GoC – Capítulo 2 – Eu não acho que seja um sonho (2)



As ações que Yoo Cheol Ho tomou depois da prisão de seu cúmplice foram simples. Era o mesmo que caçar raposas, se a toca dela pegasse fogo, então ela cairia nas mãos dos caçadores que a estariam aguardando.

Se houvesse um esconderijo fixo, era melhor continuar se escondendo nele.

“O lugar onde Yoo Cheol Ho está escondido fica a vinte paradas de ônibus daqui.”

Um serial killer que deixou todo o país em pânico estava tão perto…

Tae Hyuk tirou a carteira do bolso e checou quanto tinha.

‘Um. Mais ou menos três mil won¹.’

Era dito que um homem deveria sempre ter três mil won na carteira. Ele não fazia ideia se isso era verdade ou não.

Seria suficiente apenas para a passagem de ônibus de ida e de volta. Além disso, se gastasse tudo, então não teria dinheiro para almoçar.

‘Se soubesse disso teria comido mais no café da manhã…’

Ele não tinha comido nem mesmo meia tigela do ensopado, já que não conseguia parar de pensar em Yoo Cheol Ho.

Era como no exército ou na prisão. Se tratava de uma lei que ninguém tinha mencionado, mas todos sabiam: aqueles que deixam de comer, logo se arrependerão.

‘Droga. Pareço com um criminoso de verdade.’

A distância não era grande, mas Tae Hyuk decidiu pegar um ônibus. Chamaria muita atenção se um estudante uniformizado estivesse andando pela rua durante o horário de aulas. Por causa de seu jeito de delinquente, ele era frequentemente parado por policiais e pela patrulha civil.

Toda vez que Ha Ran era contatada, ele tinha de ver ela em lágrimas.

‘Pensando bem, eu deveria pegar um ônibus.’

O que ele faria se encontrasse Yoo Cheol Ho?

A mente de Tae Hyuk ficou confusa.

E se Yoo Cheol Ho realmente estivesse no local para onde ele estava indo? Então seria a prova de que o que pensava ser um sonho, na verdade não era.

Então…

Ele realmente seria preso em cinco anos por causa de uma acusação falsa?

Como resultado disso, sua irmã mais velha, Seo Ha Ran, e seu irmão mais novo, Seo Tae Min, ficariam arrasados.

‘Porra… Seria como descobrir que estou com uma doença terminal…’

No entanto, era melhor saber das coisas e se preparar do que ficar mergulhado na ignorância.

Tae Hyuk pegou o ônibus para o seu destino.

Ele colocou um boné de beisebol sobre o rosto, apenas para o caso de se cruzar com algum conhecido pelo caminho.

‘Um. Já passou da hora de ir trabalhar, então não tem muita gente no ônibus.’

Havia apenas uma velha e um homem com um boné de beisebol, que estava sentado da mesma forma que Tae Hyuk.

Ele trombou no homem quando subiu no ônibus.

Mas tinha algo de suspeito nele.

‘Está tão vazio aqui, então por que ele está sentado ao lado dessa velha?’

Tae Hyuk, que se sentou em um assento vazio, se virou e ficou observando os dois atenttamente.

Foi nesse momento.

Brr!

Algo vibrou perto de sua virilha.

Tae Hyuk olhou para os lados surpreso.

‘Porra… Se alguém tivesse visto isso, pensaria que sou um pervertido.’

Havia algo no bolso do uniforme, e estava vibrando.

‘Uh, um espelho? Por que isso está no meu bolso?’

Era o espelho que ele tinha usado para se ver de manhã. O demônio esculpido na lateral parecia realmente ameaçador.

Tae Hyuk apertou os olhos enquanto analisava o espelho…

Seu rosto estava sendo refletido, tinham algumas letras estranhas nele.

 

 

As letras apareceram e logo depois desapareceram.

A boca de Tae Hyuk tremeu.

‘O que foi isso..?’

Ao mesmo tempo, novas letras surgiram acima de sua cabeça, que estava sendo refletida pelo espelho.

 

 

‘Eu aprendi a Habilidade de Roubo agora? Por quê? COMO ASSIM?!’

Tae Hyuk percebeu que o espelho demoníaco não era algo comum.

Em primeiro lugar, isso tinha, claramente, ficado na mesa de Tae Min, mas, de alguma forma, essa coisa acabou no seu bolso.

Ele pensou que o verdadeiro demônio pareceria com algo diferente. Algo realmente diferente.

De qualquer forma, se as palavras no espelho demoníaco fossem verdadeiras, ele teria acabado de aprender uma Habilidade Criminal.

Tae Hyuk olhou para os lados.

Não era difícil descobrir o motivo.

‘Se existe uma consequência, então existe uma causa.’

Depois de Tae Hyuk entrar no ônibus a velha começou a roncar enquanto dormia.

O homem sentado ao lado dela então resolveu mostrar suas verdadeiras cores.

‘Batedor de carteira!’

O homem tinha alguma técnica, ele moveu sua mão cuidadosamente, para evitar que a velha acordasse. A bolsa foi facilmente aberta, mesmo estando fechada, usando um canivete, para fazer um corte lateral, e pegou apenas a carteira.

Se Tae Hyuk não tivesse previsto que aquilo aconteceria, então teria pensado que o homem só estava se mexendo porque o ônibus estava balançando.

A habilidade dele era perfeita.

Tae Hyuk não teria suspeitado de nada se não tivesse visto a palavra ‘Roubo’ no espelho demoníaco.

‘O que na terra é esse espelho?’

Tae Hyuk mordeu os lábios.

Era realmente um espelho possuído por um demônio?

O batedor de carteiras tentou sair do ônibus antes de Tae Hyuk conseguir acalmar sua mente, que estava confusa.

Duk!

O batedor de carteira estava correndo como se ele pudesse sentir que alguém estava o vigiando.

Então, o corpo de Tae Hyuk se mexeu levemente.

Mais uma vez, o espelho demoníaco estava vibrando.

Brr!

Tae Hyuk estava com uma expressão confusa enquanto olhava para o espelho.

 

 

“…”

O batedor de carteira já tinha escapado do ônibus.

‘Roubo?’

De acordo com a mensagem no espelho, ele tinha roubado algo do batedor de carteiras.

Tae Hyuk mordeu o lábio.

‘Eu deveria verificar o que foi que roubei.’

Tae Hyuk procurou em seus bolsos e encontrou uma carteira comprida, que ele nunca tinha visto antes.

‘Meu Deus!’

Era como ele pensava. O batedor de carteiras roubou a carteira da velha, e depois, foi roubado.

Nessa situação, o acusado do crime seria ele.

Tae Hyuk saiu rapidamente do ônibus.

No mesmo momento, a velha gritou no ônibus:

“Omo! Roubaram minha carteira!”

Tae-Hyuk estava com choque visível no olhar.

Ele não tinha tempo. Tae Hyuk correu para os becos.

‘Loucura…’

Um batedor de carteira tinha roubado a carteira da velha…

E Tae Hyuk, de alguma forma, tinha roubado ele!

Se Tae Hyuk tivesse demorado um pouco mais para sair do ônibus, então ele teria sido preso e apareceria no plantão policial.

‘O que? Deus do Crime? Tentando transformar uma boa pessoa em um criminoso!’

Tae Hyuk se irritou enquanto jogava o espelho demoníaco com toda a força no chão.

Jjeok!

‘Wah…’

Em vez do frágil espelho se quebrar, o chão, feito de cimento, rachou.

Então Tae Hyuk pisou no espelho.

“Uaack!”

Doía como se ele tivesse pisado em um prego. Tae Hyuk amaldiçoou e jogou o espelho demoníaco no lixo.

Então, se virou e foi embora do lugar.

 

*     *     *

 

Tae-Hyuk estava preocupado sobre o que fazer com a carteira da velha.

Parecia que ele estava se tornando um criminoso, mesmo sem desejar isso.

‘Igual aquele cara…’

Em seu sonho, Tae Hyuk tinha ficado preso por dez anos. A menos que ficasse em uma prisão solitária, seria inevitável conhecer outros criminosos.

Havia até mesmo aqueles que foram condenados por atrocidades.

Yoo Cheol Ho era uma dessas pessoas.

Eram monstros com aparência humana.

Agora, não existia certeza sobre aquilo ser um sonho. De toda forma, ele tinha sido preso e condenado à morte em seu sonho.

Por dez anos ele lutou para escapar daquele lugar. Foi muito tempo, e muito doloroso também.

Teria sido mais fácil se soubesse que estava adiando a morte por dez anos?

Então, caso se tornasse um criminoso nesse momento, seria como negar sua própria existência.

‘Preciso encontrar a dona disso.’

Mas como?

Ele poderia ir até a delegacia e entregar a carteira. Agradeceriam pela rendição e, então, o algemariam.

‘Bem… talvez seja melhor enviar pelo correio.’

Dentro da carteira estavam vinte notas, cada uma de cem mil won², e dez notas de cinquenta mil won³. O total dava dois milhões e meio de won.

Havia também uma identificação. Ele definitivamente colocaria tudo na caixa de correio e enviaria para a dona.

‘Ela é mais rica do que pensei.’

Seu coração ficou abalado com essa enorme soma. Era o suficiente para comprar roupas novas para sua irmã.

‘Seo Tae Hyuk… O que você está pensando? Não acho que a Noona gostaria disso.’

Tae Hyuk puxou uma nota de cinquenta mil won da carteira.

Ele tinha encontrado a carteira, isso poderia ser dito. Se fosse devolver para a dona, então pelo menos dez por cento devia ser dele.

Então ele colocou a carteira no correio.

‘Eu posso comprar um pouco de samgyeopsal e fazer com a Noona.’

Ele pensou enquanto colocava o dinheiro no bolso.

Tae Hyuk congelou, em estado de choque.

‘Loucura…’

Era o espelho demoníaco, que tinha sido jogado no lixo.


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  | Editor: Blame


Nota 1: R$10,16 em 29/05/18

Nota 2: R$338,81 em 29/05/18

Nota 3: R$169,40 em 29/05/18

Nota 4: R$8.470,19 em 29/05/18

Nota 5: Realmente é dito isso, mesmo pegando apenas cerca de 2% do valor, parece que ele é meio burro.

Nota 6: É um tipo de ‘churrasco’ de porco, onde você enrola a carne de porco com alface/gergelim e come enquanto quente. Caso queiram saber mais, só clicar aqui.



Fontes
Cores