GoC – Capítulo 155 – Fim da vingança (2)



O Presidente Song Won Jin morreu. Ele foi assassinado enquanto estava escondido.

A Yakuza ficou em pânico. Apenas algumas pessoas do Grupo Taesung sabiam onde ele estava escondido. Mas como foi que o assassino o encontrou? Além disso, ele sempre ficava com seus guarda-costas, que foram selecionados a dedo.

Além de tudo, havia um espião plantado entre os guardas de Song Won Jin. Se algo de suspeito surgisse, então ele iria relatar imediatamente. Se Song Won Jin tentasse vazar algo confidencial, então o espião faria parecer que ele cometeu suicídio.

No final, o Presidente era apenas um peão da Yakuza. No entanto, Song Won Jin e seus guarda-costas foram aniquilados.

Quem o matou? Eventualmente, um investigador foi enviado para descobrir o que tinha acontecido.

“O-oh meu deus…”

O investigador não acreditou no que viu. Tudo tinha se tornado cinzas, como se uma bomba tivesse explodido no local. As cinzas espalhadas provavelmente eram… O investigador reuniu tudo e começou a analisar o que causou tanto estrago.

No entanto, ele não conseguiu descobrir com precisão exata a causa da explosão, já que ela foi muito poderosa. Se tivesse acontecido um tiroteio, deveriam ter sobrado ao menos balas. O investigador não encontrou nada e concluiu que a morte de Song Won Jin foi devido ao ataque de um homem bomba.

O culpado mais provável era Kim Tae Sung, o homem que tinha mágoas contra o Grupo Taesung. No final, a Yakuza se preparou para guerrear com o Bomber.

Claro, eles nunca sonharam que Tae Hyuk tinha usado o Roubo e a Falsificação para apagar todos os rastros do local.

Eles não sabiam que o verdadeiro inimigo era o Fantasma.

 

*   *   *

 

Não havia necessidade de olhar com os próprios olhos. Ele era capaz de ver a posição de cada inimigo pelo Espelho de Revelação do Demônio.

Tae Hyuk lambeu os lábios.

‘Como esperado, os remanescentes da Yakuza estão reunidos aqui. Isso significa…’

As bombas teriam um grande poder de explosão. No entanto, isso era apenas para o caso de todas serem instaladas.

Reunir um grande números de guardas era simples. O Senhor Park pressionou os promotores para que pegassem o Bomber antes de transformar o lugar em uma fortaleza. No final, se Tae Hyuk destruísse o lugar, ele seria capaz de destruir o destino que o envolvia com a Yakuza, que vinha desde sua vida anterior.

Os membros da Yakuza apareceram em uma ponta do corredor e começaram a atirar contra Tae Hyuk.

Tutututut!

Ruídos altos encheram o ar, suficientes para estourar os tímpanos de qualquer um.

“M-monstro! M-morra!”

No entanto, eles não puderam ferir Tae Hyuk.

Kikikiki!

Movendo o Machina, ele poderia bloquear as balas disparadas facilmente. Tae Hyuk estalou a língua e murmurou:

“Quem é um monstro? Quantas pessoas vocês já mataram? Sinceramente, isso é injusto.”

Ele ativou o Tempo de Bala enquanto seus oponentes atiravam. Graças a isso, sua percepção de tempo mudou completamente. Era como se o mundo estivesse em câmera lenta.

Tae Hyuk moveu-se rapidamente.

‘Duas pessoas atrás da parede. Sete do outro lado do corredor.’

O mapa mostrava as pessoas que tentavam emboscá-lo. Ele avançou facilmente e dominou todos os oponentes.

‘Mas o que eu deveria fazer agora não é apenas me livrar do inimigo. Preciso desviar toda a atenção que está no Bomber para mim.’

Para fazer isso, ele teria que agir de forma mais chamativa. Ao analisar o mapa, Tae Hyuk poderia dizer que o Bomber não estava muito distante. Em um dos pontos em que uma bomba deveria ser instalada.

‘Os próximos dois!’

Um terço da Yakuza já estava com o corpo frio estirado sobre o chão. No entanto, ele estava quase no limite. Não importa quão incríveis fossem suas habilidades, até mesmo elas não eram invencíveis.

Tempo de Bala ainda tinha um minuto de duração e o Machina não possuía uma durabilidade infinita. No final, ele não poderia ir ao centro do instituto, que era onde estava o Senhor Park. A chave para a operação seria o Bomber.

Tae Hyuk se escondeu e ficou observando a Yakuza. Os adversários estavam tremendo de pânico.

“O-o que diabos é isso?! Por que não morre? Ele não foi baleado?”

“O-o adversário é um f-fantasma…”

“Ack! Eu fiquei sem balas! Você tem alguma reserva?”

“O adversário definitivamente é o Bomber! Isso não faz sentido!”

“C-chamem reforços!”

No final, os Yakuzas fizeram algo que jamais deveriam ter feito. Eles tentaram confrontar o inimigo enquanto estavam se defendendo. Se alguém tivesse uma boa compreensão de tática e estratégia, isso sequer seria cogitado.

‘Parando para pensar, talvez algum deles seja descendente dos japoneses que invadiram a Coreia durante a Dinastia Joseon, não? Se pensar um pouco, então estão tomando boas atitudes.’

Tae Hyuk riu. Então, ele atacou o local onde a Yakuza buscava seus equipamentos.

‘Oponentes realmente lamentáveis!’

Havia um cano de água no teto. Ele apontou a pistola para isso e um som de estrondo soou.

Hwaaaaack!

“Se vocês estão no porão, devem tomar cuidado com inundações!”

Um homem mascarado estava atirando por trás da água. Era uma situação terrível!

“Aaaaack!”

Os Yakuza estavam encharcados enquanto atiravam para qualquer lado.

“Aigoo. Se continuarem atirando assim, a munição vai acabar.”

No entanto, isso tinha se tornado mais complicado do que quando os oponentes podiam mirar tranquilamente. Era difícil evitar todas as trajetórias de bala aleatórias. Ele teria que se defender de alguns disparos com o Machina. Apesar da resistência semelhante à de diamantes, o Machina não poderia suportar uma chuva de balas, então começou a rachar.

“Ah, me desculpe. Eu estava tentando relaxar. Chegamos ao limite de tempo. Agora vou acelerar as coisas.”

A Yakuza ficou chocada após escutar as palavras de Tae Hyuk. Ele estava relaxando até o momento?

“Então, hora do show.”

Tae Hyuk pegou uma pistola com ambas mãos e começou a disparar.

Tatang!

 

*   *   *

 

O Bomber, Kim Tae Sung, agarrou seu braço direito trêmulo…

Todas as preparações estavam terminadas. Ele conseguiu instalar as bombas em cada um dos lugares indicados no mapa. Agora, o instituto poderia ser detonado a qualquer momento, apenas ao pressionar um botão.

“Pant… Pant… Pant!”

O Bomber encostou em uma parede enquanto sua respiração estava pesada. Ele teve que correr por quase duas horas para instalar todas bombas.

Ele ouviu batalhas não muito distantes. Era como se fosse uma zona de guerra, cheia de gritos e tiros. Então, alguém morreu.

Ele sabia quem tinha feito isso.

O homem mascarado, o Fantasma.

Milagres sempre surgiam pelos dedos dele. Kim Tae Sung não podia fazer nada além de bombas. Ele estava onde estava graças ao Fantasma.

Biik!

Então, o rádio fez um barulho.

– Eu acho que você já terminou tudo.

“Sim, o Ponto G está perfeito.”

– Então tenha cuidado. Pode haver algumas pessoas pelos corredores. Não se preocupe, você não precisa ficar onde está.

O Bomber ficou arrepiado ao perceber o que o Fantasma queria dizer. Havia algo branco no corredor. Ele estava no subsolo, mas não se importava com nada. O Bomber respirou fundo quando percebeu a sugestão do Fantasma.

“Fantasma… o que você é…?”

– Eu posso explodir tudo agora mesmo, mas não será a vingança que você quer. Vou te dar dez minutos. Termine tudo e vá para o Ponto A. Haverá um veículo para sua fuga.

“E-entendido.”

Ele cortou o contato com o Fantasma. O Bomber engoliu em seco e olhou para a escuridão diante de si. Era como um abismo em direção ao inferno.

Parecia que nem mesmo a luz do luar poderia penetrar em tal escuridão… O Bomber… Não, muito pouco permaneceu no coração de Kim Tae Sung. Ele tinha que terminar tudo antes que esse calor desaparecesse.

“Sang Ah…”

Os ceifeiros de sua esposa e sua filha estavam lá.

Kim Tae Sung mordeu o lábio e avançou para o labirinto subterrâneo. Não muito tempo depois, ele chegou diante de uma porta firmemente fechada. Assim que a abriu…

 

*   *   *

 

Quando as coisas deram tão errado?

O Senhor Park estava tenso. Não fazia sequer uma semana desde que o Fantasma ganhou o Mafia Game. Ele estava concentrado em finalizar o projeto do Incenso Psicotrópico, mas acabou recebendo a notícia de que o Presidente do Grupo Taesung, Song Won Jin, foi assassinado.

O culpado era um pesquisador que já tinha trabalhado no Instituto Taesung.

“Diretor Jang Ik Sam. Qual era o nome do pesquisador?”

O homem velho, nervoso, andando de um lado para o outro do abrigo respondeu:

“Ah, Kim Tae Sung.”

“Hrmm. Ele obviamente é famoso pelo apelido de Bomber.”

“Sim, isso mesmo. Sinto muito. Eu devia ter cuidado dele direito…”

Então o Senhor Park gritou com uma voz tensa:

“Droga…! Se você sabia disso, deveria ter informado! Tenho que descobrir tudo sozinho?”

“…”

“Não importa quão bom seja o Bomber, ele não poderá vir até aqui. Na melhor das hipóteses, será explodido junto com o prédio.”

Mesmo se uma bomba explodisse, eles estavam seguros nesse abrigo. O Senhor Park e Jang Ik Sam estavam no centro do instituto de pesquisa. Era um lugar onde os segredos confidenciais que não podiam ser vazados eram mantidos. A desvantagem era que as ondas de rádio não funcionavam, por isso a comunicação tinha que ser feita através de aparelhos especiais. No entanto, recentemente até isso foi cortado.

“Sem saída…”

Então, a porta foi aberta e alguém entrou. Jang Ik Sam conhecia aquele rosto.

“K-Kim Tae Sung! Como você passou pela segurança…?”

“Agora, Jang I Sam…! Eu vou te mandar para o inferno!”

Jang Ik Sam começou a rir.

“Hahahaha! Você quer me matar com uma arma?”

Jang Ik Sam fez um gesto e um guarda-costas armado apareceu.

“Eu realmente admiro o fato de você ter feito tudo isso. Mas agora já era. Você acha que pode me matar?”

“Chega de conversa, Jang Ik Sam!”

Tatang!

Kim Tae Sung efetuou seus disparos.

Ele voou em direção a Jang Ik Sam e literalmente parou, como se houvesse uma parede. O alvo não morreu.

“Pffft! Puhahahahha! Que engraçado, engraçado! Você não sabia? Este abrigo é protegido com vidros à prova de balas! Você disparou com uma arma no exército? Você não atira relativamente bem? Puhuhuhu! Bem, foi bom te ver depois de tanto tempo, mas acabou. Adeus Bomber.”

Jang Ik Sam apontou para seu guarda-costas. Além do vidro à prova de balas, ele fechou a porta do abrigo firmemente, apertando um botão. Então, não importava quantas bombas explodissem, nada chegaria ao abrigo. Mas…

“Oh, quase me esqueci. O Incenso Psicotrópico especial está instalado nas saídas de ar. Se um intruso entrar, ele pode ser usado. Então, o que aconteceria?”

“…”

“A pessoa responsável pelo incenso será vítima dele.”

Claro, os guardas que não estavam protegidos seriam sacrificados, mas não importava. Jang Ik Sam sorriu e apertou um botão. Agora o Incenso Psicotrópico se espalharia por todo o instituto, exceto no local onde ele estava.


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  | Editor: Blame



Fontes
Cores