GoC – Capítulo 12 – Aluno exemplar Seo Tae-Hyuk??? (2)


“Primeiramente, começarei com o professor Jung Nam-Ho.”

Não importava o quão tapado Tae-Hyuk fosse, ele não conseguia encarar An Eun-Young.

Tae-Hyuk pulou o muro e foi fazer compras na cidade. Binóculos, mini gravador de voz…. Ele também comprou alguns acessórios simples. Tae-Hyuk estava preparando-se para espionar.

Os fundos vieram do dinheiro que ele recebeu dos Voice Phishers há alguns dias.

Teria sido ótimo se ele tivesse uma câmera escondida ou um dispositivo de escuta telefônica. No entanto, era difícil obter essas coisas agora.

‘A aula deve estar acabando agora.’

Ele precisava ir ao escritório da escola e colocar o gravador no banco do Professor Jung Nam-Ho. Em seguida, ele recuperaria e ouviria depois da escola.

Ao fazer isso, ele poderia ter uma pista sobre a possibilidade do seu professor estar envolvido em alguma crime.

‘Então, como posso entrar no escritório?’

Na verdade, o problema real não era entrar, mas sim sair.

“Tae-Hyuk, o que você está fazendo não indo para a escola? Hã? Você não vai conseguir formar-se assim. O número de dias que você frequentou é muito baixo. Esse professor está ficando louco com você. Além disso, você precisa estudar mais. A média da sala….”

O conselheiro estudantil ficou muito satisfeito quando Tae-Hyuk visitou o escritório.

‘O que é isso? É igual confessar um crime numa delegacia policial….’

Tae-Hyuk conseguiu colocar com segurança o gravador no banco do professor Jung Nam-Ho.

No entanto, ele teve que ouvir as mesmas palavras do conselheiro estudantil por duas horas, repetidas vezes. Por isso, ficou um pouco triste ao ouvi-lo novamente.

Tae-Hyuk ouviu o sermão enquanto observava o professor Jung Nam-Ho, que estava um pouco afastado dele.

‘Ele está conversando pelo celular com alguém. Parece suspeito.’

“Ligarei para a sua irmã se houver mais uma falta não autorizada. Você entendeu?”

‘Sim, que bafo!’

Parecia que o conselheiro estudantil não tinha escovado os dentes depois de comer Cheonggukjang.[1]

No fim, Tae- Hyuk só foi liberado quando a aula acabou.

“Você pode ir agora. Espero que você mude a partir de amanhã.”

‘Eu também gostaria disso, Professor-nim.’

Tae-Hyuk inclinou a cabeça e saiu do escritório.

Claro, ele não se esqueceu de levar o gravador que ele havia plantado.

‘Sucesso!’

Tae-Hyuk sorriu largamente enquanto ouvia a conversa gravada.

Ele continha evidências muito decisivas.

***

-Sim, então eu te encontrarei às seis da noite. Ah, essa coisa… Sim. Obrigado!

“Hu….”

Tae-Hyuk tirou os fones de ouvido conectados no gravado e suspirou.

A informação era devastadora.

Parecia que ele se encontraria com os pais de um estudante depois da escola num restaurante para receber algo.

Havia apenas um crime que surgiu na sua mente.

‘Até mesmo suborno é crime.’

Ele achou o criminoso mais fácil do que ele pensava.

Agora, ele tinha que obter a nova habilidade e usar para lidar com o criminoso num grande golpe.

“Ainda assim, não pensei que o professor Jung Nam-Ho…”

Tae-Hyuk nunca imaginou isso.

O tom dele era severo, mas parecia um professor que cuidava mais dos seus alunos do que qualquer um.

Na verdade, era verdadeiramente impossível conhecer a mente de uma pessoa.

‘Eu preciso checar para ter certeza.

Pode haver um mal entendido.

Tae-Hyuk dirigiu-se ao restaurante que foi mencionado na gravação.

Era um luxuoso restaurante coreano e tradicional.

Felizmente, o lugar ao lado de Jung Nam-Ho e dos pais do estudante estava vazio.

Tae-Hyuk sentou-se lá e pediu.

O preço custava mais do que trinta mil wons por pessoa.

De repente, ele se lembrou de sua irmã que estava comendo sozinha em casa.

“Por favor, dê-me um bibimbap de vegetais. Além disso, posso ter duas dessas refeições para levar? Oh, não é permitido? Aqui vai uma dica.”[2]

Depois de colocar uma nota de dez mil wons, foram preparadas as refeições embaladas.

Tae-Hyuk mexeu seu bibimbap e ouvia a conversa ao lado.

“Obrigado, professor-nim. Então faça isso pelo meu filho.”

“Eu entendo.”

“Isso não é muito, mas….”

“…..Com certeza!”

O professor Jung Nam-Ho recebeu um suborno dos pais.

Ele perdeu o apetite.

Era como se ele tivesse vendo o lado escuro do mundo.

‘Então eu aprendi uma nova habilidade? Que habilidade é essa?’

‘Espero que não seja algo como suborno ou extorsão.’

Elas podem ser úteis, mas ele não queria aprender essas coisas.

‘Bem, se eu aprender, eu deveria usá-la um dia. Agora, Espelho Revelando Demônio, mostre-me a habilidade!’

Tae-Hyuk pegou o Espelho Revelando Demônio e procurou por uma nova mensagem.

Não havia nada.

“O quê? Por que isso? Há mais alguma coisa?”

Ainda havia um ‘???’ onde deveria estar à nova habilidade.

Não mudou mesmo após Jung Nam-Ho e os pais saírem.

‘Talvez, não seja o Professor Jung Nam-Ho?’

Ele definitivamente recebeu dinheiro, mas não era um crime. Tae-Hyuk teve que interpretar dessa maneira.

Tae-Hyuk decidiu seguir Jung Nam-Ho para o seu próximo destino.

‘Sim, vamos até o fim.’

Tae-Hyuk correu rapidamente pelas ruas depois que o sol se pôs.

***

Jung Nam-Ho comprou duas frutas de um mercado numa área pobre, em seguida, dirigiu-se a algum lugar.

Tae-Hyuk sabia que algumas pessoas ainda usavam briquetes, mas essa foi a primeira vez que ele realmente viu.

Era um sentimento estranho.

Apesar de ter vivido em um quarto semi-porão até recentemente, ele nunca tinha recorrido a briquetes.

Jung Nam-Ho parou na frente de uma casa velha que parecia ter pelo menos cinquenta anos de existência.

“Aigoo, Professor-nim. Por que você está aqui?”

Uma avó saiu e cumprimentou Jung Nam-Ho

“Avó de Jong-nim, você não precisa sair. Você não ficará mais confortável na casa?”

“Jong-nim foi trabalhar. Perdão, eu estou doente…..”

“Não é nada. Quando Jong-nim voltar, diga-lhe que eu vim aqui. E isto…”

Jung Nam-Ho colocou os briquetes e as frutas no chão da porta, depois ele tirou um envelope e o entregou à avó.

Foi o que os pais deram-lhe.

“O que é isso….?”

“Pegue, e diga ao Jong-nim para ir à escola amanhã. Aquele garoto, ele não tem ido à escola regularmente. Eu assumirei a responsabilidade de enviá-lo para a universidade. Por favor, acredite em mim.”

“Pro-professor-nim. Obrigado.”

A avó inclinou-se para Jung Nam-Ho.

Tae-Hyuk observou-os atrás de uma parede.

‘Isso é verdade….’

Jung Nam-Ho era a mesma pessoa que Tae-Hyuk conhecia. A boca de Jung Nam-Ho era rude, mas pensava em seus alunos mais do que qualquer outro.

É por isso que Tae-Hyuk gostava dele.

Ele podia sorrir mesmo quando ele era atingido.

Kim Jong-min era um estudante top cinco da sala. Isso lembrou Tae-Hyuk que, ele não havia ido à escola nos últimos dias.

Jung Nam-Ho descobriu o motivo e o ajudou sem que ninguém soubesse.

Obviamente, era um crime receber um suborno. No entanto, o Espelho Revelando Demônio não reagiu.

Era um sentimento complicado.

Tae-Hyuk moveu-se para um local onde ele não podia ser visto por Jung Nam-Ho.

O criminoso não era Jung Nam-Ho.

No caso, isso significava que o criminoso era um dos dois candidatos restantes.

Ele tinha certeza disso.

***

No dia seguinte, Tae-Hyuk começou a monitorar o que An Eun-Young e Park Sung-Kwang fizeram o dia todo.

An Eun-Young parecia um sapo diante de um fantasma cada vez que via Tae-Hyuk, o que o fez sentir-se amargo.

‘Isso é minha culpa….’

A ‘mágica’ foi um pouco demais.

A primeira coisa que ele descobriu foi que An Eun-Young estudava o dia todo.

Parecia que ela estava possuída por um demônio do estudo.

Ela ia à escola às sete da manhã e se preparava para tudo o que aprenderia naquele dia. Mesmo no recesso, ela não perdia o interesse pela língua inglesa.

Depois da escola, ela ficava até tarde para estudar.

Se outros estudantes fossem perguntar-lhe sobre algo que eles não entenderam, ela ensinaria gentilmente.

Não havia nem mesmo o menor sinal de aborrecimento.

‘Muito bom.’

Tae-Hyuk estava cheio de admiração.

Se houvesse uma chance, ele queria desculpar-se e pedir ajuda para estudar.

No entanto, ele precisava encontrar primeiro o criminoso.

‘E Park Sung-Kwang….’

Ele era exatamente o oposto de An Eun-Young.

Park Sung-Kwang só jogava o dia todo.

Ele ia à escola apenas no horário de entrada.

Durante a aula, ele conversava com alguém no celular sem estudar.

Ainda assim, suas notas eram muito boas, então os professores fingiam não ver isso.[3]

No final da escola, um motorista de um carro luxuoso e estrangeiro viria buscá-lo. Ele o levaria a lugares como clubes e bares.

Era difícil entrar nesses lugares com um uniforme, portanto, ele mudava para roupas naturais.

No entanto, tudo em seu corpo ‘gritava’ luxo.

‘O filho de um político é rico?’

Claramente, eles não devem ganhar tanto.

Tae-Hyuk riu cruelmente.

Apesar de estarem na mesma classe, o mundo de Park Sung-Kwang era completamente diferente do mundo que Tae-Hyuk e Jong-min viviam.

Tae-Hyuk confirmou que Park Sung-Kwang jogou com uma mulher até o seu rosto ficar vermelho. Era madrugada quando ele chegou em casa.[4]

Era estranho que ele pudesse manter a posição de segundo lugar em toda a escola, apesar de tudo isso.

Tae-Hyuk pegou o Espelho Revelando Demônio.

O consumo de álcool sendo menor de idade era um crime, mas ainda não apareceu nada no Espelho Revelando Demônio.

‘Bem, não é como se eu quisesse aprender uma habilidade de beber.’

Ele ainda não conseguiu encontrar uma pista sobre o crime.

No entanto, ele notou algo suspeito nesses três dias do grande teste.


Tradutor: 雷帝  |   Editor: Ryokusan000



1 – Cheonggukjang.

2 – Bibimbap de vegetais.

3 – VTNC, MESMO COM NOTAS BOAS MEUS PROFESSORES NÃO DEIXAVAM EU MEXER NO CELULAR.

4 – Rosto ficar vermelho: Embaraçado, envergonhado ou com raiva.

 

Contribua com a Novel Mania!