DDf – Volume 1, Capítulo 4.2 – Táticas românticas de enganação


Lorde Demônio mais fraco, 71º rank, Dantalian, Calendário Imperial: 16/08/1505, Niflheim, Praça de Hermes

 

O voo demorou 8 horas.

Honestamente, aquilo e tortura não eram muito diferentes. Mais uma vez, eu senti falta dos avanços da ciência no meu mundo.

Sentar atrás de uma bruxa em uma vassoura. Falando parece fácil, mas isso machucou muito a minha traseira. Depois de chegar a Niflheim eu não consegui ficar em pé apropriadamente por um bom tempo. Uma viagem dessas custar 41 libras. Eu queria pedir o meu dinheiro de volta imediatamente.

“Muito bom pessoal. Eu estava pensando em comprar uma cerveja para vocês, por terem nos trazido até aqui em segurança, tudo bem por vocês?”

Para manter uma boa aparência até mesmo em uma situação destas, é a desgraça conhecida como vida social. Isso não é horrível? Não era ainda mais horrível que as bruxas deram vivas e disseram “Muitíssimo obrigado!” para a minha oferta?

“Nós conhecemos um bom lugar”, disseram as bruxas, e nos guiaram até lá.

O local era uma praça. Em um canto do grande local, havia muitos bares e pubs alinhados juntos. Mesmo com só uma olhada rápida, você já conseguia ver mais de 200 clientes sentados do lado de fora bebendo cerveja. Parecia que todos os bares dividiam os assentos externos.

“Esse é o Templo da Praça de Hermes. É o principal ponto turístico de Niflheim. E é o único local que você pode beber cerveja sem ter que se preocupar com a sua raça ou status social.”

As bruxas conversavam agradavelmente.

“Este lugar herdou o nome do Templo de Hermes que estava em ruínas aqui. O Senhor consegue ver os escombros ali? São os vestígios do templo.”

“Ele parece ter sido preservado devido ao valor histórico.”

Ahaha, perdoe-me, porém não é isso. 12 anos atrás aconteceu uma briga grupal. Um bando de trolls e minotauros imbecis ficaram bêbados e começaram um luta gigantesca. Por causa disso, tudo acabou completamente devastado. No dia seguinte ao incidente, o governante de Niflheim criou uma lei que estabelecia que ‘em assassinatos que ocorressem em uma mesa com mais de 7 pessoas, estando elas bêbadas, todas as envolvidas serão declaradas inocentes’. Bem, em outras palavras, ele estava basicamente dizendo para todos que ‘dá próxima vez que vocês ficarem bêbados e começarem uma confusão, nós não vamos nem tentar achar o culpado por vocês, então se virem’.”

“… Essa é uma lei surpreendentemente singular.”

“Nosso governante é um pouco impetuoso.”

A bruxa assentiu.

“Analisando seriamente, você também poderia dizer que o governador é alguém capaz de demonstrar engenhosidade. Deixar as ruínas aqui deste jeito, também funciona como um aviso.”

“Não façam confusão?”

“Mais ou menos isso-.”

Fomos até alguns assentos vazios quaisquer e nos sentamos.

Uma fada do tamanho de um palmo voou até nós e pegou nossos pedidos. Parecia que a fada estava com muito medo das bruxas, já que elas não estavam levantando tanto seus rostos como antes. As bruxas podiam até ser tratadas como escravas que tiveram as almas tomadas pelos Lordes Demônios, mas elas também tinham poderes incríveis que não podiam ser subestimados.

Pouco depois, fadas em uma formação linear, trouxeram as cervejas até nós pelo ar. Cada um de nós pegou um copo e o levantou.

“Todas vocês fizeram um bom trabalho hoje. Mesmo que tenhamos sido atacados por sereias durante o voo, vocês conseguiram repeli-las rapidamente. Eu devo elogia-las por isto. Nós conseguimos chegar em segurança graças a vocês irmãs. Eu gostaria de fazer um brinde para as irmãs Berbere.”

““ As irmãs Berbere!””

 Clang

Os copos de cerveja fizeram um satisfatório tinido ao se baterem no brinde.

A comemoração continuou alegremente.

Depois de descobrir que Shakespeare nunca existiu neste mundo, eu imediatamente comecei uma peça improvisada com um só ator de ‘Macbeth’ e ‘Romeu e Julieta’.

Provavelmente agora seria difícil recitar as falas do início ao fim como eu fazia no ensino fundamental. Mas era fácil colocar uma quantidade decente de efeitos dramáticos enquanto eu contava a história. As bruxas ficaram em transe enquanto eu atuava com o rosto recheado de sofrimento.

“…Finalmente, Julieta tomou a mão de Romeu sobre a dela. Uma mão fria. Havia calor, porém ele estava lentamente se esvaindo. Julieta, querendo sentir ao menos um pouco desta calidez, colocou a mão de seu amante sobre a bochecha…”

“…”

Todas as 12 bruxas estavam segurando a respiração.

Lapis Lazuli segurando o seu copo, parecia estar serena, entretanto, ele estava vazio há um bom tempo. Até mesmo Lapis havia sido cativada pela minha peça improvisada.

“Entretanto, em pouco tempo as costas daquela mão também se tornaram frias. Julieta derramou uma lágrima. Aah, para onde foi o meu amor? Por que seu corpo está tão frio? Desesperada para sentir ao menos um pouco de calor, Julieta procurou pelo corpo de Romeu… porém, ela não conseguiu encontrar a temperatura de seu amante que ela tanto desejava. Aah, Romeu, ó doce Romeu. Eu não consigo mais sentir o seu calor…”

Uh, aah.”

Lágrimas começavam a aparecer nos cantos dos olhos das bruxas.

Se você olhasse ao redor, não era só a nossa mesa que estava quieta, mas as outras ao redor de nós, estranhamente também estavam silenciosas. Eu podia sentir que as outras pessoas tinham virado os seus ouvidos para mim.

Eu tinha certeza. Em minhas mãos, estava o coração de aproximadamente 30 pessoas.

As pessoas do mundo moderno já conheciam muito bem a história de ‘Romeu e Julieta’, então elas não conseguiam entrar de coração na trama. Entretanto, essas pessoas eram diferentes. Para os moradores do mundo dos demônios, era a primeira vez ouvindo uma história de amor tão intensa. É claro que o nível de imersão seria bem diferente comparando os dois públicos.

Amor proibido era sempre um tema popular.

Eu falei com uma voz pesarosa.

Oh, mas o que é isso? Chegando ao fim, nos últimos momentos, Julieta conseguiu descobrir um local de calor vindo de seu amante. Os lábios. Ainda havia uma débil sensação de temperatura vindo dos lábios dele. Chorando, Julieta pressionou seus lábios contra os de Romeu. Não havia nada mais quente… mais gentil… mais macio. Mas, ela sabia. A gentileza dos lábios dele também iriam se desfazer assim como um sonho numa noite de verão.”

Eu pausei.

Uma quietude assustada reinava sobre a ‘festa’.

No ponto mais alto do zênite.

Depois de ver as lágrimas caindo dos olhos das bruxas, sentindo animação por dentro, mas demonstrando um tom trágico por fora, eu continuei.

“Julieta murmurou. Se é para ser assim, então agirei antes que tua calidez se esvaia. Antes de testemunhar a morte de meu amor, encobrirei uma morte com outra… Julieta segurou a adaga de Romeu.”

Aah, aaah!”

As bruxas cobriram suas bocas com as mãos.

Elas finalmente descobriram qual o final da história.

Seus olhos estavam cheios de choque.

“Julieta gritou. Oh! Seja bem vindo punhal! Eis aqui tua bainha, repousa em meu coração e permita-me morrer!…” e Julieta apunhalou a lâmina profundamente em seu próprio peito.

Ah, aah!”

Eventualmente as bruxas se abraçaram.

Mm.

Eu estava incrivelmente satisfeito.

Conseguir controlar as emoções das pessoas com minha habilidade de atuação. Faze-las felizes, tristes, esperançosas ou desesperadas, era isso que realmente me motivava a viver. O estresse que havia se acumulado durante nosso voo derreteu como gelo sob o sol.

Minha segunda irmã mais nova me criticava intensamente devido a isso, ela dizia que esses eram os gostos de alguém depravado.

Eu realmente não a entendia.

Eu só estava presenteando-os com satisfação de graça.

Olhe bem. As bruxas não conseguiram lidar com a tragédia e estavam tremendo, Lapis podia até continuar sem expressão, mas ela estava segurando o copo com firmeza, e até mesmo os outros clientes ao nosso redor estavam soltando gemidos. Essa cena não era bela e harmoniosa?

É por isso que eu devo fazê-los ainda mais felizes.

Dando um sorriso distorcido por dentro, eu falei.

“O líquido vermelho vazou do peito de Julieta. Ela podia sentir o seu próprio sangue. A sua visão começou a escurecer…”

“N-não.”

Alguém deixou escapar um leve lamento.

Como eles podiam reagir com tamanha pureza?

Realmente, eu sentia que valia a pena atormenta-, não, quero dizer, servi-los.

“…Finalmente. Julieta pressionou a sua face contra o corpo de Romeu. O corpo de seu amante estava imensamente caloroso. Na verdade, isso se devia ao sangue escorrendo de Julieta, Entretanto, ela, que já havia quase que perdido todos os seus sentidos, só sentia isto como a gentileza vindo do corpo do Montéquio… Uma benção que era uma tragédia. Uma tragédia que era uma benção… a Capuleto sorriu fracamente… Por fim, afundada em seu próprio sangue. Com o rosto sobre o corpo de seu amado. Lentamente, bem lentamente… seus belos olhos se fecharam.”

Fecham-se as cortinas.

FIM.

Um momento de silêncio.

““ Pobrezinha da Julieta—!””

As bruxas gritaram em sincronia.

O final que não dava chances para qualquer felicidade ou esperanças havia causado um grande impacto em suas mentes. As doze começaram a vociferar suas reclamações.

“Não pode ser! Isso não pode acontecer!”

Waah, waah…”

“Senhor, Grandioso Senhor! Os dois ficaram felizes no final, não é? Algum bruxo incrível aparece e com um ‘tadah!’ ressuscita os dois, né!?”

Seus clamores fervorosos fizeram com que eu me sentisse satisfeito.

Minha plateia. Obrigado por reagirem com tamanho fervor.

Mas o que eu mais amava neste mundo, era mostrar às pessoas que estavam rezando por um final feliz a cruel verdade sobre a desesperadora realidade.

“Infelizmente… esse tipo de benção nunca recaiu sobre os dois.”

“T-Tem certeza?”

“Sim.”

Eu assenti.

As bruxas tinham expressões desoladas estampadas em seus rostos, era como se elas tivessem acabado de escutar a União Internacional para Conservação da Natureza dando a notícia que as lontras marinhas estavam à beira da extinção.

Eu sorri.

“Romeu e Julieta, sem poderem ser ressuscitados, continuaram mortos para sempre.”

Huaaaaaaang!

As bruxas choraram com todo o fôlego que tinham.

Neste momento, em seus corações, havia sido marcada uma cicatriz que nunca seria apagada.

Eu acreditava que as cicatrizes faziam as pessoas crescerem. Ou seja, ao dar a elas essa cicatriz, eu também estava lhes dando a oportunidade de crescer como pessoa. No futuro distante, essas bruxas provavelmente vão olhar para trás e me agradecer. Que graças à profunda estima de Sua Alteza Dantalian, elas conseguiram amadurecer ainda mais como indivíduos…

Os resultados da minha lição tiveram efeito bem rápido.

 

[Sua performance diabólica cativou as pessoas!] .
[Afeição da Bruxa Humbaba subiu 11 pontos.] .
[Afeição da Bruxa Stheno subiu 12 pontos.] .
[Afeição da Bruxa Euryale subiu 9 pontos.]

 

Uma grande quantidade de janelas de notificação apareceu.

Com exceção de uma bruxa, a taxa de afeto de todas subiu uma quantidade incrível. Não havia dúvida, as bruxas haviam sido profundamente comovidas pelas minhas histórias de romance. Como prova disto, elas continuavam derramando lágrimas mornas.

“A Lady Macbeth, a Julieta, elas…”

“ Só existe falsidade neste mundo…”

“Eu não vou mais acreditar em coisas como religião…”

Isso não era incrível?

A cor depressiva do desespero era a que mais combinava com as pessoas.

Como o líder de uma nova igreja, eu estava observando os cordeirinhos com satisfação. É isso mesmo. Joguem fora suas esperanças para com o mundo, e se tranquem dentro de casa. Desse jeito, tudo vai dar certo.

“Devo admitir, Vossa Alteza é o mesmo de sempre.”

“Eu sei. O meu charme é me manter sempre divertido.”

“Vossa Alteza, acredito que se manter podre por dentro é um defeito.”

Hoo, é por isso que a inveja de uma mente estúpida é bem vulgar.”

Eu levantei os cantos de minha boca.

Lapis Lazuli estava me encarando com os olhos mortos.

Estava tudo bem. A sua expressão podia até estar desse jeito, mas por dentro, ela também havia sido comovida por minha eloquência. Provavelmente não seria um exagero dizer que ela foi cativada. A jovem provavelmente só estava com vergonha de demonstrar os seus sentimentos…

 

[Afeição de Lapis Lazuli caiu 1 ponto.]

 

Eu estava errado.

Lapis estava muito além de ser dissimulada.

Desde o princípio, seja vergonha ou timidez, esses tipos de emoções bonitinhas jamais existiram dentro desta succubus insensível.

Hm hm. Agora é hora de uma história mais alegre…”

Ooi! O atendimento daqui é terrível!”

Foi no momento em que eu tinha limpado a minha garganta para mudar o assunto.

Do outro lado da praça veio um som de algo quebrando, seguido por uma algazarra barulhenta. Nosso grupo, como se tivéssemos ensaiado antes, virou a cabeça para aquela direção.

“O álcool tem um gosto horrível, os assentos são duros! Vocês nem sequer mostram respeito para com os seus clientes! E ainda querem receber pagamento por isso, vocês estão mesmo tentando fazer negócios!?”

“Perdoe-me. Minhas mais sinceras desculpas, Vossa Alteza.”

Um jovem estava gritando com um velho anão.

O rosto do anão estava coberto de rugas. Suas roupas eram relativamente boas. Ele quase com certeza era o dono de um desses bares. O ancião estava no chão, curvando a sua cabeça sem parar.

“É porque nossos pobres funcionários não conseguiram reconhecer Vossa Alteza…”

“Há. É por isso que todo velhote deveria morrer.”

Smack

O jovem chutou a lateral do peito do velho anão.

A vítima soltou um grito e caiu no chão.

“Tentar fazer negócios quando você só tem mofo no lugar do cérebro…!”

Chute.

“Olha só o seu entretenimento, é patético!”

Outro chute.

Essa violência irracional estava acontecendo em público.

O clima na praça esfriou. Entretanto, não houve uma pessoa sequer que tentou parar este evento.

Como se todos tivessem feito um acordo silencioso de se manterem afastados da agressão acontecendo a sua frente.

O gosto do álcool sumiu rapidamente. O estado de embriaguez em que eu estava por beber a cerveja havia esfriado de maneira estável. Não era uma frieza do tipo bom e refrescante, mas sim do tipo desagradável.

“Quem é esse homem ridículo?”

“O Lorde Demônio de 72º Rank, Andromalius.”

Lapis Lazuli sussurrou.

“Lorde Demônio?”

Eu franzi as sobrancelhas.

Agora olhando com atenção, eu podia ver um pequeno chifre em sua testa.

O chifre na parte de trás da minha cabeça era pequeno o suficiente para quase ser coberto pelo meu cabelo, mas o dele era ainda menor. Se eu não soubesse que ele era um Lorde Demônio, eu teria confundido aquilo com uma espinha inchada.

“Sim. Andromalius passa boa parte do seu tempo, o ano todo, nos cassinos de Niflheim. Ele é famoso por usar o título de Lorde Demônio para abusar das pessoas.”

“Então ele é como um valentão da vizinhança.”

Eu zombei.

O Lorde Demônio Andromalius aparecia no jogo, então eu sabia bem sobre ele.

Se Dantalian era um chefe para praticar, então o de rank 72 era o do tutorial. Ele era o bostinha que era morto pelo herói nível 1.

A miséria adora companhia.

Seja Andromalius ou Dantalian, nós dois estávamos no nível em que éramos tratados como bucha de canhão, então seria uma boa ideia nos ajudarmos, mas-

Havia uma grande diferença entre eu e esse vadio.

É o Lorde Demônio Andromalius que ‘desperta’ o herói.

No prólogo, o protagonista era atacado por demônios.

Exceto o personagem principal, todos os moradores do vilarejo e sua família acabam morrendo. Se você escolher jogar como um personagem masculino, a sua irmãzinha é morta. Se escolher o feminino, o seu irmão mais velho é sacrificado.

Não importa qual escolha, o protagonista perde alguém importante para ele. Portanto, com esse desejo incontrolável por vingança, ele jura ‘Eu matarei todos os Lordes Demônios neste continente’…

Hmm.”

O culpado por criar o monstro conhecido como ‘herói’.

Esse é o futuro vindouro daquele homem do outro lado da praça atormentando um idoso.

Estávamos no ano de 1505 do calendário imperial. O ano em que o vilarejo do herói seria atacado era 1506 do mesmo calendário.

Seria apenas apropriado fazer algo antes que esse ano passasse. Caso contrário, isso significa que uma criança no meio das montanhas vai subitamente despertar como um herói. Livrar-me mais cedo de uma variável como o herói seria uma decisão sensata caso eu queira continuar vivendo a minha vida de maneira preguiçosa e pacífica.

Foi então que.

Com um ‘tirring’, um alarme soou e janelas de notificação apareceram.

As escolhas mostradas eram como uma exposição dos meus pensamentos.

 

[1. Tornar-se amigo de Andromalius.] .

[2. Matar Andromalius.]

 

Eu coloquei a mão no meu queixo.

…Sim. A primeira opção era vantajosa.

Depois de estabelecer uma relação amistosa com Andromalius, eu iria induzi-lo a atacar mais cuidadosamente o vilarejo do herói. Eliminar a fonte do problema. A tática de se livrar de um perigo potencial com antecedência era sempre válida.

Por outro lado, a segunda opção era radical.

Matar Andromalius e sumir com toda a fonte da questão, a ideia por trás do plano não era errônea. O problema seria as repercussões.

‘Um Lorde Demônio matou outro Lorde. ’

Graças a esse incidente, as pessoas iriam prestar atenção em mim. Os seus olhares iriam desnecessariamente se focar neste Lorde. Como uma possível escolha, isso causaria muita comoção.

Eu preferia lidar com os problemas de maneira mais discreta. Como um assassinato. Entretanto, eu nem sabia onde contratar um assassino… Eu teria que escolher a número 1?

Observando a atmosfera gélida englobando a praça, eu podia dizer com certeza que Andromalius não era popular. Os demônios de diferentes raças neste local pareciam desprezar esse depravado. Isso era um problema. Se eu me envolvesse amistosamente com ele aqui, então minha própria imagem também iria decair. Para os políticos, suas reputações valem tanto quanto suas vidas. Se possível, eu queria manter a minha tão limpa quanto eu conseguisse.

Mas, alguma outra opção além da primeira era factível? Matar Andromalius sem chamar atenção. Como eu poderia conseguir um resultado tão ideal…? Era impossível evitar completamente os holofotes, mas era possível desviar o olhar da plateia para outro local…

“Vossa Alteza?”

A voz de Lazuli me trouxe de volta a realidade.

Eu rapidamente virei à cabeça.

“Lala. Neste momento, você está usando o anel?”

“Sim?… Estou usando agora mesmo.”

“Um instante, deixe-me confirmar.”

Sem avisar, eu agarrei a mão esquerda dela. Eu pude sentir uma leve elevação sob a luva de Lapis.

Havia um anel em seu dedo anelar.

Publicamente, Lapis era conhecida como a minha concubina.

O Lorde Demônio Dantalian havia se apaixonado tanto por sua amante mestiça que ele nem se importava com as questões políticas. Era este o tipo de boato. É claro, isso não passava de um rumor que criamos de propósito.

Os anéis foram comprados para dar ainda mais vida a esse boato distorcido. Poucos dias atrás, eu gastei 1.600 moedas de ouro para comprar dois anéis luxuosos.

Era um par de anéis para casais com um diamante azul-celeste de cinco quilates encrustado em cada. Na parte interna havia inscrições na língua franca, Autre ne vueil, ‘Eu não desejo ninguém além de você’.

Ou seja, o típico voto de noivado.

Do ponto de vista público, o Lorde Demônio Dantalian era o maior idiota do mundo. Um imbecil que havia comprado um anel para sua amante assim que conseguiu um pouco de dinheiro. Mas olha só agora. Foi bom eu ter preparado isso com antecedência. Surgiu uma utilidade para o anel. Uma onça de prevenção vale uma libra de remédio…[1]

“Nem pense que você vai poder fazer negócios aqui outra vez, nunca mais! Seu velhote! Seu pedaço de lixo mofado.”

Andromalius ainda estava agredindo o idoso.

Havia um sorriso maligno no rosto do Lorde, parecia que gostava de espancar outras pessoas. Aquela expressão ingênua em sua face era invejável.

De qualquer forma, Andromalius, brincar sozinho acaba ficando chato bem rápido. Por favor, deixe-me fazer parte de suas atividades divertidas.

Não se preocupe. Eu tenho um talento para fazer festas ficarem divertidas. Agora a pouco, com minha bela eloquência eu consegui petrificar as bruxas. Você também, em breve irá estar estirado no chão tremendo de tanto gargalhar. Eu te transformarei em um incrível personagem secundário de uma história de romance.

Finalmente, eu confirmei com Lapis.

“Lazuli. Andromalius possui algum grupo o protegendo?”

“Pelo que sei, não há nenhum.”

“Há algum outro Lorde Demônio particularmente próximo a ele?”

“Não há nenhum. Mesmo entre os Lordes, Andromalius é tratado como uma falha miserável.”

“Esplêndido.”

Em outras palavras, eu não tinha com o que me preocupar.

Eu levantei o meu copo de cerveja.

Um.

Dois.

Três.

Depois de contar mentalmente, eu o soltei–

 


 

TN: 1 onça = 28 gramas, 1 libra = 453 gramas.

 

Bczeulli: Análise do capítulo: O governante de Niflheim é preguiçoso, este Dantalian poderia trabalhar em Hollywood ou na Broadway.

Eu não sei vocês, mas o Yuere resolveu parar bem na hora em que o Dantalian… Eu não irei contar! Comentem bastante, quem sabe vocês acabem comovendo o Elder para lançar a próxima parte logo ;P


Tradução: Yuere

Revisão: BCZeulli


Contribua com a Novel Mania!