DDf – Volume 2, Capítulo 1.1 – Bons amigos


Lorde Demônio mais fraco, 71º rank, Dantalian, Calendário Imperial: 20/09/1505, Niflheim, Palácio do Governador.

 

“Eu escutei tudo. Você teve uma grande briga com a sua amante súcubo, certo?”

“Os boatos realmente se espalham rapidamente.”

“Eu sou uma garota atenta às novas tendências.”

Barbatos veio visitar o local em que eu estava hospedado.

Por alguma razão esta ilustre Lorde Demônio, de 8º rank, havia se afeiçoado consideravelmente a mim. Ela provavelmente teve uma boa impressão minha graças ao incidente em que eu derrubei Paimon de cima de seu pedestal. Bem, essa não era a única razão.

“Vá em frente e me conte tudo. Por que vocês dois brigaram?”

“Você não está vendo que eu ainda estou passando gelo no rosto? Faz só vinte minutos desde que eu levei o tapa da Lapis. Honestamente, eu não quero falar com ninguém agora.”

“Oh, pobrezinho deste homem.”

Barbatos deu um sorriso astuto.

Era um pouco irritante.

“Pense com cuidado. A sua amante é uma súcubo mestiça. Ela é uma pária que normalmente seria executada simplesmente por encostar em um Lorde Demônio. Se uma garota como essa fosse te bater, então ela faria isso enquanto colocava a sua própria vida em risco, literalmente. Que tipo de besteira você deve ter feito para fazê-la se arriscar a algo assim?”

“Então você está dizendo que isso é tudo minha culpa?”

“Isso mesmo. Em toda a minha vida, sempre que um problema ocorria, os homens sempre pareciam ter mais chance de serem os culpados do que as mulheres.”

“Você deve ser bem feliz por ter nascido mulher.”

Barbatos riu.

Normalmente nós não estaríamos em uma posição que nos permitia trocar palavras informais assim com tamanha franqueza.

Barbatos era a Lorde Demônio de oitavo rank. Ela possuía um exercito de 6000 homens em prontidão e um número incontável de seguidores sob seu comando. Ela até mesmo liderava uma grande facção política conhecida como a Facção das Planícies.

Por outro lado, eu era o Lorde Demônio de septuagésimo primeiro rank. Eu não só possuía nenhum seguidor, mas também não fazia parte de nenhuma facção de verdade. Eu podia até estar transbordando de dinheiro, mas não passava disto. Comparado à Barbatos eu era um mero inseto.

Apesar disto, parecia que Barbatos desejava, mesmo que levemente, que fôssemos amigos. O que eu deveria fazer quando a minha interlocutora queria um estilo informal de conversa comigo? É mais do que um prazer satisfazê-la.

“Dantalian. Nós podemos até não sermos amigos ainda, mas eu acredito que atingimos um nível relativamente próximo ao de uma amizade.”

“Isto é uma grande honra.”

“Estou falando sério.”

Barbatos deu um largo sorriso.

Aquela expressão facial era a razão para eu não sentir nem um pouco de credibilidade vindo dela, mesmo que ela dissesse estar falando sério.

“A maioria dos Lordes Demônios são um amontoado de lixo. Nenhum deles é promissor. Ainda assim, em 60 anos você é o primeiro novato que aparenta ser talentoso. Eu só queria te tratar bem, sendo a sua veterana neste ramo da indústria de negócios.”

Uma veterana, huh.

Barbatos liderava o grupo conhecido como a ‘Facção das Planícies’. Essa facção recebeu este nome devido ao fato de que a maioria dos Lordes Demônios que faziam parte deste grupo possuíam castelos que se situavam nas planícies. Como consequência de estarem localizados em uma área aberta, os encontros com humanos eram frequentes.

Portanto, Barbatos naturalmente tornou-se uma Lorde Demônio hostil para com os humanos. Se algum dia os exércitos dos Lordes Demônios invadissem o mundo dos humanos, então Barbatos iria, sem sombra de dúvidas ser aquela que os lideraria. Ela havia espalhado uma ampla rede de informações ao longo do mundo dos humanos e estava os vigiando constantemente enquanto se preparava para uma guerra colossal.

Por outro lado, Paimon, a Lorde Demônio que eu havia esmagado, era conhecida por ser a líder da ‘Facção das Montanhas’. Como o nome sugere, esse grupo era composto majoritariamente de  Lordes cujos castelos se localizavam nas regiões íngremes e montanhosas, onde eles raramente se encontravam com os humanos frente-a-frente.

A Facção das Planícies e a Facção das Montanhas estavam presas uma a outra em sua rivalidade.

Será que Facção Agressiva e Facção Moderada seriam termos mais apropriados?

Então quando Barbatos se chamou de ‘veterana’ e referiu-se a mim como ‘novato’, ela estava indiretamente tentando me atrair para sua própria facção. Aquela frase possuía uma trama oculta em si.

Eu olhei de esguelha para Barbatos.

 

“O que você quer?”

“Se você está tentando romper com aquela sua amante súcubo, então eu posso ajudar. Em primeiro lugar, não faz sentido algum uma pária estar fazendo sexo com um Lorde Demônio. Ainda não é tarde demais, então peça a minha ajuda.”

“……”

Nós nos encaramos por um momento.

“Você está me dizendo para terminar minha relação com Lapis?”

“Por quê? Você está envergonhado? Não se preocupe com isso. Tanto quanto as pessoas se empolgam rápido por aqui, essa empolgação também se esvai com a mesma velocidade. Dê um ano e elas terão esquecido completamente que você fornicou com uma pária.”

Barbatos falou como se fosse algo completamente sem importância.

Eu franzi as sobrancelhas.

“Não é você quem decide o que aconteceu e entre Lapis e eu, sou eu quem decide. Não se envolva tão profundamente com a vida amorosa de outra pessoa.”

“Normalmente eu não sou tão intrometida. Mas você não é um garoto normal. Você é o grande novato que conseguiu golpear Paimon. Como uma Lorde Demônio veterana, eu tenho a obrigação de demonstrar preocupação com a reputação de meu júnior.”

Barbatos cruzou as pernas.

Coxas e panturrilhas perfeitamente brancas entraram em meu campo de visão.

“É claro, não vai ser tão fácil assim romper relações com a amante que você demonstrou tamanho afeto. Eu entendo. Mas as pessoas se tornam mais fortes toda vez que perdem seu amor, criança.”

“……”

“O único significado que o amor possui é que ele expõe as suas fraquezas. As pessoas não ficam mais fortes quando experienciam ou dão amor, elas ficam mais fortes quando o jogam fora.”

Hou.”

Eu torci os cantos da minha boca.

“É assim mesmo que as coisas realmente são?”

“Sim, com certeza. Acredite em mim. Apesar de minha aparência, eu já vivi 500 anos. A quantidade de amantes com que tive relacionamentos passa de 1000. Se você escutar os meus conselhos amorosos então mulheres bonitas vão te dar boquetes só de você se deitar.”

Barbatos sorriu.

Era um sorriso astuto como um gato de rua.

“De qualquer forma, só me diga o que levou a essa separação. Diga tudo e deixe que sua mente fique tranquila. Se você colocar tudo para fora irá se sentir mais leve.”

Eu fiquei em silêncio por um minuto.

O que aconteceu para fazer com que Lapis Lazuli me desse um tapa.

A situação por trás disto era muito grande. Ela continha uma história tão distorcida e emaranhada em si mesma que eu não tinha ideia por onde começar.

Lentamente, eu abri a boca.

“Há meio mês, uma mulher velha veio nos visitar.”

“Hmm.”

“A princípio, eu pensei que ela fosse só uma mendiga. Afinal, a sua aparência era suja e miserável. Mas eu logo descobri que ela não era só uma indigente. Aquela velha era…”

Eu fechei meus olhos por um segundo.

Eu conseguia lembrar toda a cena claramente.

“Aquela velha era a mãe da Lapis.”

 

Lorde Demônio mais fraco, 71º rank, Dantalian, Calendário Imperial: 03/09/1505, Niflheim, Palácio do Governador.

 

 

“Entendo. Então você é mãe da Lala. O que te traz aqui?”

“Sim, oh grande senhor. Esta humilde mulher ouviu notícias de sua filha, aquela que estive vagando por anos procurando. Apesar de estar arriscando ser descortês, esta humilde mulher veio até aqui, até Vossa Alteza.”

Uma mulher idosa e incrivelmente enrugada falou.

Eu servi uma xícara de chá pessoalmente a senhora. Ela insistiu que era uma honra grande demais e tentou recusar várias vezes, mas apesar de como me pareço, eu ponho um valor imensurável quando se trata de respeitar os idosos. Além disto, se essa pessoa fosse à mãe de Lapis Lazuli então eu não poderia levar na brincadeira. Isso não faria com que ela fosse a minha sogra?

“Por favor, não faça com que a minha gentileza seja em vão.”

“Mu-Muitíssimo obrigado.”

A senhora de idade, como se não tivesse outra opção, cuidadosamente recebeu a primeira xícara de chá. Apesar de suas ações, parecia que não desgostava realmente disto.

“Você disse que esteve vagando em busca de Lala, certo?”

“Sim, Vossa Alteza.”

“De acordo com o que sei, Lala tornou-se uma órfã ainda bem nova. Quando ela desenvolveu os seus sentidos, os pais dela já haviam desaparecido. Dizer isto pode ser rude de minha parte, mas eu pensei que você tivesse abandonado a Lala e fugido sozinha…”

“Ah não. Não foi isto.”

Os olhos da velha senhora começaram a derramar lagrimas.

“Esta humilde mulher foi banida do vilarejo assim que deu a luz aquela criança. O prefeito da cidade me expulsou. Uma súcubo que fez um contrato matrimonial com um mero humano jamais podia ser aceita como membra da vila. Esta era a regra de nossa cidade.”

Eu escutei a história de vida desta velha mulher sem emitir uma palavra sequer.

“Esta idosa deu a luz aquela criança em um dia frio de inverno. A consciência desta pobre mãe ainda estava se recuperando do parto quando o prefeito subitamente ordenou que eu partisse. Esta humilde mulher implorou insistentemente que lhe fosse dado mais tempo… uma semana ou ao menos mais um dia. Mas foi em vão. Esta miserável mulher foi expulsa do vilarejo sem mesmo conseguir dar de beber o seu leite materno a sua filha uma única vez sequer…”

A mulher idosa descansou sua xícara e colocou-se de joelhos.

Ela se arrastou até mim e agarrou a minha mão esquerda.

“Oh grandioso senhor. A única coisa que esta mulher de origem humilde deixou para aquela criança foi o seu nome, Lapis Lazuli. O pai dela tinha os olhos com o mesmo azulado, portanto esta senhora deu-a este nome. Aquela criança certamente é filha desta humilde mulher. Por favor, se esta senhora puder ver o rosto de sua filha… ver se sua filha está bem… este é o único desejo desta mulher de origem tão humilde.”

O apelo desta senhora idosa indubitavelmente tocou meu coração.

Uma succubus que deu a luz a uma criança graças a seu amor para com um humano.

Por natureza, casamento entre demônios e humanos era proibido. Esta senhora, por ter violado este tabu, foi exilada e perdeu sua filha. Para uma cicatriz criada por uma mera noite de amor de verão, não tinha como não vê-la como grave.

“Entendo. Eu lhe providenciarei a oportunidade para que encontre Lapis.”

“I-isso é verdade? Muito obrigado. Muitíssimo obrigado, Vossa Alteza!”

“Uma mãe está encontrando a sua filha. Eu estou apenas garantindo que algo natural ocorra. Não há motivo para você me agradecer.”

Eu chamei Lapis Lazuli para o cômodo.

Pouco tempo depois, Lapis Lazuli, vestindo o mesmo uniforme impecável de sempre, chegou. Lala olhou para a idosa mas parecia que ela não foi capaz de reconhecer quem ela era.

“Vossa Alteza chamou-me?”

“Lala. Minha eterna amante e subordinada leal.”

“… Por que Vossa Alteza está se comportando assim tão subitamente? Sempre que Vossa Alteza começa a imitar um jeito estranho de falar, esta serva não consegue evitar sentir uma ansiedade estranha.”

“Observe esta senhora idosa aqui. Por um acaso você a reconhece?”

Lapis Lazuli franziu o cenho.

Era uma face que expressava o fato de ela não fazer ideia de quem era.

“Esta serva pede desculpas, mas esta pessoa é alguém completamente desconhecida para mim.”

“Olhe com mais cuidado. Você realmente não sabe?”

“Esta serva é incapaz de adivinhar o que Vossa Alteza está pensando.”

Foi então que a senhora começou a se aproximar de Lapis Lazuli.

Enquanto soltava um grito, a idosa abraçou Lala.

“Aah……! Minha filha! Essa com certeza é minha filha!”

Graças à situação repentina, Lapis Lazuli congelou. Ao invés de parecer confusa, ela parecia ser incapaz de entender o que estava acontecendo. Era esta a impressão que ela passava. Lala virou-se para olhar na minha direção.

“Vossa Alteza. Uma explicação, por favor.”

“Como você acaba de ouvir, essa pessoa é a sua mãe verdadeira. É claro, muitas coisas ainda precisam ser confirmadas, mas com certeza alguém não contaria uma mentira na presença de um Lorde Demônio, sendo que a verdade pode ser revelada a qualquer momento.”

Eu me senti um pouco orgulhoso.

Uma órfã conseguiu se reencontrar com sua mãe. Até mesmo eu, que sempre pensava de um jeito pessimista, não podia evitar ficar comovido com esse reencontro. Vagarosamente eu esperei as palavras de ‘muito obrigado’ saírem da boca de Lapis Lazuli.

Mas.

“……”

Lapis Lazuli estava estranha.

Uma emoção peculiar apareceu em seus olhos por um instante. Foi realmente em um curto momento. Se alguém fosse calcular o tempo que levou, então foi tão curto quanto um piscar de olhos. A expressão de Lapis Lazuli estava indiferente– Talvez, indiferente demais.

Apesar de não saber o que exatamente era aquela emoção.

Com certeza não era o tipo de expressão que alguém deveria ter quando reencontrava a sua própria mãe pela primeira vez em décadas.

Rapidamente eu tomei uma decisão.

“Lapis Lazuli.”

“Sim, Vossa Alteza.”

“Ajoelhe-se.”

Sem fazer uma pergunta sequer, Lapis Lazuli ajoelhou-se. Eu me pergunto se a idosa estava confusa com a ordem que eu dei subitamente, mas ela estava olhando para mim e para Lala intermitentemente com um olhar perplexo.

Eu me aproximei de Lazuli e brandi a minha mão direita. Não foi uma piada. Eu realmente coloquei força em meu braço e a estapeei. Lapis Lazuli, incapaz de aguentar a força, caiu no chão. Assim que isto aconteceu, a velha mulher soltou um grito agudo.

“O q-que Vossa Alteza! O que Vossa Alteza está fazendo!?”

“Silêncio, sua súcubo imbecil. Cuspa mais uma palavra e eu cortarei a sua língua e a enfiarei em seu ouvido.”

Eu ignorei o grito da mulher e agarrei Lapis Lazuli pelo cabelo. Então eu levantei seu corpo força. Lapis Lazuli não deixou escapar nenhum som e simplesmente olhou para mim com seus olhos desprovidos de emoções.

“Confesse. Você ousou usar truques sujos?”

“…Esta serva descobriu pela primeira vez que Vossa Alteza é muito mais violento do que eu pensava inicialmente.”

“Você é muito boa em ficar abrindo essa sua boca suja desse jeito. Você ficou cega só porque recebeu  a minha Graça Real? Eu permiti que uma mera plebeia como você ficasse ao meu lado e agora você quer me tratar como se eu fosse seu pai também? Fale. Eu sou o seu senhor ou eu sou a sua algibeira de moedas de ouro?”

Eu olhei de soslaio para a idosa e pude ver seus lábios tremendo.

Parece que ela não conseguia entender o que estava acontecendo a sua frente.

“A sua mãe não veio te procurar. Provavelmente foi você quem a encontrou antes. Você e a sua mãe planejaram essa performance desagradável para me ridicularizar, não estou certo?”

“Isso não é possível… grandioso senhor, isso é um mal-entendido!”

A velha senhora exclamou como se estivesse gritando.

“Esta humilde mulher encontrou a sua filha pela primeira vez hoje! Não houve uma ocasião em que esta senhora e a sua filha se encontraram para planejar um plano contra Vossa Alteza. Por favor, acredite nesta pobre idosa!”

“Eu sei muito bem o quão astuta a sua filha é. Sempre tentando me enganar e me apunhalar pelas costas sempre que ela tem a chance. Isto é a mesma coisa. Não foi o suficiente você sozinha viver na riqueza, então você trouxe também a sua mãe. Sua mulher desgraçada.”

Eu estapeei a bochecha de Lala mais uma vez.

Uma vez, duas vezes, três vezes, eu continuei batendo.

A cada golpe a velha senhora gritou de novo e de novo. Mas era só isto. Assim que eu desembainhei uma adaga a idosa correu apressadamente para fora do recinto e escapou para algum outro lugar.

“……”

A sala de visitas estava silenciosa.

Lapis Lazuli ficou de pé e silenciosamente tirou o pó de sua saia. A face de Lala continuava inexpressiva, e parecia que ela não sentia nenhuma dor em especial vinda de suas bochechas inchadas e avermelhadas.

“… Desgraça.”

Tudo

Eu finquei a lâmina na mesa.

“Era uma mentira. A sua mãe nos ridicularizou com uma mentira, Lala! Ela não veio até você porque ela estava preocupada, ela provavelmente queria simplesmente se agarrar em você como algum tipo de parasita.”

“Isso muito provavelmente está correto.”

Lapis Lazuli falou calmamente.

“Esta serva foi aceita oficialmente como a concubina de Vossa Alteza Dantalian. Somado a isso, Vossa Alteza entrou no ranking das pessoas mais ricas do continente. A mãe desta serva muito possivelmente se aproximou de Vossa Alteza almejando nossa riqueza.”

“Fugir correndo sozinha enquanto a sua própria filha estava sendo agredida…!”

Era um teste simples, mas extremo.

Para confirmar quais eram as verdadeiras intenções daquela mulher.

Se aquela velha senhora realmente tivesse vagado por 40 anos buscando sua filha, então não teria como ela ficar inerte e deixar que a violência acontecesse. Ela tentaria me parar mesmo que ela tivesse que arriscar a sua própria vida.

Entretanto, aquela velhota fugiu muito facilmente. O que isso significava? Significava que aquela velha senhora, como uma mãe, não amava ou prezava por Lapis Lazuli.

A possibilidade de ela ter vindo por dinheiro era incrivelmente alta. Ela muito provavelmente se arrastou até aqui para se encostar em sua filha e viver uma vida repleta de luxo. Meu coração ficou completamente negro com a fúria.

“Para ela copular com um homem irresponsavelmente, terem uma filha irresponsavelmente, e fugir do vilarejo sozinha irresponsavelmente– e tentar voltar e agir como uma mãe agora! Quão cara de pau alguém pode ser depois de ter abandonado sua filha por 40 anos!”

“Vossa Alteza.”

“Eu vou mata-la!”

Eu gritei.

“Eu vou arrancar a língua dela, quebrar seus braços e pernas, e joga-la em um chiqueiro. Seria apenas apropriado que aquele tipo de vira-lata receba punição divina. Se os Deuses estão negligenciando o trabalho deles, então não me resta outra opção senão puni-la no lugar deles!”

“Vossa Alteza.”

Lapis Lazuli olhou diretamente para mim.

“Recomponha-se. Não há motivos para Vossa Alteza sujar as suas mãos.”

“Não, existem motivos mais do que suficientes, Lala. Você é minha amante. Seja isso uma farsa ou não, você ainda é a minha noiva. A zombaria que você recebe se torna a minha própria humilhação. A zombaria que eu recebo torna-se a sua humilhação. Como isso poderia não ter importância!?”

“……”

“Não se preocupe. Como eu poderia dizer para você matar a sua própria mãe? Só espere pacientemente. Eu vou cuidar disto com discrição. Eu vou garantir que lixos como este jamais intervenham em sua vida novamente. Primeiro subornar os guardas e…..”

Slap

Por um momento eu não consegui entender o que tinha acontecido.

Porque era algo que eu nunca esperei que pudesse acontecer.

Eu olhei para Lapis Lazuli com o rosto atordoado, ainda incapaz de acreditar no que havia acontecido.

“Lorde Dantalian.”

“……”

“Esta serva disse para você se recompor.”

O sentimento em meu peito se acalmou.

Agora mesmo Lala me deu um tapa.

Isto por si só não era um problema. Eu também não tinha batido no rosto dela várias vezes pouco antes? Olho por olho, dente por dente. Naturalmente ela também tinha o direito de me bater de volta. Entretanto, o fato de que ‘Lazuli me bateu’ foi o que me chocou.

“Lala……”

“Vossa Alteza finalmente se acalmou?”

“Perdoe-me. Eu não bati em você antes porque eu quis. Eu peço desculpas por ter brandido a minha mão como um bárbaro. Eu realmente estou arrependido. Mas eu tive de ter certeza se sua mãe estava sendo honesta ou não.”

Eu falei em voz baixa.

“Se eu não deixasse isto claro, então eu pensei que no fim, você acabaria se machucando. Pagando o preço por ser o ‘malvado’, eu quis garantir a sua segurança. Eu juro, eu não tive nenhum motivo escuso.”

“Esta serva sabe disto, mas este não é o problema.”

Lapis Lazuli balançou a cabeça.

“Não tem para que pedir perdão por me agredir. Esta serva é uma plebeia. Só de estar ao lado de Vossa Alteza Dantalian já possibilita que eu me banhe em privilégios que não mereço. O verdadeiro problema é outro.”

“O que você quer dizer com verdadeiro problema……?”

“Vossa Alteza não sabe?”

Esse tipo de pergunta me deixava louco.

A outra pessoa sabia a resposta, mas eu não. Sendo assim, então eu deveria ter o direito de ao menos saber qual era a pergunta, mas por alguma razão a outra pessoa a possuía e guardava para si tanto a resposta quanto à pergunta. Isso não era excessivamente injusto?

“Lala. Eu não quero debater com você.”

“Isso não é um debate.”

Lapis Lazuli curvou a cabeça.

“É um teste simples.”

Então Lala saiu da sala.

Sem pedir permissão para sair.

Subitamente eu me encontrei sozinho no cômodo e simplesmente encarei o espaço vazio a minha frente, sem ter reação. Foi então que uma janela de aviso semitransparente apareceu.

 [Afeição de Lapis Lazuli diminuiu 1 ponto.]

Por um longo tempo eu encarei inerte o aviso. Porque não tinha mais ninguém no recinto para ouvir as minhas palavras, eu murmurei baixinho para o vazio.

“……Qual era o problema?”

O som dos pássaros cantando podia ser escutado pela janela.


Tradutor: Yuere   |   Editor: BCZeulli



Notas: É… apenas se lembrem de que o Dantalian tem uma história horrível com a família dele e que ele nunca amou antes então está meio burro.
Não esqueçam de comentar, e lembrem-se que palavrões tendem a ser deletados ^^.

Violência contra a mulher é crime, denuncie.


Contribua com a Novel Mania!