ZTJ – Capítulo 26 – Acumulação




Se Chen Changsheng tivesse começado a extrair a luz das estrelas em seu corpo na noite em que ele acendeu sua Estrela Destinada, começando assim o primeiro passo da Purificação, a jovem no Jardim das Cem Ervas ao lado poderia ter usado seu dom para seguir essa sensação ininterrupta e descobrir a existência dele. Se o suor líquido que tinha fluido de seu corpo para o chão não tivesse sido estranhamente derretido no vento e se infiltrado nas tábuas do chão, talvez ela também pudesse encontrá-lo.

O problema era que Chen Changsheng voltou a mostrar sua diferença de temperamento, ou talvez de pensar, quando comparado com uma pessoa comum. Sem hesitação, ele resistiu à tentação de começar a Purificação e voltou direto para a casa para se banhar e dormir. Quanto ao suor, nem mesmo uma única gota do líquido podia ser vista nas tábuas do chão.

No dia seguinte, Chen Changsheng leu atentamente ”Na Purificação” novamente, especialmente as partes em que explicita extrair a luz estelar para o corpo para Purificação. Ele fez ainda mais notas e, ao confirmar que ele tinha uma compreensão firme sobre seus conteúdos, ele saiu para o lago e tirou uma soneca. Somente quando o sol tinha afundado abaixo das muralhas da cidade e a noite estava à prestes a chegar, e confirmou que seu corpo e mente estavam todos em excelente condição, ele finalmente abriu a porta para a biblioteca e começou a Purificação.

Seu sentido espiritual foi emitido no ar, mas não passou pelo telhado da biblioteca nem pelo céu noturno, mas ele sabia que já havia uma ligação misteriosa entre ele e a pequena e distante estrela vermelha. Este não era um sentimento muito vívido. Para ser mais preciso, essa conexão entre ele e aquela estrela não foi percebida de forma alguma por seu corpo ou seu mundo espiritual. Mas ele estava incrivelmente certo de que a estrela estava lá e que ninguém poderia arrancá-la.

Assim como disse o Papa há tantos anos atrás, essa linha realmente existia.

Chen Changsheng fechou os olhos, acalmou sua mente e abriu sua alma. Com base nos métodos descritos no ”Na Purificação”, ele entrou em estado de completo esquecimento, o domínio do relaxamento absoluto, esperando silenciosamente a essência condensada da luz das estrelas para descer pela linha e entrar em seu corpo.

O tempo passou gradualmente. O vento noturno, às vezes, era quente e gentil, outras vezes árduo.

A floresta fora da biblioteca era pacífica. Ontem, os trabalhadores do Departamento de Educação Eclesiástica tinham podado esta parte da floresta, cortando muitos ramos estranhos. Os tocos desencapados dos ramos foram expostos ao ar, transpirando o aroma exclusivo das árvores que era levado pelo vento para lugares distantes.

O aroma transpirado por esses cachos de ramos eram muito fortes por causa de uma substância gelatinosa e quase transparente que estava escorrendo desses lugares. Isso era seiva. A Academia Ortodoxa continha uma variedade de árvores, naturalmente incluindo árvores frutíferas, então esse aroma era bastante perfumado.

Havia uma árvore pagoda[1] extremamente espessa que tinha todos os seus ramos perto do solo cortados. Um desses cortes era extremamente semelhante a uma cicatriz e uma camada grossa de resina havia-se formado sobre ela. Ao ser soprada pelo vento, esta resina começou a fluir lentamente pelo tronco da árvore. Se uma daquelas pessoas que se deleitavam com o matança fosse ver essa visão, eles pensariam que o braço dessa árvore pagoda havia sido cortado e agora estava sangrando. No entanto, sob o brilho de prata das estrelas, a seiva que fluía pela árvore era mais como um doce, um doce xarope.

Depois de um longo tempo, a seiva que parecia mel finalmente chegou ao chão e pingou sobre um punhado de grama verde. Não era possível felizmente, ou talvez cruelmente, capturar um inseto nos estágios iniciais do âmbar, de modo que só poderia tornar-se alimento para esses insetos.

Na biblioteca, uma cena semelhante foi reproduzida.

O brilho emitido por inúmeras estrelas caiu sobre aquela invisível e imperceptível linha e condensou-se em uma essência densa. Então, essa essência começou a escorrer lentamente para o chão. Depois de viajar a alguma distância, a essência ignorou o telhado da biblioteca e, finalmente, caiu sobre o corpo de Chen Changsheng.

O brilho das estrelas era macio e úmido, e a pele do rosto de Chen Changsheng pareceu ser transformada em jade branco. No entanto, no momento seguinte, esse brilho funcionava como areia ou vento caindo pelos dedos, penetrando na pele e desaparecendo de vista. Seu rosto permaneceu como era antes, como se nada tivesse mudado.

Muito mais brilho caiu sob seu corpo. Esse brilho parecia capaz de desconsiderar qualquer obstáculo, passando facilmente por suas roupas e descansando sobre sua pele. No entanto, não parou por aí, e foi penetrando mais profundamente em seu corpo para algum lugar desconhecido.

Os olhos de Chen Changsheng estavam fechados. Ele não viu o brilho entrando em seu corpo e nem sabia que isso tinha acontecido.

Somente quando a luz do início da manhã caiu sobre a capital e os galos começaram a cacarejar, ele finalmente acordou.

Ele estava um pouco excitado, uma excitação que ele raramente sentiu em seus catorze anos de vida. Isso ocorreu porque, se ele conseguisse a Purificação, então ele pisaria no caminho do cultivo. Se ele conseguisse ou não o primeiro lugar no Grande Exame, ele iria obter algum direito de falar sobre seu próprio destino.

Esse tipo de emoção não é boa para o meu corpo, ele silenciosamente disse para si mesmo. Ele usou sua vontade que estava completamente em desacordo com sua idade para se acalmar em um período de tempo extremamente curto. Ele então olhou para as mãos e sua expressão mudou, seus olhos trêmulos de decepção e confusão.

Suas mãos não haviam mudado nem um pouco — estavam tão limpas quanto ontem à noite.

Ele tirou um pequeno espelho redondo do seu peito e olhou para o rosto em seu reflexo. Depois de um momento de silêncio, ele colocou o espelho e ergueu o colarinho para examinar seu corpo. Ele descobriu que nada havia mudado – ele estava tão limpo quanto nos últimos anos.

Uma purificação bem sucedida não deveria ser assim.

Com base nas descrições do ”Na Purificação”, os seres humanos, ao existirem neste mundo, comendo, bebendo e respirando, sempre que eles obtivessem nutrientes, simultaneamente levariam o imundo Qi deste mundo para seus corpos. Assim, o resplendor das estrelas precisava ser extraído para o corpo de modo que a energia mais pura e suave das estrelas pudesse ser usada para expulsar completamente essa imundície do corpo.

Com base nas descrições de seus predecessores, após uma purificação bem-sucedida, o corpo humano expulsaria quantidades maciças de um suor nojento e poderia-se ter um grave caso de diarreia. Somente dessa maneira poderia provar-se que o Qi imundo tinha sido completamente excretado do corpo.

No entanto, o corpo de Chen Changsheng não sofreu uma única mudança.

Ele era ligeiramente obcecado com limpeza e adorava estar limpo, mas agora ele tinha um desejo incomparável de ver gotas negras de suor imundo aparecendo em seu corpo, porque este assunto não tinha nada a ver com limpeza. Não importava como pensasse, ele sentiu que não devia ser assim.

Chen Changsheng olhou silenciosamente pela janela por um longo tempo para o sol nascente.

De repente, ele colocou a parte de trás da mão no chão e esfregou-a com força contra o chão. Só depois de sentir distintamente a dor, levantou a mão e olhou para ela. A parte de trás de sua mão era uma massa de carne avermelhada, com tinges de sangue levemente visíveis. Como resultado, ele sabia que ele não havia conseguido a Purificação.

Quando a luz das estrelas descia, a primeira coisa que tocava era a pele, então nas fases iniciais da Purificação, a pele seria fortalecida primeiro.

Sua pele não era diferente da noite passada.

Chen Changsheng ficou em silêncio pensando. Ele acreditava originalmente que o problema de seus meridianos cortados só resultaria na perda gradual de sua alma, tornando mais difícil no futuro ele converter o resplendor das estrelas em lídima essência para preservar no corpo. No entanto, ele acreditava que, pelo menos, poderia completar o passo da Purificação. Ele não esperava que isso não ocorresse bem.

À medida que a luz da manhã gradualmente iluminava o local, ele se levantou e saiu da biblioteca. Por conta dele ter se sentado de pernas cruzadas durante toda a noite, seu corpo estava um pouco dolorido. Ele caminhou devagar, então, por trás, ele parecia exatamente como uma criança nos estágios iniciais de recuperação de alguma doença grave.

Quando ele voltou para sua casa e olhou para a estupenda bacia de água no fogão, sentiu-se um pouco triste. Com base nos registros no ”Na Purificação”, ele acreditava que, em seu retorno, ele ficaria inevitavelmente coberto de imundície, então preparou água quente com antecedência. De forma inimaginável, ele nem sequer suou uma única gota.

Ele pensou e pensou, no final ele decidiu tomar banho.

Não foi porque ele se sentou no chão durante toda a noite, nem era porque a academia ainda estava um pouco empoeirada.

Seu corpo tinha problemas, o que o deixou profundamente desagradado com seu próprio corpo. Ele sempre sentiu que seu corpo era um tanto imundo.

Sua lavagem diligente de seu rosto, seu amor de sentir-se limpo, e sua obsessão leve com a limpeza, tudo veio disso.

Ele pôs a água quente em uma grande bacia no canto e entrou. Ele cobriu o rosto com uma toalha molhada e apoiou os dois braços nas bordas da bacia, aparentando estar bastante exausto.

Por trás, a toalha molhada subiria ocasionalmente por causa de um suspiro quase imperceptível.

Nesse momento…

Do outro lado da parede, um suspiro pôde ser fracamente ouvido.

Pensou Chen Changsheng, acontece que pessoas tristes podem ser encontradas em todos os lugares.[2]

……

……

Ninguém sabia que Chen Changsheng estava tentando passar pela Purificação. Mesmo aqueles que o viram acender sua Estrela Destinada não sabiam. Comparado com estabelecer a Estrela Destinada, a Purificação era um assunto ainda mais comum. Não importava se alguém estivesse em Purificação ou um grande especialista do Reino da Condensação de Estelar, desde que ele estivesse cultivando, seria necessário realizar esta tarefa noite após noite. Além disso, aquelas pessoas com a capacidade de ver sinais de uma Estrela Destinada estarem acesas também eram impotentes de ver essa linha e eram, naturalmente, ainda menos conscientes de quem estava segurando a outra extremidade.

O auto-fortalecimento dos humanos não tinha um limite superior.

A purificação nunca foi um caso de um dia.

À noite, Chen Changsheng voltou a entrar na biblioteca, sentou-se no chão e continuou tentando.

Para um jovem de catorze anos superar uma sensação de derrota, ele usou uma quantidade bastante pequena de tempo. Para isso, ele teve que agradecer os assuntos que ele já experimentou e os que ele logo estava para experimentar. Claro, provavelmente, era mais correto que ele detestasse esses assuntos.

Ele não tinha tempo para desânimo. Ele poderia incessantemente tentar e perseverar.

Suceda, ou morra por uma causa justa. Essas palavras eram as mais adequadas para descrevê-lo.

Enquanto meditava, inúmeras essências estelares grossas e invisíveis escorriam daquela linha invisível do destino do alto céu noturno. Mais uma vez, elas caíram em seu corpo e se demoraram ao redor dele como o vento da primavera.

Como ontem à noite, este resplendor de estrelas se infiltraou silenciosamente em seu corpo e não pôde mais ser visto.

Este processo persistiu por muito tempo, até que o céu se iluminou e ele acordou.

Ele cuidadosamente examinou as mãos, mas não viu nenhuma mudança. Ele usou as mãos para esfregar a testa, mas não encontrou nenhuma gota de suor. As roupas velhas em seu corpo ainda estavam limpas e secas. O vento da manhã que atravessava a janela balançava levemente as duas mangas.

Ele não entendeu. Mesmo que seus meridianos estivessem danificados, sua pele e cabelo haviam recebido o brilho das estrelas e deveriam ter mudado.

Onde tinha ido o brilho das estrelas?

Ele acreditava que toda a luz das estrelas fluiu no ar e desapareceu.

Ele não tinha ideia de que quando ele fechava os olhos na meditação, o brilho das estrelas passava pelos cabelos e mãos, passava por suas roupas velhas e o punhal na cintura e entrava estranhamente no corpo dele. Nenhuma gota foi perdida.

Assim como os flocos de neve que atravessam o vento e as árvores para cair no chão.

Nem uma única folha conseguia manter um único floco de neve. Esta era uma ocorrência inimaginável.

Mas realmente aconteceu.

No presente, esta floresta ainda era exuberante e verdejante sem uma pitada de branco.

Mas na realidade.

No chão debaixo da floresta, o manto da neve estava gradualmente engrossando.

Esta era uma acumulação.[3]

Chegaria um dia em que se acenderia repentinamente.[4]

Ou talvez, explodiria.


Tradutor: Vaan  |   Editor: Enxarcado   |   QC: Enxarcado



1 – Árvore Pagoda.

2 – (Enxarcado: Testifico o que o nosso menino cabra disse.)

3 – 厚积 = Hòu jī.

4 – 厚积薄发 é uma expressão idiomática chinesa que significa “ascender de forma inesperada com base na acumulação de força”.


Fontes
Cores