo as suas expectativas diminuíram.

Seoyoon só estava caçando. Ela estava indo a lugares onde os monstros se reuniam em grandes grupos e lutava contra eles. Ela lutava ferozmente até a morte, como uma berserker[7] e ainda assim não estava falando com ninguém em Royal Road.

‘Mas não houve uma mudança positiva?’

Em Serabourg, ela se familiarizou com o instrutor de luta. Eles não eram muito próximos, mas ainda assim era um enorme avanço. Eles estavam comendo juntos e ela o ouvia falar.

‘Só um pouco, mas ela está reagindo…’

A caça de monstros era um bom sinal também. Pessoas fechadas normalmente se tornam reservadas e desconfiadas. Algumas vezes até começam a agir como uma criança com complexo de superioridade. Felizmente, a condição de Seoyoon ainda não estava nesse nível.

Quando as pessoas suportam uma grande dor, elas frequentemente começam a se sentir tristes ou assustadas depois disso. Para tratar essa condição remanescente, a luta era um grande remédio.

“Huh, ainda resta um longo caminho até ela ficar completamente curada”.

Cha Eunhee suspirou profundamente.

Depois de deixar Serabourg, Jeong Seoyoon se dirigiu ao sul onde ela continuou a sua caçada interminável.

‘Por quanto tempo você continuará trancada nesse estado?’

Jeong Seoyoon não era apenas uma paciente para ela, era mais como uma irmã mais nova, já que elas se conheciam desde a infância. Os pais delas eram amigos então elas estavam frequentemente se encontrando, a pequena Seoyoon estava sempre chamando Cha Eunhee de irmã mais velha e a seguindo por aí. Todavia, agora ela não estava nem rindo ou falando e Cha Eunhee estava fazendo tudo o que podia para voltá-la ao seu eu normal e animado.

Algumas partes da gravação a estavam surpreendendo.

“Por quê há uma estátua de Seoyoon na Aldeia Baran?”

Parecia que Seoyoon não notou isso, mas a estátua da divindade guardiã da aldeia, que estava sorrindo suavemente, era a sua imagem e semelhança!

O rosto da estátua de Freya deve ter sido baseado em Seoyoon.

A beleza daquele sorriso estava deixando a Cha Eunhee tonta.

 

***

 

Seoyoon continuou a caçar e se mover mais profundamente na parte sul do Reino de Rosenheim. Ainda mais pessoas estavam vindo para a parte sul do Reino de Rosenheim e, a fim de evitá-las, ela tinha que ir pouco a pouco mais fundo.

Caçando monstros tais como Ghouls Negros e Corvos de Sangue.

No entanto, a pequena população da região sul estava constantemente crescendo. Os jogadores ainda tinham que chegar às masmorras e aos campos de caça usados por Seoyoon, mas isso já a estava incomodando.

‘Eu não posso ficar mais aqui…’

Seoyoon decidiu sair do sul do Reino de Rosenheim.

Originalmente ela começou a jogar no Continente Central, lentamente fazendo seu caminho até o Sul em direção à Rosenheim, contudo, tendo vindo tão longe ao sul, ela percebeu que não havia mais terras livres em frente.

‘Para o leste… onde não há jogadores…’

Seoyoon decidiu ir para as Planícies do Desespero.

 

***

 

A construção da pirâmide se tornou a notícia quente de Royal Road. A maior parte dos rumores foram espalhados pelas pessoas diretamente envolvidas na construção.

A pirâmide quase instantaneamente apareceu nos sites e, em seguida, vários times de jornalistas de diversas mídias foram enviados para se encontrar com Weed. Eles queriam gravar todos os estágios da construção, do conceito inicial ao resultado final.

É claro, a reportagem sobre a pirâmide poderia caber em um pequeno artigo, mas os repórteres queriam destacar em detalhes a pirâmide criada somente pelo esforço dos jogadores. Tudo para mostrar os sentimentos e o trabalho duro dos jogadores, os quais tornaram a construção da pirâmide possível. Além disso, eles tinham que fazer isso do começo ao fim, do primeiro momento em que a missão apareceu, já que essa era a maneira como uma grande história é escrita!

A pirâmide construída pelo trabalho duro milhares de jogadores!

Os produtores de TV já estavam pensando em fazer um show, onde atores famosos e apresentadores construiriam suas próprias pirâmides. Eles pensaram que a audiência ficaria interessada se alguém fosse capaz de completar uma tarefa tão impossível à primeira vista.

“Nós te pagaremos 1 milhão de won[8]”.

“Se você concordar em trabalhar conosco, nós te pagaremos 2 milhões[9]!”

Todo dia Weed recebia tais ofertas, mas ele as estava recusando. Contudo, uma vez ele recebeu uma oferta muito diferente das outras. O Ministério da Educação Coreano decidiu lançar uma campanha publicitária de livros didáticos e queria envolver a pirâmide nela e eles ofereceram 7 milhões de won[10]!

Weed aceitou a proposta.

 

***

 

A caça no Desfiladeiro das Caçadoras estava ficando mais animada a cada dia que passava.

Embora o grupo deles não tivesse os guerreiros e paladinos obrigatórios, o nível de cooperação entre os membros os permitia destruir rapidamente as amazonas e ganhar um monte de pontos de experiência. Durante os últimos dias Weed ganhou 7 níveis e alcançou o nível 266.

Lutar junto com os Geomchis era incrivelmente agradável. Ele continuaria caçando com eles, mas a construção estava chegando ao fim e ele tinha que estar lá.

No momento em que a última pedra foi colocada no lugar, Weed recebeu uma mensagem:

Ding!

“Está completa!”

“Urraaaa!”

Vários jogadores ao redor da pirâmide estavam gritando animadamente. Pela primeira vez tantas pessoas se reuniram em um reino tão calmo. Cada jogador minerou ou entregou no mínimo 1 ou 2 blocos de pedra e contribuiu com a sua parte de suor e esforço para a construção do túmulo.

Weed foi em direção ao Palácio Real.

O túmulo estava concluído e tudo o que restava era reportar ao rei e receber a recompensa.

O Rei o encontrou na sala do trono como da última vez. Ele parecia ainda mais velho e o progresso da doença era evidente.

Seguindo a etiqueta, Weed se ajoelhou diante do rei.

“Vossa Majestade…”

Ele começou a falar, mas foi imediatamente interrompido pelo rei.

“Levante-se! Um mestre tão renomado merece mais respeito do que isso. Além de tudo, toda essa etiqueta me deixa desconfortável”.

“Não, Vossa Majestade”.

Weed não tinha a intenção de se levantar, mas o rei deu uma ordem aos seus cavaleiros e eles o puseram de pé de qualquer jeito.

Weed notou que a atitude do rei para com ele tinha mudado significantemente desde a última vez que se encontraram.

“Você tem a minha gratidão. Graças a você eu finalmente tenho um lugar para o meu descanso final. Você é um ótimo escultor e eu estou muito curioso sobre quais foram os seus pensamentos quando estava construindo o túmulo”.

“Eu estava pensando em todas as dificuldades que Vossa Majestade enfrentou durante a sua vida”.

“Sim… Eu derrotei muitos inimigos para defender meu reino e agora, depois da minha morte, eu chegarei ao fundo do inferno, onde eu sofrerei pela eternidade”.

“De jeito algum, Vossa Majestade. Sua vida passou como fogos de artifício. Aqueles que não se assustam com a chama e tentam pegá-la podem se queimar, mas você estava se queimando para iluminar tudo ao seu redor. Seu fogo brilhante aqueceu e protegeu Rosenheim por um longo tempo e agora você será capaz de descansar em um lugar confortável e assistir o seu reino prosperar”[11].

O rei ficou imensamente satisfeito com essas palavras.

“Eu não me arrependo de ter confiado essa tarefa a um escultor cujo nome foi falado por tantos. Você preparou um maravilhoso local de descanso para mim, muito além do que eu esperei de você. Então vá agora e pegue a sua recompensa prometida”.

 

Você concluiu a missão com sucesso.

Fama aumentou em 690 pontos.

Você recebeu 2.930 pontos de reputação com o Reino de Rosenheim.

Você subiu de nível.

Você subiu de nível.

Você subiu de nível.

Você subiu de nível.

Você subiu de nível.

 

5 níveis e 2.930 pontos de reputação com a família real!

O rei continuou falando:

“Todos os outros que ajudaram na construção do túmulo receberão suas recompensas apropriadas. Seu serviço para a família real foi ótimo, nós desejamos te recompensar. O que você deseja?”

O momento emocionante que Weed tinha imaginado tantas vezes chegou.

‘2.930 pontos… Eu posso pegar um item raro ou até mesmo único do tesouro real’.

A Espada de Agatha era um bom item em muitos sentidos. Ela aumentava o atributo de fé, a regeneração de vida e até mesmo permitia usar bênçãos 5 vezes ao dia. Todavia, ainda assim a espada forjada pela Ordem de Freya tinha um dano pequeno.

Weed queria uma espada, a melhor possível. Contudo, ele tinha que pensar sobre concluir as missões que ele já tinha…

‘Mesmo a melhor espada do mundo não me ajudará nas Planícies do Desespero’.

Weed tomou uma decisão e disse:

“Vossa Majestade, eu tenho uma tarefa da Ordem de Freya. Logo eu terei que lutar contra os necromantes, adoradores do Deus das Trevas, Beelzebu. A Ordem descobriu que algo maléfico está sendo preparado nas Planícies do Desespero e minha tarefa é lidar com isso antes que os necromantes reúnam muitas forças. No entanto, para o meu desespero, eu não tenho homens suficientes para completar uma tarefa tão importante. É por isso que eu requisito a assistência dos bravos guerreiros de Rosenheim”.

O rei cuidadosamente ouviu Weed e balançou seriamente a sua cabeça.

“Planícies do Desespero… Eu ouvi que há refugiados vivendo lá, aqueles que foram perseguidos durante a era de conflitos e guerras com os Elfos Negros. Durante o meu reinado, eu enviei minhas tropas duas vezes para essas terras hostis, mas nenhum único homem retornou. Por essa razão, eu ordenei que uma alta e grossa muralha fosse erguida, para prevenir que o mal daquele lugar invadisse minhas terras”.

“É assim que é…”

Somente agora Weed começou a entender que aquele lugar era ainda mais perigoso do que a Província de Morata!

Todavia, não era a hora de desistir. A missão é uma aventura e até que sua experiência prove que essa missão é impossível, nada o impedirá de tentar. Como é dito frequentemente: ‘é melhor se arrepender de fazer algo do que se arrepender de não ter feito’.

Enquanto Weed estava perdido em pensamentos, Theodarren calmamente continuou:

“Em um lugar tão perigoso e sem leis, você precisará de pessoas leais. Eu lhe darei soldados, mas lhe peço para trata-los com respeito e que não os deixe serem mortos em vão”.

Weed terá que gastar os pontos de reputação em soldados. Essa decisão quase o fez chorar.

‘De qualquer jeito, ir lá só com sacerdotes e esperar por um milagre seria suicídio. A conclusão da missão é mais importante do que qualquer item único…’

Contudo, mesmo depois de tomar essa decisão ele não pôde evitar de tentar pechinchar algo valioso.

“Eu valorizo tanto minhas memórias em relação ao Reino de Rosenheim, que desejo que tivesse algo para me lembrar dele. Se Vossa Majestade não se importar, uma espada seria perfeita para isso”.

As palavras certas ditas na hora certa.

O rei acenou e ordenou que um de seus conselheiros conduzisse o escultor aos campos de treinamento.

No caminho Weed estava inventando milhares de desculpas para pegar a melhor arma possível do arsenal. Ele se lembrou da sua caçada no Covil de Litvart e a sua missão Na Província de Morata. Ele teve que aguentar tanto para finalmente chegar aqui e ter a oportunidade de receber algo realmente valioso.

Passar por todo esse sofrimento para gastar todos os pontos em soldados?

Nunca! Weed jurou que, pelo menos, pegaria um item um tanto valioso para si.

O conselheiro o conduziu aos campos de treinamento, onde vários guerreiros estavam treinando.

“Pela ordem do rei você está autorizado a levar cavaleiros e soldados para te ajudar em sua missão nas Planícies do Desespero. Escolha-os você mesmo”.

Os cavaleiros de Rosenheim estavam vestidos em armaduras de prata brilhantes. Seus cavalos eram muito asseados e pareciam ser muito bem cuidados.

 

Por favor escolha os guerreiros usando seus pontos de reputação.

 

Depois que a mensagem apareceu, números começaram a aparecer nos peitos dos cavaleiros.

‘Parece que esse é o valor deles em pontos de reputação’.

Cada cavaleiro ou soldado disponível tinha um preço. Weed tinha que escolher cuidadosamente, gastando seus pontos somente em soldados realmente necessários.

Primeiro, Weed cuidadosamente examinou todos os cavaleiros.

Eles estavam reunidos em alguns grupos. Havia os Cavaleiros Escarlate, conhecidos por sua força; Cavaleiros Brancos, conhecidos pela magia; e os Cavaleiros Reais, que serviam ao rei pessoalmente. Os últimos estavam no nível 280.

Sem pensar duas vezes, Weed parou sua escolha neles. Os cavaleiros pessoais do rei eram os melhores lutadores do reino.

‘Em terras tão perigosas eu precisarei de um bom apoio…’

Weed se aproximou e viu os números em seus peitos. Eles começavam no 30 e iam todo caminho até 100 pontos por pessoa.

O sistema de pontos de reputação era uma das razões pelas quais a tirania das guildas em Royal Road tinha diminuído. Com eles, até jogadores solo e pequenos grupos eram capazes de concluir missões e acumular pontos de reputação com os reinos e outros poderes de Royal Road. Além disso, no caso deles precisarem de ajuda para fazer uma missão, por exemplo, eles não tinham que procurar por uma guilda e implorar por isso. Eles eram capazes de contratar o exército subordinado a algum rei ou aristocracia.

Enquanto andava ao redor dos campos de treinamento, Weed chegou a um corredor onde um grande número de armaduras e armas estavam empilhadas. Espadas, lanças, machados, arcos, porretes e clavas, havia muitos tipos para listar todos.

Somente em espadas havia mais de cem e, é claro, cada item tinha um preço em pontos de reputação sobre eles. As velhas e enferrujadas eram baratas, somente 2-3 pontos, mas as boas eram muito mais caras, entre 1.500 a 2.000 pontos.

Assim, se ele pegasse um monte de soldados, ele teria armas ruins e se ele pegasse uma ótima arma, ele teria poucos soldados. Weed estava diante de uma escolha difícil.

‘Eu trabalhei tão duro para conseguir estes pontos… Eu não posso gastar todos eles em soldados’.

Se um NPC morresse em combate, ele estaria morto para sempre, mas mesmo se nenhum deles morresse na missão, Weed ainda teria que devolver todos eles. Todavia, a arma ficará com ele mesmo depois de ter concluído a missão. Ele até mesmo seria capaz de vendê-la por dinheiro.

Depois de pensar bastante, Weed decidiu pegar 10 Cavaleiros Reais. Enquanto os escolhia, ele imediatamente estava lhe dando novos nomes.

51, 53, 55, 56, 58, 59, 60, 98, 99, 100!

É claro que Weed se lembraria dos rostos e dos nomes dos cavaleiros, os quais ele gastou seus pontos de reputação duramente conquistados.

“Parece que o rei te valoriza muito, então eu te obedecerei”.

“Eu não gosto disso, mas não posso ir contra a ordem do rei, então eu te seguirei”.

Os cavaleiros não estavam escondendo sua desaprovação. Declarações francas, rudes e desagradáveis foram direcionadas à Weed, mas ele as ignorou e prosseguiu para escolher as armas e os soldados comuns.

‘Eu deveria pegar a melhor arma possível e, em seguida, gastar o resto dos pontos de reputação na infantaria. Eu não posso deixar meus pontos caírem tanto ao ponto de que eu não seja capaz de pegar a espada que eu quero’.

Primeiro ele examinou as espadas decoradas, cobertas de ornamentos. Contudo, ele não gostou de nenhuma delas.

‘Coisas inúteis. É mais uma obra de arte do que uma espada’.

Infelizmente, não era permitido que ele verificasse as estatísticas da arma enquanto as escolhia, então ele teve que se apoiar em sua intuição e experiência.

Foi uma coisa boa que na Cidade Livre de Somren ele teve a chance de estudar meticulosamente as armas e aprender a estimar seu valor pela aparência. Sua experiência como um ferreiro também o estava ajudando.

Weed estava tentando encontrar uma espada que contivesse a maior quantidade de mithril e quando ele achou uma ele a pegou com um pouco de dúvida.

“Identificar!”

 

“Nada mal”.

Weed gastou 1.700 pontos de reputação na espada e ficou satisfeito com isso. Apesar dos efeitos serem piores do que os da Espada de Agatha, o ataque dela era muito maior e, se você levasse em conta o bônus da afiação, esta espada facilmente seria a melhor que ele já teve.

Depois de pegar a espada, ele tinha 541 pontos de reputação sobrando, os quais ele também gastaria contratando soldados.

Weed continuou andando ao redor dos campos de treinamento e, para sua surpresa, ele notou rostos familiares.

“Chefe!”

Becker, Hosram, Buren e Dale. Soldados da sua incursão ao Covil de Litvart. Velhos amigos.

“Vocês estão aqui também?”

“Sim, as áreas ao redor da capital começaram a ser invadidas por monstros e nós fomos chamados de volta para patrulhar e para caçá-los”.

Os quatro soldados se tornaram capitães há muito tempo e estavam no comando de suas próprias tropas de cem pessoas.

“Nós sabíamos que você voltaria algum dia”.

“Sim, nós estamos tão felizes de vê-lo novamente, chefe!”

Buren e Dale não puderam conter sua alegria. Durante a caçada deles no Covil de Litvart, eles ficaram realmente próximos de Weed e estavam realmente felizes em encontrá-lo.

Weed se considerou um sortudo, visto que na próxima missão ele precisará de soldados confiáveis como nunca precisou anteriormente!

“Eu vou levá-los comigo. Venham, nós temos muito trabalho a fazer”.

Depois de escolher Buren e os outros, junto com seus 400 soldados, Weed só tinha 3 pontos de reputação sobrando.

O conselheiro cuidadosamente observou todos os guerreiros escolhidos e disse:

“É desejável que você retorne todos os cavaleiros e soldados intactos”.

Weed decidiu não responder. Por mais cruel que pareça, ele estava levando-os para lutar. Havia muitas batalhas com inimigos perigosos pela frente e Weed acreditava que perdas eram inevitáveis.

É claro que ele não tinha a intenção de deixar seus soldados duramente conquistados morrerem facilmente, mas ele não os manteria na retaguarda também.

Contudo, o conselheiro continuou:

“Se você os mantiver vivos, a família real reconhecerá seu mérito novamente e, se você os retornar mais fortes e mais experientes, o rei e os outros aristocratas ficarão muito felizes”.

As palavras do conselheiro poderiam ser interpretadas como uma promessa de restituição de todos os pontos de reputação gastos nos soldados devolvidos, além de um aumento dos pontos por soldado que subir de nível nas batalhas pela frente.

‘Se eu soubesse que isso aconteceria, eu teria pego muito mais soldados…’

No final, entre os soldados Weed notou Docke, o instrutor do centro de treinamento. Não muito tempo atrás ele foi promovido e agora estava treinando cavaleiros no palácio. Lá também estava Midvale, o cavaleiro que Weed tinha acompanhando no Covil de Litvart. Contudo, ele não tinha pontos de reputação suficientes para nenhum deles. Além disso, cada um deles custava mais do que qualquer outro cavaleiro.

‘Que pena. Bem, com sorte eu terei outra oportunidade…’

Weed terminou seus negócios no palácio e foi em direção à Ordem da Freya, acompanhando pelos soldados que contratou.

 

***

 

Na entrada, os mais altos oficiais da igreja já estavam esperando por ele.

“Você está pronto para partir?”

“Sim”, respondeu bruscamente Weed.

Atrás dele estavam cavaleiros, Buren, Becker, Hosram, Dale e 400 soldados comuns. Todos eles estavam um pouco tensos, já que não esperavam ser confiados com uma missão tão importante.

Até os Cavaleiros Reais raramente participavam em missões com dificuldades tão altas.

O Sumo Sacerdote disse:

“Os 50 sacerdotes prometidos já estão esperando no portal”.

“Nós mostraremos o caminho”.

. Weed cumprimentou os sacerdotes da Ordem da Freya e cuidadosamente os inspecionou. Havia muitos homens barbudos em mantos, mas para sua surpresa havia muito mais sacerdotisas. Além disso, todas elas tinham belezas marcantes.

Os soldados estavam olhando para elas com olhos arregalados.

“Woah!”

“Agora eu me sinto mais encorajado, chefe!”

De um único olhar para as sacerdotisas, o espírito de luta de Becker e dos outros soldados subiu aos céus.

Weed pisou no portal na liderança de um grande exército, mas ele só era capaz de comandar os 50 sacerdotes de Freya. Os Cavaleiros Reais, Buren, Becker e os outros avaliarão a situação independentemente e tomarão as suas próprias decisões.

“Que Freya te abençoe!”

O Sumo Sacerdote e os outros recitaram uma oração e o portal começou a brilhar. Quando o brilho desapareceu, Weed e os outros já estavam bem distantes de Rosenheim.

 

***

 

A pirâmide rapidamente se tornou um dos locais mais visitados do Reino de Rosenheim. Todo dia mais de 40 mil pessoas a visitavam. É claro, a maior parte delas não estavam indo olhar a obra de arte, mas receber o buff[12] da estátua da Esfinge.

“Wow! Que incrível”.

“Verdade. É uma loucura construir uma pirâmide aqui…”

“Eu vi um filme sobre a construção. Foi muito legal. Eu só vim aqui por cauda disso”.

Todavia, para a surpresa daqueles que vieram aqui pela primeira vez, além da famosa estátua da Esfinge, eles encontraram outras estátuas de gazelas, cangurus, cervos, coelhos e outros monstros de nível baixo com expressões tristes em seus rostos.

Olhando para essas esculturas muitos jogadores sentiam culpa, já que no começo eles mataram um grande número desses herbívoros inofensivos.

Então, não foi uma surpresa que, depois de lerem as palavras gravadas em tais esculturas, as mãos deles alcançaram seus bolsos.

 

Por olhar para a estátua, pague tanto quanto seu coração desejar.

Todo o dinheiro coletado será doado!

Nós o usaremos para ajudar aqueles que precisam[13].

 

Todo visitante estava deixando uma moeda de cobre ou de prata.


[1] NT = Nota barafael: você quis dizer pão-durice certo?

[2] NT = Nota barafael: U$ 0,18 – cotação de março de 2017.

[3] NT = Nota barafael: kkkkk, quero ver falar isso ao invés de ficar pensando.

[4] NT = Nota Dani: https://pt.wikipedia.org/wiki/Go.

[5] NT = Nota Dani: Geomchi 2.

[6] NT = Nota barafael: Grande Centro de Reabilitação da Sociedade.

[7] NT = Nota Dani: https://pt.wikipedia.org/wiki/Berserker.

[8] NT = Nota barafael: U$ 900,00 – cotação de abril de 2017.

[9] NT = Nota barafael: U$ 1.800,00 – cotação de abril de 2017.

[10] NT = Nota barafael: U$ 6.300,00 – cotação de abril de 2017.

[11] NT = Nota barafael: Weed para presidente!

[12] NT = Nota Dani: Incremento.

[13] NT = Nota barafael: ¬¬ sei, vindo de Weed?


Tradutora: Dani

Revisão: barafael

Formatação: barafael

Edição: barafael

Fonte da tradução: http://royalroadweed.blogspot.com.br/2014/11/volume-5-chapter-4.html


Contribua com a Novel Mania!