GoC – Capítulo 8 – A Segunda Habilidade (1)


Faz uma semana desde que eles se mudaram para a nova casa.

De início, eles não pensaram sobre a antiga casa, mas começaram a relembrar dela futuramente.

Enquanto isso, duas coisas tinham mudado.

Primeiro, o tempo de descanso de Ha-Ran tinha aumentado.

Isso foi porque ela trocou do segundo turno para o terceiro turno.

Foi uma decisão ousada, visto que eles já não precisavam mais pagar o aluguel mensal da casa.

Claro, Ha-Ran recusou de início. A diferença salarial era significante.

Ela argumentou que poderia enviar Tae-Min para uma escola particular com esse dinheiro.

No entanto, até mesmo Tae-Min opôs-se a isso, então ela foi obrigada a render-se.

O que poderia ser feito depois que Tae-Min disse que seu cérebro era bom demais para ir a uma escola privada?

Claro, ele sofreu para uma chave de estrangulamento do Tae-Hyuk que estava ao seu lado.

Ha-Ran agora conseguiu algum tempo pessoal.

Seja por causa do tempo para relaxar ou se movimentar, a tosse de Ha-Ran desapareceu completamente.

Tae-Hyuk sorriu calorosamente ao reparar nisso.

Quanto à segunda mudança…..

Ele agora tinha uma família para cumprimentá-lo ao chegar em casa.

Tae-Hyuk emocionou-se rapidamente.

Noona estaria esperando por ele para almoçar.

‘A propósito. Nunca imaginei que Kang-Suk hyung doaria todo o dinheiro da recompensa….’

Originalmente, um detetive não deveria receber o dinheiro da recompensa. Era até provável que fosse interpretado como um suborno.

Dos duzentos milhões de wons que Tae-Hyuk recebera, ele deu cem milhões para Kang-Suk.

No entanto, Kang-Suk doou todo o dinheiro do Grupo Sungjin para um orfanato.

Tae-Hyuk perguntou-lhe o porquê dele não usar o dinheiro para o fundo do casamento, e Kang-Suk simplesmente riu.

Kang-Suk observou as crianças brincando na praça e disse.

“Eles são os únicos que queriam que eu me casasse, então parece que vou ter que esperar mais dez anos.”

“Wah. Um detetive está tentando cometer um crime.”

Isso ocorreu porque Kang-Suk era realmente muito popular entre as crianças.

Kang-Suk riu e disse que isso era suficiente.

Havia apenas idiotas ao redor de Tae-Hyuk.

‘Pensando bem. Eu não recebi nenhuma habilidade criminal na semana passada.’

Ainda havia muito tempo até o próximo incidente da Lista Negra. Ele pensou em usar esse tempo para puxar o manto do espelho demoníaco.

‘Ah, certo. Eu decidi chamá-lo de Espelho Revelando o Demônio.’

Era um espelho mágico que iluminava a verdadeira imagem do demônio.

Ele descobriu recentemente que a taxa de sucesso do ‘Roubo’ era por volta de dez por cento.

No entanto, era bom em roubar coisas estranhas, como:

Peruca, algemas, calcinhas…..

Esqueça.

Ele ainda não sabia como conseguir habilidades e pontos de afinidade, nem sabia a identidade do Espelho Revelando Demônio.

‘Merda, esse pseudo bastardo.’

Ele tinha levado o espelho a um xamã que era famoso em lidar com itens possuídos por demônios. Isto foi o que o xamã disse:

“É feito de bronze, uma mistura entre cobre e estanho. A taxa de reflexão é de cerca de oitenta por cento. Isso provavelmente não foi feito para ser usado como um espelho. Parece cerimonial. O valor…”

A conclusão foi que era apenas um espelho comum.

Tae-Hyuk olhou para o Espelho Revelando Demônio. Letras estranhas ainda podiam ser vistas nele.

[Seo Tae-Hyuk]

[Título: Deus do Crime]

[Classificação: Ordinário (falta condições para a atualização)]

[Habilidades possuídas: Roubo (Lv.1)]

????

‘Hã?’

Havia letras que ele podia ver.

Além disso, havia algo desfocado na seção de habilidades.

‘Talvez….. seja uma pista para uma nova habilidade?’

Tae-Hyuk pressionou os pontos de interrogação.

No entanto, não houve reação.

‘A direção….?’

Tae-Hyuk seguiu em frente.

Ele decidiu inspecionar melhor o Espelho Revelando Demônio quando ele voltasse.

‘Hã, não é a Noona?’

Tae-Hyuk parou de andar. Ha-Ran estava de pé numa rua ao lado da casa deles, com um rosto que parecia estar prestes a chorar.

Ela parecia ansiosa como se algo grande tivesse acontecido.

“Ta-Tae-Hyuk! O que eu faço…?!”

‘O quê, há um ladrão ou algo assim?’

Se ele soubesse disso, ele teria chegado em casa antes.

Felizmente, Ha-Ran parecia ilesa apesar do seu rosto estar uma bagunça por causa das lágrimas.

“O que está acontecendo?”

“Algo terrível aconteceu….. Ele está ferido…….. Um acidente….Ele foi levado……”

“Espere um minuto. Respire fundo e me diga devagar. Fale novamente. O que aconteceu e com quem.”

Ha-Ran respirou devagar enquanto seguia as palavras de Tae-Hyuk, e finalmente, começou a acalmar-se.

Tae-Hyuk acariciou as costas da Ha-Ran ainda chorando. Agora que ela estava um pouco mais normal, ele conseguiu ouvir uma resposta nítida.

“…..Acabei de receber uma ligação. Tae-Hyuk ficou ferido. Ele roubou um carro de luxo e aconteceu um acidente. A menos que ele receba cirurgia, sua vida ficará em risco. Além disso, o carro está completamente esmagado, então ele vai para a prisão se…..”

‘Esse bastardo Tae-Hyuk. Ele não é um bastardo completamente louco?’

‘Espere um minuto, esse sou eu!’

“…..Noona, espere. Quem sou eu?”

“Ta-Taae-Hyuk.”

“Então pense na história que você acabou de me contar.”

“O que devo fazer, Tae-Hyuk? Tae-Hyuk está ferido!”

“Olhe, eu estou salvo e ileso.”

“……?”

Ha-Ran ainda parecia confusa.

Tae-Hyuk percebeu que Ha-Ran foi vítima de um crime.

‘Voice phishing!’[1]

Era um tipo de fraude pelo telefone.

Há dez no Japão, eles o chamaram de ‘Eu sou a fraude’.

A pessoa receberia um telefonema de alguém dizendo: ‘Sou eu’, e falando que eles foram gravemente feridos, ‘Por favor, deposite dinheiro rapidamente’. Destarte, eles poderiam fingir ser uma pessoa próxima sem dizer o nome.

Conforme essa abordagem tornava-se mais famigerada e ninguém mais caía nisso, eles começaram a fingir coisas diferentes.

Algo como a senha da sua caderneta bancária havia sido vazada, e eles precisavam depositar o dinheiro em outra conta.

Destarte, eles enganaram muitas pessoas.

Ha-Ran fora enganada por um truque que era comumente usado há dez anos.

“Noona, eu estou bem. Você acha que eu roubaria um carro?”

Tae-Hyuk abraçou Ha-Ran gentilmente e acariciou as costas dela.

Ela parou de chorar enquanto o nervosismo diminuía.

“Eu estou bem. Eu não sofri nenhum acidente de carro e….”

Ele também não seria preso por causa de um assassinato.

Tae-Hyuk explicou para Ha-Ran lentamente.

“Então foi uma fraude?”

“Ainda não. A outra pessoa está apenas tentando enganar.”

“Mas ainda bem que você está salvo e incólume.”

Tae-Hyuk sorriu para a sua irmã.

A razão pela qual o ‘Eu sou a fraude’ era efetivo, foi porque atingia o ponto fraco da pessoa. Ele agradeceu por esse fato.

‘Ainda assim, por que uma fraude tão popular há alguns anos foi usada agora?’

Ha-Ran era alguém que se formou no dormitório do ensino fundamental e médio. Assim que ela se formou, ela começou a trabalhar imediatamente para cuidar de seus irmãos mais novos.

Ela era como uma flor que cresceu numa estufa de plantas e não sabia nada sobre o mundo.

Portanto, ela era boba o suficiente para acreditar nos outros. Em outras palavras, ela era uma pessoa vulnerável.

‘De qualquer forma, isso vai terminar assim?’

Esses caras fizeram Ha-Ran chorar. A raiva dele não seria resolvida a menos que ele fizesse alguma coisa.

“Essa pessoa disse que eles ligariam de novo?”

“Sim, ele me disse para preparar a minha caderneta bancária, meu selo e esperar por ele.”[2]

Tae-Hyuk sorriu largamente. A fraude ainda estava em andamento.

“Noona, dê-me seu telefone e vá para o seu quarto. Está tendo muitos dramas interessantes nesses dias que você deve assistir. Se algo assim acontecer novamente, apenas me ligue.”

“Sim…. eu entendo.”

Se ele esperasse, o inimigo ligaria.

Tae-Hyuk entrou em sua casa enquanto pensava no que fazer com eles.

******

Em primeiro lugar, ele fingiria ser enganado, apenas para virar o jogo contra eles.

‘Eles notarão se for outra pessoa que atendeu.’

O melhor caminho era com Ha-Ran atendendo e ele a dizendo sobre o que falar.

No entanto, ela tinha uma natureza pura e não queria mais falar com os golpistas.

‘Existe outra maneira?’

Dururu!

Ele estava pensando numa maneira de pegá-los quando recebeu uma ligação.

‘Esses caras!’

Brr!

No entanto, a vibração não veio só do celular.

Veio também do Espelho Revelando Demônio.

[Habilidade Criminal: Modulação de Voz foi aprendida.]

[Você pode imitar diretamente a voz do alvo.]

[Os critérios para aprender a habilidade completamente não foram cumpridos.]

[Foi registrado na janela de habilidades temporárias.]

‘Nova habilidade criminal….!’

Os olhos de Tae-Hyuk brilharam.


Tradutor: Spinner Branford   |   Edição: Ryokusan000



1 – Spinner: Quem está por dentro dos termos que foram surgindo no mundo virtual, deve saber que Phishing é o nome dado a um tipo específico de fraude online, em que os criminosos tentam iscar os usuários com avisos falsos de problemas bancários e situações semelhantes.

2 – Barafael: deve ser o carimbo para transferir a caderneta.

Contribua com a Novel Mania!