ZTJ – Capítulo 125 – Maquiagem Vermelha



CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                           PRÓXIMO CAPÍTULO


O Palácio Etéreo era seu coração.

Toda a luz estelar que Chen Changsheng reuniu durante essas muitas noites despencou em torno de seu Palácio Etéreo, acumulando-se gradualmente e silenciosamente.

Ao entender a dada situação, o Dragão Negro mostrou ainda mais choque em seus olhos.

Chen Changsheng absorvera a luz estelar à Purificação todas as noites e ainda não obtivera nenhum resultado, obrigando-o finalmente a resolver-se a assumir um risco enorme e a tentar a Meditação Introspectiva com antecedência. No entanto, desconhecia completamente que toda a luz estelar que absorvia em todas as noites penetrava no seu corpo e caia fora de seu Palácio Etéreo, que levemente batia em sua porta todas as noites.

Ele não estava na Purificação, mas passou diretamente pelo Reino da Meditação e foi ao Reino da Abertura Etérea!

Quantas noites aconteceu desde que ele primeiro acendeu sua Estrela Destinada?

O Dragão Negro olhou para o jovem colapsado em sangue, cuja respiração estava prestes a parar, do qual achava-se tão nervoso que quase esqueceu-se de respirar.

……

……

Desde que os Tomos Celestiais caíram neste mundo, nunca houve ninguém que cultivasse como Chen Changsheng. Ocorreu isso por conta de que poucas pessoas tinham sua constituição corporal imaculada, e também havia muitas pessoas que viviam sob a sombra da morte todas as noites e que possuíam uma perseverança e vontade inimagináveis. Mesmo que alguém possuísse todos estas dificuldades, as mesmas não possuíam a mesma sorte qu’ele.

No desfortúnio, ele poderia morrer. Mesmo que tenha saltado diretamente após os dois reinos da Purificação e Meditação, e conseguido entrar na Abertura Etérea, ele ainda morreria. Não poderia haver engano com os reinos de cultivo que tinham sido desenvolvidos através da soma do conhecimento da humanidade. Era simplesmente impossível pular os reinos de cultivo anterior, e um cultivador que não havia conseguido a Purificação nunca poderia resistir à energia liberada quando a radiação estelar se convertesse em lídima essência.

O coração de Chen Changsheng ainda estava batendo com força, mas cada vez menos sangue estava saindo dessas veias danificadas. Com os olhos bem fechados e rosto pálido, ele parecia um cadáver.

O Dragão Negro silenciosamente olhou para ele, pois encontrava-se em seus olhos uma turbulência de emoções: luta, hesitação, falta de vontade.

Sabia que isso era a boa sorte de Chen Changsheng.

Chen Changsheng estava à beira da morte, e nem a mais rara das panaceias[1]
¹ poderia salvá-lo agora. Nem mesmo a aparição pessoal de um Santo como o Papa poderia salvá-lo, mas o Dragão Negro poderia.

Em todo o mundo, apenas um método existia para salvar Chen Changsheng.

O Dragão Negro hesitou e lutou por muito tempo. Quando pensou em seu amargo encontro com a humanidade que o levou a ser preso por vários séculos, ele realmente desejava virar-se, sair e esperar que Chen Changsheng morresse.

Por apenas um jovem humano, teria ele que pagar um grande preço?

Mas… não tinha sido fácil ganhar, finalmente, tal chance na vida.

Além disso, ainda precisava dele para ajudá-lo com algo.

Além disso, Chen Changsheng foi a primeira pessoa que, na verdade, conheceu nas últimas centenas de anos de existência.

Talvez sua única chance na vida fosse, na verdade, sua própria chance na vida?

O Dragão Negro pensou silenciosamente, mas não conseguiu ver que era verdadeiramente apenas uma desculpa para salvar aquele jovem humano.

Depois de algum tempo, ele finalmente tomou uma decisão.

O Dragão Negro flutuou na frente de Chen Changsheng e soltou um profundo rugido. Com esse rugido, uma escama entre os olhos do dragão brilhou.

Ele levantou a garra direita e aproximou-se lentamente desta escama.

‘Squelch.’

Esta escama dracônica quebrou-se.

Sangue fluiu desta pequena ferida.

Era o verdadeiro sangue do dragão.

‘Splash.’

O sangue do dragão derramou-se do ar escuro e caiu no chão, molhando o corpo inteiro de Chen Changsheng.

……

……

Era apenas uma ação simples, mas pareceu consumir toda a força do ser. Essa quantidade de sangue foi suficiente para imergir por inteiro o corpo de Chen Changsheng, mas em comparação com o tamanho maciço do corpo do dragão, não era muito. Todavia, por algum motivo, rapidamente o enfraqueceu.

O Dragão Negro desceu lentamente ao chão, seus bigodes que, sem vida, vagavam no ar. Então, o corpo ligeiramente torcido e maciço do dragão tornou-se completamente desprovido de vitalidade, transformando-se em uma cordilheira que, silenciosamente, dormia.

Logo depois, um evento incrivelmente místico ocorreu.

Escamas Dracônicas friccionaram-se contra o chão gelado, farfalhando tal como o desmoronamento de metal ou pedra.

O Dragão Negro estava ficando cada vez mais curto! Lentamente ficava menor!

A cordilheira negra adormecida gradualmente se tornava apenas um pico montanhesco!

O Dragão Negro continuou a encolher!

O cume da montanha transformou-se em uma pequena protuberância no chão.

Essas escamas cobertas de gelo e poeira transformaram-se em um vestido rústico e preto!

Em um intervalo mínimo de tempo, uma mão lentamente emergia do vestido, uma mão branca e macia.

Esta mão sobrepôs-se no chão e ligeiramente fez força contra o mesmo, para apoiar seu corpo.

Sob o vestido preto estava uma pequena menina.

Uma garota fartamente bela.

O rosto da menina era frígido, suas pupilas eram como duas fendas. Era naturalmente encantadora e, embora fosse muito jovem, emitia um sentimento de extrema insensibilidade.

Entre seus olhos havia uma linha vermelha, como se algo estivesse quebrado lá.

Era uma ferida difícil de se curar, mas era demasiado bela, assim como o tipo de maquiagem que fora muito popular na capital da Grande Zhou vários séculos atrás.

Ela não conseguiu se levantar, já que estava atualmente muito fraca e esgotada, mas também porque duas correntes finas estavam amarradas aos tornozelos.

Essas cadeias estavam cobertas de ferrugem e estendiam-se à escuridão, para serem mantidas pelo aperto mortífero dos retratos desses dois lendários Generais Divinos no muro de pedra.

Olhou para Chen Changsheng entre o sangue e disse com uma expressão sombria: “Se você trair-me, vou superar meu desgosto e comer você.”

Falou com tamanha indiferença e compostura, mas também com uma convicção indubitável.

Falava em linguagem humana, sua voz era melodiosa e agradável de ouvir, uma boa combinação para sua aparência terna e primaveril. Ela parecia em todos os sentidos como uma pequena menina.

Na realidade, em termos de idade humana, acontecia de ela ter treze ou catorze anos.

……

……

O corpo destruído de Chen Changsheng estava coberto de sangue.

Mas agora não estava claro qual era o seu próprio sangue e qual era o do dragão.

Ele estava encharcado no sangue da menina.

O lídimo sangue draconiano estava, lentamente, reparando seu corpo.

Essas veias explosivas estavam visivelmente fechadas. Sua pele esfarrapada estava lentamente tornando-se suave uma vez mais sob a luz das Pérolas Noturnas. Quanto aos ossos quebrados e órgãos internos danificados, eles naturalmente exigiam mais tempo, mas era evidente que tudo estava sarando.

Seu rosto ainda estava pálido, mas sua respiração estava se estabilizando gradualmente.

A garota vestida de preto olhou para ele e o ficou olhando por muito tempo.

Só depois desse longo período de tempo, pôde confirmar que Chen Changsheng viveria, que sua gota de precioso sangue draconiano não havia sido desperdiçada. Ela não podia mais suportar seu corpo fraco e caiu em um extenuante sono.

Chen Changsheng dormiu em frente a ela na piscina de sangue.

Os dois deitaram no espaço frio, dormindo um na frente do outro.

O vapor lentamente vagava enquanto os pedaços de corais sangrentos estavam espalhados pelo chão.

Tudo era sangue, todavia aparentava-se como uma cena do paraíso que era o Reino Divino.

……

……

Vento e neve cobriram o céu, e este lugar, fora do Palácio Imperial, estava quieto e deserto.

Dois Mastins Tibetanos brincavam alegremente na neve, saltando para todos os lados. Somente a luz fria que projetava-se de seus olhos poderia fazer com que as pessoas se lembrassem de quão selvagens e terríveis eram esses seres.

A empregada do palácio segurou suas coleiras e ficou ao lado deles, mostrando em sua face um tédio mortífero. Um floco de neve passou por seu rosto, sobre o qual uma pitada de maquiagem vermelha ainda podia ser vista no centro de sua testa. Inesperadamente, era Mo Yu. Ela, originalmente, era uma empregada palaciana e, se não fosse reconhecida pela Imperatriz Divina, seu único destino como descendente de um funcionário criminal seria sofrer em algum frio e remoto palácio até morrer.

Uma figura apareceu gradualmente na neve e Mo Yu sorriu enquanto caminhava para recebê-lo.

A Imperatriz Divina não prestou atenção aos Mastins Tibetanos prostrados expressando sua humildade e medo, e caminhou inexpressivamente em direção do poço.

Depois de um momento, suas sobrancelhas levemente arquearam-se e viu-se sem palavras. Ele ainda conseguiu sobreviver neste estado?


Panaceia é um remédio que pode curar todas as doenças.


Se você gosta do nosso trabalho, da novel e quer nos ajudar,
Não esqueça de Avaliar Ze Tian Ji na Central Novel e deixar seus comentários.
Isso é de extrema importância para nós. Muito obrigado!
dragão


Tradutor: Vaan   |   Revisor: Enxarcado


CAPÍTULO ANTERIOR                                                                                           PRÓXIMO CAPÍTULO



Fontes
Cores