Arena – Capítulo 20 – Dentro da Escuridão (2)


— Você se lembra do primeiro dia, quando Park Go-chan e Kang Chun-seong quase lutaram?

— Como eu poderia me esquecer?

— Você se lembra o que Kang Chun-seong disse nesse momento?

Oh. Os globos oculares¹

Eu ri e acenei com a cabeça.

— Isso, ele disse alguma coisa sobre algo que qualquer um pode fazer, mas nem todos tem coragem de fazer.

— Sim…

— Hye-su, eventualmente você vai precisar fazer isso também. Você não pode ser protegida para sempre.

— …

— Eu sei que é assustador. Eu também estava aterrorizado. Ainda estou! Mas tente atravessar essa montanha… Uma vez que faça isso, você será melhor que qualquer outra pessoa. Hye-su, você é capaz de fazer isso.

Eu me levanto do meu lugar, não posso mais adiar minha decisão.

— Eu vou indo agora.

Ah …!

Lee Hye-su ficou em pé bem rápido e tentou me persuadir, mas eu segui em frente e parti rumo ao desfiladeiro. Assim que saí da caverna e entrei na floresta, peguei minha bolsa de balas, o rifle e invoquei Sylph.

— De agora em diante, anule todo o barulho que eu fizer.

— Miau.

Eu dei um passo e, milagrosamente, o som estaladiço² da relva pisada não soa.

“Legal!”

Com isso, evitaria com facilidade os nove macacos que permaneceram vigiando.

— Me guie até onde o líder está, evitando o máximo que puder os macacos acordados.

— Miau.

Sylph sinalizou que entendeu e pulou no meu ombro mostrando o caminho com sua patinha. Eu caminhei na direção em que a minha fofa guia me indicou.

Peguei minha placa de dados e verifiquei o tempo de invocação restante de Sylph em tempo real. Dispersar todo o  barulho que estava fazendo consumia duas vezes mais rápido o tempo de invocação e, quanto maior o barulho que fazia, mais poder era usado para dispensá-lo.

Caminhando o mais suavemente possível, o tempo que tinha era de aproximadamente uma hora, por isso disse a Hye-su para escapar se eu não voltasse em uma hora.

“Eles vão ter tempos difíceis sem mim. Tão claro como o dia”.

Sem mencionar a comida, mas até para fazer fogo eles vão sofrer. Eu penso comigo mesmo que, quando isso acontecer, até Park Go-chan vai sentir minha falta. E, do nada, começo a rir.

E Lee Hye-su…

“Você é o único que me protegeu.”

O fato de eu aparentar ser justo e corajoso para com uma mulher me deixa orgulhoso. Claro que, na situação dela, minha ajuda foi crucial para sua sobrevivência.

Mas eu não acredito que ela pensou nisso e me usou. Se ela fosse uma mulher calculista, ela não teria flertado comigo desde o começo?

Vendo como ela não fez isso, Lee Hye-su é apenas uma garota legal que cresceu em uma boa casa e nunca precisou de nada.

Honestamente, eu gostei dela desde o momento em que a vi, seu rosto bonito, sem frescuras para se arrumar. Por isso odiava ainda mais Park Go-chan. Sinceramente, eu não a protegi sem nenhuma segunda intenção.

Meu interior fervia com o pensamento de que, com a minha ausência, Park Go-chan poderia assediá-la ela como desejasse.

“Você acha que estou indo fazer algum sacrifício heróico? Eu apenas quero voltar a viver.”

Se eu for bem sucedido nessa tarefa, vou ter feito a maior contribuição para a conclusão desse exame e vou receber um monte de karma. Sem falar que vou ficar mais atraente para Lee Hye-su.

Essa motivação dupla que me faz continuar. Claro, o mais importante é a minha vida.

Me movi com cuidado. Não muito depois de entrar na floresta, pude ver os macacos vermelhos dormindo amontoados, aqui e ali.

Com a ajuda de Sylph eu prossegui através dos bastardos dormindo e passando por eles. Minha pele se arrepia tendo que passar pelos macacos adormecidos e começo a me sentir tenso. Seu eu der um passo errado e pisar em algum deles, é o fim.

Então, Sylph bateu no meu ombro.

“O que foi?”

Olho para ela que aponta para a esquerda. Na esquerda, um macaco vermelho acordado está passando. Eu imediatamente me abaixo e, com cuidado, me movimento, me escondendo atrás dos arbustos e continuando.

Sylph desenha no meu ombro com sua pata da frente. São 50 metros até o líder, 40, 30, 20 …

A distância diminuia. Com 15 metros, coloquei uma bala no tambor da arma³. Usar Sylph para, silenciosamente, cortar a garganta é a melhor opção, mas nunca se sabe. Logo, mantive a arma carregada. Então, nove metros.

Me escondendo atrás de uma árvore grossa, olhei para a situação atrás de mim.

“É aquilo?”

O líder dos macacos vermelhos é um bastardo com uma incrível forma. Sua altura é parecida com a de Kang Chun-seong e seus músculos são imensos. Ele parecia ser três vezes mais forte que os outros macacos.

“Será que ele é um mutante?”

Tão grande… ele deve ter sido destinado a ser líder desde o dia em que nasceu. Superior desde o nascimento, ele deve ter grande controle sobre o grupo.

Seja como for, tudo que preciso fazer é matar essa coisa.

Como um ser poderoso ele dorme em forma de estrela-do-mar, com todos os membros para fora. Ele parece magnânimo em seu sono e eu vou deixá-lo dormir pela eternidade.

No que diz respeito aos obstáculos, próximo a ele estavam dois macacos vermelhos bem acordados.

Líder, dois guardas. Eu tenho que matar os três de uma vez só.

— Sylph, acha que consegue cortar a garganta dos três ao mesmo tempo?

Sylph balança sua cabeça para cima e para baixo.

— Certo, então corte.

— Miau.

Ela voou como o vento.

Dos três pescoços sangue verte como uma fonte.

“Está feito!”

Eu aperto meu punho e comemoro. Só tenho que escapar em silêncio do mesmo jeito que vim, mas …

— Ki ruh ruhk!

Hmm?

Fiquei completamente surpreso. O líder dos macacos vermelhos fez um som como se estivesse cuspindo o catarro de sangue que escorria de seu pescoço e acordou.

Ele não tinha morrido?

O bicho pressionou o sangue jorrando de seu pescoço e se levantou, com seu corpo cambaleando para a frente e para trás de forma perigosa.

— Sylph, mate!

Eu dou a ordem para Sylph, mas naquele momento…

Ki eeeeeeek-!

O líder rasgou um rugido. No mesmo momento, o sangue, como que se explodisse, jorrou do pescoço dele. Ele caiu de costas e parou de respirar. Mas o último rugido que ele soltou já tinha acordado todos os macacos vermelhos.

De todos os lugares, vinham agitadas vozes dos macacos vermelhos.

Ah, merda!”

Tendo seu pescoço cortado e ainda assim soltar um rugido que acordou todo mundo. Que merda é essa?

Agora estou no meio de centenas de macacos vermelhos acordados.

— Placa de dados, revisão de habilidade!

Invocação de espírito (habilidade principal). Espírito de nível baixo está atualmente invocado

Nível 1: Período de invocação de 2 horas (tempo remanescente: 31 minutos)

Quando o tempo de invocação acabar, você poderá re-invocar em 10 horas

Eu só tenho 31 minutos de invocação sobrando.

“O que eu faço agora?!”

Meu coração estava acelerando, horrorizado. Em meio ao desespero, procurei recuperar minha mente. Uma contramedida. Contramedida. Contramedida!

“Merda, não tem nenhuma! Só correr!”

Eu começo a correr, usando o poder de Sylph para não fazer nenhum barulho.

Os bastardos não acordaram completamente e ainda não tinham percebido a situação. O líder estava morto e, sem ninguém para dar ordens, eles estavam fadados à total confusão.

Usando esse tempo para correr a toda a velocidade é a melhor opção no momento.

Um bastardo ficou com a cara bem na minha frente.

“Merda, o que você está olhando”

Eu dou a ele um tiro da minha arma carregada.

Graças ao poder de Sylph, a arma não faz nenhum barulho e o único som feito é o da bala acertando o crânio dele. Conforme corria, recarreguei a arma.

“Mova-se!”

***

Assim que os estranhos gritos do macacos vermelhos se espalharam pela floresta, Lee Hye-su demonstrou puro terror.

“O que eu faço?!”

Parecia que todos os macacos vermelhos tinham acordado ao mesmo tempo. Se Kim Hyun-ho não tiver sido pego, não haveria um distúrbio assim.

… Kim Hyun-ho provavelmente não vai retornar vivo.

Em transe e sem saber o que fazer, Lee Hye-su de repente se lembrou o que Kim Hyun-ho tinha dito para ela.

— Placa de dados.

Recuperando a placa de dados e verificando o tempo, quase uma hora tinha passado. Ela foi para dentro da caverna e acordou o restante do grupo.

— O que foi?

— É que …

Com a pergunta de Joon-ho, ela não sabe como responder e tropeça nas próprias palavras.

— Hyu-Hyun-ho disse para nós escaparmos imediatamente.

— O quê?

— Sobre o que você está falando?

Quando Park Go-chan perguntou, Lee Hye-su respondeu com uma voz misturada com choro.

— Eu acho que Hyun-ho está morto.

Ela mal conseguiu contar a história para o grupo, em choque.

— Aquele idiota, quem ele pensa que é para ir sozinho e fuder com ele mesmo, pfft, eu não gostei dele desde o começo de qualquer maneira.

— Agora não é hora pra falar coisas como essa. Você não acha que devemos nos apressar e fugir?

Para as palavras de Joon-ho, Park Go-chan balançou a mão.

— Com essa agitação, sair lá fora é mais perigoso.

— Mas, Hyun-ho hyung …

Ei, seu merda, você que falar comigo de novo?

Park Go-chan está ávido para assumir a liderança e Joon-ho rapidamente ficou calado.

O grupo não conseguia chegar a uma decisão e ficou confuso. Agora que Kim Hyun-ho, que vinha fazendo o papel de líder, desapareceu problemas já começam a aparecer.

— Vamos.

Disse Kang Chun-seong que tinha se mantido em silêncio, até o momento.

— Ele disse que deveríamos fugir se ele não voltasse em uma hora. Então nós devemos correr.

Kang Chun-seong pensou que seria inteligente seguir o que Kim Hyun-sho disse, já que as boas escolhas dele os trouxeram até este ponto. Park Go-chan não fez um chio e seguiu, e, assim, o grupo deixou o desfiladeiro.

— Aonde devemos ir? — Perguntou Joon-ho.

Todos em silêncio.  Não que eles pensassem sobre isso, mas Kim Hyung-ho sempre decidia para onde ir. “Para que direção deveríamos ir se quisermos viver?”. A pessoa liderando o caminho teria que tomar essa decisão constantemente.

Eles perceberam a enorme diferença entre estar na frente e apenas seguir as pegadas.

— Mulher, em qual direção aquele desgraçado do Kim Hyun-ho foi?

Park Go-chan pergunta e Lee Hye-su apontou para a direita.

— Então nós devemos ir pela direção contrária!

Park Go-chan mudou sua caminhada para a esquerda. Os outros três não tinham nenhuma outra ideia nem outra opção a não seguir ele. Seguindo atrás, Lee Hye-su sentiu um mal presságio sinistro.

Park Go-chan decidiu a direção que eles deveriam ir e o grupo decidiu seguir ele. Seu desejo pela liderança que havia sido suprimido por Kim Hyun-ho começou a florescer, novamente.

E Kang Chun-seong, que tinha a habilidade para suprimir ele, não tinha vontade de reivindicar a liderança para si. Parece que ele não queria lidar com outras pessoas.

E Lee Joon-ho era fraco em força e coragem.

“Hyun-ho, por favor volte vivo. Por favor não morra.”

Lee Hye-su suplicou em seu coração repetidamente.

***

Talvez o ponto principal tenha sido a morte do seu líder, mas os macacos vermelhos não correram atrás de mim. Graças a isso, eu consegui escapar, mas não podia retornar para o desfiladeiro onde o grupo está porque eu não queria revelar a localização deles.

— Sylph os bastardos não estão mais me caçando, certo?

— Miau.

Sylph, que estava no meu ombro, respondeu enquanto balança sua cauda de um lado para o outro. O tempo de invocação de Sylph é de apenas cinco minutos, por sorte consegui escapar em tempo.

— Está feito …

Respirando aliviado, olhei para o céu.

Ainda é o céu escuro da noite, mas um raio de sol apareceu, chamando o alvorecer.

— Está feito! Eu fiz isso, hahahaha!

Eu apertei meus dois punhos e comemorei.

Quando eu penso comigo, não consigo acreditar nisso. Eu, secretamente, fiz o meu próprio caminho no meio de centenas de macacos vermelhos, matei o líder deles e escapei.

Eu fiz isso!

O desempregado, com quase 30 anos, Kim hyun-ho!


Tradutor: Filipe Almeida | Revisor: Asura



1 – No capítulo 13, Kang Chun-seong disse que qualquer um consegue arrancar o globo ocular de alguém usando apenas os dedos. ⤴

2 – Que produz um ruído seco (crocante) ao ser trincado. ⤴

3 – Câmara onde se coloca a bala. ⤴

4 – Braços e pernas. ⤴


Fontes
Cores