GoC – Capítulo 38 – Ajuda (2)



Tae Hyuk primeiro precisava verificar a cena do crime para conhecer seu oponente melhor.

‘O policial… policial…’

A agenda de Kang Suk tinha quase oitocentos contatos. Apesar de sua aparência, ele era uma pessoa organizada. Cada contato estava organizado em categorias.

‘Um total de dezenove pessoas.’

Era mais do que Tae Hyuk tinha imaginado. Primeiro ele precisaria descobrir quem estava protegendo a entrada do banheiro público.

‘Seria bom se estivesse usando um crachá com o nome dele. Vou precisar verificar um a um?’

Tae Hyuk ligou para todos os policiais nos contatos de Kang Suk.

Dururu-

– Quem é?

“Este é o telefone de Hae Un?”

– Não.

“Ah… Me desculpe.”

Tae Hyuk ligou para dez pessoas antes de conseguir ligar para o policial certo. Quando o telefone chamou, o telefone do policial à frente começou a tocar.

‘Ele se chama Kim Jong Wook!’

Tae Hyuk imitou a voz de Cho Kang Suk usando a Variação de Voz.

“Kim Jong Wook? Sou eu, Detetive Cho Kang Suk.”

– Eh! Detetive Cho Kang Suk! O que houve?

Tae Hyuk ficou animado.

‘De fato, um policial deve conhecer os policiais responsáveis por este caso.’

“Eu acho que esqueci meu telefone enquanto investigava a cena do crime, você pode dar uma olhada?”

– Sim, entendido. Farei isso imediatamente!

Kim Jong Wook seguiu as instruções que recebeu e desapareceu dentro do banheiro.

Ele estava segurando uma lanterna, a distância estava boa.

‘Então, vamos lá!’

Tae Hyuk evitou o olhar dos policiais, tanto quanto possível, enquanto, furtivamente, investigava a cena do crime.

‘De qualquer forma, o salário deles… E as pensões?’

Ele começou a pensar nas coisas boas que Ha Ran poderia ter no futuro. O banheiro público onde o assassinato aconteceu estava isolado.

Tae Hyuk riu.

Ele estava usando uma jaqueta de couro e calças jeans skinny, com um cano de ferro em uma mão. Ele tinha a completa aparência de um criminoso.

Uma vez que a Habilidade de Violência foi ativada, suas habilidades físicas aumentariam de acordo com suas estatísticas. Ele não podia deixar de se perguntar o que havia acontecido.

“Uh, eu não quero ser pego e considerado um criminoso agora.”

Apesar de não ter nenhuma ocorrência em seu nome, Seo Tae Hyuk sabia de algumas coisas.

Isso era algo que aparecia frequentemente em filmes de detetives: um criminoso sempre volta à cena do crime! Foi por isso que a polícia estava de guarda onde o assassinato havia ocorrido. Portanto, ele tinha que se esconder, já que não queria que nenhum mal entendido pudesse vir a ocorrer.

Tae Hyuk olhou para o cano de ferro que estava segurando.

“Bem, espero que eu não tenha de usar isso.”

O corpo foi encontrado no banheiro feminino. Havia uma atmosfera estranha, devido ao fato de ser o lugar onde uma pessoa havia morrido. As evidências coletadas pela polícia deixaram uma trilha.

No entanto, de acordo com a Lista Negra, definitivamente ainda havia mais alguma coisa.

O banheiro estava sem água. Ao invés disso, a forma de uma pessoa agachada em um canto foi desenhada com spray branco.

Tae Hyuk sentiu arrepios ao ver isso. Há três semanas alguém havia morrido nessa exata posição.

Tae Hyuk tirou um caderno do bolso e usou a Habilidade de Falsificação para desenhar a cena do crime, para referências futuras. Naquele momento, uma estranha ilusão surgiu diante de seus olhos.

“Ugh… O-o que? Aaaaack!”

Havia uma mulher nua com os braços amarrados atrás das costas, seu corpo estava preso em uma banheira cheia de água. Seu pescoço estava amarrado e ela não podia mover a cabeça. Ainda assim, era capaz de respirar devido ao tubo que estava em sua boca. E o tubo…

“Heok… Keok!”

Tae Hyuk começou a respirar com dificuldade. Ele não conseguia entender o que tinha acabado de ver. Ele acabou de usar a Habilidade de Falsificação, então por que essa imagem tinha aparecido?

Tae Hyuk pegou o Espelho de Revelação do Demônio.

 

 

Tae Hyuk olhou para o caderno, como se estivesse encantado com algum tipo de coisa.

Havia a foto de uma mulher às portas da morte que havia sido criada pela Habilidade de Falsificação em menos de um minuto. A imagem foi desenhada com uma caneta, no entanto, parecia extremamente real.

“Uck…!”

Naquele momento, Tae Hyuk se curvou enquanto sentia náuseas. Felizmente, ainda não tinha jantado. Ele se sentiu um pouco mal.

Tae Hyuk sabia que as percepções extra-sensoriais eram algo semelhante a isso.

“Foi a psicometria¹…”

A capacidade de ver imagens de objetos e lugares. A Habilidade de Falsificação era semelhante a isso.

No entanto, ele não podia se alegrar. A imagem da pessoa que morreu foi intensamente gravada na mente de Tae Hyuk. Parecia que a cena ressurgiria sempre que fechasse os olhos, como uma maldição.

Tae Hyuk mordeu o lábio.

Ele tinha vindo para confirmar se o assassino era realmente o Hippo, não para ver uma mulher morrendo.

Isso aconteceu há quase um mês, não deveria ser possível visualizar algo assim.

‘Em primeiro lugar… Vamos parar por aqui.’

Tae Hyuk balançou a cabeça para esquecer a cena que tinha acabado de ver. Ele entrou no banheiro. Se o assassino realmente fosse o Hippo, então algo deveria estar nesse lugar.

Tae Hyuk se inclinou contra o chão. Ele começou a analisá-lo cuidadosamente. Às vezes, seria possível ver um pó branco na água. Isso era assustador, mas ele provou.

“Isso…”

Sal.

Por mais que a polícia fosse boa, não era fácil encontrar o sal misturado na água.

“A ferramenta do assassino é a água salgada…”

Tae Hyuk se lembrava dessa pessoa.

“O Hippo…”

Originalmente, era um serial killer que surgiria dentro de três meses. Ele era um dos piores criminosos da Lista Negra de Tae Hyuk e, ainda por cima, apareceu antes do esperado.

Tae Hyuk então subitamente percebeu algo: ele era o único no país que sabia quem era o Hippo.

 

*   *   *

 

Cho Kang Suk olhou para o relógio com uma expressão de ansiedade. Quinze minutos se passaram desde o horário marcado para a reunião.

“É por isso que a pontualidade é um problema na Coreia!”

Ele pegou o telefone e viu uma mensagem que tinha chegado há mais de trinta minutos.

– Sunbae, estou saindo agora. Chegarei em dez minutos.

“Isso foi há mais de dez minutos.”

Kang Suk terminou de tomar seu café e foi para o balcão pegar mais um pouco. Graças ao seu irmão mais novo, ele descobriu que este café era um ótimo lugar para encontrar pessoas. Ele passou a frequentar o local desde então.

Kang Suk pegou o envelope que havia ganho de presente de Tae Hyuk. Eram bilhetes de entrada para um planetário, possuíam uma validade de um mês. Na parte de trás deles estava o número de um restaurante francês que possuía uma boa atmosfera. Isso significava que podiam comer lá depois de ver as estrelas.

Kang Suk não pôde deixar de rir depois de ver isso.

“Quem não gostaria de ir? Se eu não tivesse que pegar esse criminoso…”

Kang Suk disse isso e colocou o envelope de volta no bolso.

Quem sabe? Talvez o serial killer de repente fosse preso e ele poderia sair com Ha Ran.

“Ainda tem tempo. Se eu enviar uma mensagem para Ha Ran… Mas e se eu acabar me tornando um aborrecimento? Ohh…”

Kang Suk agarrou a cabeça com ambas as mãos enquanto seu corpo tremia.

Os outros que estavam no café começaram a olhar para ele.

– Ah, ele não parece um mafioso?

– Olhando para o telefone e depois começando a tremer… Não me diga?

– Shh! Fique quieto! Ele pode ouvir!

Kang Suk riu. Hoje, ele estava esperando por alguém. Portanto, estava usando um terno que não combinava. Ele tinha um corpo grande e musculoso, além de ter mais de um metro e oitenta de altura. E também estava usando óculos escuros, à primeira vista, era natural que os outros o interpretassem mal.

Então o homem sentado perto de Kang Suk falou:

“Com licença, me desculpe… Cho Kang Suk-nim?”

Cho Kang Suk olhou para a pessoa.

O homem estava usando óculos e roupas casuais.

“Quem?”

“Oh, me desculpe por só me apresentar agora. Eu sou Shin Se Ho, repórter da Estação ABS.”

Shin Se Ho tirou um cartão de sua carteira.

“Você é novo para um repórter.”

“Haha, não precisa falar isso. Estou familiarizado com você. O Detetive Cho é muito famoso entre meus colegas. O detetive que pegou Yoo Cheol Ho. Nosso encontro aconteceu por acaso, então posso ouvir algumas histórias suas?”

Cho Kang Suk estalou a língua. Acaso? Ele sabia que o repórter o perseguiu por alguns dias. Shin Se Ho se sentou de frente para Cho Kang Suk.

Kang Suk sabia por que o repórter estava seguindo-o.

Ele queria saber sobre o caso do Hippo.

“Desculpe, mas hoje estou aqui para encontrar um colega, não para trabalhar. Se quiser uma entrevista, então preencha os formulários oficiais.”

“Aish, não seja assim. Enfim, estou aqui como um cliente também. Então vou apenas tomar um chocolate quente.”

Kang Suk notou o microfone no bolso de Shin Se Ho.

De repente, ele se sentiu cansado. Era difícil lutar contra o crime. Agora também tinha que dar atenção à mídia.

Kang Suk bateu as mãos, como se estivesse tentando matar um mosquito.

Ele seria perseguido pela mídia se tentasse expulsar o repórter do local. Cuidado seria necessário.

“Bem, faça o que quiser.”

“Haha… Sim, entendido.”

Então a porta foi aberta e alguém entrou no café. A pessoa era um pouco mais alta que Kang Suk, ela emanava a aura de um intelectual. O homem estava usando um relógio Rolex e um terno Armani. A chave de uma BMW estava entre seus dedos.

Cho Kang Suk estalou a língua. Ele estava vestindo pelo menos vinte milhões de won², e além disso, tinha o ar de uma pessoa realmente rica.

“Joo Hyun Ho! Aqui!”

“Uh, Sunbae. Eu me atrasei? Sinto muito.”

“Atrasado? Eu tomei cinco cafés enquanto esperava.”

“Aish. Eu estou apenas um pouco atrasado. Não havia lugar para estacionar.”

Joo Hyun Ho sorriu e se sentou de frente para Kang Suk.

Joo Hyun Ho tinha a aparência de uma celebridade, ele estava usando um terno de primeira, atraindo a atenção das mulheres que estavam sentadas por perto.

Elas queriam falar com ele, mas pararam quando viram que se sentou com Kang Suk.

Joo Hyun Ho era um júnior da universidade de Kang Suk. Ele se especializou em Psicologia Criminal e trabalhava na equipe de Análise de Comportamento Criminal.

Ele era conhecido por analisar o perfil dos criminosos e era um dos três mais influentes do país.

Kang Suk murmurou com uma voz baixa:

“Há um repórter aqui, então fale baixo. Sei que está ocupado com vários casos agora, mas há uma cena de crime que quero que você veja.”

“Você sabe que eu não trabalho diretamente com homicídios.”

Ele só trabalharia com o que o interessasse.

Kang Suk bateu na cabeça de Hyun Ho.

“Hey. Este é um mistério no qual estamos completamente perdidos. Seja um pouco mais sério. Apena me escute. Eu não queria ligar para você, mas esse cara é completamente louco.”

Os olhos de Hyun Ho brilharam.

Ele era um homem conhecido por gostar desse tipo de coisa.


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  | Editor: Blame


Nota 1: Psicometria tem um conceito bem amplo, é muito usado em consultas com psicólogos. Enfim, está fazendo referência a ele ter desenhado a imagem e ter visto uma cena da coisa real.

Nota 2: R$86.880,10 em 04/06/2018.



Fontes
Cores