GoC – Capítulo 105 – Partes do enigma (2)



Cirurgia Ilegal era uma habilidade que possibilitaria fazer qualquer tipo de cirurgia, desde que as ferramentas necessárias estivessem disponíveis. No entanto, mesmo se uma pequena ferida fosse tratada com a habilidade, ela seria inútil. À primeira vista, parecia ser algo inútil, no entanto, o verdadeiro valor da habilidade estava na possibilidade de ‘cancelar’ o trabalho, fazendo com que tudo voltasse ao estado original.

Tae Hyuk foi capaz de usar isso ao adquirir a habilidade. Bem, era uma habilidade que ele aprendeu automaticamente após se tornar um Nobre, assim como o Dano Para Ambos Os Lados.

Tae Hyuk enrolou a camisa e olhou para a própria barriga. Um corte havia sido feito ali, e uma embalagem plástica, usada em cirurgias, estava dentro de seu corpo. Ele então usaria o ‘cancelar’, e como se o tempo estivesse voltando, sua barriga ficaria nova outra vez.

‘Eu coloquei muitos remédios e coisas que irei precisar aqui. Se fosse uma bomba…’

Era uma habilidade que poderia torná-lo literalmente uma bomba ambulante. Essa não era a coisa mais assustadora a respeito da Cirurgia Ilegal. Os resultados de todas as cirurgias poderiam ser cancelados. Aconteceria o mesmo com amputações.

Ele arrancou o dedo do pé¹ e acionou o ‘cancelar’. Então, uma coisa incrível aconteceu diante dele, era como assistir um filme. O dedo que havia arrancado fora pulou de cima da mesa e voltou ao local de origem. A coisa mais importante era que o cancelamento precisava ser feito em, no máximo, uma hora após a cirurgia.

‘Cortar meu pescoço é impossível, mas posso cortar meus braços ou minhas pernas.’

Era uma habilidade bizarra que deixaria ele fazer o que quisesse com um corpo humano.

‘Primeiro tenho que tirar isso.’

Devido a ter algo estranho em seu corpo, parecia que ele estava sofrendo de indigestão. Para fazer uma corte, precisaria de ferramentas como um bisturi, uma pinça e um grampo.

No entanto, Tae Hyuk possuía a Habilidade de Cirurgia Ilegal. Seria possível fazer o que queria com uma faca de cozinha ou uma tesoura.

‘Mas o problema é que estou em uma prisão. Não há nada disso disponível.’

Era natural que os prisioneiros não tivessem acesso a qualquer coisa que pudesse ser usada como arma. O mesmo aconteceria com talheres ou pauzinhos. Os pausinhos poderiam ser afiados no piso e, depois, usados como armas. Pelo mesmo motivo, molas de cadernos e cadarços de sapatos eram proibidos.

Mas ele poderia cortar a própria barriga com talheres? Não seria uma tarefa fácil.

Tae Hyuk viveu na prisão por dez anos, então sabia como conversar com os guardas.

‘Primeiro, preciso de um Trabalhador.’

Os Trabalhadores eram as pessoas que assumiam algum tipo de emprego na prisão. Geralmente eram prisioneiros modelo ou pessoas que subornavam os guardas. Tae Hyuk sabia muito bem como se aproximar de um.

Quando verificou o relógio de parede, ele viu que estava quase na hora do jantar. Seria a primeira vez dele interagindo com os prisioneiros. Também serviria como um tipo de teste para todos os novatos.

Bip!

Um sino tocou e a porta firmemente fechada foi aberta. Um guarda com um cassetete entrou e disse:

“Números 1047 e 747, é hora da refeição. Vão para a sala de jantar.”

“…”

Tae Hyuk assentiu sem dizer nada.

“Hey, novato. Huhu. Você já aprendeu muitas coisas com seu amigo?”

“Eu acho que aprendi o bastante.”

“Kukuku! Não fique com muito medo. Este é o lugar em que vocês podem viver.”

Tae Hyuk riu internamente. Ao contrário do diretor, que ele tinha provocado, ele teria que ver os guardas diariamente. Portanto, suas respostas seriam o que os guardas queriam escutar. Dava para parecer um novato ligeiramente assustado.

O guarda olhou para Yoo Cheol Ho, que ainda estava deitado na cama. Ele cutucou o detento com o cassetete e falou:

“Hey, é hora de comer. Levante.”

“…”

Yoo Cheol Ho estava deitado em silêncio, sem fazer qualquer movimento. Ele desmaiou após ser acertado com um cano de ferro. Seria difícil para se levantar. No entanto, o guarda não sabia disso e gritou:

“Levante!”

“…”

“Esse desgraçado é louco!”

O guarda tentou puxar o cobertor que estava cobrindo Yoo Cheol Ho. Então, Tae Hyuk falou baixinho:

“Ele já falou com o outro guarda, mas acho que não está passando bem. Acho que o médico mandou que ficasse dormindo pelo resto do dia.”

“Sério? Da próxima vez diga essas coisas mais cedo.”

O guarda olhou para o corpo de Yoo Cheol Ho com uma expressão irritada antes de sair da cela. Ele levantou a mão.

“Venha.”

“Certo.”

A maioria dos incidentes violentos na Penitenciária Dragão Azure ocorria principalmente na sala de jantar. Era uma das poucas vezes em que os criminosos de todas as nacionalidades se juntavam no mesmo local. A regra de não tocar em animais enquanto estavam comendo não se aplicava ali.

Tae Hyuk murmurou em voz baixa, para que o guarda diante dele não pudesse ouvir:

“Então, vamos tentar um jeito…”

 

*   *   *

 

Os olhos dos prisioneiros que estavam comendo começaram a brilhar quando viram o recém-chegado.

“Hey, novato. Por que sua cara está feia?”

“Eu acho que não te vi em nenhum noticiário. Por que foi pego?”

“O garoto trouxe uma colherzinha? Se não, vai ter de comer com a mão. Kilkilkil.”

“Não provoque. Você não lembra que o novato da semana passada ficou com medo ao ponto de urinar nas calças?”

“Aish, aquilo foi engraçado.”

Tae Hyuk ignorou os outros prisioneiros, que estavam provocando-o, e foi para a área onde ficava a comida. Observações sarcásticas como essas eram tediosas demais. Se ele reagisse, então tudo se tornaria pior.

Enquanto ele avançava com um prato de plástico, um membro da equipe, usando uma máscara de higienização, lhe deu arroz e alguns acompanhamentos. Embora a distribuição de alimentos devesse ser igual para todos, isso normalmente era feito de acordo com a vontade da equipe.

Essa era uma das razões pela qual os prisioneiros queriam se tornar Trabalhadores. Tae Hyuk olhou para a sopa em seu prato. Ele observou que os outros prisioneiros tinham recebido mais comida.

Então, o Trabalhador colocou um bilhete na bandeja de Tae Hyuk. Foi tão natural, que se tornou óbvio que isso era algo comum. No entanto, ele não poderia enganar a Habilidade de Apostas de Tae Hyuk, que sabia muito bem de todos os truques existentes.

‘Parece que esse cara é quem faz as negociações.’

Tae Hyuk falou em voz baixa, para que somente o Trabalhador pudesse ouvi-lo:

“Eu quero comprar isso.”

Tae Hyuk fez um gesto, como se estivesse com um cigarro entre os dedos. O Trabalhador sabia o que era e sorriu.

“Você é um novato? Se não puder segurar nem por agora, o que vai acontecer no futuro?”

“Não é o que você pensa. Por favor, venda para mim.”

“Claro, se você tiver dinheiro, então eu vou vender quando quiser. Mas é um pouco caro, já que estamos em uma ilha.”

Tae Hyuk lembrou que o preço dos cigarros alcançava cerca de vinte mil won². Se ele comparasse com o preço de cinco mil won³, que era o das lojas de conveniências, poderia ser considerado algo simplesmente exorbitante.

“Quanto?”

“Um maço é cem mil won.”

“Isso é meio caro.”

“Se você não quiser, não compre.”

Se ele negociasse, então poderia conseguir derrubar o preço pela metade. No entanto, Tae Hyuk precisava conseguir o que queria.

“Então eu quero vinte maços.”

“Wow, isso é muito.”

O Trabalhador soltou um pequeno assobio. A maioria dos prisioneiros no local eram criminosos que cometeram crimes terríveis. Ao contrário das outras prisões, existiam poucos golpistas ou sonegadores nessa. Mas comprar vinte maços de cigarro, custando cem mil won cada? Era provavelmente a primeira vez em muito tempo.

O rosto do Trabalhador ficou suave e ele deu um sorriso amigável.

“Você é um novato, então vou explicar como as coisas funcionam.”

“Não precisa, vou pagar adiantado.”

Tae Hyuk pegou um envelope da manga e colocou sobre a bandeja. Os presos recebiam um certo valor mensal. Esse valor chegava a até dois milhões de won. Com isso, seria possível comprar coisas como lanches na lanchonete da prisão.

“O valor deve estar certo. Por favor, verifique para que eu possa receber a mercadoria o quanto antes.”

“Huhu, entendido. Logo estará em mãos.”

Até mesmo a prisão em uma ilha remota não estava completamente isolada do mundo. Muitos vendedores levavam comidas e vendiam em quiosques. Era provavelmente a melhor coisa para os Trabalhadores do local.

Os Trabalhadores subornariam os contratados para que levassem algumas coisas para a prisão. Eram principalmente cigarros, mas às vezes medicamentos ou talheres também seriam contrabandeados. É claro que, quanto maior o risco, mais caro seria. Um novato seria capaz de comprar cigarros, mas levaria mais tempo para conseguir qualquer outra coisa.

‘Claro, não preciso de mais nada. Vou conseguir tudo com os cigarros.’

Tae Hyuk sorriu e se curvou ligeiramente.

Muitas pessoas das que estavam presentes não poderiam comprar cigarros por não ter dinheiro. Se ele desse um maço para alguma dessas pessoas, elas poderiam até mesmo matar por suas ordens. O boato de que havia uma pessoa comprando uma enorme quantia de cigarros se espalharia rapidamente.

Tae Hyuk olhou para o prato. O cardápio do dia era de sopa de missô, anchovas fritas, rabanete e carne de soja. Não seria ruim, já que havia ‘carne’.

Seria por Tae Hyuk ter comprado vinte maços de cigarro? Dois grandes pedaços de carne estavam em seu prato.

Ele se sentou em um lugar vazio. Uma pessoa desajeitada, que parecia praticar artes marciais, se aproximou.

“Hey novato. Sabia que você é famoso?”

“Sério?”

“…”

O homem corpulento não disse nada enquanto Tae Hyuk pegava a colher dele.

“Eu acho que você ainda está acostumado com comida de verdade. Você devia estar feliz por estar recebendo algo comestível.”

Tae Hyuk não disse nada antes de agarrar o enorme punho do outro. Em seguida, o rosto do homem ficou feio.

“K-kuong. P-por que esse idiota é tão forte?”

“Da próxima vez, farei isso com seu saco, não com sua mão.”

“Kuong, me solte…”

Ele chamou a atenção dos outros prisioneiros por perto. Então, alguém deliberadamente jogou um prato de sopa quente na direção de Tae Hyuk, isso literalmente destruiria o rosto dele.

“Ninguém aqui é criança. Se vocês queriam me assustar, deviam ter feito da maneira correta.”

Tae Hyuk riu e agarrou o colarinho do monstrengo sentado ao lado dele. Então, o homem foi parar no lugar em que Tae Hyuk estava antes. Foi um movimento sobre-humano, possível apenas por causa de sua agilidade.

“A-ack! Quente, queeeenteeee!”

Ao invés de Tae Hyuk, o grandalhão que foi acertado pela sopa de missô.

“O que você está fazendo?”

Os guardas que estavam assistindo a cena gritaram. Um dos prisioneiros explicou:

“Desculpe. Minha perna prendeu em uma cadeira, escorreguei acidentalmente e minha sopa caiu.”

“Leve esse idiota para a enfermaria agora mesmo! Não me cause mais problemas hoje! Che!”

O grandalhão saiu com o rosto coberto por uma toalha fria. No entanto, ele não deixou de amaldiçoar Tae Hyuk.

“Parece que você é meio forte. Vou deixar você saber quem é que está no comando aqui. Aguarde…”

Este não foi o fim das boas-vindas ao recém-chegado.

“Coma um pouco de arroz.”

“O que você fez?”

Dez prisioneiros se aproximaram de Tae Hyuk, como se ele fosse um tipo de brinquedo novo. Assim que Tae Hyuk viu as pessoas reunidas, percebeu que era hora de começar com seu plano.

“Você não tem dinheiro?”

“O que? O que foi aquilo?”

“Você quer alguns cigarros?”

Os criminosos engoliram em seco, já que sabiam que Tae Hyuk havia comprado vinte maços de cigarro. No entanto, não iriam se curvar para um novato.

Tae Hyuk sorriu quando notou que todos estavam olhando para ele. Não havia nenhum Nobre no local. Eram, no máximo, Plebeus, pessoas com sentenças inferiores a três anos. Seria fácil lidar com esse tipo de gente.

“Se você me fizer um favor, te darei um cigarro.”

“O que…?”

“É simples. Estou meio entediado, então pode ficar com um cigarro se me contar as histórias engraçadas do que acontece por aqui. Não é um bom negócio?”

Ele podia escutar as pessoas engolindo em seco. No entanto, alguns prisioneiros ainda eram orgulhosos demais.

“Ei novato, tá loco? Acha que alguém aqui é mendigo? Se você continuar agindo assim, vou fazer você engolir pó de vidro.”

Tae Hyuk sorriu internamente.

Pó de vidro. Quando devidamente moído e colocado na comida, faria um estrago no estômago, a pessoa iria sangrar até a morte. No entanto, não seria fácil encontrar pó de vidro na prisão. Era ainda mais difícil para pessoas que não tinham dinheiro nem para comprar cigarros.

‘Nos meus dez anos aqui, só vi três pessoas morrendo por causa disso.’

“Sério? Então, que tal um maço por história? Você não precisa contar nenhuma se não quiser.”

“…!”

Os olhos do prisioneiro que estava reclamando mudaram no mesmo instante. Tae Hyuk sentiu que ele seria o primeiro a procurá-lo.

Em primeiro lugar, os cigarros. Esse era o início do plano.


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  | Editor: Blame


Nota 1: O cara se tornou um masoquista por completo…

Nota 2: R$68,79 em 18/06/2018.

Nota 3: R$17,20 em 18/06/2018.

Nota 4: R$343,93 em 18/06/2018.

Nota 5: R$6.878,67 em 18/06/2018.

Nota 6: Esse tá vendo muito filme policial kkkk



Fontes
Cores