ZTJ – Capítulo 58 – Entrando Sozinho na Lagoa do Dragão




Reconhecer o Palácio Tong não significava que se pudesse sair do Palácio Tong. Encontrar o portão da vida do Palácio Tong de modo algum significava que alguém poderia escapar para o mundo exterior. Na realidade, nos inúmeros anos de agora e do passado distante, inúmeros especialistas haviam sido presos no Palácio Tong, e nenhuma pessoa ousou dar um único passo no portão da vida do mesmo.

Os dignos de serem presos no Palácio Tong não eram naturalmente comuns, então entenderam claramente o princípio de que a vida era a morte. Eles acreditavam firmemente que o Papa — que criara o Palácio Tong — não deixaria nenhuma lacuna. Uma vez que se atravessasse a portão da vida do Palácio Tong, seria o equivalente a entrar no reino da morte.

No abismo do desespero, não se garantia a esperança, e quem realmente enfrentaria a morte para viver? Comparado com a escolha desse caminho aparentemente mais simples e direto, todavia mais perigoso, era melhor tentar encontrar algum outro método. Mesmo sentado e esperando era uma escolha melhor.

Chen Changsheng era provavelmente a pessoa mais fraca a ser preso dentro do Palácio Tong em toda sua história, mas ele também era a pessoa mais singular. Ele era diferente dos outros prisioneiros do Palácio Tong: ele sempre buscava esperança no abismo do desespero. Ele estava caminhando todos os dias e a noite diante a morte para viver.

Ele era a pessoa no mundo que mais valorizava o tempo, e ele não desejava usá-lo para argumentar sobre coisas sem sentido. Depois de ter algumas das suas especulações confirmadas por essa conversa com Mo Yu, ele rapidamente tomou sua decisão, pisando sem hesitação no lago frio.

Na época, ele não sabia que o lago frio que ele estava prestes a entrar era chamado de Lagoa do Dragão Negro, mas mesmo que ele soubesse, não teria se importado. Ele queria deixar este jardim abandonado e rapidamente retornar ao Palácio Weiyang para realizar essa tarefa, então não importava o que bloqueasse seu caminho, seja uma caverna de tigre ou a lagoa do dragão, ele queria sair.

Este jardim abandonado estava congelando por causa desse lago frio, então suas águas estavam, naturalmente, ainda mais frias. Somente quando seus pés tocaram sobre a superfície da lagoa, ele descobriu que uma camada extremamente fina de gelo transparente se formara sobre ela. Com alguns ‘cracks’, foi-se quebrado em fragmentos de gelo.

Chen Changsheng não sentiu a água da lagoa embeber seus sapatos porquê seus pés não entravam na água. Os sons de rachamento continuaram quando a fina camada de gelo sobre a lagoa começou a se fragmentar. A água debaixo do gelo também começou a se separar, revelando degraus de pedra que desciam para debaixo da lagoa.

Os degraus de pedra gradualmente desceram da costa em direção às profundezas da lagoa, suas superfícies eram extremamente secas. Não havia vestígios de água nesses degraus, nem mesmo musgo.

As águas da lagoa foram separadas por algum poder invisível, uma visão realmente mística. Os degraus de pedra se estenderam até a escuridão, levando igualmente os perigos ilimitados. No entanto, Chen Changsheng parecia calmo e composto, como se essa visão mística nunca tivesse ocorrido, como se esse caminho sempre existisse.

Depois de dez passos, as escadas de pedra desapareceram abaixo das águas da lagoa, estendendo-se até o fundo.

O terreno ao qual o caminho era conduzido também estava muito seco, mas os cantos das paredes estavam cheios de neve. A temperatura aqui ainda estava mais fria do que na margem da lagoa. O céu estrelado e a música do Palácio Weiyang gradualmente se desvaneciam, enquanto o caminho avançava para a escuridão, nada estava visível. Quanto mais se caminhava, mais sentia-se que estava partindo do mundo real e humano, possivelmente prestes a mergulhar em um abismo a qualquer momento ou entrar em algum outro mundo.

Chen Changsheng não parou e nem retardou seus passos. Pelo contrário, ele aumentou o ritmo até ele correr.

Ele encontrou o abismo escuro.

Depois de correr por uma quantidade desconhecida de tempo, ele chegou ao fim do caminho e percebeu que este lugar não estava completamente escuro.

O céu estrelado não podia mais ser visto e as lanternas coloridas do Festival Qixi eram impotentes para iluminar este lugar, mas ainda havia uma luz fraca no final desse caminho, perfurando as águas límpidas da lagoa, brilhando sobre o seu corpo e em cima de uma porta de pedra.

Esta porta de pedra tinha cerca de dez metros de altura e parecia extremamente pesada. Não havia esculturas na porta — eram apenas duas grandes lajes de pedra colocadas juntas. Parecia exatamente como os blocos de brinquedo que algum deus deixara para trás quando criança. Parecia também o caixão de algum deus, sinistro e solene até o extremo.

O que chocou e preocupou Chen Changsheng ainda mais foi que um poder indescritível poderia ser levemente sentido por trás da porta.

Na porta lateral da Academia do Caminho Celestial fora do Palácio Weiyang, ele sentiu a poderosa pressão e Qi emanados por Xu Shiji, mas em comparação com a poderosa pressão expelida por trás desta porta de pedra, o poderoso Qi do General Divino Xu Shiji era exatamente como um de um grilo, nem mesmo próximo desse nível.

Sim, Chen Changsheng nunca sentiu um Qi tão poderoso como o que veio por detrás desta porta de pedra, ou mesmo ouviu falar de algo parecido. Esta era uma existência que ultrapassava completamente a imaginação de uma pessoa normal. Aproximar-se desse existência era como sofrer por uma supressão absoluta, como enfrentar a morte certa.

Deixando de lado um jovem comum de quatorze anos como ele, mesmo um especialista no Reino da Condensação Estelar, como Mo Yu, não seria capaz de resistir diretamente ao Qi vindo da porta de pedra. Mesmo um especialista supremo do Reino Santo também escolheria ficar longe!

Esta poderosa pressão não foi intencionalmente liberada pela terrível existência por trás dessa porta, mas sim, o Qi que conseguia se espremer pelas rachaduras na porta. Apesar disso, foi o suficiente para oprimir o corpo e a mente de Chen Changsheng com frio. Seu rosto estava pálido enquanto a neve e seus dois pés pareciam congelados no chão.

Babá Ning estava preocupada com o fato de ele entrar acidentalmente no portão da vida e encontrar aquela existência lendária além da porta de pedra. Mo Yu não acreditava porque tinha muita certeza de que ninguém poderia abrir essa porta de pedra e entrar depois de sentir a pressão que estava por trás disso. E para um jovem comum como Chen Changsheng, ele não podia nem ficar de pé direito, então, como ele poderia entrar?

Ninguém esperava que a verdadeira situação fosse diferente do que Mo Yu imaginava.

Chen Changsheng estava com uma dor extrema, mas ele não colapsou, e até conseguiu manter sua mente clara.

Ele também não sabia porque esse era o caso. Ele claramente nunca encontrara tal imponente Qi como o vindo de trás da porta de pedra, mas, por algum motivo, seu corpo e sentido espiritual, naturalmente, tinham uma resposta sutil e um ajuste para o mesmo, tanto que ele conseguiu se manter com a mente clara perante a essa poderosa pressão.

Ele não sabia que, logo que nasceu, antes de abrir os olhos, encontrou uma existência semelhante a que estava atrás da porta.

Esse Qi impressionante ainda existia.

O corpo de Chen Changsheng tinha ficado rígido. Ele não entrou em colapso, mas também não podia sair.

Ele subconscientemente agarrou a adaga na mão apertando-a mais um pouco. Ele sentiu que quanto mais apertado ele segurava a adaga, mais fácil ele achava de suportar a pressão vindo de trás da porta de pedra e mais confortável ele se sentia. Era como se houvesse alguma energia sendo transferida do punho em seu corpo, protegendo-o.

Ele não sabia o que era essa energia. Ele pensou que era coragem.

A adaga que lhe fora dada pelo Irmão Senior Yu Ren antes dele descer a montanha.

Ele havia lido as Três Mil Escrituras do Dao, mas nunca tinha ouvido falar de uma pessoa mais corajosa do que o Senior Yu Ren.

Então ele acreditava que a espada de seu sênior era uma fonte de coragem.

Ele agarrou a adaga e deu um passo adiante. Sua palma caiu na porta de pedra e abriu-a.

Sem um único barulho, a porta de pedra abriu lentamente.

No espaço subterrâneo bem abaixo da Cidade Imperial da Grande Zhou, a porta de pedra que não havia sido aberta uma única vez desde sua construção, finalmente foi aberta esta noite.

A poeira foi enviada à deriva no ar, a poeira da história.

Este período da história já atingiu mil anos.
……

……

Atrás da porta de pedra estava a escuridão, a escuridão absoluta.

Chen Changsheng segurou a adaga na frente dele enquanto a outra mão soltava da Pérola Noturna e levantou-a no ar.

Esta Pérola Noturna era brilhante e esplêndida, perfeitamente redonda como um melão. Esta era a pérola que Luoluo lhe dera ao escolhê-lo como professor, mas era um mistério de onde ele estava guardando-a.

A luz suave e aquosa se espalhou da Pérola Noturna em suas mãos para todas as direções, mas depois de algum tempo, essa luz não havia brilhado em nada como em uma parede, por exemplo.

Este era um espaço extraordinariamente vasto, incomparavelmente espaçoso e vazio. Alguém poderia até colocar um verdadeiro palácio de tamanho aqui.

Chen Changsheng nunca tinha imaginado que o Palácio Imperial da Grande Zhou teria um espaço subterrâneo tão enorme abaixo dele. A julgar pela distância que ele tinha corrido, o lugar que ele estava em pé poderia estar em alguma outra localização da capital além das muralhas do Palácio Imperial.

A luz da Pérola Noturna gradualmente se espalhou para mais longe, e o vasto e ilimitado espaço parecia gradualmente cresce.

À distância, houve um flash de luz prateada, densamente embalada como inúmeras camadas de restos de prata ou, semelhante a como todas as estrelas no céu noturno quando desciam ao mundo humano.

Chen Changsheng levantou a Pérola Noturna e caminhou naquela direção. Quando ele chegou a esses restos de prata, ele percebeu que para sua surpresa, na verdade, era uma pilha de lingotes de prata!

Um mar prateado formado por inúmeros lingotes de prata.

No centro do mar prateado havia uma montanha dourada feita de tijolos de ouro.

No topo desta montanha dourada crescia uma árvore de coral vermelho-escuro.

Sobre os numerosos ramos desta árvore de coral, pendiam inúmeros frutos esculpidos em diamantes e cristais.

Uma montanha dourada, um mar de prata e uma árvore de coral, e também dezenas de milhares de frutas com jóias.

Esta cena era realmente bastante brega, porque era muito extravagante, extravagante além da descrição.

Chen Changsheng ficou chocado, sem palavras, quase esquecendo daquela pressão.

Ele nunca viu essa riqueza em sua vida.

Para ser mais preciso, neste continente, nunca houve ninguém que tenha visto esse tesouro.

A superfície do mar de prata estava coberta por uma camada rasa de geada.

As superfícies de muitos lingotes de prata começaram a descascar e foram espalhadas sobre como aparas de madeira. Os restos de prata que ele havia visto eram esses.

Este espaço subterrâneo estava tão frio que nem a prata podiam suportá-lo.

Naquele momento, houve uma súbita rajada de vento congelante.

O mar prateado começou a inchar enquanto inúmeros fragmentos de prata foram enviados explodindo por todo o lugar. A cor da geada de repente se aprofundou quando a neve começou a se acumular nas profundezas do mar prateado.

Esta rajada de vento frio soprou por muito tempo.

O corpo de Chen Changsheng estava coberto por uma camada de neve, as sobrancelhas e os cílios já manchados de branco.

Mas seu coração estava ainda mais frio.

Porque esse vento frio que persistiu durante tanto tempo, era apenas uma única respiração.

Uma respiração extremamente longa e extremamente assustadora.

A escuridão sombria jogou, de repente, duas bolas de fogo fracas.

Essas duas bolas de fogo eram puras e frias, sem uma pitada de cor.

Como chamas de gelo do submundo.

As duas chamas lentamente se aproximaram de Chen Changsheng.

A terrível pressão envolveu completamente este espaço subterrâneo.

Chen Changsheng já não podia suportar, e o sangue começou a escorrer pelo canto da boca.

Uma sugestão do que poderia ser chamado de emoção, de repente, apareceu nessas duas chamas.

Na primeira, perplexidade, então choque, depois prazer, depois dessa, curiosidade e, finalmente, tudo transformou-se em ímpeto e crueldade.

Naturalmente, não poderiam ser chamas do submundo. Eram dois olhos ainda maiores do que o corpo de Chen Changsheng.

O ser que possuía tal par de olhos… quão grande seria?

A Pérola Noturna deixou a mão de Chen Changsheng e flutuou para cima, finalmente aterrando na cúpula deste espaço.

De repente, toda a cúpula se acendeu. Isso ocorreu porque a cúpula estava cheia de vários milhares de pérolas noturnas. Anteriormente, quando Chen Changsheng viu esse mar prateado, ele pensou que as estrelas profundas no céu noturno haviam descido para o mundo humano, mas agora ele sabia que esse lugar tinha seu próprio céu noturno e suas próprias estrelas profundas.

O espaço subterrâneo gradualmente iluminou-se.

Uma rocha negra apareceu no ar.

Foi rapidamente juntada por mais e mais rochas negras.

Essas rochas negras absorveram a luz derramando-se da cúpula, não refletindo nada.

Chen Changsheng viu claramente que não eram rochas, mas escamas.

Cada rocha negra maciça era, na verdade, uma escama preta.

Neste mundo, apenas um tipo de escama poderia ser tão grande: a escama de um dragão.

Um dragão negro aterrorizante apareceu lentamente no céu noturno.

Ele olhou para Chen Changsheng, com seus dois olhos semelhantes a chamas do submundo, frios e cruéis.


Tradutor: Vaan   |   Revisor: Martins   |   QC: Enxarcado




Fontes
Cores