ZTJ – Capítulo 15 – Uma Cabra Preta




A maneira como Chen Changsheng andava era muito especial, e o que era especial sobre isso era que não havia nada de especial. Ele sempre levantava seus joelhos a mesma altura, seus passos sempre teriam a mesma distância. Seu olhar era nivelado, capaz de ver longe e prestar atenção ao que estava em sua frente. Seu peito era reto, mas não exageradamente, em vez disso, possuía a robustez natural de um pinheiro. Seus cabelos pretos estavam bem amarrados, não em um coque, mas casualmente com um pano, mas nenhum fio estava fora do lugar. Suas roupas também eram muito comuns, foram lavadas tantas vezes que estavam perdendo a cor e estavam excepcionalmente limpas. Mesmo os sapatos dele estavam livres de imundície. Tudo foi feito com um cuidado especial. Enquanto caminhava, a adaga na sua cintura balançava. Esta adaga também era muito normal.

Nos últimos dias, ele manteve essa adaga na pousada. Hoje foi a primeira vez que a trouxe para fora. Esta arma comum tinha um significado incomum. Depois da conversa com a mulher de meia-idade, se a propriedade do General Divino do Leste realmente quisesse fazer algo contra ele, essa adaga era sua defesa. Era por essa adaga ser muito semelhante à sua pessoa, muito comum, e não atraia olhares. Esqueça ser comparada com armas lendárias como a ‘Divus Geado’, ‘Dimidio’ e a ‘Escama Draconiana’, era até difícil ser comparada com as armas transportadas pelas pessoas da rua. Apenas, o que ela poderia ajudá-lo a fazer?

Fora da pousada, ele não se surpreendeu ao ver o transporte da propriedade do General Divino do Leste. No sol da manhã, as sombrias insígnias da Fênix Sangrenta no eixo da carruagem eram mais claras, quase como se estivesse em chamas. O cavalo de guerra que possuía o sangue nobre de um Unicórnio, ergueu sua cabeça e olhou para o jovem Chen de cima.

Ao passar pela carruagem, agarrou o punho de sua adaga, mas depois de um tempo, soltou seu aperto. Ele parou na frente da janela da carruagem, curvou-se silenciosamente e continuou avançando na direção do sol que nascia. A cortina da janela foi levantada e a mulher de meia-idade olhou para a figura do jovem na luz da manhã, suas emoções eram um pouco complexas.

Chen Changsheng caminhou até a parte norte da cidade. A penúltima escola da lista estava localizada na Rua das Cem Flores. Depois de levar muito tempo para caminhar até lá, ele percebeu com um pouco de espanto que este lugar estava realmente localizado muito perto do Palácio Imperial. De pé na entrada da rua, ele podia ver claramente os majestosos edifícios do clã imperial, até quase cheirar o aroma da história dentro desses salões do palácio.

À medida que avançava mais na Rua das Cem Flores, as suspeitas em sua mente também se aprofundavam. Um lugar tão próximo ao Palácio Imperial realmente escondia uma escola? Mas por que estava tão frio e triste? Finalmente, ele viu o portão principal da escola no final da rua. As paredes de pedra aos lados do portão estavam todas cobertas de hera[1] verde, a luz do sol que penetrava deixava fracas partículas de luz. Não havia nome.

Era esse lugar? Ele queria perguntar a alguém, mas a rua estava muito desolada, muito longe da vivacidade da Academia do Caminho Celestial e da Academia Caçadora de Estrelas. Ele permaneceu ali por muito tempo, mas ninguém passou. Somente o portão da academia, bastante desgastado, serviu como seu companheiro silencioso. Este lugar tão silencioso em um bairro barulhento, tão perto do lugar incomparavelmente nobre que era o Palácio Imperial, parecia ser uma ruína sem vida e sem interesse para ninguém.

Ele caminhou até a parede do portão da academia e usou suas mãos para se afastar a hera densa. Finalmente, viu uma palavra esculpida na parede, a palavra ‘Orto’. A palavra profundamente esculpida já tinha sido brilhantemente colorida, mas há muito tempo foi desgastada por incontáveis ​​anos de tempestades. Mesmo a parede em si mostrou sinais de desgaste.

Quando ele pensou no nome desta escola em sua lista, Chen Changsheng congelou, percebendo que este era realmente o lugar. Ele não podia deixar de ser preenchido com mais perguntas. As escolas anteriores que o Mestre havia escolhido para ele tinham sido as escolas mais famosas e mais notáveis ​​de todo o continente, então, por que essa escola estava tão em ruínas e deserta?

Enquanto pensava em tudo isso, suas mãos continuaram a agarrar a hera, rasgando-a mais uma vez, deixando-o ver a segunda parte da palavra “doxa”. Ele não teve tempo para mais suspiros, com esta ação, a hera que não tinha sido cuidada durante tantos anos, deslizou para o chão com um sussurro, agitando nuvens de poeira.

Chen Changsheng moveu-se para trás com alguns passos para não ser tocado pela hera e pelo pó.

A hera verde caiu, a poeira se instalou, e não levou muito tempo para aquele muro de pedra que não havia sido visto há tantos anos, finalmente revelar sua superfície ao mundo mais uma vez.

Na parede de pedra manchada, duas palavras foram esculpidas.

“Academia Ortodoxa”.

As palavras profundamente esculpidas não tinham muita tinta, apenas o pó acumulado e as folhas mortas deixadas pelas heras no passado. Os cantos das palavras haviam sido até mesmo desgastados pelo vento e pela chuva. Se alguém não examinasse cuidadosamente, seria difícil reconhecer exatamente quais eram essas palavras.

Quando ele encarou o muro de pedra, Chen Changsheng não disse nada por muito tempo, cheio da tristeza do fracasso. Ele colocou seu coração e alma em busca do Dao e raramente experimentou essa emoção. Sim, ele, na verdade, queria simplesmente se virar e sair – mesmo que ele passasse no exame de uma escola tão desolada assim, como poderia ser de alguma ajuda para sua vida?

Ele ergueu a cabeça para olhar o céu e determinou que ainda tinha tempo. Ele decidiu entrar nesta escola em ruínas e dar uma olhada. Se não fosse boa, ele iria para a escola final na lista.

Sua mão pousou no portão e o empurrou suavemente.

Creak.

Depois de muitos anos, o portão para a Academia Ortodoxa foi aberto mais uma vez.

……

……

A carruagem da propriedade do General Divino do Leste estava estacionada fora da Rua das Cem Flores, seu cavalo branco orgulhoso com a cabeça levemente erguida e entediado até a morte. Na carruagem, a mulher de meia-idade não estava tão calma. Seus olhos estavam cheios de uma profunda sensação de confusão e dúvida, enquanto ela murmurava para si mesma: “Porque ele veio aqui?”

Ela estava vivamente ciente de que a escola, no fundo da Rua das Cem Flores, há muito tempo perdeu seu vigor, mas quando pensou em como esse jovem parecia bastante especializado em surpreender os outros, ela não ousou relaxar. Seu dedo bateu ligeiramente contra a janela, indicando que o cavalo branco deveria puxar a carruagem. No entanto, apenas neste momento, uma carruagem galopou por trás e bloqueou sua carruagem de avançar.

A Rua das Cem Flores era muito estreita, mal capaz de acomodar uma única carruagem. Agora que tinha sido bloqueado de forma tão irracional por esta carruagem, a carruagem da propriedade do General Divino naturalmente não poderia avançar. A mulher de meia-idade ligeiramente arqueou levemente suas sobrancelhas, bastante descontente. No entanto, quando pensou em quão perto este lugar era do Palácio Imperial, ela não gritou para a outra carruagem sair.

A carruagem que de repente apareceu era muito baixa e pequena, até um pouco simples e bruta. Um pano azul serviu como uma cortina, e o animal puxando a carruagem também era muito baixo e pequeno. Seu pelo era preto puro e parecia um burro. A mulher de meia-idade ficou um pouco surpresa, zombando silenciosamente, a capital ainda tem alguém que usa um burro para puxar sua carruagem, verdadeiramente lamentável.

A mulher de meia-idade ainda não estava brava, mas o cavalo branco não conseguia mais se segurar. Como um portador de sangue de Unicórnio pode permitir que um pequeno burro preto o bloqueie? Ele ergueu a cabeça furiosamente, querendo se aproximar de forma ameaçadora, mas, neste momento, o animal puxando a carruagem de cortina azul virou lentamente a cabeça e olhou para ele.

Não era um burro preto, mas sim uma cabra preta. Seu pelo era suave como o cetim e claramente não era um ser comum.

A parte mais inimaginável era que seus olhos eram realmente serenos e profundos, frios e indiferentes, como um ser divino que morava acima das nuvens.

Se alguém dissesse que a nobreza deste cavalo veio de seu sangue de Unicórnio, então a nobreza desta cabra preta veio completamente de seu porte. Diante de seus olhos, o cavalo branco era completamente como uma criança travessa, facilmente brava e irritada, enquanto ele era um Imperial que morava acima, vivendo nos salões do palácio e não era contaminado pelo pó.

Esta cabra preta virou a cabeça e olhou para o cavalo branco.

O cavalo branco estava apenas à beira de relinchar de raiva, mas quando viu os olhos frios e indiferentes da cabra preta, ele se acalmou instantaneamente. Seus olhos borbulharam com um medo ilimitado e seus cascos dianteiros ficaram moles. Ele não podia mais suportar o seu corpo pesado, seus joelhos dobraram e seu corpo fortemente bateu contra o chão. Estremecendo por toda parte, ele não se atreveu a se levantar, e parecia estar se curvando a cabra preta como um ministro que se inclinava para o rei.

A mulher de meia-idade saiu correndo da carruagem. Ao ver o cavalo branco ajoelhado, ficou chocada e sem palavras. Ela pensou, este cavalo é o único filho do corcel montado pelo General Divino – ele sempre foi arrogante e tirânico. Quando tornou-se tão covarde? Quando virou a cabeça para a cabra preta, de repente ela se lembrou de alguma coisa. E quando ela virou o olhar para a carruagem de cortina azul, seus olhos estavam cheios de extrema surpresa.

Ela usou sua velocidade mais rápida para se ajoelhar no chão, curvando-se em direção ao carro de cortinas azuis. Seu rosto estava pálido e ela não se atrevia a falar.

Uma voz idosa emergiu da carruagem.

“Eu quero entrar primeiro – a Babá Hua tem alguma objeção?”

Ao ouvir esta voz, a mulher de meia-idade ficou um pouco relaxada. Quando a voz terminou, não era a dama que tinha vindo, mas a babá que servia ao lado da dama. Quanto ao porquê dessa babá saber que ela era apelidada de Hua e que ela era frequentemente referida como Babá na propriedade do General Divino, ela não precisava refletir, porque o conhecimento sobre qualquer coisa era apenas certo e esperado.

A ocupante da carruagem de cortinas azuis também era uma babá, mas, quando comparado com a babá da propriedade do General Divino, essa babá era muito mais famosa, a babá mais famosa de toda a capital. Mesmo o Lorde Zhou Tong, cujo nome resultava medo em todos os membros do clã imperial, grandes ministros e Generais Divinos, teria que espremer um sorriso na frente dessa babá. Apenas o que ela considerava?

“Essa humilde serva não a reconheceu. Meus pensamentos foram profundamente desrespeitosos, e peço o perdão da Babá. ”

A voz da mulher de meia-idade tremia ligeiramente. Ela já decidiu não gritar, e agora não podia deixar de sentir-se sortuda. Mesmo assim, ela não se atrevia a esconder as intenções malignas que ela tinha, porque de acordo com os rumores, esconder qualquer coisa perante essa cabra preta era o mesmo que ir à procura da morte. Além disso, ela estava vivamente ciente de que apenas agindo dessa maneira poderia apaziguar essa babá.

Se não fosse o fato de que a propriedade do General Divino do Leste esteve sempre perto da dama que esta babá servia, ela nem teria se atrevido a explicar. Ela simplesmente cortaria o braço direito para corrigir seus crimes.

A babá da carruagem de cortinas azuis perguntou: “Você veio olhar aquele jovem?”

A mulher de meia-idade não se atrevia a levantar a cabeça, apenas respeitavelmente gemia em resposta. Apenas neste momento ela confirmou que a dama do palácio sabia desse assunto o tempo todo.

A babá continuou: “Então, a partir de hoje, você não precisa mais olhar ele.”

A mulher de meia-idade ficou um tanto chocada. Com uma voz baixa e trêmula, ela pediu: “Peço que a babá me explique.”

A voz da babá não era emocional. “Quando eu ajo, tenho que dar satisfações a você?”

A mulher de meia-idade tocou sua testa no chão, sem ousar dizer uma palavra a mais.

A cabra preta olhou para ela, então virou-se e puxou a carruagem de cortina azul nas profundezas da Rua das Cem Flores.

Só depois de um longo tempo, a mulher de meia-idade se atreveu a levantar a cabeça, o rosto ainda estava pálido.

O que quer que a babá na carruagem fizesse, na verdade, não exigia nenhuma explicação para ninguém, mesmo que a outra parte fosse a propriedade do General Divino.

Porque ela era a babá que servia ao lado da Senhora Mo Yu.

……

……

Os edifícios da academia ainda apresentavam sinais fracos de sua antiga magnificência. Era apenas que todos estavam arruinados sem nenhum sinal de habitação.

Chen Changsheng estava de pé junto a um lago, olhando as ervas em excesso aos seus pés em silêncio. Ele decidiu entrar e dar uma olhada porque ele lembrou dos registros desta Academia Ortodoxa nas Escrituras doDao. Para poder usar Ortodoxo como um sufixo, esta academia, naturalmente, tinha uma longa história. Já tinha sido incomparavelmente poderosa e criou inúmeros indivíduos extraordinários, mas… como se transformou nisso?

A superfície do lago suavemente ondulou. O lugar estava quieto e parado como os edifícios antiquados. Não havia uma única pessoa aqui.

Ele tinha muitas perguntas, mas ele não sabia para quem deveria dirigi-las.

Neste momento, um som veio de trás dele.

Ele virou a cabeça e viu uma cabra preta.

Esta era uma cabra preta que emanava uma aura estranha.

Se uma pessoa normal, neste ambiente morto e parado, visse esse tipo de cabra preta, eles se sentiriam subconscientemente um pouco com medo e pelo menos tentariam evitá-la, mas Chen Changsheng não. Ele realmente gostou desta cabra preta. Isso ocorreu porque esta cabra preta estava muito limpa, assim como ele. Ele puxou uma grama da costa do lago, tirou um lenço da manga, secou o orvalho da grama e depois ofereceu-o para a cabra preta.

A cabra preta olhou-o silenciosamente, inclinando a cabeça. Ela parecia confusa, imaginando exatamente o que ele queria fazer.

Ninguém nunca alimentou esta cabra preta com grama antes.

Não importasse se fosse o Príncipe Chen Liu ou o Príncipe Herdeiro, ninguém ousava alimentá-la com grama.

Todos no palácio sabiam que ela só comeria frutas arrancadas pessoalmente pela Senhora Mo Yu.

“Coma, não há orvalho, você não terá indigestão.”

Chen Changsheng olhou para a cabra preta, agitando a grama na mão enquanto falava com fervor.

A cabra preta entendeu a intenção desse jovem e a expressão em seus olhos mudou sutilmente. Parecia que estava olhando para um idiota.

Claro, Chen Changsheng não entendeu, então ele ainda ofereceu a grama em suas mãos.

A cabra preta estava um pouco cheia, mas por algum motivo o Qi desse jovem tornou-se um pouco acolhedor para ela.

Ela hesitou por alguns instantes, depois deu um passo à frente, assegurando-se da natureza desse jovem. Ela baixou ligeiramente a cabeça, pegou alguns talos de grama da mão de Chen Changsheng e lentamente começou a mastigar.

Sob uma árvore próxima, uma velha senhora que segurava uma bengala de madeira feita de álamo-amarelo estava assistindo essa cena. As rugas em seu rosto tremiam fracamente, assim como a grama ao vento.

Mesmo quando a Imperatriz anterior sufocou o então príncipe herdeiro até a morte, ela não ficou tão chocada.


Tradutor: Vaan   |   Editor: Martins   |   QC: Enxarcado



1. Designação para várias plantas trepadeiras.


Fontes
Cores