GoC – Capítulo 106 – Partes do enigma (3)



Não demorou mais que três dias para Tae Hyuk se tornar famoso entre os presos coreanos. No momento, ele estava tomando café com um prisioneiro que era tão magro quanto uma anchova enquanto escutava uma história sobre a Penitenciária Dragão Azure.

“Sábado é o dia em que você deve ser mais cuidadoso. Os nervos dos guardas estão no máximo, já que ficarão de plantão por todo o fim de semana.”

“Entendo. Por favor, me conte mais sobre o comportamento dos guardas.”

“Certo. O guarda Kim Chang Su… Ah, ele é o que fica sorrindo o tempo todo, acariciando a careca.”

“Eu sei quem é.”

“Ele é particularmente sensível a respeito da limpeza das celas, por isso é bom ter certeza de que estará tudo limpo quando ele for ficar de plantão.”

“Hoh. Mesmo?”

Nenhuma informação era completamente descartável. Como Tae Hyuk mostrou interesse, o Anchova ficou mais animado e começou a contar mais histórias. Ele ouviu um guarda falando ao telefone e outras coisas do tipo. Ele contou para Tae Hyuk sobre todo o tipo de coisa sobre os guardas da prisão.

Depois de ouvir todas as histórias do Anchova, Tae Hyuk fez uma avaliação simples.

“Eu prefiro que fale as coisas de forma mais detalhada.”

“Não esteve bom? Ainda assim, posso ganhar algo?”

O Anchova sorriu enquanto esfregava as mãos. Tae Hyuk tirou um maço de cigarros do bolso.

“Oh, não é um tabaco estrangeiro?”

A maioria dos cigarros que existiam dentro da Penitenciária Dragão Azure eram cigarros de papel, feitos com folhas de cadernos e tabaco caseiro. Não havia gosto, e o cigarro era tão ruim que pareciam estar fumando veneno. No entanto, o volume disponível era pequeno, então apenas um pouco poderia ser contrabandeado. Tornou-se ainda mais difícil de conseguir com o tempo, por isso, para conseguir mais cigarros, outros métodos foram usados.

Os cigarros seriam misturados com folhas de chá. No início, a proporção era de 1:1. Mas conforme o contrabando se tornou mais complicado, a proporção de tabaco diminuiu. Recentemente, um cigarro era usado para fazer outros dez. Claro, não tinha gosto nenhum, mas era melhor do que nada.

Depois de muito tempo, o homem estava vendo cigarros de verdade.

“Você fumou aquele cigarro falso? É como colocar bife em um liquidificador e bater até virar mingau. Parece comida de cachorro.”

Apesar de suas palavras, o Anchova estendeu as mãos para agarrar o maço nas mãos de Tae Hyuk, mas foi impedido.

“Eu não posso dar um maço pelas suas histórias.”

“Sheeesh…”

Ele lentamente tirou um cigarro do maço e colocou na mão do Anchova. A alegria encheu os olhos do homem enquanto mais cigarros iam parar em suas mãos. No final, ele conseguiu sete cigarros. Ele aproximou um cigarro do nariz e o cheirou.

Ele pegou uma carteira no bolso. Na prisão, fósforos e isqueiros eram proibidos. Eles precisavam usar baterias para fazer fogo.

“Alguns truques são necessários para conseguir fogo.”

O Anchova pegou a mola de uma caneta e conectou na bateria. Ela começou a gerar calor. O cigarro foi cuidadosamente aceso. A fumaça começou a subir conforme o fogo começou a surgir.

“Hah… Fantástico… Cheol Su, você não poderia me dar mais um?”

“Se me contar uma boa história…”

“…”

O Anchova gemeu, ele não tinha mais nada a contar.

Tae Hyuk percebeu que os peixes tinham começado a morder a isca.

‘No começo, eu daria um maço por qualquer coisa. Mas reduzi gradualmente a quantidade. Então, o que vai acontecer?”

Ele escutaria alguma história que não poderia ser contada para novatos. Mesmo se alguém se sentisse relutante no começo, não conseguiriam suportar a doce tentação proporcionada pelos cigarros estrangeiros.

“Não se preocupe. Não vou contar para ninguém o que você me disser.”

Essas palavras acabaram com qualquer indecisão. O Anchova começou a contar uma outra história.

“Hoje em dia, a atitude daqueles bastardos japoneses está meio estranha… parecem estar escondendo algo. Eles estão sempre cheios de confiança e, por possuírem conexões com a Yakuza, conseguem mais cigarros também. Então, muita gente não gosta deles… Esses dias atrás aconteceu uma coisa…”

O gatilho foi simples.

Um prisioneiro japonês que estava jantando acidentalmente trombou com um coreano. Como resultado, ele ficou completamente ensopado.

“Ao invés de se desculpar, o coreano ficou zombando do idiota japonês, falando que as roupas dele ficaram perfeitamente tingidas de vermelho sangue. No final, aconteceu uma briga. Mas no fim, apenas coreanos foram enviados para celas solitárias.”

Os olhos de Tae Hyuk brilharam. Parecia que ele havia encontrado uma peça de um quebra-cabeça. Os criminosos japoneses eram associados à Yakuza e, por isso, conseguiam favores dos guardas.

‘Se eu encontrar mais uma peça, acho que posso me deparar com algo grande.’

Primeiro, ele decidiu se satisfazer com o que já havia conseguido.

“Mas uma pessoa que foi levada era o líder dos coreanos, Shin Chang Ho. No final, ele não aguentou e está se preparando para começar uma guerra contra os japoneses desgraçados.”

Guerra…!

Aqueles presos em espaços confinados, como prisões, não podem aliviar o estresse ou superar seus sentimentos sombrios. Não era incomum que acontecessem brigas entre os prisioneiros, ou então rebeliões, especialmente na Penitenciária Dragão Azure, onde todos os criminosos terríveis estavam reunidos. Tae Hyuk lembrou que grandes e pequenas rebeliões aconteceram todos os anos em que esteve preso.

‘É quase como um festival anual.’

“Shin Chang Ho…. Essa foi uma história muito boa.”

Tae Hyuk entregou um maço fechado para o Anchova.

“Cheol Su, obrigado.”

“Venha novamente se tiver mais histórias interessantes.”

“Sim!”

O Anchova despareceu com os cigarros, como se fosse um mineiro que tinha encontrado ouro.

“Pouco a pouco, tudo vai aparecer.”

Em pouco tempo, os vinte maços de cigarro estavam para acabar. Era hora de conseguir mais.

 

*   *   *

 

“Porra, eu não sou uma cabra! Aqui só tem grama!”

“Você está de dieta. Se não quiser isso, então não coma.”

“Ah, não é isso. Está tudo bem.”

O Trabalhador encarregado pela comida estava discutindo com um sujeito super desenvolvido. A pessoa grande estava resmungando a respeito da distribuição de comida.

“Sheesh, ele poderia dispensar uma perna de galinha.”

Tae-Hyuk, que estava aguardando sua vez, aproximou-se do Trabalhador e disse:

“Eu quero mais cigarros.”

“Já? Quanto você fuma, para já ter usado vinte maços?”

“Você tem ou não?”

“Claro, eu tenho. Phuhu, mais vinte maços?”

“Desta vez, eu quero quarenta maços.”

“…!”

“Nem pense em subir o preço só porque estou comprando muito.”

Isso seria natural. Um maço custava cem mil won¹, isso já era um grande roubo. A voz do Trabalhador tremeu.

“Então será um total de quatro milhões². Você tem isso tudo?”

“Claro.”

Tae Hyuk entregou um envelope grosso por cima da bandeja. Mais uma vez, o pagamento foi feito antecipadamente. Os olhos do Trabalhador mudaram. Era uma tremenda quantia de dinheiro.

“Mas o limite mensal é de dois milhões³. Como você conseguiu tanto? Você tem alguém para trazer para você?”

“Essa é uma grande quantia, então tenha certeza de que tudo correrá bem.”

“Ah, tudo bem. Me diga se precisar de algo mais.”

Tae Hyuk sorriu.

Os cigarros poderiam mover os prisioneiros comuns. Era algo com o que ele poderia gastar tranquilamente. Neste momento, a caderneta bancária de Tae Hyuk continha uma enorme quantia de duzentos milhões de won. Ele não se importaria de investir todo esse dinheiro para conseguir as barras de ouro, que valeriam bilhões de won.

Existiam duas razões pelas quais Tae Hyuk estava comprando os cigarros. Primeiro: eles eram iscas para conseguir informações. No momento, eram apenas histórias variadas, mas eventualmente ele conseguiria algo secreto, como aconteceu com o Anchova.

Isso também serviria para aprofundar o relacionamento com o Trabalhador. Ele não iria tentar mudar o preço dos cigarros.

Uma vez que retornasse ao seu quarto, depois de comer, quarenta maços de cigarros estariam em sua cama. No dia seguinte, Tae Hyuk comprou mais quarenta maços.

“Wahhh! Obrigado!”

Cinco dias depois de entrar na prisão, Tae Hyuk já tinha se tornado o melhor cliente do Trabalhador.

 

*   *   *

 

“Shin Chang Ho está juntando ferramentas para esmagar o lixo japonês. Ah, certo. Isso realmente será mantido em segredo?”

“Claro.”

“Obrigado!”

Tae Hyuk deu dois maços de cigarro para essa pessoa. Enquanto isso, mais detentos estavam esperando em fila. O acordo era que todos ficariam a uma distância de onde não poderiam escutar o que Tae Hyuk estivesse conversando com quem quer que fosse. Dessa forma, os outros presos não conseguiam escutar nada do que estava sendo dito.

Os que recebiam os cigarros sempre perguntavam:

“Isso realmente será mantido em segredo?”

“Claro.”

Então eles cruzariam o prédio com uma expressão, como se tivessem conquistado o mundo. Assim que Tae Hyuk verificou o horário, percebeu que o período de exercícios estava acabando.

Ele se levantou e disse:

“Sinto muito, mas os negócios já acabaram por hoje. Se alguém tiver mais alguma história, me conte na hora do jantar.”

Suspiros soaram de todos os cantos.

“Sheeesh…”

“Essa concorrência não é grande demais?”

“Droga. Já fazem alguns dias que não consigo conversar com ele, vou enlouquecer!”

Tae Hyuk ignorou todos e se aproximou do Trabalhador que estava limpando um canto do pátio. Era uma pessoa com quem ele já estava familiarizado, já que o via três vezes por dia. Ele também era responsável pelo comércio de algo além dos cigarros.

Quando Tae Hyuk se aproximou, o Trabalhador sorriu e disse:

“Você quer mais cigarros?”

“Quero algo diferente.”

“Hrmm?”

“Um bloco de notas e alguns lápis. Meu hobby é desenhar.”

“Hah. Com essa cara? De qualquer forma, você pode comprar isso em qualquer canto.”

“Não, eu quero um bloco com espiral.”

A loja dentro da prisão não vendia nada que poderia ser usado como arma. As espirais do bloco de notas seriam feitas de ferro, então isso poderia ser usado como arma para sufocar alguém. Por causa disso, apenas as folhas eram vendidas.

“Eu não sei para que você precisa disso, mas se pagar, irei vender.”

“Irei pagar duzentos mil won.”

“Isso basta.”

Não seria uma arma, como uma faca ou algo afiado, então o Trabalhador suspirou aliviado. Uma espiral não seria algo perigoso.

‘Meu estômago já está no limite. Preciso tirar as coisas o quanto antes.’

Talheres ou vidro seriam melhores para tirar as coisas da barriga, mas seria necessário mais tempo para ele poder pedir coisas do tipo. Mesmo se fosse algo complicado, ele decidiu cortar a barriga com um lápis.

Tae Hyuk deu o dinheiro para o Trabalhador, que disse:

“Quando você for deitar, já terá as mercadorias…”

“Então entrarei em contato contigo novamente no futuro.”

“Claro.”

Depois do jantar, o bloco de notas e o lápis estavam embaixo da cama. Tae Hyuk apontou o lápis extremamente bem. Yoo Cheol Ho, que estava deitado na cama de cima do beliche, estendeu a cabeça e falou:

“Novato. Você recebe muitas coisas aqui, o que está escondendo?”

“Somos amantes? Te devo alguma satisfação?”

“Cough. De qualquer forma, eu gosto de você, já que tem um sono tão profundo. Ohuhuh.”

Tae Hyuk fingiu que não sabia que Yoo Cheol Ho estava cavando um túnel durante todas as noites, e agia como se estivesse profundamente adormecido. Yoo Cheol Ho até chegou a confirmar o estado das pupilas de Tae Hyuk, usando uma luz de LED que ele tinha conseguido em algum lugar. Normalmente, uma pessoa não seria capaz de controlar o movimento das pupilas enquanto fingia dormir. No entanto, Tae Hyuk possuía a Habilidade de Simulação e, então, era fácil para reproduzir o rosto de alguém profundamente adormecido.

“Mesmo? Da última vez você também dormiu muito bem.”

Tae Hyuk bateu na cabeça de Yoo Cheol Ho com o cano de ferro.

“Kuhak!”

Mais uma vez, Yoo Cheol Ho ficou inconsciente.

“Tsk tsk. Então vou começar.”

Tae Hyuk mordeu a fronha, para que seus gritos não fossem escutados.

‘Primeiro, afiar o lápis o máximo possível.’

Ele afiou usando um apontador. Então tirou a espiral do bloco de notas e ligou ao lápis. Todas as preparações estavam feitas.

‘Cirurgia Ilegal…!’

Tae Hyuk usou a Habilidade Criminal. Então, o braço direito dele se moveu a uma velocidade incrível, a ponta do lápis perfurando sua barriga.

Puok!

“Kkuck…!”

Um som assustador soou enquanto sangue espirrava por todos os lados. Uma enorme dor também pôde ser sentida. O céu começou a girar enquanto ele quase perdia a consciência.

‘Caralho, tá doendo!’

Se ele tivesse uma faca, poderia ter feito isso de forma menos dolorosa. No entanto, ele não poderia fazer de forma apressada, já que precisava tomar cuidado para não quebrar a ponta do lápis. O sangue escorria pela barriga. Seria perigoso se demorasse demais.

Terminar o mais rápido possível!

“Kuoook…!”

Tae Hyuk bateu os dentes e puxou o lápis até a outra extremidade da barriga. Então, a espiral terminou de entrar.

‘Agora é hora de terminar isso!’

Tae Hyuk agarrou a ponta da espiral e puxou ela com todas as forças.

Gruk!

Gruruk!

Gruooook!

Soou um som estranho enquanto a espiral saía gradualmente de dentro da barriga dele. Ao mesmo tempo, sua barriga ficou completamente aberta.

Crunch!

Seus intestinos começaram a escapar através da abertura.

“Heok… Kuheok… Heok!”

“S-sucesso…!’

Ele conseguiu, mesmo sem anestesia. Ele fez isso com um lápis e uma espiral. No entanto, a coisa mais importante ainda estava dentro. Tae Hyuk colocou a mão dentro do estômago e encontrou um saquinho de silicone.

“Kuoock, keeeeok, kuaaack!”

Gritos abafados saíram de sua boca. Se não fosse pela fronha que ele estava mordendo, então não seria estranho se os guardas aparecessem. No entanto, ele conseguiu tirar o que queria sem problema nenhum.

O estômago de Tae Hyuk estava com uma bolsinha de silicone, dentro dela, estava o Espelho de Revelação do Demônio. Essa era a única maneira de tirá-lo para fora.

‘Não posso desmaiar!’

Tae Hyuk tocou no Espelho de Revelação do Demônio enquanto tremia e ativou o ‘cancelar’.

Kuooooong!

Seus ouvidos estavam zumbindo. Parecia que alguém tinha perfurado sua cabeça. Os intestinos que estavam escapando começaram a ser sugados pelo corpo. Sua barriga rasgada voltou ao normal enquanto a ferida imensa desaparecia. Em um piscar de olhos, a barriga de Tae Hyuk ficou nova em folha.

Tae Hyuk cuspiu a fronha que estava mordendo. Seus lábios estavam sangrando, devido à força com que estava mordendo a fronha.

“Droga. Não quero sentir algo assim nunca mais…”

Felizmente, um anestésico já estava em mãos, então a dor não duraria muito mais.

“Mas mesmo assim, sucesso…”

Tae Hyuk jogou o Espelho de Revelação do Demônio para um lado e olhou para as coisas dentro da bolsa de silicone que havia retirado de dentro de si mesmo.

Nisso…


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  | Editor: Blame


Nota 1: R$343,93 em 18/06/2018.

Nota 2: R$17.757,34 em 18/06/2018.

Nota 3: R$6.878,67 em 18/06/2018.

Nota 4: R$687.866,76 em 18/06/2018.

Nota 5: Só de ler isso já me deu agonia…

Nota 6: Curto e grosso.



Fontes
Cores