DDf – Volume 2, Capítulo 3.4 – Hino Desumano



Lorde Demônio mais fraco, 71º rank, Dantalian, Calendário Imperial: 21/09/1505, Niflheim, Palácio do Governador.

 

“…”

Lentamente, a expressão da Barbatos mudou.

A princípio, parecia que seu cérebro não tinha conseguido compreender o que ela tinha escutado. Entretanto, depois de três segundos, suas sobrancelhas se levantaram lentamente.

“…Hã?”

“Amor, Barbatos. Eu estou falando sobre amor.”

Eu sorri.

Barbatos ainda não conseguia compreender as minhas palavras.

Com um grande sorriso estampado em meu rosto, eu falei brincalhão.

“Pense bem sobre isto. Isto era um problema muito óbvio. Por que eu tentei matar a mãe da Lapis? Hm?”

Já que Barbatos não respondeu, eu perguntei novamente.

“Por que eu tentei matar a mãe da Lapis? Se você usar um pouquinho o seu cérebro você consegue entender. Honestamente, eu não ganharia nenhum benefício matando aquela velhota. Nem um pouco.”

Eu dei uma risadinha.

“Um Lorde Demônio que matou a mãe de sua amada de maneira horrível. Como as pessoas me veriam? Eles iriam me considerar um assassino maluco descontrolado. Fazer algo assim seria apenas esfregar meu nome no lixo. Sem sombra de dúvidas, eu não deveria matá-la. Obviamente.”

O momento em que alguém se livrava de sua própria ignorância era tão maravilhoso assim. Aah, eu me senti como se fosse começar a gostar deste mundo sem querer.

“Entretanto, eu tentei matar aquela velha como se fosse a coisa mais óbvia do mundo. Se a Lapis não tivesse me parado, então as entranhas daquela velha teriam sido arrancadas. Qual era o motivo? Por que eu realizaria um ato que me prejudicaria politicamente? Há apenas uma resposta. Porque eu amo a Lapis Lazuli…”

“…Espere um instante.”

Barbatos franziu o cenho.

“Pare de ficar animado com seu monólogo e espere um segundo. O quê? Amor? Você tentou matar a mãe daquela garota por causa de amor? Dantalian. Eu escutei isto direito?”

“Você ouviu perfeitamente. Parece que você tem uma boa audição.”

“Caralho. Como diabos isto é amor?”

Eu dei um sorriso gentil.

No momento, eu estava infinitamente condescende com a vida.

“Com base em um princípio muito simples e coerente, Barbatos. Eu cometi três atos que normalmente eu jamais faria caso estivesse em meu estado normal.”

Primeiro, eu tentei matar um idosa mesmo que não houvesse nada a se ganhar com isso.

Segundo, eu tentei assassinar uma empregada no palácio do governador mesmo que, de fato, não houvesse nenhum benefício nisto. Se eu matasse uma empregada sem ligar para as consequências, então a reputação do Lorde Demônio Dantalian iria se deteriorar terrivelmente. Não tem como ver isto como uma ação lógica.

Terceiro, eu tentei poupar a vida de Giacomo Petrarch e a dos guardas, enquanto enfrentava o risco do meu massacre ser descoberto. Isto era realmente sem sentido. Eu estava louco? Por que eu tentei poupar aqueles homens? Era simplesmente porque eu queria mostrar para Lapis Lazuli que ‘eu era capaz de demonstrar misericórdia’.

A primeira vez, um capricho.

A segunda vez, uma coincidência.

A terceira vez, inevitável.

E eu era o desgraçado idiota que não conseguiu entender o que era a questão inevitável. Duas vezes ainda era aceitável, mas eu, não perceber pela terceira vez? Isto era impossível.

Meu cérebro deu uma resposta compatível com minha personalidade controlada.

Lapis Lazuli.

Ela era o meu erro lógico.

Assim como um vírus que dava origem a erros.

“Honestamente, era incrivelmente óbvio…”

Eu encarei o vazio inexpressivamente.

“Quando eu tentei matar aquela senhora, eu não senti nem um pouco de diversão. Isto não é algo surpreendente? Para mim, nada é mais prazeroso do que usar minha autoridade para jogar alguém no Inferno. Mas por alguma razão, quando eu estava indo matar aquela velhota, meu humor estava péssimo…”

Foi o mesmo que com a empregada.

Não foi nem um pouco divertido.

Uma raiva puramente desagradável havia preenchido meu peito.

Eu era a pessoa que havia sentido prazer ao enfrentar Paimon e Ivar Lodbrok na noite de Walpurgis. Em uma situação em que se eu tivesse cometido um erro sequer, eu estaria correndo perigo de cair em direção à ruína, e ainda assim, eu estava aproveitando alegremente o sentimento de brincar com aqueles dois como eu bem quisesse. Eu era alguém insano a este nível quando se tratava de autoridade.

Mas me sentir irritado quando eu tentei me livrar da idosa e da empregada?

Isto era estranho.

Estava claro que havia algum erro envolvido nisto.

As pistas já haviam sido entregues anteriormente.

 

Quando eu pisei na cabeça de Ivar Lodbrok eu me senti satisfeito—.

Quando eu ameacei a senhora e a empregada eu me senti irritado—.

As diferenças eram simples.

A primeira ação foi tomada em nome da autoridade, enquanto as outras duas foram tomadas por causa do amor.

Se isto não era surpreendente, então eu não sabia o que era.

Pensando nisto agora, era tão obvio assim.

“Eu estava realmente abismado. E pensar que realmente chegaria um dia em que alguém como eu realmente iria amar alguém de verdade. É algo que eu não podia prever nem em meus sonhos, então eu não consegui perceber isto antes…”

“Você… Você realmente está dizendo isto honestamente?”

“Eu sou sempre honesto. Barbatos.”

O rosto da Monarca Imortal enegreceu.

“…Louco.”

“Quem?”

“Você. Você é completamente insano.”

“Isto não é nenhuma novidade.”

Eu tomei um gole de meu vinho.

Uma doçura amarga umedeceu a minha língua.

De fato, este vinho fazia jus a seu título de melhor do mundo dos demônios carregando seu profundo sabor.

‘Filho.’

‘Se você tiver sorte então você vai encontrar uma mulher boa.’

‘Não importa o que você faça. Nunca. Nunca deixe esta mulher ir embora.’

Pai, suas palavras estavam certas.

Se você encontra uma mulher excepcional, então você realmente tem este sentimento.

Entretanto, o quanto meu pai estava correto só chegava até este ponto.

Porque, com certeza, eu sou mais competente que meu pai.

E eu vou provar isto aqui e agora.

“O que eu tinha que fazer era simples. Primeiro, eu tinha que confessar meu amor para Lapis. Isto, como eu te disse antes, foi feito perfeitamente.”

“Perfeitamente…?”

A expressão de Barbatos se distorceu, mas eu ignorei.

“Depois, eu tinha que eliminar rapidamente as tropas invasoras. Isto não era uma tarefa fácil, já que meu objetivo não era esmagar as forças inimigas, mas sim cultivar minha futura general atuante. Bem, até certo ponto o seu despertar foi um sucesso— relativamente. Ainda tenho que ensinar muitas coisas para ela. Mm. De qualquer forma, depois de impedir os invasores, e amassar a Senhorita Farnese até cansar…”

Eu toquei o meu queixo.

“Depois disto, eu tinha que terminar com a Lapis.”

“…”

Uma quietude silenciosa se pairou pelo ar.

“…O quê?”

Eu ri levemente.

“Imagine só. Imagine a decepção dela. O quanto ela estava desapontada comigo. Há um segundo, eu estava aconselhando a Senhorita Farnese a se tornar nada mais nada menos do que uma escrava da autoridade, mas logo depois disto, em um piscar de olhos, foi revelado que eu não passava de um escravo do amor. Isto não era certo. Não tinha como isso funcionar.”

Eu lentamente balancei meu dedo indicador de um lado para o outro.

“Lapis não havia pedido o meu amor. É claro, nós rolamos juntos na cama um pouco, mas bem… Isto não era muito importante. Eu teria amado Lapis mesmo que eu fosse um eunuco.”

Barbatos olhou para mim atônita.

“Tudo bem. Eu vou ser honesto. Eu poderia tê-la amado um pouco menos. Afinal, os desejos sexuais são importantes. Diga-se de passagem, fazendo jus ao seu nome como súcubo, a habilidade de Lapis neste campo é bem… nossa, é inimaginável. Apesar do meu envolvimento com mulheres ser um tanto bizarro, eu me senti como se subitamente tivesse voltado a ser virgem. Eu admito isto. As atividades noturnas fizeram um bom trabalho em aumentar o meu amor por ela. Mas era só isso. Não era essencial. A  comunicação entre nós ia além dos movimentos corporais.”

“…”

“O único desejo da Lapis é obter autoridade absoluta. Mas se eu pedisse por seu amor, então hora ou outra ela teria que ceder. Assim como eu fiz por ela acidentalmente… quando eu encontrei a velha, a empregada e Giacomo Petrarch.”

Eu balancei a cabeça lentamente.

“E isto estaria ignorando os desejos e intenções da Lapis, e também estaria deixando de lado meu próprio desejo. Porque…”

Eu sorri.

 “—Eu amava a autoridade mais do que eu amava a Lapis.”

Barbatos fechou sua boca.

Olhando para ela gentilmente, eu adicionei.

“Se eu tivesse que fazer uma estimativa improvisada, então bem… Lapis estaria em terceiro.”

“Em terceiro o quê…?”

“Eu estou falando da sequencia do amor. A ordem de prioridade na vida de alguém. As pessoas precisam saber o que é importante e o que não importa tanto para elas. Se você tentar pegar isto e aquilo, então você acaba sendo como um leão que perdeu ambos o coelho e o cervo.”

Eu franzi levemente as sobrancelhas.

“Então a vida do indivíduo se despedaçaria caoticamente. Eu deveria chamar isto de frágil? No mínimo, se precisar fazer uma decisão crucial, então você tem que saber previamente o que vai escolher. Mm. No meu caso, o primeiro lugar na lista do que é importante para mim, seria uma vida em que eu possa ser um pouco preguiçoso, e a segunda coisa mais importante é a autoridade. E agora, Lapis Lazuli tornou-se a terceira coisa mais importante para mim.”

“…”

“Isso não é impressionante? A preguiça esteve comigo desde que eu tinha apenas um ano. A autoridade vem caminhando comigo desde os seis. Sendo bem sincero, estas duas coisas foram minhas companheiras durante toda a minha vida. Apesar disto, a coisa com que eu convivi por apenas metade de um ano tomou a posição como sendo a terceira mais importante. Se isto não for um milagre, então eu não sei dizer o que é.”

Eu coloquei minhas duas mãos sobre meu peito.

O pulsar do meu coração foi transmitido para minha mão.

Eu jamais esquecerei esta emoção.

Era uma experiência verdadeiramente maravilhosa e estarrecedora.

“Isto não é amor.”

Barbatos falou.

Pergunto-me se isto não era só minha imaginação, mas parecia que sua voz estava tremendo.

“Tudo bem vocês dois terminarem, mas o amor… é uma emoção mais preciosa do que qualquer outra coisa. É algo para que todo o resto deva ser deixado de lado e se entregar de vontade própria, se esforçar por ele.”

“Ah. É assim que as coisas são para a maioria das pessoas.”

Eu balancei a cabeça concordando—

“E a maioria das pessoas estão erradas.”

e dei um grande sorriso torto.

Assim como eu venho fazendo até hoje.

E como continuarei fazendo.

“Eu sei a resposta.”

Sempre.

 

 

 


Tradutor: Yuere   |   Editor: BCZeulli



Notas: Duas dicas para meus queridos discípulos, só acreditem no que o Dantalian pensa, não no que ele fala, e nesse cap ele não mentiu tanto.

E não se esqueçam de comentar ^^

Fica aqui o exemplo deste discípulo.


Fontes
Cores