GoC – Capítulo 70 – ENCONTRO COMPLICADO 2.0 (3)



O restaurante café Ludwig era uma atração conhecida.

Assim como os outros, era um café movimentado onde as pessoas poderiam comer enquanto escutavam uma boa música. As apresentações de qualidade e a comida deliciosa tornava esse um dos lugares mais populares para encontros de casais.

Os instrumentos musicais de alta qualidade eram todos de acordo com o gosto do dono do local. Bandas amadoras e cantores de folk apareciam em números esmagadores desejando se apresentar.

No momento, havia apenas um casal presente. Cho Kang Suk e Seo Ha Ran estavam sentados enquanto esperavam pela comida, mas nos bastidores, estava ocorrendo uma guerra de nervos.

“Originalmente, seria impossível para eu fazer isso a esse preço, mas fiz porque é especificamente para você.”

Tae Hyuk apenas olhou para o dono do restaurante. Às vezes, o silêncio valia muito mais que cem palavras durante uma negociação.

“C-cough!”

O dono não aguentava mais limpar a garganta. Tae Hyuk lentamente abriu a boca.

“Um contrato de aluguel para o restaurante inteiro, obviamente, inclui a comida e o palco.”

“Sim… claro, a comida será feita pelo melhor chefe, como você pediu…”

“Mas o problema é que não há nenhuma apresentação.”

O suor escorreu pelo queixo do proprietário. Era véspera de Natal, o melhor dia do ano. No entanto, isso seria da tarde para a frente. Das três às cinco da tarde, para ser mais exato, esse período era chamado de ‘Break Time’, e o restaurante ficaria fechado.

Um cliente específico queria alugar o lugar nesse horário. Como proprietário, naturalmente receberia o cliente de braços abertos. As refeições poderiam ser preparadas com antecedência, e ele poderia atendê-lo pessoalmente. Mas havia um problema. Este não era um restaurante simples, mas um restaurante café que servia os pratos enquanto acontecia um show.

“Ha, ha, ha… Desculpe-me por isso. Mas na verdade, você não tem ninguém para se apresentar?”

Tae Hyuk suspirou.

Ao fazer isso, ele pôde alugar o restaurante por um preço incrivelmente baixo. Mas esta armadilha estava esperando-o… a atmosfera não seria adequada se não houvesse nenhuma apresentação.

“Não posso fazer nada. Posso pedir o palco então?”

“O palco?”

“Sim. Deve haver música durante um encontro.”

Os olhos do proprietário brilharam.

“Você mesmo se apresentará?”

“Vou usar a música clássica para deixar uma atmosfera adequada para o momento.”

“Cough. Sim, eu entendo.”

Normalmente, ele nunca deixaria os clientes usarem o palco. O equipamento caro poderia quebrar, então, isso era contra a política do restaurante. No entanto, o que estava acontecendo dessa vez era culpa do restaurante, então era natural que o proprietário mantivesse um perfil baixo.

Tae Hyuk disse uma última coisa:

“Oh, note que pode acabar havendo barulho. Mesmo se o equipamento quebrar, irei reembolsar o valor integral, então não precisa se preocupar.”

“Haha, entendo. Então, fique à vontade.”

O dono aceitou com uma expressão agradável no rosto, mas na verdade, estava rindo por dentro. Ele pensou que o cliente só iria querer subir ao palco. Na melhor das hipóteses, tocaria pandeiro ou cantaria karaokê. Ele sabia mesmo como lidar com amplificadores?

No entanto, era um cliente que estava pagando, então o proprietário se curvou educadamente.

“Então irei preparar a sobremesa. O palco fica no fim do corredor.”

Tae Hyuk foi para o lugar que o proprietário indicou rapidamente.

Sem show? Então ele faria isso pessoalmente.

Felizmente, ainda havia algum tempo para a chegada dos vadios da Bomba Nuclear. Ele apresentaria algo bom durante esse tempo.

 

*   *   *

 

Na verdade, uma música doce era a mais adequada para criar um clima de romance. No entanto, Tae Hyuk não conseguiria tocar nenhum instrumento, independentemente de quantas Habilidades Criminais possuísse. Mas poderia imitar vozes, e mais, poderia usar um CD para os efeitos sonoros.

“Ave Maria¹ não devia ser cantada no Natal?”

Era a música de saudação que foi cantada quando o Anjo Gabriel visitou a Virgem Maria, assim que o menino Jesus nasceu. Era a melhor música para um encontro na véspera de Natal.

 

 

O cantor Lee Yong Ho! Com sua voz profunda e seus modos delicados no palco, ele era uma celebridade que frequentemente aparecia na televisão.

‘Valeria a pena pagar caro por uma apresentação dele.’

Tae Hyuk riu e ligou o microfone antes de começar a cantar. A voz moderada em tom de soprano² se espalhou pelo restaurante e entrou no coração de todos que estavam escutando.

Depois de cantar a música de louvor a Ave Maria, era hora de uma canção natalina. A música favorita dos coreanos era ‘All I Want For Christmas Is You’ de Mariah Carey³. Isso deixaria o coração de todos ainda mais sensibilizados depois do louvor a Ave Maria.

 

*   *   *

 

“Omo, de repente começou a tocar música. Qual é essa?”

“Ave Maria. É tão natural, não deve ser de um CD. Parece que alguém está se apresentando no palco.”

“Não consigo vê-lo daqui. Estamos sentados em um ponto cego?”

Kang Suk descobriu que não podiam ver o palco de onde estavam sentados. Por que Tae Hyuk disse para se sentarem nesse lugar?

Felizmente, o restaurante estava vazio. Seria bom se sentar em um lugar de onde pudessem ver o palco. Kang Suk pensou e perguntou a Ha Ran:

“Você quer se sentar em um lugar de onde possamos ver o palco melhor?”

“Ah… Eu gosto de apenas ouvir. Além disso, sentirei pena do garçom se ele tiver de levar nossa comida para outra mesa. Nós podemos continuar aqui…”

“Sim, não me incomodarei enquanto Ha Ran estiver bem com isso.”

Kang Suk olhou para Ha Ran, que estava sentada diante dele. Era tão linda que era difícil até mesmo de se olhar diretamente para ela. Ha Ran pisou.

“H-há algo no meu rosto?”

“Não. Você é muito bonita.”

“V-você não precisa ir tão longe…”

“Não. É sério. É tão embaraçoso que eu não consigo nem mesmo expressar toda a sua beleza…”

Os olhos de Kang Suk estavam cheios de seriedade. No começo, no momento em que se conheceram, ele pensou que ela era apenas uma linda mulher. Quando a encontrou pela segunda vez, percebeu que não era bonita apenas de aparência. Ela era muito doce e bela…

“Hmm hmm…”

Kang Suk tossiu enquanto ficava corado.

“Ahaha… Kang Suk também é legal. Essas roupas caíram muito bem em você.”

Os dois começaram a comer e a música mudou, para uma canção mais animada. Era como uma benção de Natal para ambos. O encontro que começou em uma pista de boliche, depois um planetário e um parque de diversões, estava chegando ao fim.

“Hoje foi muito divertido. Estou assustada depois de tanta alegria…”

Naquele momento, Ha Ran parou de falar. Havia algo estranho. De repente, ela se sentiu desesperada ao pensar em algo.

Quando o rosto de Ha Ran escureceu, a expressão de Kang Suk ficou séria. Ele pegou nas mãos de Ha Ran.

“Ha Ran… Você sabe que meu trabalho é pegar criminosos que fazem coisas ruins…”

“Sim… sei disso. Você está fazendo um bom trabalho.”

“Eu aplico punições naqueles que fazem coisas ruins, mas não é o oposto para as outras pessoas? Acho que dou às vítimas o direito de ser feliz.”

Os olhos de Ha Ran brilharam:

“Feliz?”

“Hoje foi divertido.”

“Sim, realmente.”

“Eu não quero que isso termine. Espero que Ha Ran continue sendo feliz no futuro. Então… ah… isso…”

Ha Ran percebeu que os modos de Kang Suk estavam estranhos. Ele continuava colocando as mãos nos bolsos enquanto procurava por algo.

Ha Ran sorriu gentilmente para ele, que estava nervoso.

“Está bem. Se suas palavras são difíceis de se dizer, então irei esperar. Eu ficarei feliz mesmo enquanto espero. Então, se acalme e me diga. Sim? Por exemplo, acho que vou esperar muito até que alguém… Ahaha. Me desculpe. Estou cansada.”

“Umm. E-então… você sairá comigo novamente uma próxima vez?”

Kang Suk falou gaguejando e, então, Ha Ran respondeu com um sorriso no rosto,

“Sim, okay.”

Kang Suk se animou. Embora ele não pudesse se expressar da forma que desejava, poderia fazer isso lentamente.

“Ah, certo. Ha Ran… depois de comermos, há um lugar que eu gostaria de ir com você. Isso não estava nos planos, mas tenho certeza de que você vai gostar.”

“Huh?”

Havia um grande saco ao lado da mesa onde as duas pessoas estavam sentadas, grande o suficiente para acomodar uma pessoa.

Kang Suk olhou para ela e sorriu. Se perdesse isso na véspera de Natal, então se arrependeria.

 

*   *   *

 

Era o momento da Bomba Nuclear chegar.

“Wow, pensei que isso seria em Hiroshima.”

Tae Hyuk subornou alguns capangas para saber do andamento das coisas. Eles traíram o grupo facilmente em troca de apenas um milhão de won. Esse era o peso de possuir um grupo de pessoas ruim.

Infelizmente, as restrições de tempo indicavam que não aconteceriam repetições. Ele recebeu informações diretamente da fonte, de que entrariam pela porta dos fundos do restaurante. Tae Hyuk ajustou a armadilha, que já estava previamente preparada.

Então, uma vez que o momento chegasse, as vozes foram ouvidas.

“Estão aqui.”

“Você tem certeza?”

“Sim.”

“Então, vamos entrar pelas portas do fundo, como disse antes.”

Os homens rapidamente seguiram as instruções de Kang Han Seong, segurando canos de ferro e tacos de baseball nas mãos. Eles não estavam devidamente armados, já que pensavam que seria uma briga unilateral contra Tae Hyuk.

Tae Hyuk estalou a língua enquanto observava as imagens das câmeras de vigilância.

“Aigoo. Não sabem nem fazer uma invasão? Pelo menos trinta por cento de vocês deveria ficar do lado de fora. Todos entrando assim…”

Tae Hyuk confirmou que todo o grupo de Kang Han Seong havia entrado e caído na armadilha.

“Uh, escuro?”

“Liguem as lanternas de seus telefones!”

“U-ugh!”

“O-o que é isso?”

O grupo de Kang Han Seong começou a gritar, já que algo pegajoso tinha caído neles. Tae Hyuk acendeu a luz do lugar e olhou para o grupo, que estava todo emaranhado.

“Assim, todos vocês já eram…”

Era uma armadilha básica. Tae Hyuk colocou uma grande rede, cheia de cola, no ponto por onde entrariam. Ela tinha caído sobre todos, menos duas pessoas, do grupo de dez.

“M-mas que porra!”

“D-deixe-nos sair!”

Tae Hyuk sacudiu os ombros. Qual seria o motivo de colocar uma armadilha se fosse simplesmente libertá-los?

“Vocês estão tentando usar muita força contra um estudante.”

Tae Hyuk apertou o cano de ferro que apareceu com a Habilidade de Violência e piscou para as duas pessoas que não ficaram presas. Essas pessoas eram as que ele subornou para servirem como espiões.

Então, Tae Hyuk perguntou:

“Vocês dois, querem ficar presos juntos?”

“Ah, não!”

“Não!”

Tae Hyuk deu um sorriso maligno para os que ficaram presos.

“Agora, o que faço com vocês?”

“E-eu vou matar você! Me solte agora mesmo!”

“Quantas mentiras… Ah, sim. Esta é uma oportunidade de testar um truque novo.”

“T-truque? O que você…!”

Kang Han Seong estava tremendo.

“Não vai doer.”

Tae Hyuk avançou rapidamente e tocou no corpo de cada um dos que estavam caídos no chão. Várias mensagens apareceram diante dele. Ele praticou tanto que poderia alternar entre o que roubaria dos alvos.

As roupas que eles estavam vestindo foram parar em sua mão direita. Ele jogou tudo fora e tocou em outra pessoa com a mão. Depois de repetir isso algumas vezes, deixou todas as oito pessoas sem roupas.

“Arggggghhhh!”

“O-o que? O que você fez?”

“E-e-esse bastardo!”

Os vagabundos começaram a gritar. Tae Hyuk sorriu.

“Por ser uma boa pessoa, deixei vocês com suas roupas íntimas. Agora, sorriam!”

Ele pegou uma câmera e começou a tirar fotos.

Click! Click!

“Ohhh…”

Todos do grupo de Kang Han Seong gemeram.

“Seu lema pessoal é ‘viver e morrer como homem’, certo? Então, o que aconteceria se essas fotos fossem espalhadas pelo bairro?”

“P-pare!”

“Você só sabe palavras curtas?”

“P-por favor, pare!”

Tae Hyuk se sentou em uma cadeira e mostrou as fotos para todos enquanto passava elas na câmera digital. Gritos podiam ser ouvidos de tempos em tempos.

“Agora, vamos negociar. Você continuará me procurando? Claro, se fizer isso, então não poderá evitar que essas fotos sejam impressas e espalhadas. Ou então, posso te passar serviços que eu não queira fazer. Claro, vou cuidar dos custos. E então?”

Tae Hyuk ergueu calmamente dois dedos. Kang Han Seong engoliu em seco.

De repente, Tae Hyuk fez uma oferta.

“Isso não significa que vocês se tornarão meus subordinados. É apenas um contrato formal. Claro, eu sou o contratante.”

“V-você quer dizer fazer coisas como bater em outras pessoas?”

Tae Hyuk olhou para Kang Han Seong e seus capangas.

“Preciso de peças as quais posso mover à vontade.”

Se lhes desse dinheiro, então poderia usá-los de algumas formas. Ele poderia usá-los para combater outros criminosos no futuro.


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  | Editor: Blame


Nota 1: Sim, a que você está pensando mesmo. Na Coreia tem uma boa quantidade de cristãos, tanto que boa parte da população é evangélica. Enfim, podem vir a notar que em vários momentos aparecerão coisas vinculadas à religião. Ouça a música aqui.

Nota 2: Uma entonação. Saiba mais.

Nota 3: Mais uma vez vemos a influência ocidental aqui na novel… Escute aqui.

Nota 4: R$3.446,29 em 14/06/2018.



Fontes
Cores