GoC – Capítulo 7 – Isto é tudo graças à boa vizinhança (3)



Seo Ha Ran chegou do serviço trinta minutos depois do normal.

Depois de sair do trabalho ela geralmente limpava as coisas que os outros trabalhadores sujavam, mas hoje, a carga de trabalho para ela foi maior que a habitual.

‘Meus irmãos mais novos estão me esperando…’

Muitas vezes ela se sentia desconfortável enquanto andava pelas ruas escuras.

Ela se perguntava se estava seguindo a vida como seu pai. Seo Ha Ran trabalhava doze horas por dia, e mesmo assim, não conseguia comprar roupas decentes para seus irmãos.

“Cough.”

De repente, ela tossiu. Ela respirava um pó pesado na fábrica constantemente, todos os dias, o dia inteiro.

Além disso, morava em um lugar frio e úmido, que não recebia nenhuma luz solar, então, vivia resfriada.

‘Hmm, amanhã é o dia do meu pagamento. Vamos fazer uma festa com samgyupsal¹!’

Seus irmãos mais novos poderiam comer bem.

Ela se sentia renovada quando pensava neles.

‘Eh, quem é essa pessoa?’

Havia uma sombra familiar em um beco.

“Hmm, Tae Hyuk?”

“Um, como você adivinhou?”

“A Noona sabe de tudo.”

Ha Ran sorriu para o irmão que tinha vindo esperar, já que ela havia demorado a sair do trabalho.

Tae Hyuk disse abruptamente:

“Por que você está tão atrasada? Eu pensei que ia morrer de frio enquanto te esperava. Venha, vamos logo.”

“Sim! Não está frio?”

Ha Ran correu para o lado de Tae Hyuk e o agarrou pelo braço.

 

 

‘Ugh, ainda bem que não funcionou.’

“Ah, por que você está fazendo isso?”

Tae Hyuk virou a cara, mas não sentia raiva de quando sua irmã o segurava assim.

Ele tirou o casaco e o colocou em Ha Ran.

Ha Ran sorriu agradavelmente.

Mesmo seu irmão estando de cara feia, ela sabia que seu coração era mais quente que o dos outros.

“Ah, certo. Use isso.”

Tae Hyuk vendou seus olhos.

Ha Ran balançou a cabeça.

“Esse é um dos seus hobbys?”

“Não é bem assim… hoje é o aniversário da Noona, então preparei uma festa surpresa.”

“Ohhh… festa?”

Os olhos de Ha Ran brilharam de excitação. Afinal, ela ainda possuía o coração de uma adolescente.

Seus olhos estavam vendados enquanto seu irmão a guiava.

Deveria levar um bom tempo para chegarem em casa, mas, inesperadamente, eles chegaram ao destino em questão de minutos.

“Aqui estamos.”

Ha Ran lentamente tirou a venda que cobria seus olhos.

“Wah, que casa!”

Era como a casa de uma novela, uma casa enorme e espaçosa, com três quartos.

Além disso, havia um sofá luxuoso e um lustre pendurado. Também havia uma televisão que parecia ser de cinquenta polegadas.

Ha Ran perguntou apenas para ter certeza:

“Você pediu a casa de algum amigo emprestada apenas para a festa de aniversário?”

“Não. Esta casa é nossa.”

“O-o que isso significa?”

“Venha, todos estão esperando. Vamos entrar logo.”

Tae Hyuk agarrou a mão de Ha Ran e a arrastou para dentro.

Ele então a levou para um quarto com uma placa que dizia: ‘Seo Ha Ran’.

Iniciou-se uma enorme algazarra assim que a porta foi aberta.

“Feliz aniversário Noona!”

Bang! Bang!

O som de foguetes sendo disparados soou.

Ha Ran ficou surpresa e cobriu a boca.

Ela estava tão chocada que nem sequer podia gritar.

Ha Ran olhou ao redor do quarto. Era o quarto dos sonhos, com uma cama como a de uma boneca, e até mesmo vários armários.

Se ela dormisse em um lugar assim, então sempre se sentiria como uma princesa.

“T-Tae Min, ah! E… quem é você?”

Dentro do quarto, além de seu irmão mais novo, Tae Min, também tinha um estranho enorme. Ambos usavam um chapéu de aniversário.

“Ah. Este é Cho Kang Suk. Ele me ajudou muito.”

Depois de Tae Hyuk apresentar Kang Suk, Ha Ran se curvou e o cumprimentou.

“Haha! Olá, Tae Hyuk fala muito de você. Eu sou o Detetive Cho Kang Suk, da segunda equipe de polícia de Gang Dong.”

“Detetive..?”

Tae Hyuk disse com uma voz baixa, que apenas Ha Ran conseguiu ouvir.

“Ele é só um vizinho idiota.”

“Ah, essa criança…”

“Você já jantou? Não tem muita coisa, mas vamos comer!”

Havia alguns bifes e um lindo bolo, tinha até mesmo uma salada com várias frutas.

A parabenizada pela festa estava bastante confusa.

Ha Ran pensou que isso era um sonho, e não conseguiu deixar de se beliscar.

“Ahat!”

Felizmente, não era um sonho.

“Tae Hyuk, o que está acontecendo? Que casa é essa?”

“Ah… Então…”

Tae Hyuk explicou a situação da forma mais simples possível.

Ele falou que tinha ajudado a encontrar um criminoso procurado, tinha apresentado um relatório à polícia e, por isso, recebeu uma recompensa.

O dinheiro da recompensa tinha sido usado para comprar essa casa nova para sua irmã.

O rosto de Ha Ran ficou vermelho quando ouvia a história, ela agarrou a bochecha de Tae Hyuk enquanto o puxava para fora do quarto.

“N-Noona. O que houve, fiz algo errado?”

“Não é isso! Um criminoso procurado! O que você acha que estava fazendo? É perigoso! Huh? Você está machucado em algum lugar?”

Naquele momento, o coração de Tae Hyuk ficou um pouco mais aquecido.

Ela estava mais preocupada com o bem-estar dele do que com essa casa enorme.

“C-claro que estou bem. Quem você pensa que eu sou? Sou o irmãozinho da Noona!”

Kang Suk, que estava ouvindo tudo do quarto, interrompeu a conversa.

“Haha. Noonim², não fique tão ansiosa. Tae Hyuk é um cara bastante esperto. Mesmo se ele fosse jogado no meio do Harlem³, em Nova Iorque, ele provavelmente ficaria vivo e bem.”

“Sim…”

Ha Ran puxou a orelha de Tae Hyuk e sussurrou:

“Então ele é o detetive responsável pela prisão do criminoso?”

“Sim, e desde a semana passada parece que virou algo como um Hyung para mim.”

“Entendo.”

Eles se reuniram novamente e começaram a festa de aniversário.

Depois de cantar feliz aniversário, começaram a comer enquanto conversavam.

“Noonim, você é muito mais bonita do que Tae Hyuk faz parecer.”

“Hey, não precisa me elogiar tanto no meu aniversário.”

“É sério.”

‘Kang Suk Hyung…! Você realmente fica caidinho por qualquer mulher, tão fácil!’

Tae Hyuk começou a sentir dor de cabeça.

Tae Min, que tinha bebido apenas suco em um canto, sutilmente se aproximou de Kang Suk.

“Detetive Cho Kang Suk. Eu vi sua entrevista, você parece ter um grande senso de justiça. Poderia pedir um autógrafo?”

‘Tae Min está caidinho por ele! Um triângulo amoroso!’

Kang Suk ficou chocado, mas mesmo assim, assinou um papel para Tae Min, enquanto dizia que, se quisesse, Tae Min poderia chama-lo de Hyung.

‘Isso me lembra… Tae Min não queria ser um advogado?’

Desta vez, Tae Hyuk queria ver esse sonho se tornando realidade.

Foi nesse momento que Ha Ran de repente começou a chorar.

“Wahh!”

Tae-Hyuk perguntou enquanto estava confuso:

“N-Noona… Por que de repente você começou a chorar? A comida não está boa?”

“Não, não é isso… Estou tão feliz… Toda a família junta vivendo em uma casa linda assim… Parece até um sonho…”

“Não é um sonho, então, nós três viveremos felizes aqui.”

“S-sim.”

“Tae Hyuk, por que apenas vocês três? E eu?”

Kang Suk interrompeu.

Tae Hyuk balançou a mão como se estivesse espantando um inseto chato.

“Hyung não faz parte da família.”

“Chet.”

Ha Ran começou a rir novamente.

O motivo: Kang Suk começou a dançar de um jeito estranho.

Foi surpreendentemente simples a forma como Kang Suk conseguiu se misturar com a família, além disso, Tae Hyuk também já o considerava uma pessoa confiável.

‘Uma pessoa assim é realmente rara…’

Nos últimos cinco dias ele ajudou Tae Hyuk a encontrar uma casa, comprar ela e comprar os móveis. Ele até mesmo ajudou a mover os móveis para os lugares corretos, tudo pessoalmente.

Se fosse para alguém como Kang Suk, Tae Hyuk não se importaria de confiar sua família a ele.

Depois de pensar nisso, Tae Hyuk saiu silenciosamente do lugar onde estava e foi para seu novo quarto.

A casa nova era tão espaçosa que os três membros da família podiam até mesmo ter quartos separados.

‘Eu usei cem milhões de won para comprar esta casa, e os móveis custaram quinze milhões de wonSobraram mais ou menos vinte milhões de won.’

Esses seriam os seus fundos para os trabalhos que faria no futuro.

Tae Hyuk se sentou em uma cadeira, aproximou-se de uma mesa e pegou um caderno.

Já tinham muitas coisas escritas, mas ainda não era o bastante.

Havia um limite para a memória humana, ainda mais quando se trata de um sonho. Então, ele resolveu escrever detalhes sobre o sonho que teve, antes de esquecer tudo.

Tae Hyuk sabia o que aconteceria pelos próximos quinze anos, graças a esse sonho. Mesmo o final sendo trágico, ficou claro que ele tinha conseguido muita informação útil.

‘Eu deveria ter memorizado os números da loteria.’

A maior parte das informações que Tae Hyuk tinha sobre o futuro era a respeito de criminosos. Ele sabia o nome de criminosos que causariam comoções em todo o país.

Havia aproximadamente cento e vinte pessoas.

Tae Hyuk abriu o caderno e começou a escrever sua própria Lista Negra.

Ele escreveu cosias como: o que já aconteceu e o que ainda vai acontecer.

‘Eu também não posso deixar as Habilidades Criminais de lado.’

Não importava se ainda não pudesse usar elas, mas no futuro, ele deveria ser capaz de usá-las bem.

Tae-Hyuk agora tinha duas armas: sua Lista Negra e suas Habilidades Criminais.

‘Quem é que vai ser acusado de assassinato agora?’

Ele protegeria a pouca felicidade que tinha conquistado com suas próprias mãos. Tae Hyuk prometeu isso.

Foi nesse momento que o espelho demoníaco de repente começou a vibrar.

 

 

“O que? Eu acabei de conseguir um ponto?”

Por que de repente isso aconteceu?

Tae Hyuk não tinha feito nada.

Além disso, não foi só isso que aconteceu.

 

 

Tae Hyuk murmurou calmamente depois de ler todas as mensagens.

“Um ‘Plebeu’ se tornando um ‘Nobre’? Eu vou acabar me tornando o ‘Deus do Crime’?”

Sua cabeça começou a doer.


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  |  Editor: Blame


Nota 1: Um tipo de churrasco coreano, carne de porco grelhada acompanhada por molhos e alface. Se quiser ver a receita e etc, clique aqui.

Nota 2: Forma respeitosa de se dirigir a uma Noona.

Nota 3: O Harlem já foi um dos bairros mais perigosos de NY, não sei se hoje ainda é… 

Nota 4: R$338.807,41 em 29/05/2018.

Nota 5: R$50.821,11 em 29/05/2018.

Nota 6: R$67.761,48 em 29/05/2018



Fontes
Cores