Arena – Capítulo 19 – Dentro da Escuridão (1)


Isso era como o inferno.

Invocando Sylph repetidamente, eu corri, ofegante, tentando respirar. Comparado com Kang Chun-seong e Joon-ho com “fortalecimento corporal”, minha energia estava pior até que a de Park Go-chan. Mas tinha alguém que estava ainda mais ofegante que eu e essa era Lee Hye-su.

Aparentava que toda sua energia tinha deixado seu corpo e seu rosto estava brilhando em lágrimas. Sua aparência, fatigada e apavorada, evidenciava seu medo de ser abandonada por seus companheiros.

Eu queria ajudá-la, mas eu mal acompanhava como estava.

— Suba nas minhas costas.

Diferente do habitual, Kang Chun-seong oferece ajuda. Mesmo com Lee Hye-su nas suas costas, ele corre liderando o grupo.

Com isso, a última posição passou para mim.

Senti que meu coração iria explodir. Foi ao ponto de temer que morreria correndo assim.

Eu continuei oscilando entre a expectativa de ter uma batalha ou apenas continuar correndo.

— Miau!

O miado de Sylph, com apenas mais 5 minutos de tempo de invocação, me fez recuperar o foco.

Ah…!

Eu me apavoro com a visão na minha frente. O fluxo do pequeno riacho levava a uma pequena cachoeira. Abaixo da cachoeira havia um desfiladeiro cercado de pedras, dentro dele, escondido pela cachoeira, tinha uma pequena caverna.

— A-aqui…

Eu estava tão ofegante que as palavras mal saiam da minha boca.

— Você está dizendo, para nós descansarmos aqui?

Com o “fortalecimento corporal” nível 2, Joon-ho que estava em melhores condições do que eu, perguntou.

Eu acenei com a cabeça.

Nós fazemos a descida para o desfiladeiro e entramos na pequena caverna atrás da cachoeira. Era tão pequena, que com 5 pessoas dentro, nos fez sentir como se estivesse lotada.

Talvez fosse pela cachoeira bloqueando a entrada, mas tinha a sensação de segurança.

“Obrigado, Senhor. Se lutarmos aqui, vai ser mais fácil bloquear eles.”

A cachoeira limparia nosso rastro e impediria que nosso odor saísse. A passagem pelo desfiladeiro é apertada, então, mesmo que eles atacassem, a batalha seria mais fácil.

Eu libero Sylph e falo para o grupo.

— Vamos passar o dia aqui.

O grupo concorda.

Eu desequipo minha arma e munição e desabo no chão. Talvez seja pelo grande cansaço, pois logo que me deito no chão o sono já vem.

***

Quando acordei, estava um completo breu¹. Tão escuro que não conseguia ver nada, só escutava o suave som da respiração dos demais membros do grupo.

Conforme meus olhos se acostumaram à escuridão, consegui visualizar o interior da caverna. O que imediatamente chamou minha atenção foi Kang Chun-seong, sentado na entrada da caverna.

— Você não dormiu?

Kang Chun-seong mal olha para mim e acena com a cabeça. Parece que, enquanto todos caíram no sono completamente exaustos, ele manteve a vigia sozinho.

Eu invoco a placa de dados para conferir o tempo.

Nome: Hyun-Ho Kim

Classe: 3

Karma: 0

Missão: Sobreviver até o tempo

Limite de Tempo: 5 dias, 9 horas e 14 minutos

— Você deveria ir dormir. Eu mantenho a vigia a partir de agora.

Com minhas palavras, Kang Chun-seong imediatamente deitou no chão e dormiu.

— Sylph.

— Miau.

Shh. Sem fazer barulho!

Sylph assentiu e ficou com a cara corada. Com sua meiguice, senti meu coração se derreter.

— Patrulhe, por favor.

Sylph acenou e saiu voando da caverna. Ela retornou em instantes e desenhou um número no chão, mas está tão escuro que não consigo enxergar.

— Você pode desenhar na minha mão?

Sylph desenha um número na minha mão direita. Sinto um pouco de cócegas, mas consigo ver o número 271.

— 271 deles?

Sylph acena com a cabeça

Todos os macacos vermelhos, menos os que nós tínhamos matado durante o dia, se reuniram perto de onde estamos, eles tinham certeza de que nós estávamos em algum lugar próximo.

“Essa situação com certeza não é boa”

Este lugar que pensamos ser seguro, já não parecia ser uma boa localização. A cachoeira estava bloqueando a entrada, com isso não poderíamos fazer fogo, devido a umidade, e o frio que fazia tornava bem desconfortável dormir ali. Não poderíamos sobreviver por cinco dias nesse local.

Tínhamos que escapar deste lugar. Mas com qual habilidade vamos passar pelo cerco de 271 macacos?

“Isso está me deixando deprimido, então vou parar de pensar nisso por hora”

Pouco depois, acordei o grupo, exceto Kang Chun-seong, e decidi nossa ordem de vigia. Entre nós quatro, decidimos pegar turnos de 1 hora e 30 minutos.

**

— Acorda, cara.

Graças a Park Go-chan chutando meu rosto acordei de meu sono.

— Cara, que merda! Tá tão frio! Como vou dormir desse jeito?

Park Go-chan terminou seu dever de vigia e deitou no chão, resmungando. Queixas à parte, ele rapidamente começou a roncar.

Eu me enrolo um pouco antes de mandar meu sono embora e invoco Sylph.

— Você pode ir ver o que os macacos vermelhos estão fazendo?

— Miau.

Ela responde em voz baixa e sai voando. Sylph retorna em um instante e eu pergunto a ela.

— Os bastardos estão dormindo?

— Miau.

Sylph assente com a cabeça.

Eles têm boa visão a noite, mas não são animais noturnos. Isso significa que o ataque na noite passada foi uma estratégia.

— Todos eles estão dormindo? Se não, quantos deles estão acordados?

Sylph fazendo cócegas, desenha o número 9 na palma da minha mão.

“Apenas 9?”

Têm centenas deles vagando e apenas nove deles acordados vigiando? Isso é mais patético do que eu pensei.

Porém eu posso compreender isso. Têm centenas deles e essa floresta é o seu território, eles nunca tiveram que ter medo, com isso, sua vigia é relaxada.

“Eu deveria usar isso a meu favor?”

Pensei em escapar com meu grupo enquanto os bastardos dormiam, mas isso seria muito arriscado.

Não importa o quão patético seja, existe a possibilidade de sermos pegos pelos nove que mantém vigia e também estamos exaustos. Mesmo que atravessemos suas fileiras, não seríamos capazes de continuar correndo enquanto eles nos caçassem.

“Como chegamos a isso?”

Eu tinha pensado que as coisas estavam indo bem, de acordo com o planejado.

Assim que entramos na floresta, eu deduzi que nossos inimigos eram os macacos vermelhos. Tinha conseguido água e comida. Nós também estávamos preparados para o ataque noturno. Isso não é muito bom?

Mas, infelizmente, acabamos presos nesse pequeno desfiladeiro.

“O trabalho em equipe dos macacos vermelhos superou minhas expectativas.”

Nós matamos todos os 21 macacos que tinham nos atacado à noite, não deixamos nem um sequer escapar. Mas, depois disso, antes mesmo de ter passado um dia inteiro, centenas deles estavam trabalhando juntos para nos encontrar na floresta.

Eles logo estreitaram as buscas e eventualmente acharam nossa localização. Nós rompemos o primeiro time de buscas, mas, no fim, acabamos encurralados.

“Isso é uma caçada sem fim”

Os esforços do grupo dos macacos vermelhos são bem organizados e afinados.

O número deles que já morreu pelas nossas mãos supera os 40 e mesmo assim eles não estão nem um pouco abalados.

Eu tenho certeza que eles têm um líder forte que tem total controle sobre o grupo. Um ser inteligente que sabe como atacar a noite e conduzir uma caçada.

Vamos organizar isso:

-Primeiro, um líder poderoso e inteligente.

– Segundo, esse líder tem 271 macacos vermelhos agindo como suas mãos e pés.

– Terceiro, essa floresta não é diferente de um quintal para eles.

– Quarto, no nosso grupo, um é encrenqueiro e a outra é incompetente.

“Que tipo de merda é esse exame?”

Isso está me deixando irritado. Aquele anjo minhoquinha desgraçado! Ele deve estar vendo a minha angústia e dando risadinhas neste exato momento.

— Placa de dados.

Nome: Hyun-Ho Kim

Classe: 3

Karma: 0

Missão: Sobreviver até o tempo

Limite de Tempo: 5 dias, 3 horas e 45 minutos

Eu olho sem expressão e gasto uma boa quantidade de tempo apenas encarando a placa de dados.

E de repente, um pensamento me vem à cabeça.

Sobreviver até o limite de tempo.

Isso é tudo. Agora que penso sobre isso, em nenhum lugar diz “fuja por uma semana”. Apenas sobreviva.

Não é uma missão impossível. Igual no primeiro exame, eles nos deram uma missão factível². Algo que é possível com nossas habilidades.

“Nossas habilidades… Minha habilidade…”

Então algo passa pela minha cabeça, como um raio de luz. Eu invoco Sylph novamente.

— Sylph, quero perguntar uma coisa para você.

— Miau?

Fofa Sylph, olhando para mim com seus olhos redondos.³

— Usando seu poder, você pode fazer o som desaparecer?

— Miau.

Sylph acena com a cabeça.

— Você pode se livrar do odor?

— Miau.

Ela assentiu de novo.

— A última: você sabe que tipo de bastardo é o líder dos macacos vermelhos? Como é a aparência dele, ou se está dando ordens para os outros bastardos? Talvez, você já o tenha visto?

— Miau.

Sylph acena com a cabeça dessa vez também.

Ah

É isso. A resposta estava tão perto todo esse tempo.

***

Eu acordo a próxima vigia, Lee Hye-su.

— É o meu turno?

— Surgiu uma coisa, por isso estou acordando você mais cedo.

— O que aconteceu?

— Se eu não voltar dentro de uma hora, acorde os outros e fuja.

— O quê?

— Eu voltarei.

Sigo para fora da caverna.

Mas Lee hye-su segue atrás de mim.

— O que você está fazendo!

— Estou indo matar o líder deles. Se eu conseguir fazer isso, o exame estará completo.

— E se você não voltar?

— Se passar uma hora e eu não tiver voltado, fuja antes do dia clarear. Por hora, os bastardos vigiam de forma largada, então vocês têm uma chance, mas, se eu falhar, eles vão ficar mais vigilantes, mesmo a noite. Então vocês…

— Não é isso!

— …?

— E quanto a mim…

Lee Hye-su estava quase chorando.

— Quando eu estava sendo molestada, você me ajudou, me salvou durante a batalha e você vem cuidando de mim desta forma….Hyun-ho você é o único que me protegeu. Se você não estiver aqui, o que eu vou fazer?

Com essas palavras meu coração ficou atordoado.

— Por favor não vá, fique aqui. Por que você tem que se submeter a tamanho perigo?

Eu solto um pequeno sorriso.

— Você gostaria de conversar um pouco?

Nós sentamos juntos em uma rocha e eu pergunto.

— Quantos anos você tem?

— Tenho 27.

— A quanto tempo você trabalha em uma empresa?

— Este ano completa quatro anos.

— Você foi contratada logo que se graduou?

— Sim.

— Que tipo de empresa é?

— Eu trabalho na ST Soft na divisão de marketing.

Uau! Você entrou em uma grande empresa logo que se formou. Você deve ter frequentado uma boa faculdade.

— A faculdade não era ruim, mas meu pai é membro do conselho da ST Soft.

Uau! Estou com inveja. Seu rosto é bonito e sua família é boa, você teve uma vida de sucesso.

— Não é assim. Olhe para mim agora…

— Melhor do que eu — Eu falo — Mesmo que eu diga o nome da faculdade que frequentei as pessoas não conhecem, e, nos últimos tempos, eu falava que estava estudando para concursos públicos, vivendo como um desempregado.

— …

— Meus colegas que se formaram enviaram centenas de currículos e mal conseguiram um emprego. Os que conseguiram, recebem pouco mais que um salário mínimo. Isso me assustou, a ideia de que passaria por essas dificuldades também. Então eu decidi prestar concursos públicos e gastei minha vida assim, até os meus 29 anos.

Eu soltei um suspiro e continuei.

— Eu nunca fui elogiado por ser bom em alguma coisa. Eu nunca trabalhei duro por nada e minha terminou sendo vivida de forma simples e medíocre. Por isso estou me esforçando tanto agora, porque eu quero viver. Então, se eu tiver outra chance de viver, quem sabe eu possa viver minha vida corretamente… Sou bem patético, não?

— N-não, você não é. Você é na verdade incrível Hyun-ho. Se não fosse por você, todos nós estaríamos mortos agora.

— Obrigado. Pela primeira vez na minha vida, eu recebi um elogio.

Eu ri e ela sorriu também.


Tradutor: Filipe Almeida | Revisor: Asura



1 – Escuridão. ⤴

2 – Que pode ser feito. ⤴

3 – Imagine o gato de botas do Shrek. ⤴


Fontes
Cores