GoC – Capítulo 1 – Eu não acho que seja um sonho.



“Keok!”

Tae Hyuk acordou enquanto gritava.

Foi um sonho realmente ruim.

Isso acontecia às vezes. Alguns sonhos pareciam tão reais que não era possível diferenciar eles da realidade depois de acordar.

“Bem, esse foi um sonho de merda.”

Em seu sonho, Tae Hyuk foi indevidamente acusado e recebeu pena de morte.

“Porra.”

Apenas pensar nisso fez com que ele xingasse.

Tae  Hyuk se sentou na cama e não se mexeu por algum tempo.

‘Espera um pouco… Então fiquei preso por dez anos, acusado por um assassinato que não cometi? E no final, ainda fui condenado à morte…’

Tae Hyuk com certeza não havia matado ninguém. No entanto, a evidência era perfeita. Havia uma gravação que foi feita da cena do crime. A arma usada também tinha as impressões digitais de Tae Hyuk. Além disso, uma testemunha ocular havia visto ele fugindo do local.

“Isso… Porra…”

Seu corpo começou a tremer.

“Espera um pouco… Foi só um sonho. Só preciso pensar nisso como um sonho de merda…”

Mas algo estava errado. Foi tudo muito real para ser apenas um sonho. Parecia que ele realmente era um condenado à morte até o dia anterior.

Se isso tinha sido um sonho, então o que estava acontecendo agora?

Tae Hyuk olhou para os lados.

Era um Quarto Pyeong¹, com uma cama beliche e duas mesas. Também tinha uma pequena estante, bastante simples.

A umidade deixava um cheiro único no lugar.

Esse era o quarto que ele compartilhava com seu irmão, Tae Min, antes de se formar no Ensino Médio.

‘O que? Parece com as memórias de quando eu tinha uns dez anos de idade. Loucura. Isso é tudo por causa desse sonho extremamente realista… ’

Quinze anos se passaram em seu sonho.

Mas na realidade, apenas uma única noite havia se passado. Então, por que existia essa sensação de que algo estava errado?

“De qualquer forma, eu ainda sou um estudante do Ensino Médio, certo? E não um preso condenado à morte, certo?”

Tae Hyuk acalmou sua mente, que estava em caos, enquanto procurava uma forma de confirmar as coisas.

“Sim, um espelho!”

Tae Hyuk procurou incessantemente pelo quarto, tentando encontrar um espelho. Ele definiria as coisas depois de checar sua própria aparência.

Se não se parecesse com um estudante do Ensino Médio, mas sim com um homem de trinta anos… Apenas ao pensar nisso ele se arrepiou.

Eventualmente um pequeno espelho de mão foi encontrado.

“Ugh. Que mau gosto.”

O demônio que estava esculpido no espelho passava um péssimo pressentimento.

“Nós tínhamos um espelho assim?”

Podia pertencer ao seu irmão mais novo.

O lugar onde esse espelho estava era a estante de livros que os dois usavam.

“Phew… Ainda bem que ainda sou um estudante do Ensino Médio.”

A pessoa que foi refletida pelo espelho parecia alguém no fim da adolescência.

“Espera um pouco… O que é isso?”

Tae Hyuk olhou para os lados com uma expressão estranha, mas não viu nada.

Ele olhou para o espelho novamente.

Tinham muitas letras estranhas nele.

 

 

Além disso, uma janela de status aparecia por todo o espelho.

Tae Hyuk riu sozinho.

“Este é um brinquedo bem feito.”

Essas coisas eram vistas com facilidade nos jogos online mais populares.

As pessoas gostavam de coisas assim.

Dentro de casa, apenas Tae Min gostava disso.

De qualquer forma, ele ainda era apenas um aluno do Ensino Médio.

Tae Hyuk respirou aliviado.

Ele não era um preso condenado à morte. Era Seo Tae Hyuk, um aluno do Segundo Ano do Ensino Médio, que morava com sua irmã mais velha e seu irmão mais novo. Algumas coisas começaram a aparecer em sua memória.

Ao contrário de seu irmão, que era um bom aluno, ele tinha a aparência de um delinquente.

Às vezes faltava às aulas, e também não podia se dizer que suas notas eram boas.

Por causa disso, ele era tratado como um marginal-mirim do Ensino Médio.

“Um. Tae Min já se levantou?”

O cheiro de arroz cozinhando podia ser sentido por todo o lugar. Parecia que sua irmã, Seo Ha Ran, estava preparando o café da manhã. E então, ele notou que estava com fome.

“Tae Hyuk, venha comer!”

Ele escutou sua irmã chamando.

Tae Hyuk coçou a cabeça e foi para a cozinha.

 

*     *     *

 

“…”

Os olhos de Tae Hyuk estavam vermelhos.

Ha Ran perguntou surpresa.

“O que foi? Você teve um pesadelo ou algo parecido?”

Tae Min, que estava sentado de frente para Tae Hyuk, olhou para ele antes de focar novamente nas palavras em inglês que estavam em seu livro.

Não faltava muito tempo para começarem seus exames, então todo o tempo para se preparar era precioso, inclusive enquanto estava comendo.

“Um cisco caiu no meu olho.”

O cardápio para o café da manhã era Ensopado de Kimchi. Havia apenas um pouco de tofu, e não havia nenhum pedaço de carne.

Ha Ran ficou indecisa antes de falar.

“Desculpa… A Noona² vai fazer um pouco de carne para você quando receber.”

“É verdade, caiu um cisco no meu olho. Além disso, o Ensopado de Kimchi da Noona é o melhor do mundo, tão delicioso que eu pediria como minha última refeição.”

Essa foi uma declaração sincera.

Ele colocou uma colherada cheia em sua boca, finalmente conseguindo provar o Ensopado de Kimchi de sua irmã novamente.

Era um prato que ele não conseguiu comer em seu sonho no fim das contas.

“Oh, essa criança… Você vai se atrasar. Coma logo.”

Ha Ran riu enquanto balançava sua colher. Ela gostava dos elogios de Tae Hyuk.

Seus pais acabaram morrendo em um acidente, desde então Ha Ran se tornou a única guardiã de Tae Hyuk e Tae Min. Apesar de ser uma jovem de vinte anos, na flor da idade, ela trabalhava durante dois turnos em uma fábrica.

Ela não usava maquiagem, mas para Tae Hyuk, era mais bonita que qualquer outra pessoa no mundo.

Tae Hyuk mordeu o lábio.

“Eu vou conseguir um emprego depois de concluir o Ensino Médio, assim vou poder ajudar a Noona.”

Nesse momento ele ficou assustado.

Uma lembrança de seu sonho, no qual ele foi condenado à morte, surgiu.

‘Eu me formei na escola, consegui um emprego em uma empresa de segurança privada, já que não era bom em nada, exceto por ter um bom corpo. Trabalhei por dois anos, e então… ‘

Ele foi acusado e preso.

‘Não! Foi só um sonho! Que merda!’

Tae Hyuk ligou a televisão para tentar esquecer o sonho.

– A acusação procura informações sobre o paradeiro de Yoo Cheol Ho, um prisioneiro que escapou da prisão central no dia nove…

Ha Ran balançou a cabeça e fez um barulho estranho ao ouvir a notícia de que um criminoso havia fugido.

“Omo³. Ele ainda não foi pego. Disseram que pode estar perto daqui. Tae Hyuk, se você sair, então volte enquanto estiver claro. Se alguém te chamar, não siga. Entendido?”

“Noona, eu já sou grande. Por que você não diz essas coisas para o Tae Min?”

“Tae Min é um bom garoto.”

“E eu não?”

“Ohuhut!”

Tae Hyuk e Tae Min já eram estudantes do Ensino Médio, mas Ha Ran ainda via eles como crianças.

Tae Hyuk sorriu diante da preocupação de sua irmã enquanto concordava.

“A propósito, esse cara ainda não foi pego? Ele tinha sido pego…”

Yoo Cheol Ho. Um nome familiar.

Ele ficou na cela ao lado da de Tae Hyuk por um tempo.

Em outras palavras, um vizinho.

‘Claro, isso foi no meu sonho.’

Tae Hyuk sabia por que teve esse sonho. Foi porque ficou escutando esses tipos de coisas nos noticiários o tempo todo.

“Hyung, você comeu alguma coisa estragada? Yoo Cheol Ho foi pego depois de cometer sete assassinatos há três meses, e escapou da prisão semana passada. Ele não foi pego de novo ainda.”

Tae Min, que estava comendo seu arroz em silêncio, tinha parado.

Tae Hyuk franziu a testa. Tae Min era interessado nesse tipo de coisa… Desta vez, ele estava errado.

Com certeza…

“Do que você tá falando? Yoo Cheol Ho ficou foragido por seis meses, foi pego depois de cometer mais três assassinatos.”

Tae Min suspirou e disse:

“Phew, Hyung… Não leia apenas esses manhwas. Você também devia assistir ao noticiário. Yoo Cheol Ho foi pego? A polícia não tem nenhuma pista. E também tem uma recompensa boa… Você deve ter sonhado que pegou ele.”

Espere um minuto.

Yoo Cheol Ho não foi pego novamente depois de fugir?

Ele era um psicopata que falava muito.

Além disso, ele não dormia, então ficava contando suas histórias até amanhecer.

Depois de duas fugas bem sucedidas, ganhou o apelido de ‘Rei da Fuga’. Os lugares onde ele foi depois de escapar estavam todos na mente de Tae Hyuk.

“Então, o apelido de Yoo Cheol Ho não é Rei da Fuga?”

Tae Min moveu o dedo indicador para o lado da cabeça e o moveu em círculos.

“Hey. Isso não é algo que você devia fazer quando está falando com seu Hyung!”

“Ah… Já são oito horas. Você devia se apressar se não quiser chegar atrasado. O responsável pelos estudantes disse que vai quebrar suas pernas com uma pá, caso você se atrase de novo.”

Tae Min se levantou e correu para o quarto.

‘Realmente, um pesadelo terrível. ‘

Não era um Rei dos Piratas, era o Rei da Fuga.

“Se o sonho estiver correto, então o cúmplice de Yoo Cheol Ho seria pego na Cidade S agora. Mas…”

Tae Hyuk disse isso enquanto o pensamento passava por sua cabeça.

“Você deve estar dormindo ainda.”

Ha Ran riu.

Alguns minutos se passaram.

“T-Tae Hyuk.’

Ha Ran, que estava comendo enquanto via as notícias, começou a tremer como se tivesse visto um fantasma.

“Hã?”

“Você estava falando sobre o cúmplice de Yoo Cheol Ho?”

“Sim, por quê?”

“Olhe isso.”

Ha Ran apontou para a televisão com a mão trêmula.

– Notícias de última hora: o cúmplice de Yoo Cheol Ho foi capturado na Cidade S.

Tae Hyuk ficou de boca aberta. Ele ficou tão surpreso que nem mesmo notou que a colher tinha caído.

‘Espera… O que é isso? Mas o que é isso?’

A notícia batia exatamente com o sonho. A evidência era a mesma da primeira fuga de Yoo Cheol Ho.

‘Um sonho. Foi um sonho! Então, por que isso está acontecendo de verdade?’

“Noona… Isso é uma reprise? Isso realmente aconteceu ontem, ou anteontem, certo?”

“O que… É uma transmissão ao vivo…”

Essas palavras apunhalaram o peito de Tae Hyuk, como se fossem uma faca.

Tinha sido um sonho, mas o que era isso?

Uma premonição? Volta ao passado? Ou tinha sido só uma coincidência?

Ha Ran olhou para Tae Hyuk com preocupação no olhar.

Tae Hyuk tentou parecer ter adivinhado.

“Haha! Eu só disse qualquer coisa. Isso aconteceu por acaso. Talvez eu devesse comprar um bilhete de loteria?”

“Eu… Você realmente me assustou.”

“Eu tenho que ir para a escola. Noona, não venha para casa muito tarde essa noite, certo? Você deve ter cuidado.”

“Príncipe-nim, não precisa se preocupar, eu vou tomar cuidado. Se divirta na escola.”

“Sim, Noona.”

Tae Hyuk saiu de casa com uma mochila.

Seu sorriso desapareceu do rosto instantaneamente.

De acordo com seu sonho, Yoo Cheol Ho não deveria estar longe.

‘Eu preciso confirmar se Yoo Cheol Ho está onde eu penso. Só depois disso vou poder confirmar que foi tudo um sonho.’

Ele sentia pena de sua irmã, mas não poderia ir para a escola.


  Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Tradutor: Fefe  |  Revisor: Ryokusan000  | Editor: Blame


Nota 1: Pyeong no caso é uma unidade de medida asiática que tem uma proporção de 1:3,31.

No caso aqui, ele cita um ‘Quarto Pyeong’, ou seja, um quarto com o tamanho de um tatame.

O tamanho dos tatames mencionados é de 90×180 cm (1,62 m²).

Nota 2: Mesma coisa que Hyung, mas usado para mulheres mais velhas. Indica irmandade, mas é claro, não é usado apenas por pessoas com relações sanguíneas.

Nota 3: Uma expressão de surpresa, usada principalmente por mulheres, muito popular em dramas coreanos.

Nota 4: É um sufixo usado para se referir a uma pessoa mais velha ou pela qual você tenha respeito. Aqui no caso, obviamente se trata de sarcasmo.



Fontes
Cores