ZTJ – Capítulo 182 – Diante de Milhares no Espaço de uma Única Noite



CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                                      PRÓXIMO CAPÍTULO


“Depois de amanhã? Porque esse é o dia em que os rankings serão anunciados? Eu não acho que seja importante. Quem vai usurpar seu primeiro lugar na primeira bandeira?” Tang Trigésimo Sexto o provocou.

Então, de repente, ficou em silêncio enquanto considerava o que acabara de dizer. Ele olhou para Chen Changsheng e disse: “Isso mesmo, você já está na primeira posição da primeira bandeira… Confesso que, no início, eu realmente não conseguia ser otimista a respeito de você. Mesmo quando caminhava junto com Gou Hanshi para o Salão da Limpeza de Pó, eu ainda não acreditava que você poderia se tornar o primeiro lugar da primeira bandeira do Grande Exame. Eu não esperava que conseguisse fazer isso no final de tudo.”

Ele colocou a mão direita no ombro de Chen Changsheng e disse: “Excepcional.” Tudo estava em absoluta quietude na biblioteca. Xuanyuan Po não disse nada, mas a expressão em seus olhos quando olhou para Chen Changsheng comunicou a mesma mensagem.

“Eu tenho incomodado você.”

Chen Changsheng disse sinceramente a Tang Trigésimo Sexto, então se virou para Xuanyuan Po e disse: “Eu tenho incomodado a todos”.

“Todos”, aqui, incluíam Xuanyuan Po, Jin Yulu e naturalmente Luoluo também. Sem essas pessoas, mesmo que pusesse em jogo todo seu esforço, como teria sido capaz de criar tal milagre?

……

……

Depois de deixar a biblioteca, ele voltou para sua casa; Tang Trigésimo Sexto e Xuanyuan Po provavelmente estavam bebendo vinho de arroz. Chen Changsheng estava deitado no barril de madeira, aproveitando o calor da água enquanto pensava no tempo alegre que aqueles dois estavam tendo.

Depois que Luoluo e seus criados saíram do Jardim das Cem Ervas, a porta instalada entre os dois lugares por muito não havia sido aberta, então movera o barril que usava para tomar banho de volta à sua posição original.

Quer fosse no início da primavera ou no frio do inverno, tomar um banho ao ar livre era uma experiência em demasia bela, e também um hábito que desenvolvera depois de tomar banho nas fontes termais perto do antigo templo da Vila Xining.

Ele descansou as mãos na borda do barril, projetando seu olhar para acima do telhado da casa e no céu noturno. Quando olhou ao vasto mar de estrelas e percebeu aquela distante estrela vermelha, ele se sentiu extremamente feliz e em paz.

Os céus acima continham incontáveis ​​estrelas, e sabia que uma delas era completa, calma, silenciosa e definitivamente sua, pois tinha uma conexão singular com ele. Para ele, esse era um sentimento muito agradável.

Ele silenciosamente avançou pelo abismo do desespero, sem companheiros, muletas ou luz do sol para poder ser visto, porém, nunca parou. Finalmente, emergiu da densa névoa e viu a esperança. Este era um sentimento ainda melhor.

Sob a luz das estrelas, um sorriso genuíno apareceu no rosto ainda infantil de Chen Changsheng.

Também sob a luz das estrelas, do outro lado do muro da Academia Ortodoxa, entre os galhos das árvores, nas profundezas da Cidade Imperial, havia um pavilhão solitário e distante, aparentemente existente à parte do mundo. Era o Pavilhão Lingyan.

Quando olhou para o distante Pavilhão Lingyan, o sorriso no rosto de Chen Changsheng gradualmente desapareceu. Ele ficou calmo mais uma vez, assim silenciosamente pensando, estou prestes a conhecê-lo, e espero que nosso encontro seja aprazível.

Neste ponto, o significado desses episódios de chuva outonal no Salão da Limpeza de Pó, o conflito entre as facções novas e conservadoras da Ortodoxia e sua relação com a Academia Ortodoxa, e o que exatamente o arcebispo idoso desejava, todos tornaram-se assuntos sem nenhuma importância. Não mais ponderou sobre os mesmos, nem sequer pensou neles.

Tudo além da vida e da morte era uma preocupação comum ou trivial.

Na manhã do segundo dia, Chen Changsheng ainda acordava às cinco horas, ainda  inspirava e exalava cinco vezes de acordo com a rotina que havia estabelecido. Depois de levantar, ignorou os gemidos de Tang Trigésimo Sexto e os roncos estrondosos de Xuanyuan Po e arrastou os dois de suas camas para a mesa. Ele serviu duas tigelas de mingau e legumes em conserva, e colocou-os sobre a mesa.

Tang Trigésimo Sexto e Xuanyuan Po haviam passado a noite em divertimento bêbados e estavam, atualmente, insuportavelmente fatigados, mas quando sentiram o cheiro dos legumes em conserva e viram o mingau de arroz amarelo, a fome, de repente, voltou. Eles enterraram a cabeça e comeram.

Depois de um tempo, Jin Yulu entrou.

Os três jovens ficaram todos bastante chocados. Afinal, nos últimos meses, o Guardião Jin sempre jantava suntuosamente na casa do portão, e raramente jantava com eles.

“Não me entendam mal. Eu ainda não tenho interesse em refeições sem carne.”

Jin Yulu soltou uma risada sincera. Xuanyuan Po assentiu repetidamente com essas palavras. Como um semelhante demi-humano, ele tinha muita simpatia pelas palavras do Guardião, porém, embora ousasse ficar zangado com Chen Changsheng, ele não ousava exprimi-lo.

Chen Changsheng levantou-se e serviu uma tigela de mingau. Levando a tigela para Jin Yulu, ele perguntou: “Aconteceu alguma coisa?”

Jin Yulu entregou-lhe uma pilha de papéis, engoliu a tigela de mingau de uma só vez e disse: “Começou na madrugada e não parou. Veja por si mesmo como lidar com isso.”

Depois de dizer isso, se virou e voltou para o portão.

Chen Changsheng folheou os papéis. Ao ver a caligrafia e os nomes nos papéis, sua expressão ficou cada vez mais grave, depois confusa.

Essa pilha grossa de papéis consistia completamente em cartões de nomes e listas de presentes. Havia uma lista de presentes do príncipe Chen Liu, presentes dos cardeais do Departamento de Educação Eclesiástica, e até mesmo o sacerdote Xin enviara em particular um presente muito extravagante. Vários ministros do tribunal enviaram seus cartões de visita, Xue Xingchuan entre eles, e quando Chen Changsheng chegou ao fundo da pilha, ele até viu que outros Salões Sagrados além do Departamento de Educação Eclesiástica haviam enviado presentes!

O que estava acontecendo? Chen Changsheng ficou profundamente intrigado e até mesmo Tang Trigésimo Sexto ficou descrente depois de examinar os cartões de nomes e listas de presentes. Os três caminharam até o portão da academia, com a intenção de consultar Jin Yulu, mas encontraram-se com artesãos extremamente ocupados em um ramo de atividade. Em uma curta noite, um portão de academia feito de jade já estava tomando forma, os deixando absolutamente sem palavras.

O primeiro lugar da primeira bandeira de Chen Changsheng estava longe de ser suficiente para causar tais mudanças. Em uma única noite, a capital assumira uma atitude completamente diferente em relação à Academia Ortodoxa. Certamente havia algo de suspeito acontecendo.

Como não conseguiam entender, decidiram parar de pensar nisso. Os três jovens decidiram não deixar a Academia Ortodoxa, e passaram o dia lendo e cultivando na biblioteca como de costume, discutindo e revisando as particularidades do Grande Exame.

Eles discutiram especialmente sobre a batalha final com Gou Hanshi.

Como ele submeteu-se a Abertura Etérea? Chen Changsheng não sabia, mas ainda retransmitiu sua experiência para Tang Trigésimo Sexto e Xuanyuan Po, na esperança de que pudesse ajudá-los quando tentassem entrar no Reino da Abertura Etérea no futuro.

Além disso, nada de especial aconteceu neste dia. Chen Changsheng ocasionalmente olhava para o portão da academia ou para a quieta parede perto do lago, acreditando que Zhexiu poderia aparecer, mas nunca apareceu.

Um dia se passou, e depois uma noite, e então chegou a hora dos rankings do Grande Exame serem anunciados formalmente.

O anúncio formal não foi no Palácio Li, mas na praça em frente ao Palácio do Grande Resplendor. Havia um céu claro hoje, desprovido de nuvens. A luz do sol transbordava por sobre o mundo, afastando todo o frio do início primaveril, e o tempo ficava tão quente quanto o clima no ar.

Os vendedores ambulantes que vendiam banquinhos, sementes de melão e chá nos arredores eram, naturalmente, ainda os mais ocupados; os soldados e oficiais da justiça encarregados de manter a ordem eram os mais problemáticos; e as pessoas da capital que rachavam sementes de melão e conversaram com alguns soldados com quem estavam familiarizadas eram as mais abençoadas. Ver um espetáculo sem ter nada com o que se preocupar era, naturalmente, um evento fortuito.

Um vasto mar de pessoas estava reunido em frente ao Palácio do Grande Resplendor. Milhares e milhares de pessoas da capital e turistas das províncias vizinhas formavam uma densa multidão, com seus rostos cobertos em evidente excitação.

Um funcionário do Ministério de Ritos vestido em trajes vermelhos de cinábrio estava nos degraus ao norte da praça. Com um livro de linho em mãos, ele anunciou em voz alta o ranking das três bandeiras do Grande Exame.

Ao redor dele havia dezesseis fortes homens vestidos de preto, com chicotes na mão. Toda vez que o oficial dos Ritos anunciava um nome, os dezesseis homens estalavam seus chicotes em uníssono, esse som retumbante ecoava pela praça e suprimia a tagarelice da multidão. Valendo-se desse momento de silêncio, os músicos da corte na varanda no alto dos degraus de pedra tocavam uma melodia para celebrar.

Era uma sequência muito simples, até mesmo monótona, entretanto, por causa do status especial do Grande Exame, a atmosfera ainda estava particularmente animada. Mesmo depois que o anúncio de um nome seguia-se do estalar de um chicote, e depois o som da melodia, o que finalmente ressoava pela praça em frente ao Palácio do Grande Resplendor ainda era o aplauso estrondoso da multidão.

Após o anúncio de cada nome pelo Oficial dos Ritos, aplausos elevavam-se em direção aos céus. Então o examinando que esperava no palácio arrumaria suas roupas e caminharia com a devida etiqueta à frente do palácio para receber os parabéns do povo e os prêmios do Tribunal Imperial da Grande Zhou.

O Grande Exame selecionou quarenta e três pessoas no total. Esses examinandos seguiriam para a frente do salão de acordo com sua classificação, cada um expressando um sentimento diferente em seus cenhos. A maioria dos examinandos foi incapaz de conter sua alegria, enquanto que alguns estavam orgulhosos, seus rostos assim expressando que era natural aquilo. Alguns examinandos estavam calmos enquanto outros estavam nervosos. Havia até alguns usando-se de expressões um tanto desanimadas, insatisfeitos com sua própria classificação.

Apesar de Su Moyu ter sido eliminado no início das partidas por Zhexiu, ele havia conseguido uma ótima pontuação no teste literário. Em última análise, ele mal conseguiu chegar nas três bandeiras, fortuitamente sendo classificado em último lugar da terceira bandeira. Ele se sentiu um tanto triste com o ocorrido, mas não o demonstrou, aceitando aquilo com serena calma.

Examinandos como ele, que já eram famosos, entraram em maior parte nas três bandeiras com poucas surpresas. Zhexiu, no entanto, não entrou entre as três bandeiras, já que não tinha nota na prova literária. Enquanto o Oficial dos Ritos vestido em vermelho continuava a anunciar os classificados, a multidão ouviu os nomes de três estudiosos do Solar Acadêmico, três pessoas da Academia Caçadora de Estrelas, duas pessoas do Monte das Virgens Santas, uma pessoa da Academia do Caminho Celestial, duas pessoas do Templo Seminarial, e, naturalmente, os três jovens especialistas da Seita da Espada do Monte Li.

As pessoas contaram enquanto ouviam e percebiam que este ano era o mesmo dos últimos, com os sulistas ainda aproveitando-se da vantagem. Os aplausos gradualmente se esvaziavam do calor da vida. No entanto, talvez porque a multidão estivesse antecipando o anúncio da primeira bandeira ou talvez porque Tang Trigésimo Sexto fosse muito amado pelas meninas da capital, quando o Funcionário dos Ritos anunciou seu nome, os aplausos em frente ao Palácio do Grande Resplendor atingiram o seu nível mais alto.

Finalmente chegou a hora da primeira bandeira do Grande Exame ser proclamada. Embora as fileiras já tivessem sido decididas há muito tempo, a multidão ainda levantava a cabeça em expectativa. Eles pareciam particularmente excitados, e o falatório gradualmente aumentava em volume sonoro.

O terceiro lugar da primeira bandeira deste ano era do erudito Zhong Hui, do Solar Acadêmico. Zhong Hui era um renomado jovem gênio, classificado em nono na Proclamação do Firmamento Azul, todavia, logicamente, deve ter sido muito difícil para ele chegar a primeira bandeira. No entanto, neste Grande Exame, o grau de Luoluo não havia contado, Tianhai Shengxue logo no início já havia se retirado, Liang Banhu perdeu para seu irmão mais novo Qi Jian, Qi Jian e Guan Feibai perderam um após o outro para Zhexiu, e Zhuang Huanyu inesperadamente perdeu. Depois de adicionar sua pontuação no teste literário, ele acabou por se classificar na primeira bandeira por puro acaso.

O próprio Zhong Hui estava bem ciente de que tinha conseguido entrar na primeira bandeira principalmente através da sorte, e sabendo disso, seu rosto desprovido estava de alegria. No entanto, quando ele recebeu o ruyi[1] incrustado de ouro, ele não se atreveu a agir indiferentemente. Isso porque o anúncio dos nomes da primeira bandeira não estava sendo feita por um funcionário do Ministério dos Ritos, mas por uma figura realmente importante: o primeiro-ministro da Grande Zhou, Yu Wenjing.

Logo depois, Gou Hanshi caminhou do lado do palácio, onde estava, para a frente dele. Seu eu ainda adolescente estava vestido com trajes simples, sua expressão exalava calma e descontração. Ele permitiu que o primeiro-ministro amarrasse um cinto de jade ao redor de sua cintura, agradeceu-o cortesmente e recuou para o lado, sorrindo apenas quando as pessoas da capital explodiram em uma generosa rodada de brados e aplausos.

Logo depois, a praça em frente ao Palácio do Grande Resplendor ficou anormalmente silenciosa. Até mesmo a respiração dos homens empunhando chicotes e o atrito das roupas na multidão soavam, ouvindo-se seu ranger.

Um jovem caminhou pelos degraus de pedra até a frente do palácio.

Inumeráveis ​​olhares o seguiram.


¹-Um ruyi, que significa literalmente “como você gosta”, é uma espécie de cetro que simboliza poder e boa sorte.


Se você gosta do nosso trabalho, da novel e quer nos ajudar,
Não esqueça de Avaliar Ze Tian Ji na Central Novel e deixar seus comentários.
Isso é de extrema importância para nós. Muito obrigado!
dragão


Tradutor: Vaan   |   Revisor: Enxarcado   |   QC:Asura


CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                                      PRÓXIMO CAPÍTULO



Fontes
Cores