GoC – Capítulo 114 – O preço dos pecados



O despertar de uma guerra não indicava que um conflito armado se iniciaria. Em particular, se o poder de ambos os lados fosse igual, seria apenas um impasse contínuo.

Shin Chang Ho, o líder dos prisioneiros, construiu sua base no depósito de logística.

Havia um monte de coisas perigosas que poderiam ser usadas como armas. Portanto, o acesso dos presos era restritamente controlado. Várias camadas de segurança tiveram que ser rompidas para a entrada. Sem a ajuda do vendedor de cigarros, eles não conseguiriam chegar a esse lugar.

Shin Chang Ho enfatizou os pontos mais importantes para seus homens.

“Queremos o mínimo possível de conflito armado. Eu sei que seus corações estão quentes, mas tenham limites!”

“Sim, entendido!”

Se outra pessoa dissesse as mesmas coisas, muitos reclamariam. No entanto, Shin Chang Ho era o homem reinando sobre todos os outros prisioneiros, graças ao seu carisma e posição que futuramente teria na organização que fazia parte. Nenhum dos prisioneiros iria se opor às suas ordens.

Uma barricada simples foi feita, usando móveis. Os prisioneiros assumiram uma posição atrás dela, como se fossem soldados treinados. Não foi tão difícil, já que a maioria passou pelo exército e aprendeu a fazer isso. Essa experiência realmente ajudou na situação.

Havia uma sala de comando na sala de jantar. De lá, Shin Chang Ho e Seo Tae Hyuk estavam olhando o trabalho dos presos.

“Vendedor de cigarros. Isso é o suficiente?”

“Está ótimo. O limite de tempo será de 72 horas, que é quando acontece a mudança de turno dos guardas. Se resistirmos por esse tempo, nós venceremos.”

“Hrmm…”

Shin Chang Ho gemeu. Tudo funcionaria conforme o planejado? No entanto, era melhor do que ficar parado.

Neste lugar, Tae Hyuk era o criminoso Kim Cheol Su. Seus olhos brilhavam com a loucura característica de psicopatas. Mesmo Shin Chang Ho, que viveu em becos por mais de uma década, ficou assustado.¹

Tae Hyuk disse:

“O que os outros presos estão fazendo?”

“A maioria está esperando o fim da rebelião e preferiu ficar nas celas.”

Se saíssem, poderiam acabar se envolvendo com a rebelião. No final, os prisioneiros decidiram ficar quietos nas celas, apesar de não ter nenhum guarda presente.

“Eu já disse a razão pela qual estou cooperando com você. Eu quero ajuda.”

“Você quer que Park Sung Yul seja interrogado…?”

“Isso mesmo. Se você tiver sucesso, te darei o que quer.”

Tae Hyuk sorriu ao dizer essas palavras cheias de significados. Shin Chang Ho balançou a cabeça. Ele não sabia que o vendedor de cigarros era tão hostil em relação a Park Sung Yul. No entanto, ele não precisava saber de nada. Ele sentia pena de Park Sung Yul, mas teria de agarrar a proposta do vendedor de cigarros.

“Entendido. Eu conheço alguém que irá fazer um bom trabalho.”

Tae Hyuk balançou a cabeça satisfeito. Depois de um tempo, Park Joon Shik apareceu diante deles, com a mão enfaixada.

“Sinto muito, mas quero que faça algo.”

“Eu farei o que você quiser, Hyung-nim.”

Park Joon Shik queria compensar o estopim da rebelião. No entanto, essa oportunidade surgiu mais cedo do que o esperado.

“Você conhece Park Sung Yul?”

“Ah, aquele cara esquisito?”

“Sim. Quero que você descubra algo.”

“O que?”

“Descubra a identidade das pessoas que ele matou.”

“…”

Park Joon Shik fechou a boca e uma expressão séria apareceu. Parecia que ele precisaria de uma boa explicação.

“Claro que ninguém aqui demonstra interesse pelo crime dos outros, mas existe um ressentimento pessoal envolvido.”

Foram palavras curtas, mas suficientes.

“Entendido. Vou descobrir isso rapidamente.”

“Sim, obrigado.”

Park Joon Shik bateu no peito com uma expressão confiante e desapareceu, em direção às celas. Ele definitivamente era um homem realmente habilidoso.

Tae Hyuk disse de onde estava:

“Não vejo nada de especial acontecendo.”

“Não se preocupe. Embora Joon Shik seja assim, ele é ótimo torturando os outros.”

Era um elogio estranho. Shin Chang Ho acrescentou, para enfatizar o que disse:

“Ele é habilidoso o suficiente para trabalhar no Serviço Nacional de Inteligência.”

“Hum…”

Eram palavras realmente dignas.

 

*   *   *

 

Park Sung Yul estava descansando em sua cela silenciosamente. Algo estava acontecendo do lado de fora, mas não tinha nada a ver com ele.

Como ele poderia melhorar os enigmas? Essa era a única coisa em sua cabeça.

“Ohuhu… O oitavo enigma é muito bom. Acho que Cho Kang Suk realmente vai gostar dele.”

Originalmente, ele teria enviado o segundo enigma nesse exato momento. No entanto, desde a semana anterior, todos os serviços postais da prisão estavam suspensos. Foi a primeira vez que isso aconteceu, mas não seria um problema. Seria normal de qualquer maneira. A carta poderia ser enviada em qualquer hora. Apenas a polícia ficaria frustrada.

Knock knock.

Naquele momento, alguém bateu na porta da cela e olhou para dentro dela. Era um quarto individual, ele não tinha nenhum companheiro. A pessoa que estava olhando para ele…

Park Sung Yul ficou confuso ao confirmar.

“Park Joon Shik?”

Ele era um dos seguidores de Shin Chang Ho.

“Oh, não tem nenhum guarda, então eu estava pensando em como você chegou aqui. Entre, a porta está aberta.”

Park Joon Shik sorriu ao entrar e se sentou na cama. Park Sung Yul queria se livrar dele rapidamente, mas o sujeito era grande demais.

Ching.

Park Joon Shik estava com uma tesoura de cortar cabelo em mãos. Park Sung Yul falou relutantemente:

“O que você quer?”

Joon Shik era famoso na prisão. Mas para Sung Yul, todos eram apenas corvos procurando por carne podre. Quando comparados com ele…

“Você está descansando, então me desculpe. Na verdade, eu não tenho nada contra você.”

Ching.

Park Joon Shik abria e fechava a tesoura. Toda vez que ela abria e fechava, um som metálico distinto soava.

“Hyung-nim parece estar interessado em você.”

Park Joon Shik estava com uma mão machucada, então ela não funcionaria direito. No entanto, uma mão seria suficiente para lidar com gente fraca.

“O-o-o que você quer fazer?”

Os olhos de Park Sung Yul vacilaram.

“O que? Você está com medo? Mas não é engraçado? Eu sei que você matou muita gente antes de vir para cá.”

Park Joon Shik sorriu e apontou a tesoura para Park Sung Yul. Sangue jorrou quando um grito escapou da boca de Sung Yul.

“Kuaaack!”

“As pessoas que você matou brutalmente eram mais fracas do que você. Agora que a situação mudou, você está gritando igual uma vadia. Desgraçado nojento. Mas, me desculpe.”

Park Joon Shik colocou os dedos de Sung Yul entre a tesoura e forçou lentamente. Os ossos foram torcidos e os dedos se dobraram de uma forma estranha. Park Joon Shik olhou para o trabalho feito com uma expressão satisfeita.

“Eu fiz o mesmo…”

Assim, Park Joon Shik começou sua sessão de uma hora de tortura.

 

*   *   *

 

“P-por que, por que…?”

Todo o corpo de Park Sung Yul estava ensanguentado. Foi a primeira vez que ele viu que tesouras poderiam ser usadas para torturar de tantas formas diferentes.

“Então, isso é só o aquecimento.”

Ching.

Park Sung Yul olhou para a outra pessoa. Agora suas pernas começavam a tremer sempre que ele escutava o som da tesoura. Park Joon Shik era um especialista em tortura. Era muito fácil deixar o alvo psicologicamente fraco. Para fazer isso, ele teria que deixar a outra pessoa em uma situação extrema, sem dar nenhuma razão para a tortura.

“I-isso, por que…”

Park Sung Yul estava implorando.

No entanto, Park Joon Shik continuou constantemente atormentando o alvo. A essa altura, a reação de Sung Yul já estava mais fraca.

Ele percebeu que era hora de continuar. Park Joon Shik colocou os dedos no cabo da tesoura.

“Na verdade, eu só estava brincando. Uma tesoura não é usada para cortar as coisas? Então, eu deveria tentar algo assim.”

O corpo de Park Sung Yul estava tremendo.

“N-não! Eu farei o que você quiser…”

“Ah, não é isso. Está tão divertido… a propósito, você conhece as bases da tortura?”

“Não…!”

Park Joon Shik torceu dois dedos.

“Se oponha, nunca mate o alvo, jamais. Torne tudo o mais doloroso possível, sem deixar a pessoa morrer. Isso é surpreendentemente difícil. Oh, eu quase me esqueci de te falar.”

Park Joon Shik aproximou a boca dos ouvidos de Park Sung Yul. Então, ele sussurrou:

“Sinto muito, mas estou acostumado a usar facas e agulhas. Essa é a primeira vez que uso uma tesoura, por isso posso acidentalmente cortar algumas coisas que não devia. Peço pela sua compreensão.”

“Aaaaaack!”

Um grito de dor soou na cela.

Duas horas se passaram. Park Joon Shik olhou para Park Sung Yul satisfeito.

“Hah. Isso devia fazer parte da cultura humana. Você ainda pode respirar, sem nenhum perigo de morrer. Mas não será muito perigoso se não receber nenhum tratamento?”

“K, kuoooock, kuooock…”

“Se quiser viver, então responda minhas perguntas. É claro que pode se recusar. Mas toda vez que você fizer isso, algo precioso será cortado.”

Park Joon Shik sorriu e piscou, irradiando alegria. Park Sung Yul entendeu.

Ele estava na Penitenciária Dragão Azure, nenhum dos detentos era normal.

 

*   *   *

 

Tae Hyuk estava feliz enquanto esperava pelo retorno de Park Joon Shik com as informações.

Havia uma variedade de ferramentas no armazém. Detergente, para limpar a prisão, fertilizante, para cultivar as hortas de drogas… Além disso, também tinham pesticidas extremamente tóxicos, para diminuir a quantidade de trabalhadores que os guardas teriam de mobilizar para as plantações.

Tae Hyuk reuniu tudo e verificou o que Kim Tae Sung tinha escrito.

“Ele pode fazer uma bomba usando essas coisas. Que cara incrível.”

Para fazer uma bomba, vários produtos químicos, assim como: nitrato de potássio, clorato de potássio, nitrato de amônio e ácido sulfúrico seriam necessários. A maioria dessas coisas era muito sensível, então dificilmente seriam encontradas em um mercado.

Mas, curiosamente, a maioria dessas coisas estava armazenada na Penitenciária Dragão Azure. Claro, eles precisavam ser retirados do fertilizante para que pudessem ser usados. Ele daria os materiais para Kim Tae Sung e deixaria que o mesmo cuidasse das coisas.

“Isso não é nitrato de amônio? O diretor é louco?”

Essa era uma substância química que explodiria facilmente quando exposta a altas temperaturas ou a outros combustíveis.

“Isso é usado para fazer compressas de gelo?”

O verão estava chegando à Penitenciária Dragão Azure. Seria melhor se tivessem aparelhos de ar condicionado, mas seria difícil para a população arcar com os custos. Portanto, os prisioneiros receberiam pacotes de gelo. Era algo necessário.

Tae Hyuk olhou em volta e encontrou água sanitária, que era usada para lavar o uniforme dos guardas. O clorato de potássio poderia ser extraído disso. Com esses materiais, uma bomba poderia ser criada, para explodir qualquer coisa.

“Se tiver mais materiais, ele pode fazer uma bomba ainda mais incrível.”

No entanto, os materiais na prisão eram limitados. Em primeiro lugar, uma bomba muito poderosa não seria necessária.

“É o suficiente para ser apenas um distração. Os prisioneiros… não, eu vou usar isso para anunciar a vitória.”

Tae Hyuk riu e continuou coletando os materiais que o Bomber pediu.

Park Joon Shik retornaria em breve. Então ele finalmente teria tudo o que precisava.


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  | Editor: Blame


Nota 1: Maluco tá com sangue no zói xD



Fontes
Cores