GoC – Capítulo 117 – O preço dos pecados (4)



“Porra, me deem algum remédio…”

Park Joon Shik fez a gentileza de levar Park Sung Yul para a enfermaria. A Penitenciária Dragão Azure era uma grande instituição de reinserção social para centenas de pessoas. Em lugares assim, certas instalações e funcionários, como oficiais e médicos, eram obrigatórios. No entanto, era improvável que médicos fossem trabalhar em prisões que ficavam em ilhas remotas.

No final, havia apenas um aprendiz de médico trabalhando. Não havia nenhum enfermeiro também.

O único médico presente disse:

“Felizmente, nenhuma área importante foi ferida. No entanto, vou dizer ao diretor que você precisa ser hospitalizado por um tempo.”

Park Sung Yul balançou a cabeça.

“Entendo. Então, doutor, você sabe por que a prisão está assim agora?”

“Parece que houve uma explosão. Então eu estava nervoso já que os pacientes iriam chegar aos montes. Mas você é o primeiro que veio. Então, as coisas não acabaram sem que nada aconteça? Ah, tenho que costurar isso, então pare de se mover, fique quieto.”

Park Sung Yul olhou para os lados depois de escutar o médico. Realmente, ele era o único paciente presente.

Uma guerra estava acontecendo entre os presos e os guardas. Mesmo se não houvesse nenhuma arma, ainda era estranho que nenhuma pessoa tivesse sido enviada para a enfermaria. Isso significava que não havia nenhum conflito entre os dois grupos. Talvez tenha sido por causa da explosão…

“Ah, eu não sei. Não importa o quanto eles sejam loucos, os rebeldes iriam vir até aqui? Ugh… Se preocupar com isso desnecessariamente apenas vai piorar minhas feridas. Sinto muito doutor. Posso tomar um analgésico?”

“Sim, espere um pouco.”

O médico injetou um analgésico no braço de Park Sung Yul depois de ele se queixar de dor. Então, Park Sung Yul pôde respirar com mais facilidade.

Park Sung Yul se encostou na cama e pensou no futuro. Por que um subordinado de Shin Chang Ho o torturou? No final, ele teve que confessar tudo, já que estava sofrendo com o excesso de dor.

“Droga, ele não vai dizer para a polícia, certo…?”

Isso destruiria todo o trabalho que ele teve para criar os enigmas. Park Sung Yul estava preocupado com mais do que apenas seu corpo. Ele se sentia superior quando matava alguém, era um prazer que não poderia expressar com palavras.

Ele não podia mais sentir isso graças a um detetive. Ele se sentia como uma criança que teve seu brinquedo tomado.

“Mas eu encontrei algo novo.”

Eram os enigmas. Ele era razoavelmente esperto. Com exceção do décimo quarto assassinato, ninguém suspeitou de seus outros treze. Ele os transformou em enigmas e os apresentaria para que o detetive os desvendasse. Esse era apenas o começo da série de enigmas.

Park Sung Yul se tornaria o homem que estaria controlando os detetives pelas sombras. Ele era diferente dos outros. Ele estava brincando com a polícia enquanto estava preso. Só de pensar nisso, sentia-se superior novamente.

Park Sung Yul começou a rir de repente. Ele não sentia mais dor, talvez fosse por causa dos remédios ou de seus pensamentos.

Ele não sabia porque tinham o torturado. Mas mesmo se soubesse, nada mudaria.

“Park Joon Shik vai se arrepender de fazer isso comigo. Eu sou alguém que está manipulando os detetives do país…”

Naquele momento, a porta foi aberta e um grupo de bandidos entrou.

“Hey, Park Sung Yul! Há quanto tempo.”

Essas palavras soaram amigáveis.

“P-Park Joon Shik?”

“Sinto muito por atrapalhar seu descanso, mas tenho alguém que quer te ver.”

O médico ficou pálido ao ver dezenas de criminosos armados entrando na sala. Então, Park Joon Shik fez um gesto para um dos capangas.

“Ah, doutor, você precisa descansar um pouco. Preciso falar com ele por um tempo.

“Sim, sim.”

“Saia para tomar um ar. Tome uma xícara de café, pode pegar na máquina de vendas expressas.”

“Sim!”

Dois dos capangas agarraram os braços do médico e o arrastaram para fora.

“Hyung-nim! Está pronto.”

“Sim.”

Shin Chang Ho entrou na sala com um rosto indiferente. Era a calma que aparecia pouco antes da erupção de um vulcão. Shin Chang Ho se aproximou da cama onde Park Sung Yul estava deitado e pegou alguns papéis.

“Deixe-me perguntar uma coisa. Tudo o que está escrito aqui é verdade?”

Park Sung Yul concordou com uma expressão de que finalmente tinha entendido.

“Eu acho que Shin Chang Ho também está interessado em meus enigmas. Se você prometer que não dirá nada para a polícia, então eu ficarei feliz em deixar que se divirta com eles. Que tal?”

Então, Park Joon Shik gritou:

“Seu desgraçado! Com quem você está tentando negociar?”

“Joon Shik. Espere um pouco. Eu terminarei tudo.”

“Sim, entendido…”

Shin Chang Ho olhou para Park Sung Yul com os olhos cheios de frieza.

“Claro que não vou contar para a polícia. Então me responda, é tudo verdade mesmo?”

Park Sung Yul respondeu com uma expressão ainda mais brilhante.

“Haha. Claro. Bem, você parece ter gostado. Se quiser mais detalhes, então eu posso… Keok!”

No entanto, Park Sung Yul não podia fazer mais nada. Shin Chang Ho tampou sua boca com a mão e murmurou:

“Sim. É assim então? Ah, não se preocupe. Eu realmente não direi nada para a polícia. É natural, já que eu não gosto de falar sobre as pessoas que mato, diferente de você.”

“Oof! Ooo, oooff!”

Os olhos de Park Sung Yul estavam tremendo. A situação não fazia sentido.

“Joon Shik. Me dê a tesoura¹.”

“Sim, Hyung-nim.”

“Eu preciso furar os olhos dele.”

“Oooof!”

“É uma pena. Você quer saber por que estou fazendo isso?”

“Kkuck”

Shin Chang Ho aproximou o próprio rosto do de Park Sung Yul. Então ele sussurrou no ouvido da outra pessoa:

“Essa pessoa, de quem você orgulhosamente escreveu, era minha irmã mais nova.”

Shin Chang Ho mostrou a página falando sobre a décima terceira vítima.

“…!”

O desespero encheu os olhos de Park Sung Yul após entender a situação. Ele acabou se encontrando com um familiar de uma de suas vítimas. Por acaso, o sujeito era o líder de alguns bandidos.

Esse absurdo…!

Park Sung Yul estava gritando mentalmente. Ele sentia a morte se aproximando.

Shin Chang Ho colocou força na mão que estava segurando a tesoura. Sua irmã e amante… Não, ele faria o assassino ser o pagamento pela sua desgraça.

“Adeus, Park Sung Yul.”

Bam!

Houve uma pancada no momento em que Shin Chang Ho ergueu a tesoura.

“O que, isto não está no acordo, vendedor de cigarros.”

Shin Chang Ho olhou para Tae Hyuk, que tinha surgido do nada, com os olhos frios. A outra pessoa estava segurando um cano de ferro deformado.

“Esse desgraçado! De onde ele saiu?”

“Me desculpe Hyung-nim! Esse bastardo apareceu de repente!”

Eles gritaram quando Tae Hyuk apareceu do nada no quarto. Tae Hyuk colocou o cano de ferro em seu ombro e falou com uma expressão relaxada:

“Shin Chang Ho. Se acalme um pouco.”

“O quê? Não me diga que você quer deixar esse desgraçado vivo, é isso?”

“Não, mas não acha que é um pouco demais simplesmente matá-lo?”

“O que?!”

Tae Hyuk não se afastou das dezenas de pessoas armadas diante dele. Era como se estivesse confiante de que poderia derrotar todos.

“Mate-o aqui mesmo. Então, o que aconteceria? A bomba é perdoável, já que a imprensa já sabe da rebelião. No entanto, não acontecerá o mesmo se você matar um preso para resolver um rancor pessoal. Isso certamente aumentará sua pena.”

“Não importa… Qualquer motivo que eu tinha para sair já era.”

“Mesmo? Mesmo ela morrendo, você não quer manter sua promessa?”

Naquele momento, a última promessa que Shin Chang Ho fez para Shin Seo Yeon veio à mente dele.

– Espere sete anos. Então um anel e flores…

Shin Chang Ho bateu os dentes.

“Você quer dizer que ela está esperando pela promessa mesmo depois de morta…?”

“Sim. Pelo menos, eu faria isso se fosse ela.”

As palavras de Tae Hyuk abalaram o coração de Shin Chang Ho.

“…”

A mulher que esperou por ele a vida toda. Ela ainda estava esperando mesmo depois da morte? Lágrimas começaram a sair de seus olhos.

“Sim… promessa… vou deixar por isso.”

Park Sung Yul, que quase morreu, falou com uma expressão feliz:

“Kim Cheol Su, obrigado… Estou vivo graças a você.”

Tae Hyuk riu.

“Sim, você está vivo. Você está vivo para pagar pelo que fez.”

“O que?”

Tae Hyuk se aproximou de Shin Chang Ho, que estava confuso.

“Você ainda tem três anos de prisão. Você é uma pessoa normal aqui? Então deixe seu alvo saber… o preço dos pecados que ele cometeu.”

“Kuhu, kuhuhuhu. O preço dos seus pecados? Isso mesmo. Agora eu entendo suas palavras.”

“Estou feliz que tenha entendido.”

Os olhos de Shin Chang Ho retomaram vida. Se ele matasse Park Sung Yul, então Shin Chang Ho seria o único culpado. Mas além de matar, existiam muitas maneiras de atormentar Park Sung Yul. Shin Chang Ho aproximou-se e sussurrou:

“Nos próximos três anos. Vou deixar que você saiba o preço de seus pecados. Não se preocupe, tenho vários homens habilidosos. Não é, Joon Shik?”

“Sim, Hyung-nim.”

“Aaaaaack!”

O rosto de Park Sung Yul ficou cheio de desespero. Então, ele desviou o olhar.

Kim Cheol Su estava sorrindo.

Ah-

Park Sung Yul percebeu quem era o verdadeiro manipulador presente no lugar.

 

*   *   *

 

‘O que diabos está havendo?!’

O diretor gritou para os guardas armados e detentos chineses que estavam diante dele. De repente, a passagem que levava ao local onde os rebeldes estavam reunidos explodiu. Foi uma bomba que causou danos consideráveis. Ele não sabia de onde tiraram ela. Mas o diretor não podia se mover apressadamente antes de saber quantas bombas ainda restavam.

“Droga…!”

Se isso continuasse, o incidente vazaria. Investigadores se reuniriam. Os traços do tráfico de drogas que ele não escondeu seriam encontrados.

“Temos que tirar todos os prisioneiros daqui agora mesmo…!”

Então, o médico da enfermaria apareceu correndo.

“D-Diretor-nim! É sério! Prisioneiros armados invadiram a enfermaria…!”

“O que, a enfermaria?!”

A enfermaria estava longe da passagem onde a bomba explodiu.

“Sim! São cerca de trinta!”

“Meu Deus! Isso é quase todo o poder deles! Deus me ajude! Se eu puder pegar todos enquanto estão na enfermaria, então o caso pode ser silenciosamente…”

Uma luz de esperança apareceu nos olhos do diretor. Mas isso não durou nem dez segundos.

“Diretor-nim! Você enviou um pedido de socorro?”

O guarda que estava de vigia na sala do diretor apareceu correndo.

“Que idiotice é essa? Por que eu faria algo assim?”

Ele precisava manter esse incidente apenas dentro da prisão, a qualquer custo. Pedir por socorro externo seria apenas o mesmo que cometer suicídio.

“A equipe de combate ao terrorismo recebeu um pedido de socorro do Diretor-nim e chegou ao porto, vieram em um hidroavião…”

“O-o que…?”

O diretor correu com uma expressão de desânimo. Ele abriu uma janela e olhou para o litoral. As palavras do guarda eram reais.

“Eu não enviei nenhum pedido de socorro!”

O diretor uivou.

Graças ao socorro dos soldados, a rebelião terminou rapidamente. Investigadores apareceram para descobrir os motivos do incidente e encontraram as fazendas de drogas.

O diretor pagaria pelos seus pecados.

 

*   *   *

 

Fazia uma semana desde que a rebelião acabou.

“Este é o fim da Penitenciária Dragão Azure.”

O incidente não pôde ser abafado e se espalhou pela mídia e pela internet em um ritmo incrível. Tudo foi trabalho de Tae Hyuk.

Os atos cruéis dos guardas e a rebelião. Isso causou muita controvérsia e despertou muitos debates nos fóruns. No final, o diretor foi preso por tráfico, abuso e homicídio culposo², que é quando não há intenção de matar.

Shin Chang Ho e seu grupo não sofreu nenhum tipo de punição severa, já que a opinião pública o apoiava. É claro que o fato de ninguém ter se ferido também foi importante. No final, todos foram punidos com um mês de confinamento solitário.

Tae Hyuk estava deitado na cama de sua cela enquanto sorria.

Em dois anos, Shin Chang Ho descobriria que Park Sung Yul matou sua irmã. Seria no dia em que todos os enigmas seriam resolvidos pela polícia. No final, Shin Chang Ho mataria Park Sung Yul de forma brutal.

Ele iria enfeitar para parecer um suicídio. A investigação não seria bem feita. Os homens de Shin Chang Ho ficariam de boca fechada, para que nada sobre o caso vazasse. No entanto, a verdade só iria aparecer devido ao envolvimento de um investigador genial.

No final, a sentença de sete anos de Shin Chang Ho aumentaria para quinze anos. Durante os oito anos de prisão extra, Shin Chang Ho se tornaria o tutor de Tae Hyuk.

“Com isso, a relação entre Shin Chang Ho e Seo Tae Hyuk acabou. Agora são apenas lembranças.”

Tae Hyuk lambeu os lábios.

O fechamento da Penitenciária Dragão Azure já tinha sido decidido. Em dez dias, os prisioneiros que estavam nela seriam distribuídos entre todas as penitenciárias do país.

Ironicamente, a gangue de Shin Chang Ho seria enviada para a mesma prisão que Park Sung Yul.

Os detentos chineses seriam enviados para a China. Eles tinham cultivado drogas, então ninguém sabia qual seria o final deles.

Durante a noite, Tae Hyuk se levantou da cama. Ele usou as últimas pílulas de dormir para dopar Yoo Cheol Ho.

“Então, vamos começar a brincar. Vou encontrar o ouro e mudar completamente o meu destino.”

O período restante era de três dias.

Tudo tinha que ser feito neste tempo.


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  | Editor: Blame


Nota 1: O ataque da tesoura parte 2.

Nota 2: Eu sempre achei isso tão confuso, pra mim que o culposo tinha que ser quando há intenção… Vai entender viu…



Fontes
Cores