ZTJ – Capítulo 39 – Do Jardim das Cem Ervas à Academia Ortodoxa




Luoluo voltou ao Jardim dos Cem Ervas. Seus membros de clã sabiam que seu humor hoje estava satisfatoriamente agradável porque ela ficou pulando todo o caminho de volta, seus passos ágeis pareciam estar pisando nas nuvens; porque ela estava sussurrando uma pequena melodia, cantando igual a um corrupião-amarelo[1]; e porque suas sobrancelhas pareciam estar prontas para sair fora de seu rosto voando.

O Guardião Jin e a Guardiã Li se entreolharam e seguiram-na apressadamente. Eles, naturalmente, sabiam o motivo do bom humor de sua princesa, mas eles não tinham conseguido ver o que estava acontecendo na biblioteca. Inevitavelmente, eles tinham algumas perguntas. Ela reconheceu com êxito um professor digno fazê-la tão feliz? O que tinha esse jovem da Academia Ortodoxa?

Luoluo banhou-se e trocou seu vestido antigo por um limpo. Ela aceitou uma xícara de chá Jin Mei[2] oferecido por sua empregada e tomou alguns goles, depois voltou para o salão da frente e disse a esses dois guardiões: “Se vocês tem algo para perguntar, perguntem logo. Eu tenho que dormir cedo esta noite para acordar cedo de amanhã para participar da aula. Não quero me atrasar”.

O Guardião Jin pensou, quando a Princesa tornou-se tão diligente em frequentar aulas? Claro, as tácitas críticas, naturalmente, não podiam ser faladas, então ele disse com um sorriso: “Chegar um pouco atrasada não será nada demais, ou será que esse jovem ousaria ir contra Vossa Magnitude?”

“Esse é o meu professor, então não vá dizendo ‘este jovem isso’, ‘aquele jovem aquilo’. No futuro… todos vocês teram de chamá-lo como Professor Chen.”

Luoluo pensou na aura solene que seu professor exalava ao ler e ao cultivar, e também sobre como ele severamente valorizava seu tempo. Ela disse com um olhar extremamente patético para o par: “Se eu chegar atrasada para a aula matinal, o Professor ficará com raiva. Eu não quero sofrer do chicote do Professor já no segundo dia de aula”.

O Guardião Jin ficou surpreso com essas palavras, quase não ousando acreditar no que ouviu! Que o jovem ousou empunhar o chicote contra a princesa! Se isso fosse ouvido pelas pessoas dos oitocentos li do rio Vermelho, era altamente provável que a capital fosse derrubada!

Assim quando ele estava preparado para dar a Chen Changsheng uma boa lição, de repente, ele sentiu a Guardiã Li, quase imperceptivelmente, puxar sua manga. Só então ele notou que sua pequena princesa não estava nem um pouco infeliz. Sua aparência patética era de fingimento, mas por trás dela, havia uma felicidade irreconciliável!

A expressão do Guardião Jin tornou-se um tanto aturdida. Ele simplesmente não conseguia compreender o que aconteceu nesses últimos dias, ficou completamente confuso sobre como aquele jovem chamado de Chen Changsheng… bem, o Professor Chen, além de sua bravura e de sua bondade, realmente conseguiu fazer sua pequena princesa adorá-lo e até o venerá-lo!

“O Professor não é uma pessoa comum”.

Luoluo, naturalmente, entendeu o que seus membros de clã estavam pensando, e, motivada pela vaga expressão do Guardião Jin e a expressão preocupada da Guardiã Li, fez essa declaração.

Era inconveniente para o Guardião Jin falar, enquanto que a Guardiã Li estava um pouco mais perto dela e não podia deixar de murmurar: “Ainda não alcançou a Purificação… não pode ficar mais simples que isso, pode?”

Luoluo disse: “Vocês acham que uma pessoa simples que nem conseguiu alcançar a Purificação poderia resolver um problema que nem o meu pai poderia resolver?”.

O Guardião Jin hesitou antes de finalmente dizer: “Talvez… por sorte?”

Luoluo refletiu em sua experiência esta tarde e, com orgulho, declarou: “Não, o que menos o Professor necessita é de sorte”.

Confusa, a Guardiã Li perguntou: “Visto que… este Professor Chen não é uma pessoa comum, por quê ele entrou na Academia Ortodoxa? O que ele está escondendo?”

“Silenciosamente lendo e cultivando, sempre remanescendo escondido e oculto, um peixe que ninguém liga, está apenas esperando pela temerosa tempestade vindoura. Quando o tempo vier, este peixe irá pular o Portão do Dragão e se transformará em um verdadeiro dragão, estando com seus olhos por todo o continente, e sua reputação soará por toda parte do mundo…”[3]

Os olhos de Luoluo ficaram cada vez mais brilhantes, sua voz ficando cada vez mais alta em intensidade. “O modo de pensar do Professor é excelente!”

O Guardião Jin, silenciosamente, deu um sorriso amargo quando ele pensou, este é o mundo real. De onde todos esses pontos de argumentação de histórias vieram? A Princesa parece ter amadurecido bastante, mas, no final, ela ainda é uma criança.

Na manhã seguinte, às cinco horas, Luoluo despertou prontamente. Claro, sob sua rotina normal, essa garota que amava dormir, definitivamente, não conseguiria se levantar, mas suas empregadas, seguindo seus comandos, começaram a bater em gongos e a bater nas baterias no jardim desde das quatro e quarenta e cinco, e então ela teve que levantar, mesmo que não quisesse.

Ela enrolou uma roupa ao redor de si mesma, esfregou os olhos, abriu a porta e murmurou com raiva: “Está muito barulhento!”

As empregadas que haviam suprimido com força o medo e o desconforto de bater nos gongos e nas baterias, com os rostos pálidos, ficaram tão assustados com a raiva de sua princesa que elas imediatamente se jogaram no chão, pedindo repetidamente perdão.

“Eu estava apenas comentando por acaso”.

Luoluo bocejou e depois indicou que elas deveriam se levantar, dizendo: “Nenhuma de vocês estava errada e vocês fizeram bem. Daqui a pouco, vão até a Mamãe Li e recebam suas moedas de prata… precisamente de acordo com a regra que estabeleci na noite passada. Se vocês me acordarem antes das cinco, haverá uma recompensa. Se eu não conseguir acordar, seus salários pelo mês trabalhado acabarão!”

Todas as empregadas entreolharam-se e, depois de confirmarem que a princesa realmente não estava com raiva, eles levantaram-se com medo e trouxeram todo tipo de ferramentas, preparando a princesa e ajudando-a em seus artigos de higiene pessoal. Outra pessoa veio com dez vestidos casuais, perguntando à princesa qual deles ela usaria hoje.

Luoluo escolheu o vestido mais simples e elegante, jantou mingau feito de arroz branco e uma panqueca frita com um pedaço de carne defumada no interior. Ela então abriu a lancheira já preparada e examinou cuidadosamente o conteúdo. Acentuando a cabeça com satisfação, ela pegou a lancheira e caminhou em direção ao muro da academia.

Puxando essa porta marrom-escura, ela acabou indo do Jardim das Cem Ervas para a Academia Ortodoxa.

Não havia nenhuma bacia de madeira aqui, então, também não havia, naturalmente, nenhum adolescente banhando. Seu encontro anterior tinha gravado uma memória muito profunda sobre a mente de Chen Changsheng. Depois do jantar, a primeira coisa que ele fez foi levar a bacia de madeira para dentro da casa. Ao mesmo tempo, ele não se esqueceu de adicionar um bloqueio a casa e também fechar as cortinas do banheiro.

Mudanças ocorreram em silêncio na Academia Ortodoxa.

Porque este lugar já não tinha apenas Chen Changsheng.

A Academia Ortodoxa agora tinha dois alunos.

……

……

Lendo e depois cultivando.

Permanecia este como o tema da Academia Ortodoxa.

Além de não poder banhar-se fora ou cantar quando ele estava no banheiro… Chen Changsheng sentiu que a maior mudança em sua vida foi de que a qualidade das refeições melhoraram enormemente. Desde o segundo dia depois que Luoluo o reconheceu como professor, ele começou a comer o café da manhã, o almoço e o jantar que ela trazia do Jardim das Cem Ervas.

Ele ficou extremamente satisfeito com as três refeições feitas no Jardim das Cem Ervas. Se era a variedade de pratos; o juntar de legumes, grãos e carnes; a nutrição; ou o gosto; ele sentiu que todos superaram os da sua melhor imaginação. No templo antigo da Vila Xining, sempre foi seu sênior que fazia as refeições. Embora a nutrição não fosse um problema, o sabor que era realmente muito usual.

Ele estava muito satisfeito com essas refeições, mas ele estava ainda mais satisfeito ainda com a expressão de Luoluo. Essencialmente, essas refeições e sua diligência eram sua expressão, suas gentis intenções.

Luoluo estava muito perto dele, querendo passar cada momento ao seu lado. No momento que sua atenção se desviava, essa garota abraçaria seu braço e se enterraria em seu peito, constantemente fungando-o. Ela era como uma gatinha fofa, e se ele não insistisse, ela nem sequer voltaria para o Jardim das Cem Ervas para dormir.

Chen Changsheng tinha apenas catorze anos e não estava acostumado com o respeito e a dependência que Luoluo exibia. Embora ele até agora a tenha confundido por ter cerca de dez anos de idade, mesmo estar tão perto de uma criança do sexo feminino era, inevitavelmente, bastante constrangedor. No entanto, ele viu que esse tipo de sentimento era bom, tão bom que ele estava disposto a suportar tudo.

Mas ainda não havia progresso em seu cultivo. Muitos dias já haviam passado e ele constantemente estava extraindo a luz das estrelas para a Purificação, mas seu corpo ainda não havia sofrido nenhuma transformação. Mesmo alguém com uma maior força resoluta de vontade quanto a dele começaria a duvidar de si mesmo, ou pelo menos, acharia que sua sorte não era tão boa.

Ele não sabia que Luoluo havia dito uma vez a seus membros de clã que ele era uma pessoa que, nem ao menos, precisava de sorte.

A sorte de Luoluo era extremamente positiva, e se alguém falasse em termos de destino, o dela já varreu todos os anteriores — nenhum poderia obstruí-la!

A partir da noite que ela familiarizou-se com Chen Changsheng para reconhecê-lo como professor, e mesmo depois dessas várias dúzias de dias, o final da primavera ainda não havia chegado ao fim. Chen Changsheng a ajudou a encontrar três caminhos de circulação da lídima essência, e ela conseguiu compreender dezessete movimentos da Espada do Vento e da Chuva do Monte Zhong!

Assim quando o tempo começou a parecer como verão, o pré-exame do Grande Exame concluiu-se.

As grandes ruas e os pequenos becos da capital estavam todos vívidos, cheios de inúmeros estudantes de vários lugares do continente, de êxtase ou de tristeza, comemorando com vinho ou afogando suas dores nele. Os restaurantes estavam todos lotados e, embora não fosse noite ainda, os famosos bordéis já tinham ligado suas lanternas coloridas.

Por causa de seus problemas recentes com o cultivo, o humor de Chen Changsheng estava bastante abatido. Ele sabia que ficar em constante estresse não era bom. Sabia que ele precisava relaxar um pouco sua mente. Consequentemente, ele finalmente saiu da Academia Ortodoxa, tendo um metade de um dia extremamente precioso para ver os pontos turísticos. Curiosamente, ou talvez em seu modo de fazer os outros ficarem sem palavras, ele não foi ao Palácio Li para ver aquelas heras que pareciam permanecer na perpétua primavera, nem foi a Ponte da Impotência para contar as pedras. Em vez disso… ele levou Luoluo para a entrada da Rua das Cem Flores e sentou-se ao lado do poço debaixo do beiral para olhar a atividade na rua.

Luoluo sempre obedeceu a cada uma de suas ordens. Não importava o que ele decidisse, ela sempre às seguiu sem uma única queixa. Ela acredita que qualquer escolha que ele fizesse, era a correta. Por mais que fosse absurdo, havia, sem dúvida, um significado mais profundo por trás disso que ela ainda não havia entendido. Só hoje que ela finalmente estava chateada.

“Professor…”

Ela sentou-se em um degrau, olhando o musgo crescendo na borda do poço enquanto ela balbuciava, entediada até a morte e chutou uma pequena folha usando seus pés. Ela originalmente planejava resmungar algumas frases, mas não podia. Ela sentiu que, uma vez que finalmente conseguiram sair para um passeio juntos, os dois não deveriam ir um pouco mais longe? Andar pelas ruas com o professor era uma proposta bastante interessante.

“O que há de errado?”

Chen Changsheng, segurando dois picolés de gelo, disse: “Você não quer comer? Se eu comer dois, meu estômago vai ficar todo virado”.

Luoluo pensou para si mesma, o professor ainda me ama. Como resultado, ela ficou feliz novamente e tirou o picolé de sua mão. Sentando-se ao seu lado, contemplou vagamente o mar de pessoas na rua.

Lambendo o picolé, ela perguntou: “Por que está tão animado hoje?”

Com uma mordida, Chen Changsheng tirou uma pedaço de seu picolé e disse com uma voz abafada: “Ainda agora, quando eu estava comprando os picolés, ouvi alguém dizer que o pré-exame para o Grande Exame acabou de terminar”.

Luoluo abriu os olhos e exclamou: “Ah!”

Chen Changsheng virou a cabeça para olhar para ela, perguntando: “O que há de errado? Está muito gelado?”

Luoluo virou-se para ele e disse com incerteza: “Eu apenas sinto que nos esquecemos de algo”.

Chen Changsheng começou a lembrar seriamente, sua testa franzindo-se cada vez mais, e depois relaxando.

“Eu lembrei, temos que representar a Academia Ortodoxa ao participar do Festival das Heras”.

Sim, o pré-exame para o Grande Exame concluiu-se e o verão havia chegado.

O Festival das Heras estava prestes a começar.

Luoluo perguntou: “Nós temos que ir?”

Chen Changsheng pensou melhor, e respondeu: “Devemos ir.”

Luoluo perguntou: “Mas parece que ninguém veio nos notificar.”

Chen Changsheng respondeu: “Se o Departamento de Educação Eclesiástica esqueceu, então não podemos simplesmente ir.”

Luoluo deu uma boa lambida no seu picolé e disse: “Sim, o que o Professor disser.”


Tradutor/Revisor: Enxarcado



1 – Corrupião-amarelo.

2 – Jin Mei, sobrancelha dourada, parece ser uma variedade cara de chá preto.

3 – (Enxarcado: Hehe, este trecho foi escolhido para um post sobre “as melhores frases das novels segundo os Élderes da Novel Mania”. Link)


Alterar fonte
Cores