DDf – Volume 2, Capítulo 1.2 – Bons amigos


Lorde Demônio mais fraco, 71º rank, Dantalian, Calendário Imperial: 20/09/1505, Niflheim, Praça de Hermes.

“Qual era o problema?”

Barbatos parecia não saber o que dizer.

Era o tipo de expressão que parecia querer que eu mordesse a minha própria língua e cometesse suicídio.

“Você tentou matar a mãe de sua amante!”

Hm.

“…E o que é que tem?”

“Oh Deusa Perséfone. Bom Deus. O motivo para você ainda não ter purgado esse covarde imbecil é algo incompreensível para mim.”

Barbatos cobriu sua testa com a mão.

“Dantalian. Você quer que eu te diga com muita, muita sinceridade mesmo?”

“Uma resposta honesta seria muito melhor do que uma hipócrita.”

“Antes de escutar a sua história eu lhe aconselhei sinceramente a romper com a sua amante súcubo, certo? Mas agora isto está muito incerto. Seu retardado. Se você vai levar um tapa de uma pária, então você merecia ter sido estapeado centenas e milhares de vezes.”

“Oi. O que você teria feito então?”

Eu abaixei o pacote de gelo.

A bochecha que havia levado o tapa de Lala continuava quente.

“Tem uma garota que você realmente ama. Mas essa garota, independentemente de sua própria vontade, nasceu neste mundo única e exclusivamente por um erro de seus pais. Assim que ela saiu do útero de sua mãe ela imediatamente foi taxada de ‘pária’. Agora mesmo, Barbatos, você também está a desprezando.”

Barbatos franziu o cenho.

“Eu não ignoro as pessoas baseado em seus status sociais. Eu as diferencio.”

“Você quis dizer ‘eu as discrimino’. De todo mundo, tudo bem. Em suma, a principal culpada por ter feito a vida de Lapis Lazuli ser uma fossa imunda foi àquela velha decrépita. O que eu deveria fazer? O que você teria feito?”

As pessoas que eu mais desprezava eram o grupo de indivíduos que eram irresponsáveis com seus filhos. Meu pai tinha feito isto, assim como minha mãe também o tinha.

As pessoas normais não conseguiam entender o quão frustrante são as coisas para uma criança cuja vida já tinha sido arruinada com apenas dez anos. Entretanto, comparado com a Lala, a minha vida podia ser considerada uma benção. A vida dela havia sido retorcida e esmagada como um pedaço de papel alumínio quando ela tinha apenas um ano.

“Eu não posso perdoar aquela velha. Perdoá-la seria errado. Desgraça. Eu deveria não ter me importado com o que Lapis estava pensando e tê-la matado naquela hora e lá mesmo.”

“Dantalian……”

Com um efeito sonoro um holograma apareceu a minha frente.

 [Sua interlocutora está desapontada com você.]

[Afeição de Lorde Demônio Barbatos diminuiu 3 pontos.]

“Você é um homem com a personalidade bem distorcida, não é mesmo?”

Barbatos me deu um olhar de simpatia.

“Você aparenta ser completamente normal, mas o que está dentro do seu crânio tem problemas. Você nem consegue notar que agora mesmo está parecendo um demente, ou consegue?”

“Eu sou completamente normal.”

“Tem dois tipos de pessoas que afirmam serem completamente normais. Um deles é um homicida, e o outro tipo é alguém prestes a se tornar um.”

Barbatos abaixou seus ombros levemente.

E me encarou seriamente.

“Todas as pessoas vão cometer erros conforme vivem suas vidas. É claro, se elas erram então elas devem ser punidas. Até aí tudo bem. Mas você está dizendo que a punição precisa absolutamente ser uma execução. Além disso, isto está sendo aplicado à mãe de sua amante.”

“Se há uma puta que merece morrer, então ela deveria morrer.”

Barbatos soltou um suspiro.

“… Você disse que o nome da sua amante era Lapis Lazuli? Caralho ela é realmente de se admirar. Como diabos ela conseguia lidar com você? Se fosse eu, teria cortado as suas bolas fora e te largado há muito tempo atrás. Vocês dois realmente deveriam se separar.”

“Você está do meu lado ou do da Lala?”

“Eu não sei, seu imbecil.”

Barbatos coçou a cabeça.

“Eu estava esperançosa de que um novato verdadeiramente útil tivesse aparecido depois de tanto tempo, mas ele não é só um demente? Haaa, o meu destino é sempre assim…… Se você ignorar os seus problemas amorosos então até que ele é decente, mas como caralhos eu faço esse retardado funcionar como uma pessoa normal…”

“Olá? Eu consigo escutar tudo o que você está falando.”

“Já que eu quis que você escutasse é claro que você consegue. Senhor Putinha, eu estou pensando de uma forma progressista e contemporânea se eu devo ou não me nomear como a sua babá. Isso é um grandessíssimo poço de merda.”

Barbatos apertou a sua testa e grunhiu.

Era como se ela estivesse ponderando o quão profundamente ela estava planejando se envolver com a vida de outra pessoa.

Se você se preocupar com os problemas pessoais de outra pessoa então você muito provavelmente vai acabar preso em um pântano sem fim. Barbatos provavelmente estava pensando sobre esta sensação viscosa.

Pergunto-me se ela finalmente se decidiu.

“…Tudo bem. Continue falando.”

Barbatos estava com uma expressão que parecia que em sua mente ela havia aceitado a situação mesmo não querendo.

“Continue falando? Sobre o quê?”

“Seu mongol. Estou falando dos seus problemas amorosos. Pelo que você me contou até agora, não parece que ainda houve um grande problema entre você e a sua amante súcubo. Vocês podem até ter discutido, mas não foi uma briga grande o suficiente para acabar em uma separação. Que tipo de merda você fez no decorrer deste mês para fazer aquela garota ter tanta repulsa a você?”

“Vejo que você está falando em um tom de voz que é como se você já tivesse certeza de que eu sou o culpado.”

“Sim. Eu tenho certeza. Se você acha que isto é injusto então prove a sua inocência, tsk…”

Barbatos olhou para fora da janela.

Ainda era meio-dia, então estava claro lá fora.

Como se estivesse estimando o peso da luz solar, Barbatos semicerrou os olhos. A luz do Astro Rei poliu as suas panturrilhas enquanto escorria por suas pernas.

Falando honestamente, era encantador.

Até mesmo a luz do sol ficaria contente pelo fato de ter beijado a perna de Barbatos. Ao menos não há dúvidas de que ficaria mais feliz do que se tivesse iluminado a minha cabeça. Se não fosse pela sua silhueta infantil, então talvez eu pudesse ser seduzido por ela.

“…Ei. Para onde você está olhando?”

Barbatos estava me encarando como se estivesse observando algo podre.

Eu respondi com sinceridade.

“Eu estava admirando a sua perna.”

“Não é de graça, então se você quiser admirá-las precisa pagar.”

“Em vez de pagar, você pode olhar para a minha perna também.”

“Diga isto depois de ter depilado todos os pelos dela.”

Eu dei de ombros.

“Eu consegui informação.”

Barbatos balançou a cabeça.

“Que tipo de informação?”

“Uma pequena carta. Não há nome e nem emitente escrito nela. Apenas duas frases foram escritas usando uma caneta de pena. O seu conteúdo era bastante memorável.”

Eu tirei um pedaço de papel do meu bolso e entreguei a ela.

 

Você tem um inimigo.
Daqui a 10 dias, uma tropa de 2,000 homens invadirá o seu castelo de Lorde Demônio.

 

Hmm.”

Barbatos fez um som com seu nariz.

“Uma ameaça direta está escrita aí, huh.”

“Eu vejo isto mais como um aviso do que uma ameaça.”

“Por quê? Até mesmo à primeira vista isto se parece como um blefe.”

“Barbatos, olhe para as frases cuidadosamente. Podem parecer só duas sentenças, mas muitos significados se escondem dentro delas. Primeiro, ‘Você tem um inimigo’ está escrito aqui. Isso insinua sutilmente que ‘Eu não sou seu inimigo’.”

Isto era muito gentil para ser considerada uma carta de ameaça.

Por isso que quando recebi esta mensagem um mês atrás, Lala e eu ponderamos bastante sobre isto.

Quem, com que intenção, teria mandando uma carta destas.

“Observando o estilo da caligrafia, o indivíduo que escreveu esta carta é alguém de alta classe que recebeu educação profissional. Pela maneira que as palavras estão ligeiramente tortas, você consegue concluir que a pessoa é destra ou ambidestra.”

“…Você consegue identificar isto?”

“Isto tudo não passam de suposições.”

Eu me reclinei de volta sobre a cadeira.

Continuei falando em uma posição confortável.

“Também, há grandes chances de que a pessoa em questão está envolvida no ramo dos negócios em uma alta posição.”

Barbatos franziu as sobrancelhas.

Haa? Por que em uma alta posição?”

“Se você consegue ver, então olhe para os números.”

 

Você tem um inimigo.
Daqui a 10 dias, uma tropa de 2,000 homens invadirá o seu castelo de Lorde Demônio.

“Tem uma vírgula entre o dois e o zero. É por isso que há uma grande chance de que essa pessoa está trabalhando em uma alta posição.”

“…”

Barbatos continuava com o rosto confuso.

Parecia que essa criança violenta que era uma Lorde Demônio não era boa em adaptar a sua mente neste tipo de situação. Eu soltei um suspiro e expliquei para ela gentilmente.

“Pessoas normais não colocam uma vírgula quando escrevem números na casa dos milhares. Eles normalmente escrevem como 2000 sem nenhum tipo de sinal especial. Mas o indivíduo que escreveu esta carta adicionou uma vírgula por hábito.”

Portanto significa que era uma pessoa que normalmente lidava com grandes quantidades de dinheiro.

Uma pessoa que sempre colocaria uma vírgula sempre que três zeros estavam agrupados um ao lado do outro.

Uma pessoa que lidava com grandes números como 1.000.000 no seu dia-a-dia.

“Não há dúvidas de que esta pessoa cuida ou da contagem de documentos ou de registros frequentemente. Esta pessoa poderia ser um grande castelão de um território, ou poderia ser um mercador que trabalha em uma alta posição.” [1]

“Então é isto…”

O rosto de Barbatos torceu-se enquanto observava a carta.

“O seu cérebro realmente não está aí à toa.”

“Não fique comovida ainda. Ainda existem cinco verdades ocultas nesta carta. Mas se eu tivesse que explicar cada uma delas pouco a pouco então eu morreria de tédio, então eu as deixarei de lado.”

Desde a antiguidade os segredos eram como o sexo.

Quando você está despindo as roupas de sua companheira você tem que removê-las cuidadosamente uma de cada vez. Que prazer você poderia ter se rasgasse todas as roupas dela de uma só vez?

Tudo ficava em seu ponto mais belo quando semidesnudo. Como uma mulher que estivesse apenas parcialmente exposta era mais encantadora do que uma completamente nua, os segredos eram mais saborosos quando despidos pouco a pouco apenas aqui e ali e só então cozinhados.

C’est si bon.

“Este sujeito é um filho da puta completamente tarado, não é mesmo?”

Após escutar as minhas noções estéticas, o rosto de Barbatos se contorceu.

“De todo modo você esta dizendo que há uma grande possiblidade de que o culpado seja um mercador, certo?”

“Mm. Ao menos superficialmente.”

Eu cocei a minha testa.

“Por sorte, eu tenho uma grande amizade com os mercadores. Se, por um acaso, a pessoa que mandou esta carta realmente for um mercador e estivesse só fazendo uma brincadeira, então seria ridiculamente fácil apreender o culpado.”

“Hm? Como?”

Eu sorri suavemente.

“Eu já lhe disse. Os mercadores são meus amigos.”

 

Lorde Demônio mais fraco, 71º rank, Dantalian, Calendário Imperial: 05/09/1505, Niflheim, Palácio do Governador

 

“…Este cavalheiro jamais escreveu uma carta como esta.”

“Chefe. Eu, também, desejo acreditar que você é inocente. Mas no passado você me atacou e conspirou contra mim, ou não o fez? Em outras palavras, você ainda não é completamente confiável.”

“Este senhor não mais planeja ser hostil com Vossa Alteza.”

“Isto é mesmo uma pena. Eu não consigo acreditar em você.”

“…”

Ivar Lodbrok rangeu os dentes.

Era óbvio que ele estava irritado. Afinal, ele tinha motivos mais do que suficientes para estar estressado.

Esta pessoa diante de mim era a princípio um dos indivíduos com maior poder e autoridade. Ele era a pessoa mais rica do mundo dos demônios e também aquele que comandava a cidade livre de Niflheim por baixo dos panos.

Essa pessoa havia decaído e agora estava agindo como minha marionete. Ele latia como um cachorrinho sob meus comandos. Acabou se tornando algo digno de pena. Mesmo assim, eu não planejava perdoá-lo tão facilmente.

“O que este vampiro precisa fazer para ganhar a confiança de Vossa Alteza?”

“Simplesmente faça alguns favores para mim.”

“Que tipo de favores……?”

“Primeiro, eu gostaria de contratar alguns soldados.”

Estava escrito naquela carta anônima que um exército de dois mil soldados invadiria.

Apesar de ser incerto se a carta era verdadeira ou falsa, não seria nada mal estar preparado. No mínimo três mil. Sim, eu queria estar preparado com um exército de no mínimo três mil soldados.

“Eu considero este pedido como algo leve. Se for a maravilhosa Firma Keuncuska então com certeza vocês são capazes de reunir uma tropa de três mil homens facilmente. Você não acha?”

“……É claro. Vossa Alteza.”

O vampiro de sangue puro estava com uma expressão facial de quem estava comendo merda.

Ei, as suas emoções estão transparecendo completamente no seu rosto.

Ele, por um acaso, estava olhando com desprezo para mim? Era isto mesmo. Ele decidiu que não precisava mais manter as aparências enquanto estivesse em frente a mim?

Isso era preocupante. Um cachorro que menosprezava seu próprio dono era inútil. Parecia que eu tinha que ensinar as boas maneiras a esse vampiro mais uma vez.

“Lodbrok. Você por acaso não gosta de mim?”

“…… Isto não é possível. Este vampiro guarda em seu coração respeito e lealdade aos Lordes Demônios a todo momento.”

“Isto é um alívio. Eu também gosto bastante de você. Eu estava preocupado que este pudesse ser um amor unilateral. Amores unilaterais só são bonitos durante a tenra infância. Mas nesta idade, não é vulgar se deixar ser tomado por algo assim?”

Ivar Lodbrok me fitou com o olhar carregado de dúvida. Ele muito provavelmente estava tentando entender do que eu estava falando.

Eu tirei algo de minha manga. Bem, não era algo muito importante. Uma única mecha de cabelo. Não passava de uma única mecha de cabelos loiros.

O rosto de Ivar Lodbrok revolveu-se em uma careta.

“O que poderia ser isto?”

“Eu vou dizer isto novamente. Eu também gosto bastante de você. Exceto que, não a sua aparência senil, mas sim o seu corpo original. A sua forma feminina e delicada. Eu prefiro aquela.”

“……!”

Os olhos de Ivar Lodbrok tremeram com ansiedade.

O corpo principal de Lodbrok era uma garota com cabelos loiros. Os cabelos que eu acabo de pegar também são loiros. O que isto poderia significar?

“Certamente……!”

“Quando se trata do seu corpo, pessoalmente eu prefiro as suas panturrilhas. O seu peito pequenino e a silhueta de sua cintura também são bons. Mas eu realmente acho que as suas panturrilhas são as melhores.”

Eu sorri.

“Se você acariciar com cuidado, então você consegue sentir ambas ao mesmo tempo, a firmeza de suas canelas e a maciez de suas panturrilhas. Eu senti como se minhas mãos derreteriam de tão macias que elas eram. A fragrância de rosas que emanava de sua pela quase me fez querer lambê-la por acidente.”

“Vossa Alteza prometeu não tocar no corpo principal deste vampiro!?”

Ivar Lodbrok soltou um grito enfurecido.

“Este cavalheiro traiu Sua Alteza Paimon assim como Vossa Alteza ordenou! Este senhor protegeu Vossa Alteza sacrificando um executivo da Firma! Então por quê……!?”

“Não entenda errado.”

Eu falei em um tom despreocupado.

“Nós não fizemos uma promessa. Promessas são coisas mutualmente benéficas. Entretanto, nosso relacionamento é um pouco mais simples do que isto. É um de obediência absoluta.”

“……”

“Ajoelhe-se.”

Ivar Lodbrok congelou.

Pergunto-me se ele não conseguiu ouvir direito o meu pedido. Visto que ele está preso em um corpo senil a sua audição também estaria prejudicada? Certamente isto era possível. Não se preocupe. Eu acredito no respeito aos mais velhos. Eu sou um homem capaz de demonstrar compaixão com os idosos o quanto for preciso.

Com um tom gentil, eu ordenei mais uma vez.

“Ajoelhe-se, chefe.”

“……”

“Prossiga.”

Ivar Lodbrok dobrou os joelhos lentamente.

Eu assenti.

“Agora venha aqui.”

“……”

Humilhação e raiva tingiam o rosto do velho cavalheiro.

Eu não conseguia evitar amar toda vez que uma pessoa poderosa fazia uma expressão como esta. Parecia que eu estava vendo um delinquente mudando e consertando seus delitos. Eu quase quis elogiar em voz alta a beleza da humanidade.

Ivar Lodbrok se arrastou até mim.

Eu retirei o meu sapato e pressionei o meu pé direito sobre a cabeça do velho cavalheiro. Esta era é claro, uma ação humilhante. Os ombros de Ivar Lodbrok tremeram.

“Chefe.”

“… Sim, Vossa Alteza.”

“Por favor, comporte-se com mais cuidado quando a minha frente. Eu não te ridicularizei assim que nos encontramos. Normalmente e com suavidade. Eu te tratei como um cúmplice do mesmo nível que eu, e ainda assim, você não me olhou como se estivesse encarando um punhado de lixo?”

Pisa pisa

Eu pressionei a cabeça dele mais para baixo.

O nariz de Ivar Lodbrok tocou o chão.

“É por isso que a comunicação é algo impossível. Por quanto tempo você planeja me manter em um amor não correspondido? Se você deseja que eu respeite a sua dignidade, então você tem que respeitar a minha dignidade primeiro. Você entende?”

“Este cavalheiro vai, com toda certeza manter isto em mente……”

“Prepare o exército de três mil soldados em dois dias.”

Eu retirei o meu pé da cabeça dele.

“Seria um problema se você juntasse um punhado de pessoas aleatórias, então eu devo pedir a melhor qualidade possível de soldados. De acordo com a mensagem, a invasão acontecerá em dez dias, então se apresse.”

Ivar Lodbrok levantou a sua cabeça de volta rapidamente.

“Vossa Alteza. Dois dias é muito pouco! No mínimo, permita-nos uma semana… não, mesmo que Vossa Alteza nos desse a metade de um mês seria quase impossível contratar três mil soldados da melhor qualidade.”

“Do que você está falando? Têm muitas tropas próximas daqui.”

“Perdão?”

“Não tem soldados protegendo Niflheim? Eu ouvi dizer que a força militar daqui era de cerca de oito mil homens. Empreste-me alguns daqui.”

Ivar Lodbrok abriu sua boca.

Seu rosto era de como se ele tivesse acabado de ouvir uma sugestão inacreditável.

“Vossa Alteza! Essas são as forças de defesa da cidade!”

“E você é o verdadeiro governante de Niflheim. Você consegue movimentar as forças de um lado ao outro a seu bel-prazer.”

“Entenda por favor! Se os soldados sumirem então o método de defesa de Niflheim desaparece junto a eles. Niflheim é uma cidade livre que é responsável por toda a economia do mundo dos demônios. Se este lugar cair então uma grande calamidade ocorrerá em todo o mundo dos demônios. Se isso acontecesse enquanto a Peste Negra está se espalhando incontrolavelmente……!”

Whoa, whoa. Acalme-se.”

Eu levantei-me da minha cadeira.

Levantei Ivar Lodbrok para que ficasse em pé novamente e impecavelmente retirei toda a sujeira de suas roupas. Ivar Lodbrok, sem saber ao certo como reagir, não conseguia dizer nada em resposta.

“É claro que tem muitas coisas com que se preocupar. O perigo com que você terá que lidar também será grande. Eu entendo tudo isto. Eu realmente entendo. Mas apesar de tudo isto, chefe. É uma grandessíssima pena, mas.”

Por fim, eu bati a sujeira dos ombros de Ivar Lodbrok.

“Este problema é seu. Não meu.”

“……”

Eu dei um grande sorriso.

O vampiro estava sem palavras.

“Ah. Eu deveria informar que este cabelo não é do seu corpo principal. Como eu poderia fazer uma coisa dessas sendo que eu respeito você tanto assim, chefe? Não se preocupe.”

“Perdão? Então de onde…?”

“Eu peguei estes pelos soltos de um cachorro que estava vagando pelo palácio do governador depois de brincar um pouco com ele. A cor e o charme daquele cão eram bem refinados. Bem como esperado, se o dono é abastado então até seus animais vivem uma vida de luxo.”

A expressão facial de Ivar Lodbrok mudou rapidamente.

Ele deve ter percebido que havia se humilhado só por causa de um pouco de pelos de cachorro e estava estarrecido.

É por isso que você não deveria ter retaliado tão inutilmente. Nós poderíamos ter nos despedido felizes sem ter que aborrecer um ao outro.  Eu não conseguia entender as pessoas que insistiam em manter sua fronte e orgulho estufados quando sabiam que eles obviamente perderiam. Vocês são masoquistas? Vocês apreciam receber dor de propósito? É um grande incomodo o fato de ter tantos tarados no mundo……

“Três mil soldados. Da mais alta qualidade. Eu deixo isto em suas mãos, chefe.”

“……Sim.”

“Oh, sim. Eu também gostaria que você obtivesse algumas informações.”

Dei um sorriso largo.

“Essa não é uma empreitada muito difícil então você não precisa se preocupar. A tarefa é só encontrar uma única humana. Ah, enquanto você estiver fazendo isto compre uma garrafa de vinho mais fino possível para mim……”

“Tudo o que Vossa Alteza ordenar……”

Parece que ele finalmente desistiu de resistir. Ivar Lodbrok curvou a cabeça. Era bonitinho, já que seu cabelo pendendo lembrava as orelhas de um cachorro.

O fato de ele ter muitas rugas era um ponto negativo, mas ah bem. Seria melhor se eu só pensasse estar cuidando de um animal de estimação com orgulho muito forte. Eu me sentiria mal se eu só o ordenasse e humilhasse demais, então eu devia dar-lhe uma recompensa depois. Ah não. Eu não deveria ter o hobby de criar animais……


Tradutor: Yuere   |   Editor: BCZeulli


Contribua com a Novel Mania!