GoC – Capítulo 153 – Hora da limpeza (4)



E-essa pessoa…!

Song Won Jin perguntou com uma voz trêmula:

“V-você… q-quem é você?”

“Eh? Você não lembra? Sério?”

“E-e-e-eu não te conheço!”

‘Oh, olhe isso.’

Tae Hyuk sorriu.

As palavras de Song Won Jin pareciam ser sinceras. Ele era o Presidente do Grupo Taesung. Ele tirou a vida de toda a família de Kim Tae Sung, fazendo com que se tornasse o Bomber, mas nem mesmo conhecia seu rosto.

“Que engraçado. Realmente engraçado.”

Tae Hyuk levou a boca ao ouvido de Song Won Jin e sussurrou:

“Eu sou conhecido como Bomber.”

“…!”

Agora Song Won Jin entendeu quem era essa pessoa.

“Agora você entende por que estou aqui?”

“I-isso é ridículo… Você não pode fazer nada além de bombas… C-como…?”

O Presidente Song Won Jin parecia terrivelmente confuso. No entanto, ele começou a olhar para um local fixamente.

“Hrmm. Deve ter um guarda-costas ali. Você provavelmente está esperando que ele venha te salvar após enviar algum sinal.”

“K-kuock…! Você deve ter vindo para fazer um ataque suicida. Alguém deve ter contado que estou aqui. Mas isto acabou. Você não deve ter achado que eu vim sem nenhum preparativo!”

Song Won Jin usou um pager¹ que estava escondido em seu travesseiro. Então, uma porta de emergência abriu e os seguranças que estavam do lado de fora do quarto entraram correndo. Originalmente, eles ficavam no quarto de Song Won Jin o tempo todo, para protegê-lo.

No entanto, quando foram dispensados por um momento, isso aconteceu, mas agora a situação seria revertida. Mesmo se o Bomber estivesse com uma bomba, tudo acabaria se ele fosse morto antes de pressionar o detonador.

“P-Presidente-nim! Você está bem?”

Song Won Jin exclamou:

“M-matem este bastardo!”

Os guarda-costas de elite moveram-se rapidamente. Eles estavam segurando algo que parecia uma maleta. Na verdade, os guardas abriram isso e tiraram uma arma especial de dentro. Song Won Jin sorriu satisfeito quando os homens armados apareceram. O Bomber ficaria cheio de buracos…

Tae Hyuk encolheu os ombros e usou o Tempo de Bala. Ele matou quatro guarda-costas em um instante com sua pistola.

“H-heok! O-o que é isso?”

“A situação não está indo da maneira que você esperava?”

“…”

Pela primeira vez, o medo passou pelos olhos de Song Won Jin.

“Agora parece que estamos prontos para conversar seriamente.”

“O que você é…? O Bomber definitivamente é um humano comum… Aaaaaack! F-F-Fantasma!”

Song Won Jin percebeu quem estava diante dele. Anteriormente ele tinha escutado que o Fantasma tinha libertado o Bomber da prisão. Portanto, com isso, sua segurança foi reforçada em várias vezes. Sempre havia uma checagem para a prevenção de bombas instaladas, aonde quer que fossem.

Song Won Jin pensou que o Fantasma tinha liberto o Bomber apenas por precisar de bombas, mas acabou indo atrás dele.

Tae Hyuk disse com um sorriso:

“Isso me lembra, não fui pago quando tornei público o caso te envolvendo, não é? Eu estava apenas tentando ganhar algum dinheiro. Não me culpe.”

“I-isso não faz sentido…”

Tae Hyuk atirou no pé de Song Won Jin enquanto ele tentava fugir.

“Kwaaaack!”

“Você pode tentar fugir. Mas da próxima vez, vou mirar em algo que fica no meio das suas pernas, então tome cuidado.”

“…”

Song Won Jin balançou a cabeça desesperadamente, seu rosto completamente pálido.

“Então vamos começar um quiz divertido. Primeiro, quem inventou a bomba?”

“…”

“Bem, isso não é muito importante.”

“K-kuhok, ugh… e-entendi! Eu vou responder. Sempre fui o chefe do instituto de pesquisa. Mas nunca dei o comando…”

“Eu não perguntei isso.”

Song Won Jin engoliu suas palavras.

“Você não é amigo da Yakuza?”

“…!”

Song Won Jin ficou chocado.

Depois de ver sua expressão, Tae Hyuk percebeu que esta era a última peça do seu quebra-cabeça. Mas primeiro, ele precisava de uma resposta clara saindo da boca de Song Won Jin.

“O que você faz com ela?”

“I-isso…”

Tatang!

“K-kuaaaaack! Waah…! Kuaaaaak!”

Tae Hyuk olhou para o sangue jorrando da virilha do Presidente.

“Eu te disse. Se você não responder direito, então vou atirar. Há apenas uma chance sobrando. Da próxima vez…”

“K-kuock! Ah…”

Song Won Jin olhou para onde ficava seu órgão genital com amargura. Ele perdeu a parte que considerava mais importante em seu corpo.

“Não temos muito tempo.”

Tae Hyuk apontou a arma para a cabeça de Song Won Jin. No final, ele não aguentou mais e gritou:

“C-certo…! A Yakuza está por trás do Grupo Taesung!”

“Seria melhor se você tivesse confessado antes. Quais são seus negócios com ela?”

“I-isso… eu não posso contar…”

“Talvez tenham te ameaçado de morte para o caso de vazar segredos?”

Tae Hyuk tirou a máscara de caveira por um breve momento e mostrou o rosto do Senhor Park.

“S-S-S-Senhor Park!”

O nome do Senhor Park surgiu nas palavras de Song Won Jin.

“Tsk. Eu tinha dito para você tomar cuidado com o que fala.”

“O Fantasma sabe de tudo…”

“Na verdade, apenas de metade.”

“Isso, merda…”

No final, Song Won Jin acabou confessando tudo. Ele poderia morrer pelas mãos da Yakuza, mas precisava fugir da desgraça iminente primeiro.

“Sim… Estamos fazendo pesquisas para a Yakuza.”

“Que tipo de pesquisas?”

“A Yakuza chama isso de Incenso Psicotrópico. É um tipo de fragrância especial com um efeito de lavagem cerebral.”

“Você sabe do que isso é feito?”

“Eu sei que não é de nada natural.”

“Você não deveria saber o nome da coisa, já que pesquisa isso?”

“…”

Song Won Jin não disse nada por algum tempo. Ele sabia o que o Grupo Taesung estava fazendo para conseguir dinheiro. No momento em que abrisse sua boca, sua vida seria como o fogo diante do vento. Mesmo se escapasse do Fantasma, acabaria morto pela Yakuza.

“Então qual é a relação entre o Incenso Psicotrópico e o vírus assassino?”

Song Won Jin abriu a boca com uma expressão preocupada. Ele nunca falaria sobre isso se não estivesse com uma arma apontada para sua cabeça.

“É muito difícil fazer o Incenso Psicotrópico. Mas se ele for misturado com o Vírus T-1, sua capacidade de propagação pelo ar cresce exponencialmente.”

“Whoa. Espere um pouco, então você pode escravizar o país inteiro com isso?”

“I-isso mesmo. É claro, ainda está em fase de pesquisas, mas quando terminarmos, poderemos vender os produtos do Grupo Taesung de forma mais eficiente do que qualquer um. Quando isso acontecer, seremos os maiores do país, não, do mundo…”

Tae Hyuk sorriu.

Era por isso que eles estavam estudando algo como o Incenso Psicotrópico. Parecia que ele não sabia o nível de perigo dessa coisa.

‘Quando estava no Circo da Morte, isso apenas deixava as pessoas com uma capacidade de julgamento mais baixa. Mas ele está sendo evoluído através de pesquisas constantes.’

Então o Senhor Park tomaria o nome de seu irmão gêmeo emprestado e entraria no mundo político. Algo daria errado e ele seria assassinado. Um jovem guarda de vinte anos acabaria envolvido, mesmo sem saber de nada. Ele ficaria preso por dez anos, apenas para acabar sendo executado.

A coisa toda ainda não tinha começado, mas Tae Hyuk sabia muito bem o que aconteceria.

“Sério? Então quem ordenou que fosse feito um experimento na família do Bomber?”

Tae Hyuk queria saber quem tinha transformado-o em um bode expiatório. A pessoa que deu ambas as ordens provavelmente tinha sido a mesma.

“Isso, eu realmente não sei! A Yakuza é quem comanda o instituto de pesquisa…”

Tae Hyuk sorriu maliciosamente. Sim, esse era o caso.

“Mas não foi você quem ordenou que tudo fosse mantido em segredo? Então não é você o responsável?”

“…”

“Bem, por ter respondido todas minhas perguntas, irei parar por aqui.”

“É-é o fim? D-de verdade?”

“Ah. Uma última coisa. Onde está o instituto?”

“I-isso…”

Os olhos de Song Won Jin tremeram, mas de repente um tiro soou de algum lugar.

Tatang!

“K-keok…”

“C-como se atreve a trair o Oyabun?”

Um dos guarda-costas ainda estava vivo. Suas mãos trêmulas seguravam uma pasta enquanto sangue jorrava de sua boca. A sensação de morte estava infestando o local.

Tae Hyuk lambeu os lábios.

“Sheesh. Eu não consegui escutar a coisa mais importante. Bem, isso realmente não importa.”

Sem olhar para trás, ele atirou no guarda-costas que ainda estava vivo.

“Sinto muito, mas eu já sei a localização do instituto.”

Os Olhos de Falcão permitiam que ele visse a janela de estatísticas de seu oponente e exibia o estado psicológico da pessoa por um período de tempo. Assim que Tae Hyuk mencionou o instituto, Song Woo Jin pensou na localização dele. Naturalmente, a localização ficou gravada no Espelho de Revelação do Demônio.

“Ku, kukukukuku… Adeus Song Won Jin. Não se preocupe, logo receberá a companhia de seus amigos.”

Tae Hyuk disse com uma risada.

Quando se levantou de onde estava, ele viu algo pelo espelho, cobrindo uma parede inteira do quarto do hotel.

“…?”

O lugar onde os globos oculares deveriam estar não tinha nada. A boca era um rasgão de orelha a orelha, com algo vermelho pingando sempre que ria.

A coisa olhou para Tae Hyuk e riu.

“O que, sou eu.”

Ele balançou a cabeça algumas vezes e o reflexo no espelho se tornou a imagem de Tae Hyuk mais uma vez. Ele provavelmente estava cansado.

Talvez tivesse usado suas Habilidades Criminais em excesso, mas ainda não era hora de descansar.

 

*   *   *

 

Tae Hyuk olhou para o instituto de pesquisa diante de si. Era consideravelmente grande, anexado a uma universidade. Na rua, pesquisadores usando luvas brancas estavam conversando alegremente.

‘A atmosfera não é ruim. Agora, esse lugar…’

Quando Tae Hyuk saiu do táxi, alguém o seguiu. Essa pessoa pegou na mão dele e disse:

“Tae Hyuk, este é o Instituto Wolsang. A partir do ano que vem, a Noona decidiu que vai frequentar a universidade.”

“Bem, não parece ruim.”

Tae Hyuk sorriu para Ha Ran.

No entanto, ele acabou perdendo o apetite.

‘A Noona de repente disse que quer frequentar esta universidade.’

Originalmente, ele planejava ir para outro instituto de pesquisas. Mas Ha Ran disse que o diretor do Instituto Wolsang pretendia falar com ele. A princípio ele quis recusar e atacar o Instituto de Pesquisas Físicas e Químicas Taesung, mas algo estranho apareceu em sua mente.

 

Era como uma premonição. Para descobrir o que tinha sido isso, ele decidiu encontrar-se com o diretor do Instituto Wolsang.

‘Felizmente eu me livrei de todas as testemunhas, então o Instituto de Pesquisa Taesung não fará nada tão cedo.’

Ha Ran puxou a mão de Tae Hyuk e gritou:

“Vamos!”

Seus passos estavam muito leves com o pensamento de iniciar uma vida universitária. Tae Hyuk riu enquanto tocava em algo em seu rosto. Ele tinha esquecido por muito tempo, mas aquele sorriso…

‘Eh? O que foi isso?’


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  | Editor: Blame


Nota 1: Nem sei se alguém ainda usa isso hoje em dia… é um negocinho de enviar mensagens, coisa assim.



Fontes
Cores