ZTJ – Capítulo 126 – Mudanças Maravilhosas



CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                    PRÓXIMO CAPÍTULO


A espessa e ilimitada neve silenciosamente caía. Tudo em torno do poço ficou em silêncio. As árvores da Nova Ponte Nortenha haviam derramado todas as suas folhas, os ramos cobertos de neve pareciam sentinelas que usavam lanças. A Imperatriz Divina, com suas mãos atrás de suas costas, contemplava na direção da distante Academia Ortodoxa. Depois de um período de silêncio, ela perguntou: “O Grande Exame está prestes a começar. O que você acha?”

“Sua Santidade, o Papa, cumpriu com a vontade da Imperatriz e trouxe a Princesa Luoluo para o Palácio da Educação, e desde então não mostrou nenhuma outra posição.”

Mo Yu olhou para o perfil da Imperatriz e suavemente disse: “Na verdade, minha visão é que o método mais simples é, meramente, matar Chen Changsheng, que nos livrará de muitos problemas.”

Depois que a Imperatriz Divina disse sua posição, ninguém ousou causar qualquer perturbação sobre a Academia Ortodoxa. No entanto, Mo Yu não pensou que a Imperatriz desejasse exibir sua temperamental mente compreensiva a respeito deste assunto, mas queria que aquelas pessoas que se escondiam atrás da Academia Ortodoxa acordassem. A Imperatriz compreendia tudo no mundo, e apenas ela fez essa pergunta à Mo Yu, presumivelmente porque queria saber sua posição a respeito. Assim, a postura de Mo Yu teve de ser suficientemente firme.

Para sua surpresa, a Imperatriz Divina não mostrou nenhuma satisfação em sua fria e resoluta posição. Ao contrário, seus lábios arquearam-se para um sorriso zombeteiro. “Quão tedioso é essa maneira de fazer as coisas? Além disso, se ele for morto, como você poderá dormir pacificamente? Afinal, o perfume no travesseiro e a cama acabarão por se dispersar.”

Mo Yu ficou levemente em pânico com estas palavras, pensando consigo mesma, como explicarei tal situação?

A Imperatriz Divina não lhe deu chance de explicar. Ela se virou para olhar Mo Yu, com um sorriso no rosto. “Na noite do Festival das Heras, foi você quem o segurou dentro do Palácio Tong?”

Mo Yu, de repente, descobriu que o frio de hoje perfurara seus ossos. Não ousando mostrar qualquer hesitação, respondeu: “Sim.”

A Imperatriz Divina já não olhava para o poço enquanto observava: “Este é um bom lugar.”

Mo Yu não se atreveu a dizer nada mais. Ela respeitosa e humildemente abaixou a cabeça, pegou a mão da Imperatriz e começou a caminhar em direção ao Palácio Imperial.

Ela aprisionou Chen Changsheng no Palácio Tong durante a noite do Festival a pedido de um indivíduo poderoso. Quanto a como Chen Changsheng conseguiu escapar, e se ele realmente desceu ao fundo da lagoa fria e encontrou aquele “tabu”, Mo Yu não tinha ideia, nem se atreveria a descobrir. Independentemente, era tudo por causa dela.

A Imperatriz não disse se estava satisfeita ou descontenta com os planos de Mo Yu, porém, como havia mencionado, era um aviso.

Toda a Grande Dinastia Zhou sabia que Mo Yu era a segunda mulher mais poderosa do mundo, do qual possuía uma inimitável glória e riqueza, e poder que atingira o sustentáculo celestial. De vez em quando, colocaria um pouco de maquiagem vermelha em sua testa, fazendo com que aquela moda que permanecera latente durante séculos se levantasse novamente, mas estava bem ciente de que tudo isso havia sido concedido, consentido pela Imperatriz.

Uma vez que a Imperatriz começasse a duvidar dela, perderia tudo e morreria sem um túmulo.

A tempestade de neve de hoje estava extremamente fria. Os dedos da mão que davam suporte a Imperatriz eram em demasia brancos, e seus lábios, eram pálidos, completamente desprovidos de sangue.

……

……

Chen Changsheng acordou em sua cama na Academia Ortodoxa.

Seu rosto estava incrivelmente pálido, assim como seus lábios, ambos com falta de cor de sangue.

Mas seu corpo estava coberto por sangue, de seus ombros ao peito até mesmo sob suas unhas. Tudo estava incrustado em sangue seco. Contra os alvos lençóis brancos, sua imagem representava uma cena particularmente impressionante e aterrorizante.

Abriu os olhos e olhou para o teto em silêncio. Só depois de cinco suspiros terem passado e a mesma gradualmente estabilizado, lentamente virou-se, com sua mão esquerda segurando a borda da cama enquanto lentamente sentava-se.

Sentou-se ao lado da cama e fez mais cinco suspiros, esperando que seus batimentos cardíacos gradualmente se normalizassem antes de subir e caminhar até o espelho.

Observou aquele jovem coberto de sangue no espelho por muito tempo.

Ele ainda estava vivo; era, verdadeiramente, um sentimento deleitável.

Deu um passeio ao redor da morte e depois voltou ao mundo dos humanos — de fato, um sentimento verdadeiramente excelente.

Não conseguiu lembrar claramente do que aconteceu na caverna subterrânea, só que, uma vez que a radiação estelar começou a queimar, seu sentido espiritual acabou por se precipitar em um abismo. Dentro deste abismo não havia nada além de chamas ardentes, fumaças escaldantes, lágrimas horrorosas, dor insuportável e também desespero.

Sentiu como se estivesse em um sonho, mas sabia que tudo fora real. Ele ainda estava um pouco distraído, subconscientemente levantando a manga e cheirando. Suas roupas estavam manchadas de sangue e, embora não conseguisse cheirar nenhum dos seus aromas pungentes, ainda era difícil suportar para alguém que amava a limpeza como ele.

Ele pensou que esse sangue era todo seu, mas essa ideia não tornou a visão mais suportável. Assim, tomou banho, lavando-se muitas vezes antes de finalmente conseguir concluir que todo o sangue tinha sido retirado. Tirou uma grande toalha e secou os restos de água, depois caminhou na frente do espelho, com a intenção de abrir a janela e deixar entrar um pouco do limpo ar invernal.

Ao caminhar em frente ao grande espelho, de repente, parou e examinou seu reflexo.

No espelho, a metade superior nua do jovem parecia muito comum, normal. Todavia, descobriu alguns aspectos incomuns.

Neste mundo, havia poucas pessoas como ele que tinham uma profunda compreensão de seus próprios corpos. Por causa de sua doença, sempre prestou especial atenção a todos seus aspectos corporais. Lembrou muito claramente que deveria ter havido uma cicatriz no braço esquerdo quando seu sênior deslizou sua mão enquanto fazia moxabustão[1]. Agora, no entanto, essa cicatriz desaparecera, deixando a pele de seu braço esquerdo completamente lisa.

Só agora notou que sua pele tornara-se muito mais suave, semelhante a de uma criança recém-nascida. O que o confundiu ainda foi que havia sofrido feridas graves, mas não conseguiu encontrar nenhuma cicatriz em seu corpo. Até suas velhas cicatrizes desapareceram, reduzindo-se até o menor arranhão.

Isso era, possivelmente, a Purificação? Ora, quando absorvera a radiação estelar daquela distante Estrela Destinada desde a primavera até agora que transformou-se em lídima essência, uma parte dela também o ajudou a ter sucesso com a Purificação?

Ele não experimentou nenhum êxtase no cumprimento de seu ansioso desejo. Estava, no presente momento, sobremaneira intrigado, ainda disperso em um deslumbramento ensimesmado.

Olhou para aquele jovem no espelho, do qual, em seguida, fez sua testa franzir-se em reflexão.

O pensar era o melhor método para acalmar-se e despertar-se de um estupor. Gradualmente ficou mais esclarecido e começou a se lembrar rapidamente dos acontecimentos passados. Somente no final lembrou que, antes de cair inconsciente, ele deveria ter estado na fria caverna subterrânea em frente ao Dragão Negro. Em qual momento em que, quando acordou, estava de volta na Academia Ortodoxa?

Olhou para a toalha úmida e esfregou ela em suas mãos, confirmando que a umidade era real.

Caminhou até a janela e olhou para as paredes do Palácio Imperial nas profundezas da floresta, pensando para consigo, esse lago é por onde eu saí da caverna subterrânea. Se não fosse pela Cabra Preta ter pensado em alguma maneira de trazer-me de volta à Academia Ortodoxa, a única outra possibilidade seria a mulher de meia-idade. Afinal, quem é ela?

O que aconteceu lá embaixo? Por que ainda estou vivo? Será que, realmente, obtive a Purificação?

Ele permaneceu por muito tempo em silêncio na janela antes de finalmente tomar uma decisão. Voltou para sua cama, tirou a roupa de cama e sentou-se com as pernas cruzadas sobre a mesma. Ao fechar os olhos, entrou em Meditação Introspectiva.

Lá estava o abismo de chamas e desespero que havia surgido de sua Meditação Introspectiva. Ele havia sobrevivido, porém, agora, mergulhara diretamente na Meditação Introspectiva. Además, era verdade que viver era um assunto de extrema importância para ele, entretanto, não podia viver uma vida confusa. Ele precisava entender exatamente qual era a sua dada situação.

Seu sentido espiritual entrou em seu corpo e mais uma vez começou a vagar. No entanto, com sua experiência, sua perambulação não era mais uma pesquisa sem objetivo, contudo, era mais como uma patrulha ao redor de seu território. Não demorou muito para que seu sentido espiritual alcançasse aquela vasta planície de neve. Do alto, olhou para baixo.

Enquanto seus olhos estavam fechados, seus cílios suavemente agitaram-se, e seu rosto empalideceu-se como a neve.

Estava muito nervoso, preocupado que seu sentido espiritual faria o mesmo que antes, que desceria para as planícies nevadas e provocaria um desastroso incêndio.

Mesmo alguém com uma vontade tão inabalável quanto a dele não teria vontade de experimentar esse tipo de dor novamente.

Felizmente, desta vez, o seu sentido espiritual não desceu, nem aconteceu outra coisa imprevista.

A vasta planície de neve permaneceu como a mesma anteriormente o era. Seu sentido espiritual percebeu que um canto desta planície estava queimando, que estava transformando-se em dezenas de minúsculos córregos que fluíam para o sul, umidificando os resíduos desolados em sua jornada. No entanto, a magreza desses fluxos e cordilheiras rachadas significavam que os fluxos não podiam se formar em um sistema fluvial.

Esses finos fluxos provavelmente são lídima essência. Devido às circunstâncias especiais de seus meridianos, era impossível que essas correntes se ligassem da mesma forma que cultivadores normais, então a mesma só poderia existir em uma área pequena.

Chen Changsheng abriu os olhos e começou a pensar.

Superficialmente, suas circunstâncias atuais eram bastante semelhantes às de Luoluo, entretanto, na verdade, havia uma grande diferença.

O corpo de Luoluo estava repleto de uma quantidade excessiva de lídima essência, mas por conta dos meridianos dos demi-humanos serem diferentes dos humanos, assim sendo demasiado simples, era muito difícil cultivar nos métodos humanos. A quantidade de lídima essência que ele possuía era ridiculamente pequena e todos os seus meridianos foram cortados, tornando ainda mais difícil cultivar. Mas havia algumas áreas de sobreposição entre os dois.

Com relação a questão de seus meridianos, passou anos considerando esse problema, permitindo-lhe, assim, resolver as dificuldades de Luoluo no curto espaço de alguns meses. Além disso, no processo de resolver o problema dela, ele também estava fazendo preparativos para resolver seus próprios problemas. Há muito fizera preparativos quanto a como deveria cultivar.

Sim, havia verdadeiramente pouca lídima essência em seu corpo, e seus meridianos realmente estavam todos rompidos, mas isso não significava que não conseguisse cultivar.

Ele caminhou até a janela, com os olhos fixos sobre aquele ninho de nuvens conspícuo que crescia pelo lago. Depois de ajustar sua respiração por algum tempo, agarrou o punho de sua adaga.

Com um ‘zing’, a adaga deixou sua bainha, e uma intenção de espada incorpórea deixou a janela do segundo andar e projetou-se à uma árvore.

A primeira posição da Espada de Vento e Chuva do Monte Zhong: Ruptura Crescente.

No entanto, ele não moveu sua lídima essência de acordo com o método da Espada do Vento e Chuva do Monte Zhong, mas usou o método imitado que ensinara a Luoluo.

Esta era a primeira vez que Chen Changsheng usava lídima essência. A partir deste momento, começou a considerar-se um cultivador, um praticante do Dao.

Qualquer outra pessoa que tivesse experimentado o que ele experimentou, seria dominado com extrema alegria — tal seria a emoção que lágrimas rolariam rosto abaixo, mas não aconteceu com ele. Assim como quando confirmou que sua lídima essência estava fluindo por seu corpo agora, estava tão calmo que parecia menos que um jovem de quinze anos do que um cultivador sênior beirando os quinhentos anos de idade.

Cultivação nunca foi seu objetivo, apenas seu método. Também imaginou esta presente cena inúmeras vezes, pensou tanto que já havia ficado entorpecido com a mesma.

Quando a intenção da espada rasgou o ar, seu rosto instantaneamente palpitou e começou a gemer em dor.

O distante pinheiro nem sequer foi tocado, mas a varanda de pedra além da janela, quebrou, disparando vários fragmentos de pedra como flechas na sala. Com várias batidas dispararam-se contra as paredes enquanto que, um deles, atingiu seu braço esquerdo.

Ainda havia alguns problemas ao usar o método que ensinara a Luoluo. Ele tinha que encontrar uma nova rota. Esta não era uma tarefa fácil.

Chen Changsheng sacudiu a cabeça e examinou seu corpo, preparando-se para tirar um pouco de medicamento e fazer um curativo no seu braço esquerdo.

Embora sua lídima essência fosse fraca — assim fazendo difícil mostrar a verdadeira força da Espada do Vento e Chuva do Monte Zhong —, ainda era um golpe impulsionado pela lídima essência. Esses fragmentos de pedra não eram menos poderosos do que flechas comuns. Eles conseguiram penetrar profundamente na parede, de modo que naturalmente puderam ferir seu braço esquerdo.

Eu devo ter mais cuidado no futuro, advertiu-se.

Logo percebeu que seu braço esquerdo nem sequer estava ferido, nem mesmo um único fio de cabelo fora prejudicado.


Da história milenar, originária do norte da China, moxabustão — 灸 — jiŭ significa, literalmente, “longo tempo de aplicação do fogo”, é uma espécie de acupuntura térmica, feita pela combustão de ervas.


Se você gosta do nosso trabalho, da novel e quer nos ajudar,
Não esqueça de Avaliar Ze Tian Ji na Central Novel e deixar seus comentários.
Isso é de extrema importância para nós. Muito obrigado!
dragão


Tradutor: Vaan   |   Revisor: Enxarcado


CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                    PRÓXIMO CAPÍTULO



Fontes
Cores